~Nyi

Nyi
Nome: Blurain
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização: Recife, Pernambuco, Brasil
Aniversário: 14 de Outubro
Idade: 18
Cadastro:

Internato San Vielion - Interativa


Postado

Nome Completo:
Jace Biersack Heath.

Apelido?
Heath.

Idade:
17 anos.

Sexualidade:
Heterossexual.

Aparência:
Possui cabelo loiro e liso, sempre bem cuidados, por isso é muito macio, normalmente sempre o deixa bagunçado, mas isso é por puro capricho, ele gosta deles assim e o faz ficar com um ar mais rebelde, emoldura seu rosto e dá destaque aos seus olhos azuis claros, mas as vezes pode ser só por preguiça mesmo. Em casos raros ele está penteado de lado, mas só parcialmente, pois algumas mechas soltas fica caindo sobre sua testa. Sua pele é clara e livre de manchas, espinhas e cravos, tem uma pele de bebê, que quando exposta ao sol fica um pouco bronzeada, além de possuir uma boca fina e rosada, bem desenhada.
Oscar é alto, tem 1,87 m de altura, possui um porte atlético, mas nada exagerado, é considerado pelas garotas muito bonito.























Personalidade:
Ele costuma dizer o que pensa sem ter um mínimo tato com as palavras. Porém, os amigos saberão que não faz por mal, mas por pura "ingenuidade".
Ele é do tipo que chega num amigo e diz com a maior sinceridade: “Como você pode parecer tão jovem quando é tão velho?” Normalmente faz isto na frente de um monte de gente, e quando o amigo se prepara para apertar seu pescoço ele consegue se sair com uma melhor do tipo: “Mas não se preocupe, pois as pessoas que chegam a sua idade com este corpo, demoram para morrer!”. Ele vai dizer tudo isto com a maior sinceridade e com um sorriso enorme nos lábios. Mesmo não conseguindo entender como alguém pode ser tão indiscreto, pode apostar que no fundo ainda pensa que esta fazendo um elogio ao citar a idade do amigo, mas deve ser por isso que as pessoas gostam dele.
Ele é tão generoso, paciente e atencioso com todos, que seu telefone dificilmente fica muito tempo largado, é ótimo em resolver problemas, mesmo os mais difíceis, e odeia jogar os seus nas costas dos outros. É tão simpático e amável com todo mundo que faz amigos com facilidade, não é alguém de ter um melhor amigo, tem vários, mas Oscar é especial.
Jace é assim mesmo: nunca fica esperando que façam amizade com ele, se pode adiantar-se e lhe oferecer um sorriso. É um garoto super comunicativo sempre puxa conversa com as pessoas e nunca deixa acabar no "tô’ bem também" , jamais se prende diante de uma boa discussão com os amigos ou com estranhos.
É bastante relaxado, no sentido de se contentar com pouca coisa, e não precisa de muito para abrir um largo sorriso em seu rosto, vive rindo sem motivo, ás vezes de coisas bobas. Quase nada o assusta, sendo bastante destemido e determinado, nunca desiste de nada sem ao menos lutar.
Costuma ser aquele tipo que não está nem aí com o mundo. Tudo pode estar acabando, as pessoas correndo desesperadas, e ele ainda consegue manter a calma.
Muito observador, sendo capaz de perceber coisas que poucos perceberiam e por mais que não pareça, ele é muito inteligente, com uma inteligência fora do normal, possui um raciocínio dedutivo assustador.
Pensa com suavidade e costuma falar devagar, possui uma simpatia que faz com que muitos confiem nele e nunca se preocupem em ter seus atos julgados por ele. É difícil deixar-lo chocado, é preciso um escândalo muito forte para deixa-lo boquiaberto. Se um amigo contar que tem quatro namoradas, ao invés de receber uma resposta cheia de julgamentos e discursos moralistas, é mais fácil escutar ele perguntar com qual delas ele é mais feliz.
Por este seu jeito compreensível, sua forma suave de falar e sua natureza de não gostar de julgar as pessoas, muitos costumam procura-lo para contar seus dramas e segredos. E ele normalmente vai escuta-los com muita atenção. Chega a ser uma esponja. O fato de ser tão sensível significa que vive intensamente as emoções, e estas sessões de lamúrias podem deixa-lo meio abalado. Ele vive as emoções dos que o procuram. Por isso muitas vezes precisa de um bom tempo para descansar e refazer as energias.
Não é muito adepto a seguir regras, sempre acha um jeito de contorná-las, deixando tudo mais divertido e intenso, ama sua liberdade, loucuras fazem parte do seu dia-a-dia, detesta pessoas controladoras.
Encantador, o tipo de garoto que encanta com um simples sorriso ou com o modo como fala. É um rapaz bem expressivo, não se importa de mostrar o que sente, o que muitos consideram diferente, é sincero, então quando pedem sua opinião tem que estar pronto para ouvir.
Um rapaz gentil e carinhoso, não se importa de demonstrar gestos de carinho com os amigos e a família, pode ser bem palhaço quando quer. Nunca teve arrependimentos, porque quando ele se compromete com algo ele entra de cabeça e faz o que acha certo, sem se importar com as opiniões dos outros.
Não é nem um pouco orgulhoso, admite seus erros e apresenta grande facilidade em pedir desculpas sinceras, principalmente por não apreciar nem um pouco o mal-estar que toma conta de si quando brigado com alguém, mesmo nessas situações, odeia sair despejando seu mau-humor sobre os outros, pois sabe que aquilo é um problema a dois, não sendo culpa de mais ninguém, mas se ele estiver certo não dará o braço a torcer.
É uma daquelas pessoas que não tem um pingo de timidez, muito menos juízo, é muito impulsivo e na maioria das vezes, age sem pensar. Jace pode ser um dos melhores amigos que alguém poderia ter na Terra, com ele os segredos estarão bem guardados, mas cuidado com ele também, porque seja como for não vai o querer como inimigo, se isso acontecer, certifique-se de não cruzar o seu caminho.


