~Queen_Pipoca

Queen_Pipoca
Life is Animes,K-pop,book's
Nome: Lidia|Rainha da Pipoca|Donzela dos vacos|Princesa do troxice|Diva da lezadeza|Menina Crazy
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Venancio Aires, Rio Grande do Sul, Brasil
Aniversário: 4 de Junho
Idade: 14
Cadastro:

❦❣Ficha:❣❦


Postado

Mostrar Spoiler: Ficha para a fanfiction Bleending Out

04/06/
❥ Nome completo: Minori Kaori Tsumaki

❥Apelidos: Mino-chan seu pai adotivo a chama assim desde pequena pois acredita revelar um lado doce e infantil da menina.Ela ama muito esse apelido traz lembranças de seu pai porém só ele pode chama-la assim.

Kao-chan seus meios-irmãos a chamam assim pois quando pequenos não sabiam pronunciar seu nome por completo,só eles tem a permissão de usar esse nome pois a lembra da inocência que os mesmos tem ama no fundo do coração esse apelido.

Maki-chan suas amigas (as outras oc's) apelido que a faz se sentir feliz e que revela algo,as que a chamam assim tem sua confiança eterna.

Mikatsu esse é um dos apelidos que arrepia seu corpo,faz seu punho se fechar e a raiva tomar conta da mesma,pois recebeu esse apelido das meninas do orfanato como brincadeira de mau gosto para a fazer se sentir mal.Embora seja a junção de seus nomes ela odeia o mesmo.

A e ela ama dar apelidos a outros.

❥Idade 17

❥Aparência:




Pele amorenada,olhos castanhos e cabelo curto castanho claro assim como os olhos,sempre com fones de ouvido tem um corpo decente com algumas curvas que tenta não demonstrar e seios médios,lábios finos e rosados sorriso doce e gentil,tem uma tatuagem nas costas como assas de anjos que pinga sangue,coxas grossas e torneadas porém mesmo que seja bela não liga para sua Aparência pois acredita que o que vale é o que a pessoa é não o que parece ser.

❥Personalidade: Ela é muito bipolar, irritante, teimosa, rebelde, chata, mal-humorada, estressada, anti-social, tímida, amorosa, carinhosa, grossa. Prefere animais do que crianças, nunca levou muito jeito com as mesmas. Se faz de sonsa muitas vezes, embora já tenha entendido a muito tempo.

É bem durona, mas por dentro tem um coração mole, sabe dar conselhos como ninguém, mas não sabe segui-los. Não se apaixona fácil, mesmo sendo muito grossa e chata, é ao mesmo tempo extrovertida, animada e pervertida, mesmo não mostrando quase esse seu lado por conta da timidez.

É extremamente intelectual, rápida com raciocínio e inteligente mas muitas vezes esconde esse lado. Fala tudo na maior sinceridade e tudo o que pensa na mair pura verdade “nua e crua”. Não se intimida facilmente, sua vida foi dura com ela e ela teve que aprender a se virar cedo, então não venha com dramas e choros no ombro dela o que você provavelmente vai receber será uma cara de desaprovação e mal-humor.

Ela é muito ciumenta, nunca admite e sempre tenta se controlar mas quando da suas crise, aguenta que você vai escutar e muito, mas isso dificilmente ocorre, ela costuma ser mais reservada, ficar um pouco brava com a pessoa até ela se tocar o que está acontecendo. Perfeccionista, costuma fazer tudo do seu jeito, quando aceita a ajuda de alguém se a pessoa coloca um fio fora do lugar ela refaz tudo. Tímida, não costuma falar muito é bem reservada e prefere fazer as coisas nas escondidas sem ninguém saber e por isso muitas vezes acaba se ferrando.

Gentil, sempre tenta fazer de tudo para agradar os outros, está sempre feliz e de bem com a vida e não deixa nada atrapalhar isso, desde que não queiram mexer em seu passado. Inteligente, está sempre tentando novas formas para desvendar o que acontece. Esperta, nunca deixa nada passar despercebido. Hábil, seu melhor amigo é seu corpo, como ela mesma diz.

❥História: Seus pais se casaram ainda jovens, os mesmos passaram nove anos tentando ter um filho, mas por diversas vezes sua mãe teve abortos naturais. Quando ela finalmente engravidou de Minori, foi uma festa, sua família estava completamente feliz, mesmo eles vivendo um amor proibido. Durante os cinco primeiros meses a gravidez ocorreu de forma normal, a garotinha era saudável assim como sua mãe, porém tudo logo se complicou, a gravidez passou a ser de risco assim que a mulher descobriu uma pequeno problema no pulmão que poderia acabar levando a sua morte se continuasse com a gravidez.

