~_Vinny-sug

_Vinny-sug
Lovely Mocochang.com
Nome: Tia Vinny
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Cuiaba, Mato Grosso, Brasil
Aniversário: 27 de Outubro
Idade: 15
Cadastro:

Ficha para- O passado no nosso presente-interativa


Postado



"Meu passado e meu presente pertencem a você Ruki Mukami"


Nome e Sobrenome:
- Hizaki Clavers
~Hizaki significa anseios da alma,ou seja o desejo que vem diretamente da alma
~ ela tem apelidos,mas não dá importância a nem um deles:
-Hiza
-Veru
- e tem gente que se atreve a chamar-la de Comandante Marmelada,esse é só para irritar-la mesmo
Idade:
18 anos,ela faz aniversário dia 31 de outubro,e é do signo de escorpião(segunda mais velha)

Aparência:










Hizaki, dona de uma beleza um tanto pura,seus cabelos são grandes até a cintura mas sempre são presos em penteados refinados(alguns são parecidos com os de seu guitarrista preferido,o Hizaki)na qual ela passa horas decidido qual usar,seus cabelos são loiros bem clarinho mas bem clarinho mesmo,no sol seus cabelos ficam ainda mais claros,eles são ondulados,macios e sedosos com um brilho natural,são leves,ela passa horas penteando-os.
Seus olhos são da cor lilás,bem clarinhos e intenso,ela gosta muito de maquiagem,então seus olhos estão sempre impecáveis com maquiagens leves,porem sempre usando tons de preto e tons terrosos,cílios grandes e volumosos,bem curvadinhos,sobrancelhas sempre bem feitinhas.
Lábios carnudos mas nada muito grosseiro,é algo bem delicado,ela sempre usa batons de cores claras,a não ser que seja uma festividade importante,ai ela usa uma cor mais forte,mas é sempre em tons de rosa,seus dentes são todos certinhos no formato correto,são brancos como flocos de neve,e seu sorriso é algo delicado e formoso de se ver,é um sorriso largo e delicado.
Sua pele é alva como a neve,sem nem uma machinha ou cicatriz,por ser sempre cuidadosa ela quase nunca se machuca,sua pele é suave como uma porcelana e sedosa como seda,sempre perfumada com cheiro de frutas vermelhas,as vezes o perfume de canela,mas o cheiro marcante dela é o perfume de frutas vermelhas.
Seu corpo é uma verdadeira obra de arte,tudo muito bem distribuído,seios fartos mas nada exagerado,barriga sequinha,cintura fina e quadril mediano,coxas fartas,mas nada exagerado,canelas torneadas,seu corpo não aparece muito em seus vestidos,pois ela não gosta de nada apertado e decotado,suas mãos são finas pequenas e delicadas,sempre calçadas com luvas de renda,e eu disse sempre.
Ela não é nem baixa,nem alta,tem uma altura mediana,entre os 1,65,mas quando está de salto é 1,70 de altura,ela gosta muito de jóias,e sempre as usa e cuida delas com esmero

