~bolchevique

bolchevique
— may your god deny you +
Nome: ܟf̤υc̤k̤i̤n̤g ̤m̤e̤s̤s ̤s̤o̤m̤etimes || ̷p̷o̷k̷é̷m̷o̷n̷ τrainer™
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Solidao, Pernambuco, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

1892: Arthur Vandenbulcke


Postado

(Luna Lovegood)
Nome completo:
Arthur Vandenbulcke

Idade:
Onze

Apelido:
Seus amigos mais próximos o chamam de Cookie, sendo que para o resto das pessoas, não tem um apelido propriamente.

Sexo:
Masculino

Sexualidade:
Heterossexual

Casa:
Sonserina



Data de aniversário:
14/02/1880

Signo:
Aquário ♒

Aparência:

11 anos: Logan Lerman

Arthur nunca era o menor da classe, sempre entre os mais altos, lá estava o garoto com sua altura de 1,49; realmente parece ser mais velho pela altura, porém sua face ainda é muito infantil, com os dentes separados, grandes e tortos. Seus olhos azuis encantadores fincam-se nos das pessoas com as quais fala, hipnotizando por sua beleza; Arthur acredita que são azuis, embora pareçam verdes em certas ocasiões, e que as pessoas o contestem sobre sua verdadeira cor. Arthur possui cabelos escuros, castanhos e lisos, caindo sobre sua testa e tocando os ombros, macios e em muita quantidade.






14 anos: Logan Lerman

Arthur ganhou a altura de 1,68. Seus cabelos ainda estão no mesmo corte, caindo sobre a testa; seus dentes levemente tortos, afastados, foram corrigidos com o tempo, e o garoto ganhou um porte mais atlético. Sua beleza chama a atenção.




17: Logan Lerman

Seus cabelos continuam no mesmo estilo, caindo sobre a testa, porém sem um grande comprimento. Atinge a marca de 1,75 de altura, não muito alto, porém não tão baixo. Conquistou um porte físico atlético e saudável, e sua beleza agora atrai muitos olhares.




Personalidade:

Arthur sempre teve dificuldades para fazer amigos por ser tímido de início, sempre quieto, observando as coisas e julgando os outros internamente. Mesmo sendo tímido, ele é simpático quando quer, mas não muito carismático por sempre carregar sua cara de desaprovação por onde quer que ande. Não costuma sorrir muito, e quando sorri, é de um jeito irônico e debochado. Tentar ser despido de ironia ele até tenta, mas não consegue e muitas vezes, acaba sendo alguém que as pessoas preferem a distância. Sempre tem uma resposta ríspida – ou um corte rápido – na ponta da língua. Não consegue conter o ímpeto de desafiar alguém, o que acaba colocando Arthur numa situação onde se encontra encurralado.
Despreza minimamente as regras impostas, mas não tem vontade de quebrá-las ou de desrespeitá-las por prezar por ele mesmo – ou seja, se alguém não sabe de uma norma, não será Arthur que irá alertá-lo de que pode estar desrespeitando uma ordem. Quando o mandam para algum castigo ou detenção, Arthur sempre se safa. Com um arsenal de choros e cenas, ele consegue fazer manha até que se livre do castigo. Normalmente funciona. Sendo um manipulador mirim, Arthur também tem grande facilidade para mentir e enganar os outros sem qualquer tipo de remorso depois. No entanto, não se deixa enganar e percebe uma calúnia logo de cara devido a sua esperteza; quando é enganado – o que acontece com pouca frequência –, Arthur fica indignado por ter caído em alguma coisa do tipo, e chega a chorar. Chorar é uma coisa que faz com frequência. Em meio aos choros fingidos, Arthur chora quase por qualquer coisa que não pôde ter ou conseguir.
Não é um poço de piedade humano e as vezes que perdoa são contadas em duas, no máximo três. Arthur realmente não aceita um pedido de desculpas se for a segunda ou a terceira vez, e geralmente pensa em vingança, mas nunca a faz. Guarda rancor, mas não se vinga ou dá o troco simplesmente por ter uma pontinha de preguiça de a fazer.
Não se importa com muita coisa a não ser com ele mesmo e seu bem-estar. Dá a mínima para 0,5% das coisas do mundo, e nesse pouco incluem seus amigos e seu pai, além dele mesmo. Para os amigos, Arthur, mesmo com todos seus defeitos, é um companheiro que, mesmo cheio de deboche e de apatia, ficará com eles até onde for preciso.
Suas qualidades se escondem logo depois do extenso vale de defeitos. Arthur sempre para antes de tomar qualquer decisão; não sai resolvendo seus assuntos na louca, ele para e respira antes. Talvez seja essa a razão pela qual nada desaba em sua cabeça do nada. É dotado de esperteza e de inteligência, também de muita paciência. É um mestre na arte de procrastinar. Sequer se esforça para as provas e exames, mas por ser quieto e talvez um bom ouvinte, Arthur vai razoavelmente bem nas provas.