Signo:
Aquário.

História:
Jace sempre foi um garoto saudável até certo ponto, desde pequeno sempre gostou de fazer o que quiser e tentar fazer várias coisas diferentes, tem um espírito livre e aventureiro, foi uma criança cheia de energia e se comparar sua personalidade de agora com a do passado, ele não mudou nada.
Foi saudável até certo ponto porque quando completou 9 anos, estava correndo jogando baseball no campo, até que de repente se sentiu cansado sua mãe preocupada o levou para um médico e teve que fazer vários exames, quando chegou os resultados, descobriu ter anemia ferropriva, teve que ficar no hospital por um tempo, por decisão de sua mãe, já que se ficasse em casa ela sabia que seu filho não teria cuidado, e foi nesse período que conheceu Oscar, seu melhor amigo.
A situação foi engraçada, estava cansado de ficar deitado na cama do hospital, então decidiu sair um pouco do quarto sem a companhia de enfermeiros, mas assim que abriu a porta lá estava eles, para poder conseguir sair, se agachou, passou entre as pernas de um deles e saiu correndo, conseguiu despistá-los, mas ficou cansado pela fuga, e se sentou na cadeira do lado de um garoto, parecia que estava preocupado com algo, para fazê-lo se acalmar decidiu conversar e começou dizendo "Meu dia começou extremamente complicado, logo pela manhã, por exemplo, eu tive que acordar", o garoto começou a rir e ele ficou sem entender, depois que parou para pensar começou a rir também, mas não por muito tempo porque os enfermeiros apareceram, tentou correr de novo, mas estava cansado e quase caiu no chão, até que viu que foi segurado por ele, e o menino pareceu entender, porque logo saiu correndo com Jace nas costas, depois de um tempo se esconderam em um quarto desocupado e começaram a conversar, descobriu que o nome dele é Oscar e que estava lá pela sua mãe, e Jace lhe contou o motivo de estar no hospital, depois desse dia se tornaram amigos, criaram um laço forte.
Infelizmente uns meses depois seu amigo chegou no seu quarto e disse que teria que ir embora, ficou triste, afinal o considerava um irmão, mas antes de ir Oscar lhe fez uma promessa "Eu vou embora, mas quando eu voltar, continuaremos sendo os melhores amigos de sempre, nos bons e maus momentos, me espere".
Com treze anos, conseguiu convencer sua mãe a deixá-lo sair do hospital e se cuidar em casa, sua mãe aceitou, mas teria que tomar cuidado com sua saúde. Mesmo tendo saído, ás vezes voltava para perguntar se alguém veio vê-lo, com esperança de que ele tivesse voltado.
Com quinze anos reencontraram, foi na escola estava olhando para o lado de fora, até que o professor disse que teriam um novo colega na turma, quando olhou para frente, não acreditou que fosse Oscar, e no mesmo instante se levantou e o abraçou, estava tão feliz, depois desse dia um fez parte da vida do outro, passaram a sempre estudar nas mesmas escolas, tanto que foram para o internato junto, sua mãe só aceitou se Oscar fosse também, para cuidar dele, ela sabia que seu filho é "louco", sabe aquela voz na sua cabeça, que um é o anjinho e o outro é o diabinho, então o anjinho de Jace é Oscar, e o diabinho de Oscar é Jace.


