~Grimmliz

Grimmliz
Nome: Liz
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 7 de Abril
Idade: 23
Cadastro:

Dica de Utilidade Pública.


Postado

Court of Thorns and Roses

"She stole a life.
Now she must pay with her heart".

~


Você acha que um livro com uma frase dessas na capa pode ser ruim?! Bom, eu não. E é exatamente por isso, que venho cumprir a minha missão na Terra, e falar sobre esse trabalho maravilhoso.

Primeiramente, ele é baseado na 'Bela e a Fera'. Não sei quanto à vocês, mas eu sou extremamente apaixonada por eles, então, confesso que muito do que me motivou a lê-lo foi este fato. Então, eu finalmente o peguei em minhas mãos, com sua capa multicolor, adornada de rosas e espinhos, e li a primeira página, e então mais algumas, até ficar tão encantada com a escrita da belíssima Sarah J. Maas (que também é autora de 'Trono de Vidro, que claro, irei ler em breve) e esquecer de todo o mundo ao meu redor. Eu o devorei, folha por folha, palavra por palavra, até não restar nada, apenas meu vazio por tê-lo concluído, meu amor por Rhysand, e o desespero de saber que meu inglês ainda não é o suficiente para que eu possa ler a continuação recém saída do forninho Americano.

Tudo se passa em um mundo dividido entre Humanos e Feéricos, estes últimos, criaturas mágicas, imortais, que tem apenas uma coisa como fraqueza, freixo (tipo específico de madeira). Uma garota, filha de um falido mercador, que teve de aprender a caçar para sustentar o pai aleijado, e duas irmãs. Porém, num dia, no inverno, quando não havia mais presas, ela teve de disputar o pequeno e desatento animal com um lobo. Por fim, saiu-se vitoriosa, ou foi o que pensou, pois no dia seguinte, uma fera de face lupina invade sua casa, acusando-a de assassinar um dos seus. Sim, aquele que ela matara era um feérico, não um simples lobo. Tendo de escolher entre morrer, ou ocupar o lugar do antigo feérico para sempre, ela escolhe este último, partindo para a Terra desconhecida. Lá, ela irá descobrir que as feras nem sempre são feras, que muito do que conhecia sobre o mundo deles eram nada mais que inverdades, que uma maldição assola a Corte Primaveril, e seu papel nisso tudo é mais importante do que jamais poderia imaginar.

Daí para frente, as coisas apenas ficam mais interessantes, onde começam a aparecer os problemas, vilões, e desafios a ser superados. Onde você realmente começa a torcer pelo amor de Feyre e Tamlim, mas então sente seu coração perturbado à aparição de Rhysand. Por quê? Porque um moreno de olhos violetas, sombrio, e de atos questionáveis é muito melhor, que o Grão-Senhor de longos cabelos loiros, olhos verdes salpicados de dourado, e atos heroicos ~ Acreditem, quando tiverem acesso a este livro, irão me entender!

E tenho que destacar, mesmo que haja clichês, não é do tipo de te faz revirar os olhos. A mocinha, não é uma pobre coitada que te faz odiá-la. E há uma definição para o amor, que realmente faz sentido.

Enfim, essa foi a minha dica.
Sem mais delongas, ou soltarei spoilers maravilhosos, fiquem com mais um trecho desse tesouro.


"Be glad of your human heart, Feyre.
Pity those who don't feel anything at all".
~ Rhysand





Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...