-Personalidade:
-Hizaki é dona de um personalidade um tanto intrigante e questionável,ela é em geral é meio calada,mas é calada pelo fato de ser distraída,até de mais,ela se perde facilmente em uma conversa,ela é até falante quando não se distrai.
Dona de uma educação admirável,assim como a postura correta de um general,ela é uma líder nata,sabe muito bem como comandar,é do tipo de líder servidor,ela não manda,ela ensina a fazer,ela trabalha junto e ajuda no que for preciso.
Delicada como uma rosa,dá vontade até de colocar dentro de uma redoma de vidro para que não se machuque,mas é bem assim mesmo,ela é muito delicada,tanto na fala quanto no andar no jeito de falar,ela é tão princesa de conto de fadas,porem ela sabe se defender,não que ela saiba usar armas ou algo do tipo,mas sua inteligência a salva.
Ela é muito inteligente e aprende rápido,ela é uma ótima aprendiz e tem essa sede de aprender mais e mais,sempre faz perguntas e faz o que for preciso para elas serem respondidas.
Ela é muito curiosa,ela não tem medo de ir atrás das respostas da sua curiosidade,as vezes ela pensa que ela é Sherlock Holmes,quando tem algum tipo de caso misterioso que a policia está resolvendo,ela mesma faz a própria investigação,nem sempre está certa mas as vezes ela acaba acertando,ela é tipo Alice no país das maravilhas.
Ela é de uma gentileza e tanto,sempre dócil,meiga,carinhosa,e Cortez também,ela é o que chamam de “alma gentil”,ela é uma pessoa que magia em tudo,ela gosta dessa parte fictícia das coisas,ela pode até ler livros sérios e tudo,mas ela sempre vai preferir os contos de fadas.
Ela se inspira muito na era vitoriana embora já não tenha espaço para isso na sociedade ela ainda sim gosta de coisas antigas,sempre que ela vê algo antigo,mas muito antigo mesmo é amor a primeira vista.
Ela não consegue ver maldade nas pessoas,ela sabe que tem,mas insiste em defender a idéia de que pessoas podem mudar com um ato de confiança,gentileza,amor e por ai vai,isso muitas vezes já fez ela passar por maus lençóis,mas ela não liga muito para isso.
Pessoas quando a vê tem a certeza que ela é uma garota que gosta de escutar músicas clássicas e tocar instrumentos nobres,bem errou feio,ela gosta de rock,mas precisamente jrock,ela até sabe tocar piano mas ela gosta mesmo de tocar guitarra e bateria,ela ama guitarra e adora passar horas tocando,as vezes é irritante o jeito que ela ama o jrock.
Ela é muito inocente,com a alma pura como um véu de uma noiva,ela nunca entende essas piadas de duplo sentido
Hizaki também seus pontos negativos,ela as vezes pode ser meio reclamona,as vezes se mete em confusão e sai reclamando,ou quando alguém a salva de algo ela insiste em falar que dava conta de resolver sozinhya,o que é verdade,mas em fim.
Ela é muito medrosa,o que não devia acontecer já que ela é bastante curiosa,ela chega a ser infantil de mais para sua idade,iludida de mais para a realidade,e as vezes julga sem conhecer a pessoa direito.
Ela tem a gargalhada extremamente escandalosa e estranha,é de ensurdecer,e esse amor pelo jrock de vez em sempre enche o saco,porque ela fala o dia inteiro disso se deixar.
Ela é doce com todo mundo,é um amor de pessoa,e espera receber esse carinho de volta,pois gosta de se sentir amada,de receber carinho,uma romântica sem limites
Hizaki,é uma rosa,delicada,formosa,floresce com esplendor porem rosas devem ser admiradas apenas de longe,e ser admiradas o quanto se pode