Veterano ou Novato?
Novato.

Família:
Nome: Clare Vaught Heath.
Idade: 38 anos.
Profissão: É dona de uma doceria.
Relação: É ótima, uma mulher dedicada em tudo que faz, trabalhadora, nunca passaram por nenhuma dificuldade financeira e carinhosa, faz o possível para dar amor e os cuidados que o filho precisa.



Manias:
Molha os lábios quando está nervoso.
Quando está preocupado com algo costuma ficar mordendo o interior da bochecha.
Colocar a mão na frente do rosto quando está com vergonha, o que é raro, mas acontece.
Quando mente fica mexendo no cabelo.
Puxar o lábio inferior para baixo quando está triste ou entediado.
Pentear os cabelos com os dedos .
Usar as pessoas como apoio, colocando seu cotovelo em um dos ombros da pessoa, mesmo se ela for mais alta.
Falar sozinho quando está pensativo.
Mexer o cabelo e desviar o olhar quando se sente pressionado.


Medos/Fobias:
Fobia-
Não tem nenhuma fobia.
Medos-
Ter que voltar para o hospital.
Não poder fazer as coisas que gosta.
Ficar sozinho.
Magoar alguém importante para ele.


Vícios:
Leite.

Par:
Sim.

Relação com Professores e Funcionários:
Jace trata todos os professores e funcionários com respeito e gentileza, tenta ser ao máximo uma aluno bom, mas como é agitado, é quase impossível vê-lo quieto numa aula. Mesmo assim não tem nenhum problema com nenhum deles, há não ser pelos seus momentos de sinceridade, quando os professores lhe perguntam algo, não consegue mentir e se ele tentar, não é difícil perceber, é um péssimo mentiroso.

Relação com os amigos:
Para ele os seus amigos são parte da família, os trata de maneira igual, são bem unidos, vivem rindo e fazem a maioria das coisas juntos, Jace é um amigo sincero, ou seja, uma ótima pessoa para pedir opinião ou até conselhos, é o amigo que te bate quando você fica chorando pelos cantos, ri quando tu cai mas no final te ajuda a levantar, participa das suas besteiras, arruma uma solução pra todo problema que te envolva, se ferra junto a ti e nem em caso de tortura, revela seus segredos.

Relação com os inimigos:
Detesta ferir os sentimento de quem quer que seja, mas mesmo assim ferirá até a alma se esta pessoa estiver disposta a machuca-lo ou alguém importante para ele, quando ele resolve ser sarcástico pode tirar qualquer um do sério, quando mais sorridente e ferino ele estiver, mais nervoso estar. Evitará se meter em brigas físicas, porque sabe que não aguentaria até o final, mas se vê-lo não espere que seja bonzinho.

