~bolchevique

bolchevique
— may your god deny you +
Nome: ܟf̤υc̤k̤i̤n̤g ̤m̤e̤s̤s ̤s̤o̤m̤etimes || ̷p̷o̷k̷é̷m̷o̷n̷ τrainer™
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Solidao, Pernambuco, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Ficha – Dreigroschenoper


Postado

Acredito que esta seja minha música favorita no momento:
Millionaire – Cash Cash & Digital Farm Animals
Ou alguma coisa como My Muse – Dropout





• Nome completo:
Skyler Lane Goodman

• Apelido:
Um popular apelido para Skyler seria o encurtamento de seu nome, Sky.

• Idade:
Dezessete | 17/03 | Peixes

• Curso:
Teatro

• Gênero:
Masculino

• Aparência/Características Físicas:
Sky não é o rapaz mais alto de seu meio, e jamais foi. Mede cerca de 1,68 e isso nunca foi um problema tão grande para ele. Sua pele é branca com algumas nuances avermelhadas nas bochechas e no queixo, assim como nos nós dos dedos e as palmas de suas mãos. O rosto tem um formato próximo do ovalado, com o queixo quadrado e forte e a mandíbula marcada. A boca é bem desenhada e de lábios claros; seu nariz – grande proporcionalmente – tem uma forma mais arredondada, um tanto torto para um dos lados, com a ponta levemente empinada. Skyler tem os cabelos castanhos lisos, que podem vir a ficar ondulados quando precisam de um corte. Normalmente os usa num topete penteado com uma escova. Tem os olhos verdes, inclinados como se estivessem tristes; os cílios que os emolduram são castanhos e suaves. Possui sobrancelhas feitas e escuras, não muito espessas.
O corpo de Skyler é desprovido de excessos de gordura que ele possa pegar com os dedos; ele não é gordo e é privilegiado pela genética, conseguindo uma barriga próxima de algo "definido" apenas fazendo nadas.










• Personalidade:
De olhar desatento, andar leve e silencioso, silencioso como ele nas rodinhas de amigos; talvez com um sorriso leve no rosto, mas nunca falando demais. Chamando-o para algo, nunca se ouvirá uma grosseria de sua parte, pois Skyler é gentil e não tem o costume de agressões verbais. Outro traço é que iniciativa não é seu potencial. Skyler é chamado pelos outros em todas as ocasiões, e é assim que arranja amigos; as pessoas vão até ele por qualquer razão e acabam se tornando amigas do Goodman. Raramente tem ataques de timidez; Skyler não é tímido, é apenas quieto. Sozinho, Sky tende a ser quase dominado por sua timidez que brota quando se encontra solitário. Não gosta da solidão, ele fica mais perdido do que já é, e talvez nunca mais se encontre se ficar isolado; por isso, gosta de ficar com pessoas. Ele não é tímido, implicando na sua falta de vergonha; não chega a ser uma falta de vergonha descarada, Skyler é apenas desinibido e talvez corajoso ao olhar de alguns, implicando em sua grande independência dos pais.
Ocupa-se em observar o cenário mais do que se ocupa em prestar atenção numa conversa ou quando anda, e por isso, tromba nas pessoas com frequência. Quando presta atenção em algo, é certo que ele irá se perder em algum momento. Por mais que seja perdido, entende aquela parte ou aquele todo até que depressa; ele é disperso, não lesado. As coisas roubam sua atenção muito facilmente e ele consegue sair completamente do assunto em questão de um estalar de dedos. A maioria das coisas se perde no mar de sua mente, indo embora.
Assim como o mar, Sky é calmo, mas profundo, e quando fica revolto, acalma-se depressa. Coisas contra os outros o deixam bravo; atos de qualquer tipo de violência – verbal ou física – nos outros, tiram Skyler de seu estado calmo. Irritado, sua raiva vem como uma onda gigante e logo se aquieta; ele acredita que as coisas não se resolvem com a raiva e que ficar estressado ou irritado jamais resolve uma situação – também por ser contra a violência.
As situações tristes com ele o abalam mais do que com os outros. Uma pessoa de mágoas profundas, com um rancor que se transforma em tristeza muito depressa; a raiva é efêmera, a tristeza dura muito até que Sky faça uma Joelma para cada decepção ou tristeza em sua vida, então tudo se ajeita e ele vive normalmente. Não tem o costume de cuidar da vida alheia, então não liga para os outros e seus problemas. É individualista, mas está tentando mudar isto desde que começou a atuar, já que é um trabalho em equipe; tenta pensar mais nos outros ultimamente.
Tem um espírito criativo e aptidão para arte; sua criatividade aplica-se tanto em textos quanto para atuação, até mesmo em piadas que sopra para os amigos. Percebe-se, de cara, que a criatura tem paixão por música – mas talento algum para produzi-la –, visto ora cantarolando uma música em voz baixa, ora balançando-se numa dança de ombros; gosta de ter um fone nos ouvidos, de onde saem músicas eletrônicas, suas preferidas. A arte, seja de qualquer tipo, o distrai, e é a única coisa em que mantém sua preciosa atenção e onde se encontra quando está perdido.
Por fim, sua preguiça. Ele parece um sofá, nunca sai do lugar para se mexer ou se exercitar. Odeia qualquer tipo de esporte senão um belo basquete; o amor de Skyler pelo basquete é quase tão grande quanto o amor dele por ficar fazendo nada, parado, tranquilo, e é a única coisa que faz para se mexer de vez em quando.

