~MadCGBoy

MadCGBoy
Nome: Gabrielle
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 24 de Setembro
Idade: 22
Cadastro:

Ficha - Whalien 52


Postado



Tomorrow <3


Nome completo: Kim Daseul

Apelido: Dasu, Kim, Seul, City - apelido irônico por ter tido imagens espalhadas pela cidade e por ter um nome de cidade (Seoul).

Idade: 21 anos - 25/11

Aparência:








Quem representa?: EunHa - GFriend

Personalidade: Seul é extremamente bobinha. Quieta e com uma personalidade infantil aparentemente, Seul geralmente é comparada a uma criança inocente demais. Além disso, ela acredita demais nas pessoas e são poucas as coisas e ações que fazem com que ela desconfie da malicia/intenção/mente ruim de uma pessoa ou um grupo de pessoas, por conta disso, ela já foi extremamente machucada, física e mentalmente por pessoas em quem acreditou fielmente. Não é difícil ficar sabendo das coisas que aconteceram com ela, só procurar seu nome na internet e todos os incidentes - tirando os que aconteceram dentro do Instituto - aparecem, e realmente é de chocar a todos.
Diferente do que todos pensam, apesar de todos os acontecimentos, Seul é muito carinhosa e feliz atualmente. Ela se sente protegida no instituto e sente que pode proteger a quem ama. Apesar da aparência bobinha, sua inteligencia e perspicácia são de deixar a todos chocados. Chegam a dizer que ela é aquela "um entre milhões" de crianças que nasceu com super dotação. Ela entende tudo rápido demais e as vezes chega a ter um choque por conta das informações adquiridas. Com os poderes, tudo isso só se intensifica ainda mais, então geralmente é chamada de reclamona, por dizer ter muita dores de cabeça e desmaiar durante as aulas.
Daseul é uma ótima amiga e faz de tudo pra proteger quem ama a sua maneira - podendo ser uma maneira bem burra, até. Ela se dedica a estar com seus amigos quando precisam e a ajudá-los quando necessário. Além de dar todo o carinho e atenção que pode oferecer, ela também tenta sempre entende-los e ver todos os lados de uma situação antes de dar sua opinião. Quando o assunto é sério ou envolve muita discussão, ela se mantém longe de argumentos.

Em relação a tudo que está acontecendo, Seul não entende o porque de todo esse alvoroço. Nem todos são ruins e nem todos devem ser julgados por medo do que é diferente. Ela luta internamente para esquecer tudo o que lhe foi feito quando descobriram seu poder e o que podia fazer com ele. e luta ainda mais, para não aderir ódio contra todos aqueles que concordam com a perseguição.

História: Daseul foi abandonada ainda criança na porta de um estranho pelos pais - estes que foram mortos logo depois - e não, ela não teve a sorte de ser criada por uma família rica e compreensiva. Apesar da aparência da casa e dos moradores, Seul foi abusada desde pequena, de todas as formas possíveis ela foi explorada e usada como simples objetos de brinquedo. Ainda cedo, muitas vezes foi ameaçada por ser quem era e desde cedo teve que ceder aos caprichos de um "pai" ameaçador e viciado em dinheiro. teve uma educação pública de má qualidade, perdeu muito tempo da escola por ter apanhado em casa ou ter deveres domésticos em casa para fazer. Quando atingiu uma certa idade - seus 14 anos - foi vista por um olheiro e chamada para posar como modelo mirim, tendo uma carreira luxuosa e que, por poucos instantes e momentos, deixaram ela realmente feliz. Mas as coisas foram mudando e os cidadãos cansaram de sua beleza de boneca, então o "pai" optou por uma carreira mais fixa. Seul foi obrigada diversas vezes a se deitar e fazer coisas que não queria com homens e mulheres desconhecidos - ou até conhecidos, gente rica e da alta sociedade - tudo por muuuito dinheiro. Felizmente seu sofrimento não durou muito, poucos meses depois seu pai foi morto por conta de dividas que não haviam sido pagas, e para fugir da responsabilidade delas, Seul foi para o instituto.