Relação com o par:
Não deixaria de ser ele mesmo só por causa alguém, principalmente na presença dela.
No começo os dois viraram amigos, um ajudará o outro, acalmando- a quando estiver nervosa ou com raiva. Ele tentará à qualquer custo a irritar, um cativará o outro.
Não é muito bom com sentimentos relacionados ao amor, por ter passado parte de sua vida no hospital e tentando fugir disso por causa da sua doença. Tentaria fazê-la ficar a vontade com ele, prefere mais ação do que palavras. Ele adora provoca-la, a tirar do sério, se diverte um pouco com isso.
É teimoso, o que pode gerar desentendimentos, pode pisar na bola algumas vezes, mas em compensação, é muito companheiro, apesar de sua forma pouco delicada de expressar seu amor, como através de seu ciúme.
Faz o possível para demonstrar seu carinho por ela, sempre estando ao lado de sua garota. Quando ele ama, se compromete inteiramente.
Sabe ser prestativo em suas relações, você não precisa de nenhum esforço para faze-lo tomar a iniciativa de ser romântico e vai mimá-la, fazendo se sentir especial.


Matéria favorita:
História.

Está certificado que posso fazer o que bem entender com seu personagem?
Sim.

Está ciente que se você não comentar depois de 2 capítulos, seu personagem irá sumir ou ser excluído?
Yes, sir.


Nome Completo:
Oscar Lucky Valentin.

Apelido?
Lucky.

Idade:
18 anos.

Sexualidade:
Heterossexual.

Aparência:
Possui cabelo castanho, constantemente desalinhados, porém lhe dão um certo charme, é liso e macio ao toque. Sus olhos são castanhos também, sempre com um olhar tranquilo. Seu rosto é formado por traços suaves e seus lábios são finos, mas levemente rosados. As vezes quando quer, deixa a barba crescer um pouco, fica com um ar mais maduro. Oscar possui 1,91 de altura, pele branca e marcada com algumas tatuagens. Seu corpo possui um porte atlético.











Tatuagens-
Esquerdo.
Lado esquerdo.
Direito.