Historia:
Hizaki,de sangue real só tem o de seu pai mesmo,pois sua mãe era uma mulher qualquer que nem o nome se quer deve ser mencionado.
A mãe de Hizaki trabalhava com garçonete de um bar de prostituta e olha só,ela foi promovida a prostituta de luxo,ela era uma mulher muito bonita,gananciosa e vaidosa.
Um dia qualquer naquele lugar desprezível,o rei apareceu disfarçado de pessoa comum,afinal o que pensariam de um rei que tem noites com uma vagabunda qualquer,eles tiveram várias noites juntos,se divertindo,bebendo,drogas rolando solta pelo lugar e sexo avontade.
Mas um dia,a mulher ficou grávida,o que foi terrível para ela,ela queria abortar se não perderia o emprego,mas com a ajuda de alguma amigas ela conseguiu esconder a gravidez,e continuava se prostituindo mesmo grávida,ela planejava jogar ou abandonar a criança no luxo,como você preferir chamar,mas quando ela pegou a bebe no colo,viu aquela coisinha pequena chorando e só se acalmou em seus braços ela sentiu o amor de um jeito que ela nunca havia sentido,era algo especial uma conexão muito forte que ela não teve coragem de abandonar,mas ela não podia cuidar da bebe,ela era o extremo de pobre e ela não tinha como pedir emprego em outro lugar.
Depois de muito pensar ela levou a bebe para o rei,o mesmo teve um espanto tremendo quando viu que tinha outra filha,ele não poderia aceitar a garota de imediato,então eles fizeram um acordo,de que ela cuidaria da garota até os sete anos de idade e depois apresentaria ela ao rei para que ele a adotasse.
E assim foi,a mãe de Hizaki foi bancada por sete anos pelo rei,tinham uma casa afastada de tudo,onde a mesma foi criada com muito amor,até os quatro anos ela não tinha um nome,então sua mãe que sempre foi fã de uma banda chamada Versailles e que já tinha ido em um show e em homenagem ao guitarrista da banda deu o nome dela de Hizaki,a menina cresceu escutando jrock e pegou o amor que a mãe tinha pela banda e aderiu para ela também,ela ama todas as bandas mas seus supremos é o Versilles.
As duas se amavam muito,uma cuidava da outra,porem esses sete anos passaram correndo e a mãe já havia se esquecido do trato,mas não rei,ele era um homem de palavra,então ele mesmo foi buscar-la.
A despedida foi terrível,ela não queria ir embora,mas sua mãe sabia que não dava para escapar,então ela pediu um ultimo dia para se despedir,esse foi o dia mais triste da vida delas,que até em tão tinha sido perfeita,ao se despedir a mão deixou uma palheta do guitarrista a qual devemos o nome dela,e a levou para o rei,e a partir daí se separaram,o rei queria trocar seu nome afinal qual quer vestígio de que sua mãe era uma prostituta deveria ser apagado,mas a menina se recusou a ser chamada de outra maneira,para ele ganhar a confiança de Hizaki foram anos e anos de mimos,até deu uma guitarra exatamente igual a do guitarrista.
Em quanto isso,a mãe de Hizaki dava um jeito de observar-la de longe,e acompanhar de fora o crescimento de sua filha,ver o quanto ela ficou moça e diferente do que ela seria se continuasse com ela,mas ela sente que perdeu as partes mais importante da vida de sua filha,e doeu mais ainda ver sua filha ser preenchida de luxo e com isso pouco a pouco foi esquecendo de seu nome,e dos dias felizes que elas viveram juntas,e com isso ela morreu de tristeza
A infância de Hizaki foi ainda sim cheia de doçura e mimos,os empregados a mimavam assim como o rei e fizeram dela uma princesa de contos de fadas,mas ela jamais se esqueceu da sua mãe,ela lembra nitidamente do rosto sorridente da sua mãe e ela luta todos os dias para que isso não vire uma lembrança doce e triste passando e caindo no esquecimento .
Ela ia cadê vez mais gostando do palácio,dos dias que passava com suas irmãs,mesmo o seu pai sendo meio que ausente.
Ela sabia que entre os corredores do palácio sempre tinha uma empregada cochichando com a outra sobre “ qual o motivo de uma bastarda filha de uma prostituta estar morando no palácio e ainda por cima elas ter que ficar mimando ela” ela sentiu vergonha da mãe,e decidiu de uma vez por todas esquecer seu passado e focar no futuro

Gostos:
-dançar
- era vitoriana
- jrock(the gazette , Sid, pierrot, X JAPAN,Jupiter, Versailles acima de tudo, LM.C e MY First Story)
- tocar guitarra
-cantar
-contos de fadas
-chá
-café
-doces
- contos de fadas e livros de mistérios
- passear a cavalo
-caminhadas noturnas
-romance
-ir ao circo
-vinho
-macarronada
- bebidas de qualquer tipo
-lugares altos,já que se pode ver tudo de lá de cima
-contar historias
-conversar
-rosas,principalmente as vermelhas,ela ama rosas mais que ela mesma

Não gosta
- de que a vejam fumar
- de quando ela cai
- coisas amargas
-leituras sem graça
- pessoas serias de mais
- quando brigam com ela
- quando ela se mete em confusão e alguém tem que ajudar
- de quando ela se perde
- quando a barra do seu vestido prende em algum lugar
- de quando falam do seu passado(sim ela tem vergonha da mãe ser prostituta,mas a ama do mesmo jeito)
- de não poder ir nos shows das suas bandas prediletas
-chá gelado

Qualidades
- ela é muito gentil,e bondosa,ajuda sem reclamar,é fácil de aprender qual quer coisa,inteligente,e é o tipo de líder ideal
Defeitos:
-infantil de mais,e as vezes irritante,tem um péssimo senso de direção e é muito distraída

Manias:
-ficar batendo o pé
-pegar lápis,garfo ou qual quer coisa sólida e fingir que está tocando bateria e fica fazendo batuque nas coisas
- quando esta escutando musica e não tem uma guitarra ela finge estar tocando uma
- quando esta com medo,ela segura a cruz do seu rosário bem forte e reza em latim “Deus enim in cælo, erue me”

Medos/ Traumas/ Fobias:
Medos:
-escuro
-ficar sozinha
-filmes de terror
-gatos
Traumas
-gatos(uma vez ela foi atacada por um gato então ela tem medo deles)
Fobia
Nem uma

Hobbies:
-tocar guitarra,principalmente o álbum do Hizaki Project
-tocar bateria
-cantar
-dançar
-ler
-cavalgar
-ir atrás de mistérios e coisas “estranhas”
-tocar piano

Sonhos:
- ver sua mãe de novo
- encontrar seu príncipe encantado
-e o maior de todos,ter a oportunidade de conhecer o Versailles e poder tocar nem que seja uma nota de guitarra junto com eles(ela sabe que está sonhando alto de mais?)