Seul foi muito famosa durante todos os seus 5 anos como modelo, por isso todos no instituto sabiam quem era ela. Foi dai que surgiu o apelido "City". Quando se anda nas ruas de subúrbios da cidade, é possível ver grandes banners e cartazes com fotos de Seul em suas várias fotos para propagandas e comerciais.

Família:
• Relação: Por ter sido abandonada ainda quando criança, Seul não pensa muito. Ela sabe que seus pais biológicos devem ter tido seus motivos e sabe que eles a deixaram sozinha para que talvez tivesse uma chance, mas isso não aconteceu e ela os culpa por terem acreditado fielmente em aparências, e não em atitudes daqueles com quem foi deixada. E nem é preciso falar sobre o sentimento dela direcionado ao seu "pai". Ela repudia e se odeia por conter tal sentimento, mas o odeia com todas as forças que lhe restam e deseja que ele esteja pagando por tudo que fez, não só a ela, mas a outras pessoas também. Se tiver um céu e um inferno, ela acredita e deseja que ele esteja queimando o mais lento e dolorosamente possível.

Gostos: Adora frio e ventania; gatos; roedores - hamsters; camisetas, vestidos e qualquer tipo de roupas larga e grande, de preferencia longa; salgados e azedos; abraços e caricias no seu cabelo; muito carinho; video-game; dançar musicas calmas.

Desgostos: Calor em excesso; pessoas arrogantes ou alegres e animadas demais; agressividade em excesso; ameaças de violência; gritaria; boates; luzes vermelhas - ela fica louca quando usam luzes de natal vermelhas; doces - tirando chocolate; roupa curtas e apertadas; salto alto; maquiagem muito elaborada - rímel e batom pra ela está ótimo.

Qualidades: É protetora, tranquila, procura sempre ajudar os amigos e os mais próximos, é confiável e confidente, leal e fiel.

Defeitos: Seul tem o defeito de nunca deixar os sentimentos a mostra e sempre se intrometer nos problemas mais sérios dos amigos. Também não compartilha se está passando por problema ou não, e sempre dá um jeito de sumir quando é pressionada para dar respostas. Além de que ela é um pouco lerda para entender aquilo que não deixam claro em palavras.

Medos/fobias: Dasu tem muito medo de ser usada para violência ou abusada novamente. O "trauma" é tanto que, uma vez, um morador de St. Klaus cortou ela com um pedaço de vidro, por acidente, e Dasu chorou e gritou tanto, mesmo o corte sendo minúsculo, que teve que tomar calmantes para que os enfermeiros pudessem verificar o tamanho do machucado. Nunca entenderam por que todo o escândalo que ela deu.

Manias/vícios: Seul tem uma mania estranha de sorrir e piscar para estranhos. Muitas vezes já se meteu em confusões por causa disso, sendo confundida com cantada, quando na verdade só está cumprimentando. Além de sempre deixar o cabelo atras da orelha de um lado só e morder o interior da bochecha vez ou outra.

Objeto precioso? Infelizmente, Dasu não carrega nada precioso consigo, mas sabe que sua mãe deixou um colar com uma foto dos pais biológicos junto com ela quando a deixou na porta da casa de um estranho. Ela perdeu o colar quando fugiu.

Qual elemento controla?: Ar.

Que tipo de coisa mais gosta de fazer em relação ao seu elemento?: Em situações normais, Dasu sempre de distrai fazendo as folhas espalhadas pelo pátio dançarem. É normal chegar e ver grandes montanhas de folhas mortas dançando pelo ar com a força do vento.
Em situações perigosas, Dasu tira todo o ar que existe ao redor da ameaça. É o que mais gosta de fazer, mas exige esforço de sua parte e é muito raro usar.

O que pensa em relação a regras?: Daseul é bem tranquila com as regras, algumas realmente acha exagero e outras são bem sensatas - pra ela, pelo menos - mas acha que as regras poderiam ser mais flexíveis. Todos estão ali por vontade própria, acha justo que vivam a sua maneira também, claro que com algumas exceções.

