~Nyi

Nyi
Nome: Blurain
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização: Recife, Pernambuco, Brasil
Aniversário: 14 de Outubro
Idade: 18
Cadastro:

Teenagers.


Postado

Maroon 5 - Lucky Strike.


Nome:
Oscar Lucky Valentin.|Lucky.

Idade/data de nascimento/signo:
18 anos.|07/07.|Canceriano.

Nacionalidade:
Americano- Alaska.

Personalidade:
Leva a vida de maneira despreocupada o suficiente para tascar um foda-se. É o tipo de cara que chega atrasado em qualquer lugar que vá, menos no trabalho, quando chega atrasado na escola os professores não se importam, já estão costumados. Ele é reservado e detesta chamar atenção, por isso esconde suas habilidades físicas e mentais.
Um rapaz intenso, com uma energia emocional única, ainda que possa parecer calmo e tranquilo, têm uma agressividade e magnetismo escondidos internamente. De natureza solitária, ama sua liberdade e independência. Enquanto muitos acham difícil se aproximar dele, outros já conseguiram despertar um pouco de interesse nele, costuma se afastar das pessoas, não quer criar laços.
Para os outros, é visto como mais um garoto que apenas gosta de ficar sozinho. Possuí uma personalidade serena, e não se importa com a opinião alheia, se falam mal dele, prefere simplesmente ignorar, já que a opinião de alguém ou um xingamento não alterarão em nada sua vida. Normalmente está com os fones de ouvido, é misterioso, como se fosse um enigma, ou um cubo mágico, que todos tentam montar, mas nunca conseguem. Gosta de ficar sozinho na maioria das vezes para ouvir música, desenhar ou cochilar (é o que mais faz, por causa da droga também).
Ele é bastante sombrio e imperceptível, é pouco notado e não sabem distinguir muito bem o que ele sente, mesmo que olhem em seus olhos, normalmente está com uma expressão neutra. Oscar trabalha duro e não é muito ambicioso em relação a si mesmo, visa mais os outros do que a si próprio.
Não se intimida facilmente, a vida foi dura com ele, quase nada o assusta, sendo bastante destemido e determinado, quando quer algo, não desiste sem ao menos lutar. Costuma ser aquele tipo que não está nem aí com o mundo, tudo pode estar acabando, as pessoas correndo desesperadas, e ele ainda consegue manter a calma.
Sua mente é cheia de coisas aleatórias, parece estar sempre no “mundo da lua”, perdido em seus pensamentos, mas na verdade está prestando atenção a tudo ao seu redor e não adianta tentar fazê-lo de idiota, é inteligente demais para tentarem pensar fazer isso com ele, com uma inteligência fora do normal, possui um raciocínio dedutivo assustador.
Quando é lhe dirigida a palavra ou percebe que é o momento para se pronunciar, suas palavras saem em um tom calmo, em alguns momentos das frases pode dar leves pausas, geralmente para repensar em sua fala ou respirar, sendo sincero quanto suas opiniões, mas tendo cuidado com as palavras. Ao tocarem em algum assunto que seja de seu interesse, o jovem irá expor um pouco mais sua atenção, algo que pode ser mínimo, como um breve olhar ou uma leve mordida no lábio inferior, mas dentro de si ele estará ansioso para saber mais.
Seus sentimentos são intensos, sua consciência é pesada, e seu cérebro parece ter sido criado para importuná-lo.
Curioso desde sempre, odeia qualquer coisa que envolva surpresas. Jamais diga ‘’ preciso conversar com você’’ antes de sumir, ele costuma surtar nesses momentos, pois seu cérebro não o deixa descansar. Em situações difíceis, ele é forte, determinado e corajoso, mas por dentro pode estar aos cacos, e quando está assim, prefere ficar sozinho, preso em seus pensamentos.