Personalidade:
Leva a vida de maneira despreocupada o suficiente para tascar um foda-se. Leva sempre um sorriso no rosto, que dependendo da situação pode ter um ar bem sarcástico. É de seu costume pregar peças, criar situações constrangedoras, apenas para ter algo engraçado para lembrar quando for velho demais para usar sua criatividade. Definitivamente não é do tipo que odeia se sujar e não sente tanta vergonha como qualquer outro humano.
Para os outros, é visto como mais um garoto que apenas gosta de ficar sozinho, o que é mentira, de natureza solitária, ama sua liberdade e independência. Enquanto muitos acham difícil se aproximar de dele, outros já conseguiram despertar um pouco de interesse nele. Um rapaz intenso, com uma energia emocional única, ainda que possa parecer calmo e tranquilo, têm uma agressividade e magnetismo escondidos internamente.
Pode ser um pouco difícil de se conviver devido à sua personalidade sarcástica e atrevida. Ele é um fã de rock e prefere meninas independentes e que não se ofendem com piadas, mas que também não sejam muito rudes ou muito gentis. Normalmente é mal compreendido por ser aparentemente mal humorado, mas ele também pode ser gentil e se preocupa com quem gosta e com seus amigos, que já estão acostumados com sua personalidade. Faz de tudo para protegê-los e sempre pensa em suas ações, tentando não magoá-los.
Possuí uma personalidade serena, e não se importa com a opinião alheia, se falam mal dele, prefere simplesmente ignorar, já que a opinião de alguém ou um xingamento não alterarão em nada sua vida.
Sua mente é cheia de coisas aleatórias, parece estar sempre no “mundo da lua”, perdido em seus pensamentos, mas na verdade está prestando atenção a tudo ao seu redor e não adianta tentar fazê-lo de idiota, é um rapaz muito inteligente.
Quando é lhe dirigida a palavra ou percebe que é o momento para se pronunciar, suas palavras saem em um tom calmo, em alguns momentos das frases pode dar leves pausas, geralmente para repensar em sua fala ou respirar, sendo sincero quanto suas opiniões, mas tendo cuidado com as palavras. Ao tocarem em algum assunto que seja de seu interesse, o jovem irá expor um pouco mais sua atenção, algo que pode ser mínimo, como um breve olhar ou uma leve mordida no lábio inferior, mas dentro de si ele estará ansioso para saber mais.
Seus sentimentos são intensos, sua consciência é pesada, e seu cérebro parece ter sido criado para importuná-lo.
Curioso desde sempre, odeia qualquer coisa que envolva surpresas. Jamais diga ‘’ preciso conversar com você’’ antes de sumir, ele costuma surtar nesses momentos, pois seu cérebro não o deixa descansar.
Despojado, não se preocupa em passar uma boa impressão, não é nem um pouco tímido, típico cara-de-pau. Fala tudo que acha necessário, se precisar, come com as mãos, ri de boca cheia, e manda você se ferrar caso venha com ‘’ Não coloque os cotovelos na mesa’’.
Em situações difíceis, ele é forte, determinado e corajoso, mas por dentro pode estar aos cacos, e quando está assim, prefere ficar sozinho, preso em seus pensamentos.
Uma vez que decide algo é raro conseguir que faça-o mudar de ideia, é necessário que você prove que o que ele quer é errado, ou então fará o que decidiu, mesmo que você reclame ou se oponha ao que ele decidiu, tem plena consciência de seus próprios atos assim como sempre está pronto para lidar com as consequências dos mesmos e admitir seus erros, afinal, se no fim estiver errado, basta pedir desculpa.
Uma garoto que nunca deixa na mão aqueles que possuem sua confiança e por confiar demais faz o que lhe pedir sem discutir, é extremamente difícil conseguir e uma vez que se tem e a perde, terá que se esforçar se quiser de volta.
Nunca faria nada que machucasse alguém, além dele mesmo, mas quando se trata dos seus amigos ou quem gosta, eles são suas únicas exceções. Por ser determinado, não desiste de nada sem ao menos tentar e se fracassar, tentará de novo. Quando acredita em alguém não aceita "não" como resposta e não suporta ouvir "nunca" e "conseguir" na mesma frase.
É muito altruísta e se põe a frente de todos que se importa e não hesitaria de se sacrificar para mantê-los bem. Pode ser um pouco do imprevisível e as vezes faz o contrário do que pensam que vai fazer, vai depender da sua vontade.
Quando se apega a alguém, se torna uma pessoa leal e um pouco mais atencioso, o suficiente para ouvir desaforos, risos ou dar o ombro para chorar.


Signo:
Câncer.