Relação com as pessoas que trabalham em St. Klaus: Dasu tenta ser uma boa aluna em quesito de educação. É boas em todas as matérias, obedece os professores e ganha confia dos mesmos por isso, mas não é amiga de muitos deles. Com os funcionários é o mesmo, mantém educação e respeito, mas não amiga de nenhum.

Relação com as outras meninas: Dasu é uma boa amiga, e está sempre presente quando precisam, mas evita participar das bagunças, por ser uma pessoa mais calma e tranquila. Geralmente ela é aquela que ri muito com as brincadeiras, mas fica só observando de perto.

Relação com cada um dos meninos:
Namjoon - Dasu mantém uma relação amigável, é uma amiga, mas não a mais próxima. Gosta do seu gosto musical e de moda, geralmente quando conversam é para manter uma troca de indicações, ou quando Nam doa roupas dele que estão curtas para ela.

Jin - Jin é extremamente carinhoso com Seul, e a relação dos dois é como a de irmãos, costumam passar muito tempo juntos. Foi o primeiro do grupo que conheceu.

Suga - A relação dos dois é distante, se respeitam e trocam alguns comprimentos, mas Seul não gosta muito de ficar a sós com ele. O acha muito evasivo e intenso, não gosta das avaliadas que Yoongi lança as pessoas.

Jungkook - A relação entre os dois é muito amigável, conversam bastante e são amigos também, mas não tão juntos como Dasu e Jin. Há uma ligação de extremo respeito e proteção entre os dois.

Jimin - Para Daseul, Jimin é um garoto extremamente adorável. Ela o trata como um bebê, mesmo não sendo. Jimin sempre recorre a Dasu para mimá-lo.

Taehyung - Taehyung irrita muito Daseul, por seu passado de modelo, mas é um verdadeiro amigo e não ousa brincar com ela mais do isso. Ele sabe e conhece a história dela de todos os jeitos, e evita tocar no assunto pós-carreira com ela. Sempre a defende e cuida. Apesar de não serem melhores amigos, são verdadeiros confidentes. É o único dos amigos que sabe sobre todos os sentimentos escondidos e guardados de Daseul, todos os seus segredos e acontecimentos da sua vida. Um pai para ela.

Par: Hoseok

Relação com seu par: Daseul e J-Hope sempre foram próximos. Já dividiram roupas - incluindo intimas -, comida, objetos pessoais e, antes de ocupar o cargo de namorado, ele era o melhor amigo confidente e fiel. Uma mistura entre Jin e Taehyung. Continua sendo, mas a relação agora é mais intima e ainda mais carinhosa do que já era. Quando sozinhos são mais grudentos do que já são em público, e as brincadeiras geralmente vem com toques maliciosos na intimidade dos dois. Apesar de não gostar de roupas curtas e apertadas, Dasu as usa quando está com Hoseok, pois ele gosta e ela gosta de agradá-lo, apesar de o mesmo ter deixado claro que ela não precisa fazer nada disso. É comum ver os dois se tocando demais, como mexendo um com o outro, ou abraçando ou alisando, e é comum ver Seul com o vestuário completo - tirando os sapatos - de Hoseok, incluindo blusas, e shorts(geralmente feitos com samba calção). Também é de rotina ver Hoseok penteando ou fazendo tranças no cabelo de Daseul, é o sonho dele ela deixar o cabelo crescer como antigamente. Dasu costuma cantar músicas românticas para Hoseok em inglês, é raro ela cantar alguma coisa em coreano.

Sua personagem pode:
[ ] beber.
[ ] falar palavrão.
[X] os dois.

Tenho permissão de modificar algo em seu personagem se achar necessário? Claro, só peço para ser avisada, as vezes as autoras mudam e não avisam e eu fico tipo "ué?!" :D

Algo a mais? Nop! :)

Escutando: Roses - Shawn Mendes

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...