Habilidades:
Ela não é forte,nem rápida,nem tem flexibilidade mas tem um equilíbrio fantástico,graças a dança ela consegue se equilibrar na mais fina corda com 10 livros na cabeça

Par:
Ruki Mukami

Relações:

Com o par:
Era como se...ele tivesse mais alguém para mandar,colocar medo foi tudo que ele conseguiu com ela,ela tiinha medo dele,de preferência ela nem queria ver o rosto de seu seqüestrador
Logo de cara ele viu que ela era fraca,inútil,uma garota mimada,ele viu que sempre que ele ia chegar perto dela de longe ele já a via segurando a cruz do seu rosário e rezando em latim,ele ria dos atos tolos dela,como se Deus fosse a salvar dele,para ele,assustar-la era como um programa de comedia para ele,ele sempre ria dos gritos,das lagrimas nos olhos sem ele nem se quer ter tocado nela,ele se refere a ela como “princesa” mas de forma irônica e assustadora.
Ela tem tanto medo do mesmo que nem se quer consegue olhar em seus olhos frios,ele é meio calado e serio,tirando na hora de assustar-la,ele gosta de fazer isso,ela não entende quando ele fala ‘sua inocência me enoja” de fato olhar para ela não era algo que ele gostasse de fazer,era chato ter alguém que mais parece uma criança.
Eles vivem uma relação mais ou menos assim,ele não gosta dela,mas gosta de ver ela com medo,ela não gosta dele nem que se do nada ele virasse um anjo,e assim vão convivendo,ele fazendo a ficar magoada,a fazendo chorar,e tremer de medo.
E de certa forma ela não suportaria mais isso,e tentaria se atirar no mar,mas ela mesmo tem medo de fazer isso e ele sabe,por isso não se importa.
Com o tempo ele vê que já está ficando chato assustar-la,e sei lá,nem fala mais com ela,ele só a olhava de longe,de certa forma ele não admitiria que gostava de ver ela olhando o mar,de quando a brisa batia em seus cabelos e levava o perfume doce dela junto,de quando poucas vezes ela arriscava sorrir,de toda noite ficar olhando ela de longe dançar com suas irmãs,de quando ela dava uma de baterista e ficava batucando,e pouco a pouco ele foi percebendo outras coisas “legais” nela,o jeito gentil de tratar todos,a paciência ao ensinar e aprender,até no jeito de andar dela ele reparou,já que ele repara em tudo,ele conclui que ela é somente uma rosa que é para ser observada de longe,e que não duraria muito tempo.
Hizaki,já com sua facilidade de se expressar,confessa para a noite vazia,a única que ouvia seus sussurros,que ela achava Ruki intrigante e que seu nome a lembra um cantor de rock que ela apelida carinhosamente de meio metro,ela conta para a noite também,que ela acha Ruki misterioso e ela ama mistérios e de certa forma isso a atrai nele,que ela gosta dos olhos dele,são tão profundos quanto a própria noite que guardava seus segredos,ela se sente atraída por ele de todas as formas,acha ele um homem encantador,uma rosa negra,rara e bela.
Com o tempo Hizaki decidiu tomar coragem,já que ela sentia os olhos de Ruki pesar sobre ela,ela decide chamar ele para dançar,sim dançar,foi engraçado,Ruki sabe dançar mas não tão bem quanto a pé de valsa,isso foi motivo de risada,pois quem conduzia ele era Hizaki quando na verdade deveria ser ao contrario.
A risada dela deixou ele meio envergonhado,mas que diabos de sentimentos seria aquele que ele estava sentindo,que cruel,ele tinha vontade de,cuidar dela,proteger ela da própria tristeza que ele veio a lhe causar,preservar tudo que ela é,sem mudar nada,preservar toda pureza e fragilidade que ela tem,queria guardar ela em seus braços,ele queria que ela fosse pedaço dele,para que ela sempre ficasse ao seu lado.
E com ela não era diferente,de algum modo ela sente que ele tem seus motivos por ter uma personalidade,ela queria cuidar,fazer ele no mínimo soltar um sorriso,que ela imaginava ser tão lindo quanto o paraíso,ela queria estar com ele,a única que sabia disso era a noite,e ela não contaria,ou contaria?
Ao escutar seus sussurros para noite,uma confissão é feita entre as lagrimas que ela derrama,e a dor pesa ainda mais em seu coração,e ele se sente culpado por ter feito algum mal para ela.
É sempre Hizaki que precisa dar o primeiro passo,por Ruki ser meio parado..serio,atrasado na verdade.

