~bolchevique

bolchevique
— may your god deny you +
Nome: ܟf̤υc̤k̤i̤n̤g ̤m̤e̤s̤s ̤s̤o̤m̤etimes || ̷p̷o̷k̷é̷m̷o̷n̷ τrainer™
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Solidao, Pernambuco, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

;;;,,Fuga impossível:::...


Postado

Δ Cruciatus Δ


➤ Nome completo:
Hunter Williams Whitmore

➤ Apelido na prisão:
Riptide

➤ Idade:
Vinte e seis | 31/10

➤ Signo:
Escorpião

➤ Personalidade:
Anda pisando firme, com a postura ereta, geralmente com as mãos no bolso e prestando atenção em tudo e em nada ao mesmo tempo. Muito inquieto, bagunceiro e agitado, Hunter não fornece sossego aos outros que o cercam. Ele é bastante irritante para os que gostam de calma e de tranquilidade; Hunter fala com todo mundo, mexe com todo mundo, e é inevitável soltar uma palavra com um colega desconhecido logo ao seu lado, mesmo que não queira amizade deles. Não para quieto um segundo, sempre andando de um lado para o outro, falando com as pessoas, Hunter não conhece o sossego próprio; isso ocorre porque ele tem muita energia guardada, e sempre gosta de estar ocupado; ficar parado, quieto e calmo não são meios que ele gosta de encarar.
Seu tom de voz é alto, e soa um pouco autoritário de vez em quando; mandão e desobediente, não gosta de seguir normas ou de obedecer. Arrogante, confronta a tudo e a todos sem um pingo de vergonha ou respeito; gosta de debochar e de usar o sarcasmo para diminuir os outros quando quer. Para ele, é muito engraçado ver as pessoas que se irritam com sua prepotência, e rir alto é a primeira coisa que faz quando vê alguém nervoso com suas atitudes.
Deixar os outros nervosos com facilidade e se deixar nervoso com facilidade. Hunter se irrita muito fácil; qualquer coisa é motivo para uma explosão, para um monte de gritos e crises de socos na parede — ou em qualquer infeliz objeto próximo —, e ele não faz muita questão de se controlar. Após uma explosão — pode acontecer de repente, do nada —, ele volta ao normal como se nada tivesse acontecido. Rancor não é algo que ele guarde, porque costuma resolver seus assuntos na hora, no calor do momento, então não existe rancor para guardar.
Outra coisa que Hunter gosta de fazer é contrariar. Não faz porque pensa que pode ser um revolucionário, faz porque seu instinto diz para fazer assim que escuta um “não faça”. Bastante impulsivo, não tem muito controle sobre suas ações, e pensar com racionalidade não é uma opção. Vê o tempo como algo fugaz, que passa num segundo, e nunca tem tempo para pensar no que fazer e como fazer; Hunter vai lá e faz. O primeiro a fazer tudo. Hunter sempre foi o primeiro a fazer tudo, seja a primeira burrada ou o primeiro a ter sucesso, ele sempre é o primeiro; inconscientemente, é o pioneiro de várias coisas.
Hunter é bastante intenso, e todas as suas ações são como ele; não as guarda para depois, não espera nada acontecer primeiro — sua paciência é escassa. Sempre toma o primeiro movimento, sempre dá o primeiro soco e sempre confronta primeiro. A pior coisa, para ele, é ouvir que outros querem que ele mude. Mudar de comportamento, de opção, de opinião, missões impossíveis para sua cabeça teimosa e impassível.

➤ Aparência:









Photoplayer: Travis "T." Mills

➤ Descrição:
Hunter tem um e setenta de altura, apenas. Não gosta de ser chamado de pequeno e nem de nanico — não tem muita paciência para as pessoas que têm esse tipo de iniciativa. Sempre teve um físico atlético por gostar muito de esportes e afins, então nunca teve problema com excesso de peso, e pode se dizer alguém saudável. Sua pele é clara, pálida por ele não gosta de sair no sol, e se sai, sai com moletom de capuz sobre a cabeça.
Seus cabelos são escuros, pretos, raspados dos lados; em cima, onde o cabelo é maior, ele arruma num topete — ou, ainda, para trás. Seus olhos são meio tristonhos, escuros e brilhantes. O nariz é empinado, arredondado e não muito grande; a boca tem os lábios grossos.
O corpo é repleto de tatuagens dos mais variados estilos, e ele já perdeu a conta de quantas possui ao todo. Seus braços, ombros, peito, barriga, tudo é recoberto de tatuagens. Usa alargadores grandes e pretos nas duas orelhas, assim como possui um piercing no nariz.

➤ Como foi parar na cadeia:
Pichou o muro de sua antiga escola, além de ser procurado em todo o estado por tráfico de drogas ilícitas.

➤ Vida fora da cadeia:
Era o típico drug dealer de seu bairro; morava na periferia e para conseguir dinheiro, vendia drogas — do tipo cocaína e ecstasy para sua extensa clientela do Brooklyn. Morava só, uma vez que saiu da casa dos pais aos quatorze anos.