Sua palavra é sua honra, se promete algo, cumpre e não gosta quando fazem ele quebrar alguma promessa. Odeia demonstrar que está triste ou abalado, não gosta nem de demonstrar dor para que as pessoas não sintam pena dele ou tenham o gostinho de vê-lo acabado. Detesta pessoas controladoras e que passam 24hs reclamando da vida, mas não fazem nada. Adora sua liberdade, não suportam que critiquem sua maneira de agir e pode partir de uma hora para outra se sentir que algo está faltando em sua vida.
Uma vez que decide algo é raro conseguir que faça-o mudar de ideia, é necessário que você prove que o que ele quer é errado, ou então fará o que decidiu, mesmo que você reclame ou se oponha ao que ele decidiu, tem plena consciência de seus próprios atos assim como sempre está pronto para lidar com as consequências dos mesmos e admitir seus erros, afinal, se no fim estiver errado, basta pedir desculpa.
Uma garoto que nunca deixa na mão aqueles que possuem sua confiança e por confiar demais faz o que lhe pedir sem discutir, é extremamente difícil conseguir e uma vez que se tem e a perde, terá que se esforçar se quiser de volta.
Não é fácil se aproximar dele, pode ser um pouco difícil de se conviver devido à sua personalidade sarcástica, normalmente é mal compreendido por ser aparentemente mal humorado, mas ele também pode ser gentil e se preocupa com quem gosta e com seus poucos amigos, que já estão acostumados com o jeito dele, são os raros momentos em que sorri e por ser raro, muitos se impressionam e acham bonito, porque é verdadeiro.
Pode ser difícil acreditar, mas ele é um ótimo conselheiro, até mesmo quando se trata de amor, mesmo nunca tendo vivenciado, se baseia nas histórias de outras pessoas e analisa como se comportam, é muito difícil ele errar e ajuda quando precisam dele, mas depende do tipo de pessoa.
Apesar de sua personalidade calma e paciente, não queira vê-lo com raiva. Oscar fica extremamente furioso em algumas situações, detesta ferir os sentimento de quem quer que seja, mas mesmo assim ferirá até a alma se esta pessoa estiver disposta a machucá-lo ou se vê alguém importante para ele ser ameaçado, ferido ou maltratado. Muda tão rapidamente que se assustam ao vê-lo assim, parece outra pessoa, pode mandar qualquer um para o inferno com um sorriso debochado no rosto ou ameaçar cortar o pescoço de alguém fora o chamando de "amigo", quando resolve ser sarcástico pode tirar qualquer um do sério. Quando mais sorridente e ferino ele estiver, mais nervoso estará. Não se iluda com o ar calmo e tranqüilo dele. Ao finalizar sua sessão de sarcasmo, estará pronto para encarar o que vier pela frente. Ele se preocupa com seus amigos e aqueles em que tem confiança. Faz de tudo para protegê-los e sempre pensa em suas ações, tentando não magoá-los.
Nunca faria nada que machucasse alguém, além dele mesmo, mas quando se trata dos seus amigos ou quem gosta, eles são suas únicas exceções. Ele pode desistir de algo depois de lutar muito, mas quando acredita em alguém não aceita "não" como resposta e não suporta ouvir "nunca" e "conseguir" na mesma frase. É muito altruísta e se põe a frente de todos que se importa e não hesitaria de se sacrificar para mantê-los bem. Pode ser um pouco do imprevisível e as vezes faz o contrário do que pensam que vai fazer, vai depender da sua vontade.
Quando se apega a alguém, se torna uma pessoa leal e um pouco mais atencioso, o suficiente para ouvir desaforos, risos ou dar o ombro para chorar.
Ele nem sempre foi assim desse jeito, só não se sente mais feliz, só tem momentos, nada mais que isso, quem sabe ele possa mudar, tudo depende de você.