Os outros meninos:
Com todos ela tenta ser mais gentil o possível,afinal a qual quer momento eles podem querer jogar elas no mar né?
Shu:
Ela até tenta puxar assunto,tentar fazer o clima dar uma aliviada,já ele não se esforça nem um pouquinho para continuar a conversa,ele só responde com “Hum” “sim” “não” “talvez” ele se irrita com aquela carinha sorridente sendo gentil e positiva,isso para ele é algo extremamente irritante,então onde ela esta ele está longe,ela não tem tanto medo dele,pois acha que se fosse para matar-la ele não faria questão de se levantar para correr atrás dela

Reiji:
Bom,ela já o acha mais “suportável” do que os outros,afinal ele é um legitimo cavalheiro,cheio de classe e etiquetas,de vez em quando aparece para conversar com ele sobre livros e tomar um chazinho da tarde,Reiji chega a se incomodar as vezes com ela,não entende como uma dama como ela pode gostar tanto de jrock,uma coisa que ele considera algo “agressivo” de mais para a fragilidade dela
Ayato:
É tipo:”mama,me socorre!” ela tem medo dele,e nem precisa dizer o motivo,ele assim como Ruki,gosta de colocar medo nela,e como ela é um tanto indefesa,humilhar-la virou seu novo hobbie favorito,ele gosta de fazer-la se ajoelhar e implorar que ele não faça tal maldade com ela,tipo jogar ela do navio ´-´ só uma sugestão,ele acha engraçado que mesmo depois dele fazer alguma coisa ruim para ela,ela não deixa de ser gentil e dócil com ele.
Kanato:
Ele a acha parecida com uma bonequinha,e sempre quer brincar com ela,e ela vai numa boa,deixa ele pentear o cabelo dela e tudo,mas ela sempre sai correndo quando ele tem aquelas crises de bipolaridade,ela sempre tenta não contrariar-lo quando ele pede algo,a menos que seja algo impossível para ela,que ela não faria de jeito nem um,ai ela sai correndo e se esconde,ou tenta negociar algo com ele,para ele deixar-la em paz,de noite ele pede para que ela conte historinhas para ele,ela acabou sendo tipo a mãe de Kanato de vez em quando
Laito:
Ela vive fugindo dele,pois o mesmo sempre quer levantar a sua saia,mas em fim,ela corre dele,mesmo tendo hora que ele só quer ter uma conversa,mas de vez em quando,bem raramente,eles conversa,só conversa mesmo,ela sempre com seu tom doce e gentil,e se ele esta triste ela gosta de escutar-lo,acabaram virando bem amigos,mesmo ele sendo do jeito que ele é,ele não a trata de jeito diferente só porque são amigos,de vez em quando ele tenta avoa pra cima dela,e ela corre
Subaru:
Bem,digamos que ela ainda sim tem muito medo dele,mesmo sabendo que lá no fundo ele é tão amável,evita falar com ele nas horas que ele está com raiva,com medo dele tentar matar-la,mas em fim,quando ele está mais calmo ela faz questão de conversar com ele,pois acha ele meio sozinho,apesar de tudo até que tem uma convivência agradável,mesmo com ele dando uns corre nela por achar ela extremamente irritante com sua doçura em excesso.
Kou:
O acha divertido,suas ações e seu jeitinho de falar a faz rir,mas ela sabe que com ele é : se você quer um favor tem que dar algo em troca,ele não faz nada de graça,então ela o observa bastante,vai que precisa de algum favor,ela vai saber como negociar com ele,vai saber direitinho o que dar em troca quando pedir um favor
Yuma:
Ela vive esbarrando nele,por ele ser tão alto,ela o chama de gigante de vez em quando,mas não esconde que tem medo do seu lado agressivo,mas gosta do lado gentil,e canta de vez em quando para ele,em troca ele lhe traz belas rosas vermelhas para ela,e assim eles vão vivendo,ele gosta de conversar com ela,a acha fofa,e é bem mais agradável do que falar com seus irmãos,e começa a se abrir para ela,e então ela acaba virando um cofre de segredos dele,eles viram amigos até o ponto dela não precisar fazer nada para que ele lhe trouxesse rosas vermelhas como o sangue para que ela admirasse