• Talentos:
– Atuar;
– Dançar.

• País e localização de origem:
Edimburgo, Escócia.

• História:
Nasceu em Edimburgo, Escócia, o terceiro de quatro irmãos – todos garotos – da família Goodman. Sua mãe tinha um casamento instável com o pai, sempre brigavam e discutiam pelo alcoolismo da mulher. A mãe, Delilah, era uma mulher perturbada por ser alcoólatra, totalmente dependente da bebida aos seus trinta e nove anos, e era esse o motivo pelo qual ela e o marido, Callum, discutiam.
Skyler via a mãe, durante sete anos de sua vida, chegar em casa parecendo que tinha sido pisada por uma manada de elefantes; acabada e bêbada. Ela ficava violenta demais quando embriagada, mas o pai sempre conseguia contê-la. Até que, um dia, resolveram interná-la numa clínica de reabilitação, e obviamente, Skyler estava desabando por estar com problemas em casa. Ia mal na escola e não tinha mais muitos sonhos com seus dez anos, e foi aí que conheceu o teatro. Sempre gostara de artes, e tanto a música quanto a atuação pareceram suas salvações.
Uma pequena escolinha na esquina de sua escola havia aberto as portas, e, interessado, pediu ao pai que o matriculasse lá. Iniciou a carreira com dez anos, indo à aula com uma frequência de dois dias por semana, e realmente, aquilo havia se tornado seu escape dos problemas que tinha em casa. Não precisava ser Skyler Goodman, o garoto com a mãe bêbada, mas podia ser quem quisesse se interpretasse. Com doze anos, realizava peças pequenas na escola normal e pela escola de teatro, algumas pequenas apresentações no teatro da capital escocesa.
Skyler crescia na carreira promissora, mas a mãe decaía no tratamento. Enquanto ele saía com a escola – mudara de escola de teatro para ampliar seus horizontes, acabando por estar numa academia de artes até que minimamente conhecida com seus quinze anos – para espetáculos no Reino-Unido, contavam-lhe que sua mãe estava cada vez mais perdida. Sempre fora muito apegado a ela, mesmo que raras vezes estivesse sóbria para dar-lhe um beijo de boa-noite antes de sair para a noitada. Quando ela faleceu após uma overdose, Skyler pareceu fraquejar em seu desempenho artístico. Afastou-se do teatro, e logo voltou para ele, com dezesseis anos, dedicando-se puramente àquilo para que pudesse deixar a realidade para trás.
Talvez seu maior sonho seja entrar para Dreigroschenoper, um verdadeiro objetivo para Skyler desde que iniciou o teatro, e espera que sua fama ascenda os limites de Edimburgo.

• Gostos:
Gosta de estar entre pessoas;
Suco de frutas, especialmente suco de maçã e morango;
Balas de morango;
Jogar basquete;
Gatos, ele simplesmente ama;
Sua cor favorita é verde;
Filmes de terror;
Quadrinhos;
Atuar;
Ouvir música, especialmente eletrônica;
Dançar.

• Não-gostos:
Detesta ficar isolado;
Cheiro de queimado;
Batata-doce;
Pegar chuva, o tipo de chuva que molha até a alma;
Ser molhado como se tivesse tomado uma chuva terrível;
Ser empurrado;
Extremismo ideológico e religioso;
“Donos da verdade”;
Ser menosprezado;
Refrigerante;
Chiclete.

• Medos:
Skyler tem medo de se afogar;
Medo de bois e touros por pensar que eles podem persegui-lo.

• Sonhos:
Talvez seu maior sonho seja possuir muitos gatos em sua casa quando crescer;
O segundo maior é ser um ator famoso.

• Orientação Sexual:
Demissexual – sua atração por pessoas depende muito do sentimento. Por exemplo, Skyler pode ver alguém atraente na balada, mas é apenas isso, não ficará com ela a menos que a conheça, e normalmente demora um tempo para Skyler sentir que gosta da pessoa – independente do gênero.

• 3 roupas que seu personagem usaria:







• Par romântico?
Acho que sim, poderia escolher por mim se for conveniente.

• Observações:
Skyler é vegetariano;
Ele nunca bebeu nenhum tipo de alcóolico.

• Mesmo sendo de outra atividade, vai fazer os testes para a peça de fim de ano?
Sim


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...