Sexualidade:
Heterossexual.

Aparência:
Possui cabelo loiro e liso, sempre bem cuidados, por isso é muito macio, normalmente sempre o deixa bagunçado, mas isso é por puro capricho, ele gosta deles assim e o faz ficar com um ar mais rebelde, emoldura seu rosto e dá destaque aos seus olhos azuis claros, mas as vezes pode ser só por preguiça mesmo. Em casos raros ele está penteado de lado, mas só parcialmente, pois algumas mechas soltas fica caindo sobre sua testa. Sua pele é clara e livre de manchas, espinhas e cravos, tem uma pele de bebê, que quando exposta ao sol fica um pouco bronzeada, além de possuir uma boca fina e rosada, bem desenhada.
Oscar é alto, tem 1,87 m de altura, possui um porte atlético, mas nada exagerado, é considerado pelas garotas muito bonito, apesar dele não prestar atenção nisso.























Ano escolar:
Terceiro ano do ensino médio.

História:
Família rica. Tudo que queria. Se queria algo, nem precisava falar ''por favor!'', só precisava falar que queria. Mas não se importava com isto, mesmo com tudo que tinha respeitava todos e tratava gentilmente.
Seu pai, William, sempre foi ocupado, cuidando do dinheiro da família, negociando, nunca parava em casa, e quando parava, sua atenção sempre ia para o seu irmão mais velho, o que o deixava triste, mesmo assim os dois sempre tiveram um boa relação, Oscar nunca culpou Jason por nada, ele fazia de tudo, sempre fez tudo que ele queria, seu pai ao invés de conversa com o filho, só a olhava com olhar de reprovação e ignorava.
Sua mãe conversava e debatia, mais nada, queria um pouco da atenção do pai... Até que cansado de tudo teve a ideia de fugir de casa, com seus dez anos de idade, fugiu, mas decidiu que a rua não era para ele, principalmente por que era perigosa, então se escondeu em um hospital, conseguiu entrar sem ser visto e correu para se esconder, assim entrando em um quarto que havia um garoto mais novo que ele, estava hospitalizado.
No momento tinha ficado preocupado que fosse descoberto, mais o garoto ajudou, assim se tornando amigos. Ele ficou lá por dois dias, até que foi descoberto por uma enfermeira, que ligou imediatamente para policia, e a polícia para os seus pais. O seu pai o proibiu de sair. Com raiva, desobedeceu mais uma vez, sempre indo visitar seu amigo, sempre conversava com ele, porque o acalmava.
Jace ficará mais doente a cada dia, deixando-o mais preocupado, começou a visitá-lo quase todo dia, sempre que conseguia fugir do seu pai, muitas vezes dormia na frente do hospital, para quando acordasse ir correndo vê-lo. Certo dia ele teve que fazer uma cirurgia e mesmo negando, Oscar sabia que ele estava com medo e para encorajar o amigo, uma hora antes da cirurgia, disse que não sairia dali até que acabasse.
O seu pai indignado, começou prendê-lo por que não estava contente com essa amizade, começou a falar que não era mais seu filho, que não honrava o sobrenome, que se pudesse, preferia que não tivesse nascido, isso magoou ele muito, o despedaçou um pouco, porém, sua mãe começou a defende-lê e brigar com o pai dele, tudo por ele.
Então William começou gritar e ameaçar deserda-lo, descontando sua raiva. Contava tudo para seu amigo, o mesmo se entristecia por se o motivo de tudo aquilo. Quando fez treze anos sua mãe acabou se separando e levou ele junto, tendo que ficar longe dele, mas antes fez uma promessa "Eu vou embora, mas quando eu voltar, continuaremos sendo os melhores amigos de sempre, nos bons e maus momentos" e a promessa de Jace foi que " Nunca mais deixaremos que nada aconteça de mal a nós, iremos sempre nos ajudar, proteger e sempre seremos amigos".
Com seus quinze anos terminou o curso de artes e latim. Logo após, começou uma extensiva busca por música e luta. Houve alguns problemas com música, pois a professora insistia que ela melhor ele seguir a carreira de cantor, mas não queria isso. Preferiu manter as aulas de violino e piano.
Luta foi a maior confusão. Queria muito aprender esgrima e artes marciais, mas ao mesmo tempo tinha o arco e flecha. Então precisou desistir do mesmo, ficando apenas como um passa tempo. Acabou finalizando o de música, esgrima e artes marciais.
Tudo tinha ficado um pouco mais tranquilo, até que sua mãe sofreu um acidente e morreu, ficou triste, estava com dezesseis anos. O juiz decidiu que voltaria a morar com seu pai. Assim que voltou foi no hospital ver Jace, nunca se esqueceu dele, sempre sentiu falta do seu amigo, eles tinham um laço muito forte, mas soube que ele morreu, disseram que foi por causa de uma falha numa cirurgia de emergência, chorou muitas vezes pela morte dele e de sua mãe, e se culpou por não estar com ele, não tinha mas ninguém. Oscar acabou entrando em depressão e se tornou viciado em heroína, a morte deles o despedaçou.
Seu pai nunca soube e seu irmão acabou o esquecendo. Não suportando mais ficar perto de William, fugiu de casa novamente e foi para bem longe, com um bom dinheiro que tinha pegado do seu pai, o suficiente para viver bem, até que pudesse conseguir um emprego. Com dezessete anos conseguiu um trabalho numa cafeteria e outro como frentista, eles aceitaram-no, mesmo sendo menor de idade.
Ele ainda é viciado em heroína, mas só porque causam alucinações e nelas pode ver Jace, nunca quis deixar, mesmo que nessas alucinações ele fique o pedindo para parar, senão morreria jovem, mas prometeu que pararia se achasse um motivo bom o suficiente.
Tem dificuldades de dormir também, as vezes tem pesadelos, com quando Jace estava muito mau, ficava vomitando sangue e o via chorar de noite, e não podia fazer nada, normalmente fica se debatendo ou chorando desesperadamente e suando até que algo ou o despertador acorde ele. Agora com dezoito anos largou o emprego de frentista, e quando não está na escola trabalha na cafeteria e de noite como barman, e estuda de madrugada ou nos tempos livres para os testes, apesar de não precisar, por ser muito inteligente. Seu pai e seu irmão não tentaram o procurar.