Em relação à aproveitamento das matérias escolares, se mostra ser:
( )Inteligente
(this)Mediano – o tipo que dá raiva de ver; Arthur sequer se empenha nas matérias ou revisa antes de um teste, mas consegue ser bom nelas.
( )Burro

História:
Nasceu em Bruges, Bélgica. Arthur se mudou para Sussex, para uma casa afastada da urbanização, quando tinha quatro anos. Sempre foram muito ricos por causa da fortuna deixada pela mãe de seu pai, e desde esses tempos ele sempre teve quase tudo o que poderia querer. Quando sua mãe ficou doente na gravidez de sua irmã, Alexandra, foi quando Arthur tinha oito anos. O pai ficava levemente desesperado, mas não tanto: o casamento de Helena e de Gillian já estava ruindo, e foi quando Alexandra nasceu que Helena abandonou a casa, deixando o pai de Arthur com dois filhos pequenos, sozinho.
Arthur chegou a conhecer sua mãe irresponsável, que deixou-o quando sua irmã, Alexandra, nasceu. Não teve muito para guardar rancor da mulher, mas ainda se sentia bem triste por causa disso. A madrasta arrumada pelo pai sempre dera tudo o que Arthur queria e por esta razão, ele virou um mimado chorão mais do que já era. O que a madrasta nunca dera fora um abraço ou um beijo de boa-noite, e Arthur sentia falta desses velhos costumes que via quando ia para a casa de algum dos seus amigos.
Não tinha muitos amigos na grande propriedade onde vivia, e em Hogwarts arrumou seus novos amigos. Ele tem alguns poucos colegas em sua casa, até porque está no primeiro ano e ainda tem muita coisa pela frente.


(Bruges, Bélgica)

Trouxa, mestiço ou puro-sangue?
Puro-sangue

Família:

Helena Coppens Vandenbulcke:
Mãe – talvez viva – bruxa – trabalhava como criadora de varinhas – Sonserina



Ela e Arthur tinham uma ótima relação. Antes mesmo de sua irmã nascer – que foi quando Helena faleceu – Arthur e a mãe costumavam ser o tipo melhores amigos. Eles faziam muita coisa juntos e Arthur era realmente muito apegado a ela.

Gillian Vandenbulcke:
Pai – vivo – bruxo – Auror – Sonserina



Boatos de que o auror Gillian era um Comensal não parecem ter qualquer fundo de verdade. Mesmo sendo um homem de personalidade astuta e de amor tamanho por artes das trevas, Gillian não é de fato um comensal. Sua relação com Arthur é muito boa, eles são companheiros um do outro.

Alexandra Vandenbulcke:
Irmã menor – viva – bruxa – não estuda ainda



Arthur não tem um carinho especial pela irmã pequena, que é três anos menor do que ele. Eles vivem discutindo e sempre acabam em brigas de criança, onde rolam tapas e algumas coisas são atiradas. Alexandra é uma menina doce e não é mimada igual a seu irmão.

Natasha La Foutaine
Madrasta – viva – bruxa – trabalha no Gringotes – Corvinal




Cidade onde cresceu/vivia:
Numa casa próxima à Sussex, Inglaterra, mas nasceu em Bruges, Bélgica.

Gosta:
Dias frios;
Cobertores macios;
Conversas calmas e construtivas;
Lugares novos;
Lugares quietos;
Chá;
Gengibre;
Biscoitos de gengibre;
Balas de caramelo;
Gatos.

Não gosta:
Comidas quentes demais;
Zona ou bagunça onde se encontra;
Que alguém toque em suas coisas;
Médicos;
Que o enganem;
Estudar;
Estupidez.

Habilidades:
Detectar mentiras;
Por ser muito pequeno, Arthur é ágil;
Entender tudo muito depressa.

Defeitos:
Apático
Tímido
Irônico e debochado;
Manipulador;
Fingido;
Mimado;
Rancoroso;
Egocêntrico;
Mentiroso;
Incapaz de perdoar.

Qualidades:
Companheiro;
Simpático (em raras vezes);
Esperto;
Inteligente;
Racional;
Quieto;
Ótimo ouvinte;
Perspicaz.

Medos:
Incêndios;
Vespas;
Médicos.

Sonhos:
Entender os trouxas;
Morar numa casa com muitos e muitos gatos.

Traumas:
Médicos.

Hobbies:
Ler

Cor favorita:
Azul

Livro(s) favoritos:
Qualquer um que tenha bastante ação e que seja de aventura

Passatempo favorito:
Ler histórias de aventura e ficção;
Explorar lugares novos

Melhores amigos:
Um garoto chamado David Wallace, da Sonserina. Ele é definitivamente seu melhor amigo, e os dois vivem andando juntos para onde quer que seja. David é um garoto alto, grande e gordo, de cabelos claros e olhos escuros. David vive sério e só ri junto de Arthur. Ele tem um aspecto de valentão, mas está muito longe disso. Seu apelido, dado por Arthur, é Dave Gigante, também chamado assim pelos outros alunos.

Inimigos:
Além de Sophia, Arthur detesta puramente uma garota da Grifinória chamada Anastasia. Não tem um motivo para isso, ele simplesmente fica incomodando a garota e eles não se gostam nem um pouco.
Também pelos alunos da Grifinória além de Anastasia, o maior alvo de seu ódio até então, tem uma pontinha de desgosto por eles, mas é só um desgosto básico.

Relação com a Sophia:
A detesta com todas as forças. Arthur e ela se odeiam desde que se viram pela primeira vez, quando Sophia o cumprimentou e ele debochou dela. Desde esse ponto, vivem se alfinetando. Acha Sophia extremamente chata e sempre, sempre e sempre que ela fala, Arthur tem que debochar ou soltar um comentário a respeito, normalmente sendo chato o tempo todo que pode.

Animal de Estimação:
(this) Gato



O gato em questão se chama Graybaron, um gato cinzento temperamental que é o bichinho de estimação de Arthur. O gato é um tanto agressivo e silva para todos que encontra, não hesitando em arranhar os que chegam perto.

Roupa para o Baile:




Algo mais?
Não


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...