~alittlelolita - Clan Fantasy

alittlelolita
Uma garota qualquer.
Nome: Lolita
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Itajai, Santa Catarina, Brasil
Aniversário: 25 de Setembro
Idade: 14
Cadastro:

Uma Carta Para Karina Savio, ou "Katherine"


Postado

Uma Carta Para Karina Savio, ou "Katherine"

Querida Katherine,
Eu posso não ter um motivo muito aparente para estar escrevendo isso. Quer saber? Eu tenho sim. Tenho todos os motivos do mundo para estar escrevendo isso para uma pessoa tão fantástica.

Você pode ter muitos, muitos, muitos defeitos – acredite, são muitos – mas eu te amo mesmo assim. Eu sei, eu sei. Isso está soando meio lésbico. Mas eu gritaria isso para todo mundo ouvir: “Eu amo a Karina Savio, e quem ousar machucar ela vai perder a cabeça!”.

Não precisa ser de sangue para ser irmã. Não precisa ser perfeita para ser especial. Não precisa de nada. Na verdade, precisa de algo sim: Precisa que você nunca se esqueça de mim. Nunca me abandone, Okay?

Não sei como ou porque nós viramos amigas. Não foi da noite para o dia, disso eu tenho certeza. Posso dizer com a maior certeza do mundo que sei o que foi: Foi o destino. O destino brinca com a vida das pessoas e dá a elas a melhor coisa que elas poderiam querer. A vida não é cruel. O destino menos ainda.

Percebo agora que meus segredos já não são só meus. Minhas coisas já não só minhas. Eu sinto uma estranha vontade de dividir todos os meus segredos, meus pensamentos e os acontecimentos com você. E sei que você não irá conta-los para outro alguém. Eu confiaria em você de olhos vendados, não importa que você tenha se tornado manipuladora, controladora e egoísta – como você mesma disse -, eu sei que o seu coração ainda é bom. Você nunca, NUNCA, irá me perder, eu sempre estarei com você, e sempre confiarei plenamente em você, eu prometo. Promete o mesmo para mim?

Me orgulho de dizer que sou especial para você (eu sou, né?!). Olha povo, eu conheci Karina Savio, a minha “Katherine”, e, melhor ainda: Sou especial para ela! (Me invejem!)

Tudo bem que ela é uma criaturazinha estranha, um ser irritante: Eu a amo mesmo assim!

Eu gosto até dos seus defeitos, minha querida.

Sim: Querida. A querida que briga comigo por causa do Maxon e que eu amo mais que Nutella e que não trocaria nem pelo maior pote de Nutella do mundo!

Você me acompanhou o tempo todo e me conhece mais do que eu mesma. Mas, bem, isso não é sobre mim, é sobre você.

Katherine. Uma palavra de nove letras. A minha personagem preferida dos livros que escrevo – e, agora, protagonista de “A busca pelo destino” -. A garota mais divertida e pateta que eu já conheci. A minha irmã. Katherine.
Eu acredito completamente no destino. Destino. Essa palavra define completamente a nossa amizade.

Falando em definição...

Amizade é a relação afetiva entre dois indivíduos. Ela pode surgir de diversas maneiras. A nossa surgiu por acaso. Por destino.

Eu poderia citar milhões de músicas que definem nossa amizade, mas escolho uma que se infiltrou na minha cabeça. Ela pode ser uma música de amor, mas define completamente a nossa amizade. Ainda mais agora, que há um tempo passamos por uma grande briga – que me dói lembrar ou falar sobre - e nos afastamos, mas agora nossa amizade voltou com todo o poder e a saudade está cada vez maior.

Palavras não bastam, não dá pra entender
E esse medo que cresce e não para
É uma história que se complicou
E eu sei bem o por quê

Qual é o peso da culpa que eu carrego nos braços?
Me entorta as costas e dá um cansaço
A maldade do tempo fez eu me afastar de você

E quando chega a noite e eu não consigo dormir
Meu coração acelera e eu sozinha aqui
Eu mudo o lado da cama, eu ligo a televisão
Olhos nos olhos no espelho e o telefone na mão

Pro tanto que eu te queria, o perto nunca bastava
E essa proximidade não dava
Me perdi no que era real e no que eu inventei
Reescrevi as memórias, deixei o cabelo crescer
E te dedico uma linda história confessa
Nem a maldade do tempo consegue me afastar de você

Te contei tantos segredos que já não eram só meus
Rimas de um velho diário que nunca me pertenceu
Entre palavras não ditas, tantas palavras de amor
Essa paixão é antiga e o tempo nunca passou

E quando chega a noite, e eu não consigo dormir
Meu coração acelera e eu sozinha aqui
Eu mudo o lado da cama, eu ligo a televisão
Olhos nos olhos no espelho e o telefone na minha mão.



Eu sinto tanta saudade de você que meu peito dói. E a incerteza de que você possa estar triste por alguma razão está acabando comigo. Você está feliz, Karina?
Esquisito, né? Você sempre foi o meu único “senão”. Te deixar para trás é algo que ainda não consegui superar. Mas eu tinha que voltar para minha família.
As mensagens e cartas que enviei contam com mais detalhes tudo que andou rolando por aqui. Vou continuar escrevendo e atualizando você das confusões em que ainda vou me meter.
Enfim, esse foi só o começo da minha história, só um capítulo. Ainda tem um livro todo me esperando para ser escrito, e a parte que eu mais gosto é saber que terei você ao meu lado para me ajudar a escrevê-lo.
Enquanto escrevo, te sinto mais perto.
Te amo, minha irmã do coração. Se cuida e seja feliz para sempre aí que eu farei o mesmo aqui.
Tudo o que posso desejar é que pare de ler isso e volte para a vida, pronta para viver uma linda história de conto de fadas!
Gostaria tanto de te abraçar agora, mas o máximo que posso fazer é te mandar abraços.

Beijos e abraços,
Sua Helen.

P.s.: Eu adoraria poder ver a sua cara agora.

Escutando: A Noite - Tiê

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...