Gosto/Desgosto:
– Gostos:
Tocar piano e violino, ouvir música, desenhar, ler, filmes e series, frio, adora cozinhar, fitar as pessoas, dormir, comer (principalmente comidas apimentadas e doces.), dormir com o barulho da chuva, artes marciais, esgrima, cuidar e ajudar as pessoas, do escuro, pensa melhor nele - não é muito normal eu sei -, gosta de poesia, caminhadas a noite e ver as estrelas, cafunés, casacos com capuz, cores escuras e neutras, HQs, esportes, cantar, ele tem uma voz rouca e grave, mas que também pode ser suave quando quer, café, leite.










– Desgostos:
Que o subestimem ou duvidem de sua capacidade, machismo, mentiras, traições, brigas, pessoas mesquinhas e egoístas, de se sentir impotente, que machuquem ou falem mal de pessoas importantes para ele, injustiças, remédios, ter muitos olhares em si, sentir ciúmes, que gritem com ele, filmes melosos, que tentem o controlar, chá, legumes e verduras, quebrar seus fones de ouvido, álcool, meninas superficiais, cores vibrantes ou visuais vibrantes demais, pessoas que julgam à primeira vista, seu aniversário (ele não sabe porque não gosta), que falem de seu pai na sua frente, odeia William.

Hobbies:
Desenhar, tocar piano e violino, apesar de preferir piano, cozinhar, artes marciais, colecionar HQs.

Vícios:
Heroína, café e leite.

Algum Problema ou Doença:
Depressão e viciado em heroína.

Família:
Nome: William Lucky Dellanote.
Idade: 39 anos.
Profissão: Empresário.


Nome: Tessa Emeri Valentin.
Idade: Morreu com 33 anos, estaria com 38 agora.
Profissão: Professora.


Nome: Jason Lucky Valentin.
Idade: 21 anos, está no último ano da faculdade de administração.



Vai Querer Hot:
Sim.

Vai querer Par:
Sim.
Oscar nunca se apaixonou, mas como sente tudo intensamente, pode ser tão intenso que você pode achar que acabou de descobrir o homem da sua vida. Costuma ficar tranquilo e meio anestesiado quando está amando uma mulher que lhe passa confiança, serve como um ótimo tranquilizante para alguém tão possessivo.
Gosta que confiem nele e o amor deste homem está em cada sorriso que vai dar ao seu lado e atitudes carinhosas. Se for elogiá-lo tome cuidado para não exagerar nos elogios quanto a sua sexualidade, ou vai querer que saiba o quanto ele é gostoso na cama.
Tem um certo medo de dizer para a garota que a ama, é mais fácil ouvi-lo dizer que te ama depois que você terminou o relacionamento, do que durante o tempo em que estiveram juntos. Aí você vai perguntar intrigada porque ele não disse antes que te amava? E a resposta será bem típica:
“Se eu soubesse que isto significava tanto para você, já teria gravado uma fita para me ouvir, quando estivesse carente!”, mas isso é uma mentira, tem medo de dizer que a ama e perdê-la depois.
Ao ouvir este tipo de resposta não tente quebrar um vaso em sua cabeça. Para ele, estar com você já deveria ser prova suficiente de que te ama. Habitue-se a seu modo prático de encarar as emoções. Pode não dizer um “eu te amo”, mas dirá “pensei em você”, “sinto sua falta”, “ouve essa música”, “vem cá”.
Ele vai te magoar muitas vezes com sua sinceridade e vai pedir perdão, mas por outro lado vai faze-la sentir-se viva e radiante ao lado dele e com certeza vai ser difícil esquecer, porque o romance ao seu lado dificilmente será monótono. Quando ele te beijar ou abraçar, será com todo carinho e se sentirá mulher mais feliz do mundo.
Quando ama, faz com toda sua força e não espera menos de você, ele não quer que o seu amor seja tão grande quanto o dele, apenas quer que o ame mais do que qualquer coisa.


Música que define seu personagem:
Evanescence- My Immortal.
Simple Plan- Perfect.


Frase que define seu personagem:
"O que há de errado em fugir da realidade, se ela uma droga?"

Algo mais?
Tatuagens-

Esquerdo.
Lado esquerdo.
Direito.
Ele é ambidestro.

Entende que seu personagem está em minhas mãos agora?
Sim.

Se eu precisar fazer alguma (pequena) mudança, permitirá?
Claro.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...