~bolchevique

bolchevique
— may your god deny you +
Nome: ܟf̤υc̤k̤i̤n̤g ̤m̤e̤s̤s ̤s̤o̤m̤etimes || ̷p̷o̷k̷é̷m̷o̷n̷ τrainer™
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Solidao, Pernambuco, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Ravemad: Ficha


Postado

“os mano tá tipo bomba e as mina bumbum granada"

Nome:
Charles Wilson – A maioria chama o garoto de Charlie apenas por ser seu apelido, quase ninguém reconhece o garoto pelo real nome que possui.

Idade:
Dezessete

Aparência:
Charlie possui uma razoável altura de 1,85, sendo um garoto alto e forte.
O maxilar marcado, assim como o queixo, é largo. A boca possui o lábio inferior um pouco maior do que o superior; o nariz é reto, pontudo e grande. Sua pele é branca, apenas com algumas nuances avermelhadas no nariz e nas bochechas, não chegando a ser pálido. Charlie possui olhos acinzentados que dão a falsa impressão de serem de outras cores quando ele está num ambiente iluminado ou num ambiente de pouca luz. É completamente loiro, inclusive seus cílios são claros como os cabelos.
Charlie tem os cabelos loiros lisos cortados curtos, com a franja colocada para qualquer um dos lados para não ter a “tristeza” de transformá-la num topete, embora o faça com uma frequência quase regular.










Photoplayer: David Kross

Personalidade:
Charlie é um garoto caótico, ele sempre foi um grande problema para onde quer que fosse, não que ele tenha deixado de ser um. Fala alto com sua voz grossa, na maioria das vezes, nada despida de sarcasmo e cinismo. Ele anda de um jeito firme, com os ombros relaxados e a cabeça erguida para esquadrinhar qualquer coisa para se intrometer, opinar inescrupulosamente ou fazer uma infeliz piada. Não passa a ideia de que deveriam temer sua figura, ele não tem, geralmente, a intenção de fazer com que ele seja temido; por isso, é simpático quando vai falar com as pessoas, não deixando de lado uma boa piada desnecessária. Charlie carrega um meio-sorriso debochado no rosto, e sempre perde a oportunidade de manter-se calado. Completamente desinibido, o garoto não tem muita vergonha de falar ou de fazer alguma coisa; alguns o acham imprevisível ou qualquer coisa do tipo apenas pelo fato de ser caótico, e ele realmente é um tanto quanto imprevisível. Age bastante por impulso, e sequer mede as consequências do que pode acarretar.
Causa muitos problemas e muita desordem por onde passa. Na sala de aula, por exemplo, é inconveniente, mexe com todos os alunos e não fica quieto – não fica quieto nem mesmo sozinho, por isso, precisa ficar realizando uma atividade o tempo todo. Interrompe a aula para fazer qualquer comentário ou piada. Criatividade é o que não falta para ele; sua mente trabalha, essencialmente, com o humor, e tudo pode se transformar numa piadinha até mesmo sem que se esforce. Vivia indo à diretoria pelas coisas que causava – discussões com os professores e incitação à violência entre os colegas –, e não deixa de ser debochado e cínico até mesmo com a diretora ou autoridades. Como não sabe a hora de ficar quieto, acaba dizendo coisas nos momentos errados; e mesmo que se ferre no final, ele não vai se importar tanto assim por estar acostumado.
Mexe com tudo e com todo mundo, e é por isso que faz amigos muito depressa. Em suas relações com as pessoas, Charlie pode ser amigável, que é o que ele é na maioria das vezes. Em geral, é bastante curioso a respeito das novas pessoas que vêm a cercá-lo; quer saber as mais variadas coisas, lembrando que sempre com uma pitada de perguntas constrangedoras ou inconvenientes para pessoas que ele nem conhece ainda.
Quando não vai com a cara de alguém por qualquer motivo besta – não costuma acontecer muito –, deixa bem claro para si mesmo que vai acabar com tal pessoa de qualquer jeito. Seu ódio é muito profundo, e Charlie é extremamente rancoroso. Tem uma paciência moderada, contendo a vontade de socar alguns seres.
É bastante sincero com o que está sentindo ou pensando, e sentimentos e pensamentos não são rancor para ele guardar, portanto costuma ser até que brutalmente sincero. Admite que a mentira soa melhor aos ouvidos, e se proclama internamente um excelente mentiroso, o que é uma verdade – não mente a respeito do que pensa ou do que sente, mas sobre o que faz e etc., Charlie usa a boa e velha mentira.
Dá em cima de todos os quais acha atraente, não importa realmente o gênero, Charlie simplesmente dá em cima. No entanto, falta de respeito não faz parte dele quando está querendo alguma coisa com alguém.

Filho de:
Deadpool (Wade Wilson)

Orientação sexual:
Pansexual

Atividade extracurricular:
Basquete e teatro

Está ciente que o destino do seu personagem dependerá da personalidade dele?
É, estou sim.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...