Aos oito meses a moça sofreu uma parada cardíaca e no hospital acabou falecendo, a criança foi salva porém lhes deram pouco tempo de vida. Achando que a filha não sobreviveria, e que não aguentaria a pressão, o pai da mesma a deixou no hospital e sumiu sem deixar rastros, porém a cada dia que passava a garotinha lutava para sobreviver, e essa luta estava sendo vencida por ela.

Ao sair do hospital foi deixada em um orfanato, onde viveu sendo tratada como um completo lixo, era obrigada a trabalhar, comia de má forma, se fazia algo de errado por minimo que fosse apanhava, por muitas vezes foi presa dentro de quartinhos apertados e escuros (por isso a claustrofobia), a obrigaram a assistir filmes de terror as vezes apenas para espanta-la com fantasias de palhaço ou espantalho e ainda era odiada por algumas outras meninas por causa de seus cabelos incomuns e seus olhos. O que para alguns aquilo era algo especial, para ela era um carma, um fardo que era obrigada a carregar. Dentro do orfanato apenas uma mulher e um homem a tratavam com delicadeza e amor, uma mulher chamada Maryan e um homem chama Demitry, mas a mesma os chamava de mãe e pai.

Ela cresceu fugindo para treinar artes marciais, tirar suas fotos, para poder passear, conhecer novas pessoas e ver como o mundo realmente era. Em uma tarde, enquanto Minori (ela tinha treze anos aqui) tirava fotos de árvores no parque, ela acabou esbarrando em Allye que por acaso estava indo fazer um piquenique com seus pais. Com o impacto as duas meninas caíram no chão e a câmera da menina acabou destruída, para recompensa-la, Allye a chamou para se juntar a eles e as duas acabaram virando grandes amigas. Desde então, sempre que conseguia Minori visitava a sua única amiga, elas passaram um ano inteiro criando uma amizade extremamente forte.

Em seu aniversário de quatorze anos, Minori foi a casa de Allye para que as duas saíssem juntas e acabou ganhando uma pequena festinha simples de aniversário, com um bolo e as pessoas que ela considerava como uma segunda família (depois de Demitry e Maryan), nesse dia Allye deu a ela uma câmera profissional de presente. E quando voltava de uma de suas “saídas casuais escondidas”, ela encontrou todos do orfanato mortos, pareciam terem sido atacados por animais selvagens, as crianças foram levadas. O único sobrevivente foi Demitry, que após o acontecimento a adotou como sua filha. Demitry é dono de uma grande franquia de jóias que herdou de seu pai, era um homem extremamente poderoso e vivia no orfanato por estar apaixonado por Maryan, porém após o ataque o mesmo passou a deixar romances de lado, e a adoção de Minori se tornou algo bom para se livrar de Karl pois a causa da morte de sua amada era ele por isso a mesma foi mandada como noiva de sacrifício na esperança de se vingar de Karl.

Dois anos se passaram e Demitry se casou com uma mulher chamada Yuki, uma amiga de infância do mesmo que por acaso foi seu primeiro amor. A mesma sempre sonhou em ter uma filha porém, por problemas de saúde ela se tornou infértil após ter ser primeiro filho: Sean, com quem Minori tem uma ótima convivência e não desgruda do mesmo, e ao começar a conviver com Yuki ela e Demitry decidiram adotar mais uma criança, mas dessa vez um menino de cinco anos chamado Jonathan, Yuki os trata da melhor maneira possível sendo sempre uma boa mãe e estando ao lado dos dois em tudo e mesmo Minori tendo aprendido a amar a mulher como sua mãe, ela nunca se esquece de Maryan.

❥Gostos:Frutas, doces, lugares quentes, ler, escrever, caminhar, ficar sozinha e desafios lógicos.

❥Desgostos:Lugares apertados e pequenos, que a desafiem, pessoas que batam de frente consigo, que digam que ela está errada, grosseria, que fiquem olhando seu corpo e falsidade.

❥Manias/Hobbies:Desenhar, escrever, cozinhar, treinar lutas.Morder o lábio inferior quando está mentindo, bater o pé quando nervosa e cruzar os braços quando não está interessada em um assunto ou está de mal-humor.

❥Medos/Fobias/Traumas: Ela tem claustrofobia, só de pensar em ficar presa sua respiração já falha e ela começa a ter ataques de pânico. Ela tem medo de palhaços e de espantalhos. Ela tem um problema no sistema nervoso central que quando ela fica muito nervosa, a faz perder a cabeça e a noção de si e do que faz. Tem medo de ir para a praia pois a mesma não sabe nadar e depois de quase morrer afogada quando brincava com Allye tem pavor da ideia de nadar.

❥Frases ditas pela sua personagem:

"Se eu pude-se viver dentro de uma fofo viveria afinal guardam eternos momentos bons."

"Meus livros são meus tesouros,posso ir para onde quiser,quando quiser e ser quem eu decidir ser."

"Bagunce uma coisa minha e prepare sua cova."

"Eu não sou louca, minha realidade é apenas diferente da sua."