História:
A família de Oscar, no início, era totalmente sustentada, eles viviam em total harmonia, um lar cheio de amor e paz. Porém, um dia, o seu pai foi demitido e ficou devastado, chorou e se condenou. Marcus, ao invés de ir atrás de outro emprego, dando-se por vencido, afundou-se no mundo das bebidas. Enquanto a sua mãe lutava para sustentar a casa, o pai do garoto saia de casa cinco horas da tarde e volta oito horas da manhã.
O efeito da bebida tornou o homem grosseiro e agressivo, quando a mãe de Oscar, Maya, tentava lhe dar conselhos, ele a ofendia com palavras. As brigas logo começaram, Maya sempre saia com marcas no corpo e isso o irritava, sempre tentava intervir, mas a mãe sempre o impedia.
Um dia, depois de voltar do colégio, viu a mãe com as pernas marcadas com com dedos nos braços e chupões no pescoço, essa cena o deixou abismado, nunca pensou que o pai chegaria ao ponto de violentar a esposa- Ele tinha apenas 11 anos. Um acoplado de sentimentos o fez enfurecer-se e ficar determinado a acabar com a situação. Mas, os planos não deram muito certo. Mais uma vez, o pai de Oscar estava bêbado e, quando chegou em casa, nem ouviu o garoto direito, os dois começaram a discutir feio, Marcus bateu em nele também e o derrubou no chão, deixando sua visão turva. Maya não aguentou ver o filho e o marido daquele jeito e decidiu intervir, Marcus, de cabeça quente, lhe deu um soco tão forte que a fez cair da escada do apartamento.
Oscar, já com os sentidos recuperados, ligou para a polícia e para a ambulância; o seu pai foi preso e condenado à 5 anos de cadeia. Já a mãe teve que ficar no hospital e entrou em coma por 3 meses, e foi durante esse período que conheceu Jace, o achou "louco" e ficou curioso sobre ele, principalmente pelo jeito que começou a conversa, tanto que o ajudou a fugir dos enfermeiros, e depois desse dia se tornaram melhores amigos, Oscar o considerou seu irmão mais novo e passou a visitá-lo quase todos os dias, estava praticamente vivendo no hospital por causa da sua mãe e mesmo quando ela acordou continuou a vê-lo.
Mas uns meses depois teve que ir embora, uns caras ameaçaram ele e sua mãe, porque seu pai devia dinheiro a eles, ficou triste de ter que se separar de Jace, mas antes de ir lhe fez uma promessa. Com quinze anos já tinha mudado o suficiente para que não o reconhecem, então voltou e passou a morar com sua tia. Assim que pode foi tentar vê-lo no hospital, mas disseram que ele tinha saído, ficou pensando como o reencontraria.
No dia seguinte teve que ir a escola, e se surpreendeu quando assim que entrou na sala se sentiu ser abraçado e viu que era Jace, desde esse dia continuaram sendo melhores amigos e a estudar nas mesmas escolas, e fizeram uma nova promessa "Nunca mais deixaremos que nada aconteça de mal a nós, iremos sempre nos ajudar, proteger e sempre seremos melhores amigos". E agora foram juntos para o mesmo internato.


Veterano ou Novato?
Novato.

Família:
Nome: Tessa Emeri Valentin.
Idade: 38 anos.
Profissão: Professora.
Relação: Eles sempre tiveram uma ótima relação, é uma mulher carinhosa e caridosa, gosta de ajudar e sempre cumprimenta as pessoas com um sorriso, uma mãe presente e protetora, assim como a maioria das mães.


Nome: Marcus Lucky Adams.
Idade: 39 anos.
Profissão: Nenhuma.
Relação: Antes de seu pai começar a beber a relação deles era boa, mas depois ficou péssima, Marcus já saiu da prisão, mas nunca procurou saber da família, e Oscar está feliz por isso, prefere que nunca mais volte.



Manias:
Quando está incomodado com algo fica passando o dedo na sobrancelha, como se estivesse penteando-a.
Ler enquanto anda ao mesmo tempo.
Passa a língua sobre os lábios quando está pensando em algo que o deixa animado.
Quando está entediado murmura letras de músicas.
Ás vezes quando está mal-humorado fica tirando as pétalas das flores. (Bizarro -q)
Ir à um local específico para pensar.
Fazer caretas enquanto lê ou desenha algo, ele desenha muito bem, é um dos seus hobbys, o outro é tocar piano.
Ás vezes ele fala enquanto dorme, mas só quando está em conflitos internos.


Medos/Fobias:
Fobias-
Tafofobia ou tafefobia- medo de ser enterrado vivo.
Medo-
Perder pessoas importantes para ele.
Ventríloquos e bonecos(as) antigos(as), não é uma fobia, só tem medo mesmo, ele não suporta ficar perto, o deixa desconfortável e tenso.


Vícios:
Café.

Par:
Sim.

Relação com Professores e Funcionários:
É um bom aluno, não costuma falar nas aulas, há não ser quando algum amigo começa a conversar com ele ou quando jace não para de ficar mandando bolinha de papel. Passa a maioria delas dormindo, apesar de os professores não reclamarem, já que faz as atividades e tarefas, e tem as notas quase perfeitas, mas ás vezes por causa de seu melhor amigo o acompanha em algumas loucuras quando tem vontade ou para cuidar dele, mas nunca deixando Jace passar dos seus limites, não quer que ele volte a viver no hospital como antigamente. Trata todos os professores e funcionários com respeito.