➤ Relação com ele mesmo:
Vive em harmonia consigo mesmo.

➤ História:
Nasceu numa parte violenta de Nova York. Cresceu com o pai e a irmã, uma vez que sua mãe falecera quando sua irmã, Sierra, nasceu. Hunter tinha apenas dois anos quando sua mãe morreu, então nunca pôde pensar em algo que lhe desse saudades da figura materna. Seu pai sempre foi as duas coisas, uma mãe e um pai para ele. Seu pai, desde que o conhece, sempre foi ligado ao tráfico de drogas, e Hunter cresceu num meio onde ver os negócios do pai com outros traficantes era normal.
Frequentava uma escola pública afastada do centro de Nova York, uma das piores escolas por conta de seus alunos violentos e perigosos, porém Hunter nunca se preocupou com isso; jamais ia ao colégio e passava o dia todo em casa, jogando videogame e jogando basquete na praça. Rodou na escola três vezes, e jamais concluiu o Ensino Médio.
Quando tinha quatorze anos, seu pai foi preso ao tentar levar sua mercadoria até o aeroporto e tentar atravessá-la para o Canadá. Hunter ficou encarregado de cuidar da casa, mas abandonou aquele lugar quando completou quinze anos, não olhando para trás quando deixou a irmã, com a qual nunca teve uma boa relação.
Conheceu rapazes maiores quando se mudou para o Brooklyn, e entrou para uma gangue do bairro. Logo se envolveu com a venda de drogas, mas ganhava dinheiro e, então, para ele, tanto fazia se era perigoso ou não, se tinha que voltar para a escola ou não. Devido a incidentes com vandalismo, foi obrigado a prestar serviço comunitário por dois anos seguidos, nas duas vezes em que foi quase para a cadeia.
Sua vida seguiu até o ponto em que foi preso de verdade, com vinte e seis anos, por mais um ato de vandalismo em sua ficha, além de ser procurado no estado por ser diretamente ligado ao tráfico de drogas ilícitas.

➤ Hobbies:
Costumava tocar violão com seus amigos, todas as quintas, na praça ao lado de sua casa;
Grafite, por mais que os policiais chamem de “pichar”;
Dentro da cadeia, gosta de desenhar pelas paredes da cela.

➤ Gostos:
Dias frios;
Brincos e alargadores;
Música alta, especialmente de bandas como Nirvana e Deep Purple;
Cheiro de florestas;
Gosta muito de verde;
Seu animal preferido é o cachorro;
Desenhar;
Usar casacos;
Assistir filmes.

➤ Desgostos:
Tempestades;
Neve;
Chocolate;
Não gosta de amarelo;
Não suporta tomate e couve;
Não gosta de pássaros;
Não suporta crianças;
Gente que reclama demais.

➤ Manias:
Balançar a perna quando está nervoso;
Estalar os dedos.

➤ Vícios:
Cigarros, Hunter fuma muito.

➤ Medos:
Tem muito medo de túneis;
Medo de tempestades, tanto de neve quanto de raios e trovões.

➤ Relação com os outros prisioneiros:
Não tenta fazer a amizade, mas é inevitável que converse com todos (mesmo que não procure), porque sempre faz alguma coisa errada dentro de prisão, ou seja, é pego desenhando nas celas com um prego. Conversa com os amigáveis numa boa, mas não procura ninguém para conversar. No geral, é muito "na dele".
Quando o incomodam, ele parte para a briga sem hesitar muito, e é sempre o primeiro a fazer o primeiro movimento.

➤ Vai querer fazer parte de alguma gangue, se sim por que:
Sim. Ele se dá muito bem em gangues, inclusive até fez parte de uma. Gosta desse tipo de sistema e acha que se daria melhor na prisão se tivesse um grupo.

➤ Música que define sua vida.
Pitbull Terrier — Die Antwoord

➤ Quer par:
Sim, pode ser.

➤ Relação com seu par:
Hunter não gosta de pessoas fáceis, que ele tem que fazer o puro nada para consegui-las; nesse quesito, gosta muito de penar por algo que talvez ele não consiga, gosta muito do que é difícil. Porém, quando consegue, é comum que ele estrague tudo; fica muito em cima, incomoda, quer mandar em tudo e fazer tudo, e ainda sai reclamando quando o outro não toma uma iniciativa. É complicado ter um relacionamento duradouro com Hunter, e talvez seja preciso alguém mais prepotente do que ele para dar certo.

➤ Mataria alguém:
Sim

➤ O quê pretende fazer da vida caso o plano de fuga tenha sucesso:
Vai tentar atravessar a fronteira para o Canadá para viver em Vancouver, onde sua provável avó mora.

➤ Tem alguém do lado de fora esperando por ele:
Não

➤ Tem consciência que seu personagem pode morrer:

Sim, tenho

➤ Favoritou:
Sim

➤ Vai comentar em todos os capítulos:
Vou

➤ Algo mais:
Não


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...