Depois de tanto tempo...


Postado

Desde que entrei nessa rede aos 12 anos, tanta coisa aconteceu!
A maior mudança desde então foi a descoberta desse tal de anime! E que Pokémon (minha paixão da Rede TV na época), Naruto (marcou minha infância por que eu brincava disso com os meninos - e era sempre a Sakura), Dinossauro Rei e outros desenhos quase esquecidos da infância mais remota - Sailor moon, Inuyasha, Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco - pertenciam a essa classificação, e por consequência, de um mundo totalmente diferente do que eu vivia.

Os pôsteres de Luan Santana e Justin Bieber que sempre descolavam da parede do quarto e caíam no chão, pararam de ser recolados e começaram a juntar pó esquecidos e chutados embaixo da cama.
Na banca, nunca mais prestei atenção na Todateen e Capricho. A NeoTokio era mais cara, mas valia a pena.
Na pasta de documentos, começaram a surgir arquivos de fanfics próprias.
Conversei e interagi com membros que me deram indicações, explicações e mostraram o caminho que me fez afogar cada vez mais nesse mundo nipônico.
Me fixava pelos couples que sempre sonhei (Sakura e Sasuke já vinha quase de berço)
A paixão que já existia antes - leitura - se fortaleceu.
Os animes foram se multiplicando na tela do meu notebook.
A mesada passou a se transformar em mangás e surgiu a primeira estante de livros.
Alcancei o extinto top 10 com minha fanfic (excluída pelo próprio site por conter emoticons e gerando choradeira crônica em mim) que se chamava "Entre pompos e bolas de futebol".

Hoje eu já sou cobra criada no assunto. Em seis anos a gente acumula bastante anime, personagem, figure, eventos, fanfics e tal. Mas conforme a gente cresce, já não dá pra passar o dia assistindo Zero no tsukaima e discutindo nos fóruns teorias malucas sobre próximos capítulos.

Acabei largando quase tudo ano passado. E estudei.
Consegui ProUni de 50% no meu curso e mais importante, NO CURSO QUE EU QUERIA FAZER.
Que se lhe interessar é veterinária. Por que uma coisa que pouca gente sabe, é que eu sou do interior. Gosto de lidar com bicho e cansei de vê-los morrendo e não poder fazer nada, por que nenhum veterinário disposto a salvar vidas apareceu aqui no buraco da serra gaúcha que eu moro.

Mas a brusca puxada de volta foi inusitada. Conheci um garoto. Tinha vinte anos, irmão mais novo do novo namorado da minha melhor amiga. Conversa vai, conversam vem, ele assistia Naruto. E era viciado! E sabia o que era anime. Quando se é otaku numa cidade de 4.500 pessoas, você simplesmente desiste de explicar o que é anime quando elas perguntam do que você gosta. Claro, eu confessei a ele que tinha preguiça de assistir Naruto direito - assistia na infância dublado e picoteado no SBT. E foi entre os primeiros beijos, pedido de namoro, conhecer família e aquela coisa toda, ele foi me incentivando a ver Naruto. Entupiu meu pen drive de episódios, aliás, todos os do clássico.

Faz uma semana que eu terminei de assistir tudo, e estou com quase um ano de namoro. Putz, demorei. Eu tinha avisado que era uma otaku preguiçosa. Mas ele deve ter me perdoado, já que no primeiro dia de namoro ele ganhou uma camiseta da Akatsuki que trouxe de um evento pra ele e agora ele tem a namorada e o brother pra discutir a história de Naruto na mesma pessoa!

Com isso, também busquei o mangá de Fairy Tail de volta, os filmes do Hayao e reli meus mangás.
E me emocionei quando um sonho de infância se materializou e ainda anda se materializando: SasuSaku é real. É CANON! Gostaria de poder contar isso pra pirralha de nove anos que quando brincava de ser Sakura queria pegar na mão do vizinho que era pra ser o Sasuke da brincadeira. Pois é parceira, acreditar deu certo!

A faculdade ainda está aí, só no primeiro semestre. Mas agora eu sei que não importa o quanto eu me afaste! Por que na verdade esse mundo de olhos grandes, ficção e traços nunca esteve longe. Eu o incorporei a minha vida: está agora na minha estante, nos meus arquivos, no meu namorado. Sempre me esperando quando eu precisar. E incluindo esse site, que mudou o nome, mas ainda me recebe, com todas as idas e vindas.

Espero ficar mais tempo aqui.
Obrigada Spirit!


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...