Azusa:
Ele gosta dela,ela não entende o motivo dele se cortar,mas sabe respeitar ele,mas ela sempre se mentem longe dele quando ele esta fazendo isso,ele também gosta de quando ela conta historias ou canta para ele,ate ele pegar no sono,ela sempre o coloca para dormir,de todos acha a presença dele mais agradável.

Irmãs:
Gosta de contar historias para elas também,de cantar,de conversar,sempre da muito carinho e amor para todas,ama ficar perto delas e ajudar-las no que elas precisarem,gosta do momento que pasam juntas rindo e contando coisas da vida,de vez em quando,acorda no meio da noite só para ver se elas estão dormindo bem,ela é do tipo de irmã super protetora,e super carinhosa que sempre vai arranjar um jeitinho de te ajudar,mas ao em vez de proteger,ela que é a protegida da historia,por mais que ela não goste do fato de ser bem fraca
Pai:
Por mais que eles quase não se vejam,ela o ama muito,afinal ele a acolheu em sua casa,e a mimou,sempre que ele chega em casa ela o recebe com um grande abraço e um sorriso no rosto,e não dorme até ele chegar,á não ser quando ele vai viajar ai ela dorme,mas ela sempre se preocupa com ele,e tem o costume de chamar-lo de “papa” papai no italiano.
Reações:
Ao ser sequestrada:
Ele é muito fácil de se seqüestrar,além de ser fraca é baixa,e levinha,e só sabe chorar,ela ficou com uma medo terrível,que grudou com a sua guitarra e pra tirar a guitarra dela nem com um milagre,ela ficava orando em latim e com uma mão segurando a cruz do seu rosário e na outra a sua guitarra,chorou muito,e gritou horrores,foi uma situação difícil tanto para ela,tanto para os seqüestradores que tiveram que ouvir o choro dela,e os gritos

Se apaixonar:
Ela primeiro ficou maravilhada com esse sentimento,ela já havia se apaixonado muitas outras vezes,mas dessa vez essa paixão era tão grande quanto o seu amor pelo jrock,ela preferiu manter me segredo,apenas a noite sabia disso,mas deu para perceber na cara que ela estava apaixonada,pela sua cara e por sempre suspirar quando o Ruki passa por ela,e por ela já ser mais doce do que já é
Ser traída:
Ela não é da quelas ciumentas que faz um escândalo,ela tentou lidar com isso sem chorar sem parecer uma pessoa imatura,mas ela só chorou,ficou triste é claro e isso se viu em seus olhos,que por um momento perdia todo aquele brilho de pureza,brilho de alguém que nunca conheceu a tristeza,ela ficou tão triste,e dizia para si mesma “como isso dói” e doía muito para ela,mas nem por isso ela deixou de ser gentil e dócil com as pessoas,a tristeza ficou tão profundo que ela resolve acabar com isso,numa tentativa de suicídio.
Roupas:
(penteado incluso)

Casual:



Gala:



Roupa que utiliza quando está no navio:




Extras
É que é assim,eu preciso colocar algumas curiosidades sobre ela que acho q=eu que seja importante
-ela é vegetariana,não quer dizer que ela não coma nada que venha de origem animal,ela come derivados,tipo leite,queijo e essas coisas,ela só não come carne
- a guitarra dela,é igual a do Hizaki do Versailles
(se quiser imagem,está aqui: https://pbs.twimg.com/media/CK9_MIHUcAAeYKW.jpg)
- ela ganhou da mãe dela,uma palheta que ela conseguiu no show,ela a usa sempre,mas pendurada em um cordão longo que fica escondido dentro da roupa

- o rosário dela,ela nunca tira do pescoço,nunca mesmo

O Segundo colar preferido dela é um de pedrinhas pretas com um pendent de prata:

- ela é alérgica a camarão
- ela não sabe nadar
- ela gosta de “copiar” os penteados do Hizaki,já que ela os ama tanto



EEEE SÓ! ESPERO QUE GOSTE DE HIZAKI!!


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...