Relação com os amigos:
Quando se tem a amizade dele, protege e ajuda seus amigos em tudo, continua com sua personalidade sarcástica, afinal faz parte dele e seus comentários sarcásticos não são maldosos, do tipo de machucar ou magoar alguém, mas será gentil também. Quando está perto dos amigos ou de pessoas que se sente confortável, pode ser engraçado, consegue manter uma conversa agradável e divertida, pode tirar risos e boas gargalhadas da pessoa. Oscar percebe quando eles precisam de ajuda e está sempre pronto para tentar ajudá-los. Pode tentar até umas brincadeiras, como que passar por você no corredor e te cutucar de um lado antes de sair pelo outro como se não tivesse feito nada. Nas garotas que tem intimidade chega as abraçando ou beijando-as no rosto com um sorriso maroto nos lábios. Leal e atencioso, sempre está pronto para fazer qualquer doideira pra ajudar quem é importante para ele.

Relação com os inimigos:
Apesar de sua personalidade calma e paciente, não queira vê-lo com raiva. Oscar fica extremamente furioso em algumas situações, como se quiser machucá-lo ou se vê alguém importante para ele ser ameaçado, ferido ou maltratado. Muda tão rapidamente que se assustam ao vê-lo assim, parece outra pessoa, pode mandar qualquer um para o inferno com um sorriso debochado no rosto ou ameaçar cortar o pescoço de alguém fora o chamando de "amigo", Não se iluda com o ar calmo e tranqüilo dele. Ao finalizar sua sessão de sarcasmo, estará pronto para encarar o que vier pela frente.

Relação com o par:
Quando ele se apaixona pode ser tão intenso que você pode achar que acabou de descobrir o homem da sua vida. Costuma ficar tranquilo e meio anestesiado quando está amando uma mulher que lhe passa confiança, serve como um ótimo tranquilizante para alguém tão possessivo.
Gosta que confiem nele e o amor deste homem está em cada sorriso que vai dar ao seu lado e atitudes carinhosas, vai mimar a sua amada, com palavras carinhosas ou elogios, assim como também gosta de ser mimado, mas ele prefere que o diga em seus ouvidos ou no aconchego do quarto, só tome cuidado para não exagerar nos elogios quanto a sua sexualidade, ou vai querer que o MUNDO saiba o quanto ele é gostoso na cama.
Tem um certo medo de dizer para a garota que a ama, é mais fácil ouvi-lo dizer que te ama depois que você terminou o relacionamento, do que durante o tempo em que estiveram juntos. Aí você vai perguntar intrigada porque ele não disse antes que te amava? E a resposta será bem típica:
“Se eu soubesse que isto significava tanto para você, já teria gravado uma fita para me ouvir, quando estivesse carente!”, mas isso é uma mentira, tem medo de dizer que a ama alguém.
Ao ouvir este tipo de resposta não tente quebrar um vaso em sua cabeça. Para ele, estar com você já deveria ser prova suficiente de que te ama. Habitue-se a seu modo prático de encarar as emoções. Pode não dizer um “eu te amo”, mas dirá “pensei em você”, “sinto sua falta”, “ouve essa música”, “vem cá”.
Ele vai te magoar muitas vezes com sua sinceridade e vai pedir perdão, mas por outro lado vai faze-la sentir-se viva e radiante ao lado dele e com certeza vai ser difícil esquecer, porque o romance ao seu lado dificilmente será monótono. Quando ele te beijar ou abraçar, será com todo carinho e se sentirá mulher mais feliz do mundo.
Quando ama, faz com toda sua força e não espera menos de você, ele não quer que o seu amor seja tão grande quanto o dele, apenas quer que o ame mais do que qualquer coisa.


Matéria favorita:
Matemática.

Está certificado que posso fazer o que bem entender com seu personagem?
Sim.

Está ciente que se você não comentar depois de 2 capítulos, seu personagem irá sumir ou ser excluído?
Yes, sir.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...