"Destino não existe e sim o caminho que traçamos."

"Eu amo você,mas se pisar na bola a morte te aguardara."

"Não sou só certinha,também ser a rebelde pervertida."

❥Par: Ayato Sakamaki



❥ Relação com:

Minha OC: ela é muito educada e a trata como sua irmã,quando digo irmã me refiro a todos os sentidos nunca se esquiva de uma discussão sobre qualquer assunto,está la para corrigi-la se necessário,gosta de desabafar com ela sobre problemas e até mesmo sobre seus sentimentos em relação a seu par,gosta de implicar que Lauren está perdidamente apaixonada por seu par (no caso o menino que vc escolheu).

Par: Para inicio de conversa já se percebe que sua relação com Ayato é muito acalorada.Pois o mesmo sendo possessivo e ciumento irrita a garota que gosta de estar no seu canto sem que a perturbem,embora ela não perca a Paciência fácil ela odeia que o garoto simplesmente a ataque para sugar seu sangue na base do possível se controla mas se perder a calma pode se tornar agressiva,com ele gosta de usar argumentos lógicos porém complicados porque a faz se sentir superior no quesito inteligencia.Quando está nos seus dias (famosa TPM) se torna raivosa e pode desafia-lo ao máximo o comparando com Shuu e fazendo com que ele fique com raiva da mesma.Não gosta de seu jeito pervertido,na verdade ela finge não gostar pois sempre torce para ele tentar a seduzir.Depois de um tempo que conviver com ele vai se tornar ciumenta por ver ele com outras meninas mas não ira admitir tão rápido que o ama.

Outras personagens: como irmãs,embora ela não seja tão próxima das mas velhas pois sente que as mesmas por serem noivas de Shuu e Reiji que não tem aprovação de Ayato podem fazer com que o mesmo a irrite muito,com as noivas dos irmãos de Ayato trata elas como irmãs mais noivas se responsabilizando por seus atos,com a noiva de Subaro a trata com mimo por ser a mais nova delas,com as noivas dos Mukamis é mais reservada mais as trata bem,porém mantem distancia da noiva de Ruki pois sabe o quanto Ayato não gosta do garoto.

Sakamaki's:

Shu: fala praticamente nada com elem,pois ambos tem uma personalidades parecidas e isso a incomoda,tem uma relação acalorada no sentido que se o ver pisar na bola com sua noiva pode se tornar irritante com ele.

Reiji: Não gosta de seu jeito sabe tudo,por isso se mantem afastada do mesmo,mas quando a desafios intelectuais ou recomendações de livros para a mesma se torna amigável,tenta não fazer nada pois odeia seus sermões e está disposta a fugir dos mesmos pois não aceita ser julgada como errada.

Kanato: sendo dois bipolares a problemas mas ela tenta compensar por fazer doces para o mesmo,acredita que o olhar que a assusta ao mesmo tempo a atrair a querer saber o motivo de suas olheiras.O trata de modo a ser uma criança em compreendida por isso não liga muito por seu comportamento diferente.

Laito: Dos irmãos é o mais achegado pois seu jeito pervertido e determinado a fazem rir,ela gosta de o ver seduzir sua noiva (ela É pervertida) acredita que ela tem um "Laito" dentro de si por isso não estranha quando o mesmo age de forma sexy,gosta de conversar com o mesmo e o que a faz rir é que se ela for pervertido de mais ela gosta de acertar golpes no mesmo.

Subaru: A relação com o mesmo é carinhosa pois ele lembra seu irmão mais novo,cuida dele e tenta o compreender pois acredita que seu passado pode ter feito com que ele se torna-se "mal" por assim dizer para os outros tenta o fazer acreditar que até mesmo as mulheres humanas como sua noiva podem ter sua confiança.


Mukami's:

Ruki: É distante do menino pois não quer mais problemas com Ayato,sendo fria e ignorante com o mesmo dando um aviso não pisar na bola com sua noiva ou terá problemas a final quando quer Minori sabe ser um demonio em pessoa.

Kou: Sendo sincera ela gosta de implicar com o garoto pois o chama de gay,não por maldade mas sim para o ver irritado e ter motivo para o lembrar de não incomodar Subaru a quem considera irmão.

Yuma: Não tem tantos problemas afinal como tem personalidades opostas e o mesmo odeie Shuu ela não liga,só deixa claro que ele fique na sua e ela na dela para não ter mais dor de cabeça por conta de vampiros sádicos.

Azusa: É complicado pois ela não entende como alguém pode amar a dor,na verdade ela discute muito com ele na esperança de o fazer entender que a dor não é um prazer e sim uma maldição porem a coisas mais prazerosas que sua noiva o podia ensinar.

❥Curiosidades? estou sem ideias para isso desculpe-me.

❥Têm em mente que sua personagem está em minhas mãos? Tenho sim.

❥Algo a mais? não.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...