~Annnara

Annnara
Timelady
Nome: Queen in the north
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 30 de Novembro
Idade: 20
Cadastro:

Os Herdeiros da Justiça {ficha} — Pandora Wayne


Postado





•nome•

Pandora Arianne Lancaster Wayne


•idade•

Nascida a 1 de Julho, sendo uma jovem 18 anos


•nome de herói•

Batgirl


•filiação•


Bruce Wayne & Rowenna Lancaster


•aparência•




Pandora é uma garota consideravelmente alta, possuindo 1.72 e um corpo musculado, porém não muito largo. Tem pele clara, característica de sua mãe mas seus cabelos e olhos acastanhados são totalmente de Bruce. Seu corpo não é muito "cheio", seus seios e glúteos são medianos, suas pernas torneadas e um corpo no formato de um violão.


•história•

Bruce Wayne conheceu Rowena em uma convenção de história antiga, na qual jovem recém-formada arqueóloga recebeu bilhetes por ser exemplar na turma.

No início, Bruce a via como mais uma de suas amantes, até o Coringa a raptar para um de seus planos maléficos. Ele não fazia ideia que Rowena era próxima ao Batman, mas acertou na mosca, poucas horas depois de raptar a loira, Bruce chegou em seu esconderijo como um furacão.

Depois disso, Bruce decidiu manter a jovem perto dele, para evitar que Coringa voltasse a raptá-la, dessa vez para acabar com sua vida. Logo ele se perdeu de amores pela mulher que lhe contava lendas de deuses gregos. Daí veio o nome de Pandora, fazendo homenagem à história da caixa de Pandora, a preferida de Rowena.

Foi preciso apenas meio ano para que o milionário pedisse a arqueóloga em casamento, e um ano para que acabassem casados. Alguns meses depois, para que descobrissem que a mulher carregava o futuro dos Wayne consigo.

Bruce nunca se sentira mais feliz na vida ao pegar sua Pandora nos braços pela primeira vez. Naquele momento, ele decidiu que iria proteger Gotham e o mundo por ela e ele assim o fez durante muito tempo. Porém, ele nunca teve muita facilidade em demonstrar amor à mais nova.

Pandora só descobriu que seu pai era o Batman aos oito anos, quando descobriu a batcaverna totalmente sozinha. Bruce e Rowena esconderam isso durante muito tempo, temendo que a filha contasse a identidade secreta do pai a qualquer pessoa, nunca se sabia quem estava ouvindo.

Aos onze anos, o Pinguim raptou Pandora. Foi aí que ela passou as piores horas da sua vida, sendo constantemente ameaçada e torturada, mas ela não denunciou seu pai, por mais que aquilo doesse. Bruce chegou o mais rápido que conseguiu, salvou a sua filha e destruiu o cavalheiro do crime de uma vez por toda, usando toda a sua ira por ver o que fizeram com sua filha.

O que ninguém contava era que um dos capangas tinha sobrevivido à fúria de Bruce. Sabendo de seu alter-ego, entra na mansão Wayne, no intuito de matar Bruce. Ferido e sem poder ripostar, a salvadora foi a própria Rowena que não hesitou em disparar na cabeça do intruso. Infelizmente, ele também a alvejou.

Pandora, surpreendentemente, depois desse dia não ficou traumatizada. Apenas criou o desejo de poder combater o crime em sua cidade-mãe, para vingar a mulher que a trouxe ao mundo. Porém, Bruce negou, alegando que não iria se arriscar a perder mais outra pessoa que amava.

A garota aprendeu artes-marciais sozinha, para poder se defender. Também começou a desenvolver seu intelecto, começando a criar suas próprias armas usando as de seu pai como base, isso sem Bruce saber. E sua vida continuou.

Anos depois, o Batman foi chamado à Liga da Justiça, para enfrentar um mal muito poderoso. Seu último adeus foi algo que tocou muito a jovem Wayne, se tornando uma memória que ela nunca esqueceria. Afinal, quem pediria à filha para arrumar o quarto antes de partir para a guerra e morte eminente?

A vida de Pandora fora incrível, digna de uma franquia de cinema. Porém depois da notícia da morte de Bruce Wayne no campo de batalha, essa história virou um livro, um livro deixado em uma vasta biblioteca chamada esquecimento sem sequer dizer adeus.



•personalidade•

Quem vê Pandora, vê uma garota animada, uma filantropa, um gênio, uma mulher com dinheiro suficiente para comprar sua vida com apenas seus dezoito anos.

É uma mulher que costuma chamar atenção por onde vai, adora ter os olhares virados para ela. Desde de usar carros chamativos para ir no mercado até aparecer em todo comercial, doar para todas as campanhas… Todos conhecem a Pandora Wayne e ela simplesmente adora isso.

Inteligente. Desde criança mostrou essa habilidade, mas sua inteligência não é apenas em cálculos matemáticos e mecânica, também consegue gerir muito bem a “Wayne Enterprises” e tem um jogo de cintura extremamente bom e acredite, ela é invencível nisso.

Raramente não sabe o que fazer, tem sempre uma solução e/ou um plano para qualquer situação. E quando não sabe o que fazer, é capaz de parar uma batalha só para comentar que não sabe o que fazer e o quão legal isso é.
Ela não passa logo para o matar, primeira tenta negociar com o inimigo depois parte para a porrada; fazendo aqueles que não negociaram desejarem voltar atrás no tempo para fazê-lo.

Também costuma ser bem sincera, nada consegue bater a sinceridade de Pandora. Ela seria bem capaz de responder a um civil: “Há um milhão e meio de coisas só esperando para explodir o mundo, mas se você quer fingir que você está seguro para poder dormir de noite, OK, você está seguro” e sem se importar com as consequências.

Mas por detrás de toda essa alegria e bom-humor, pomposidade e sinceridade, existe uma tristeza. Há pessoas que são capazes de ver a tristeza escondida no olhar de Pandora, a tristeza gerada por uma história que ela tenta esquecer. Em certas datas ela se isola em casa, não fala com ninguém, tranca as portas e janelas, fecha cortinas, dispensa empregados… Ninguém sabe muito bem porquê.

Ás vezes se torna melancólica, bem calada e quieta, sempre no mundo da lua. Mas se você perguntar o que está acontecendo ela dirá que está bem, que é a rainha do “estar bem”. Pandora pode ser uma ótima amiga, uma tumba para seus segredos e sua melhor conselheira, mas não espere saber dos segredos e mágoas dela.



•que função deseja exercer na equipe•

Se não puder ser a líder, Pandora será um braço direito, aquela que paga, desenha e manda construir tudo. Ás vezes até é considerada a líder, mas quando perguntam sobre isso ela sempre diz: “Não, eu sou só a que banca e faz as coisas serem mais legais, fulano é o líder”


•coisas que gosta de fazer•

Pandora costuma ler, mas nunca sem arrancar a última página de um livro, alegando que odeia finais. Também adora beber e bebe muito, mas raramente fica bêbada, sabe-se lá Deus porquê. Costuma doar dinheiro para a caridade, mesmo que muitos digam que é para “aparecer”, Pandora realmente gosta de ajudar. E também pode-se ressaltar seu amor por comidas estranhas, como Nuggets com creme de ovos, o que muitos podem achar nojento. E sempre costuma gostar das pessoas que confiam nela com o seu simples pedido: “Confie em mim, sou a Batgirl”


•coisas que odeia•

Pandora odeia finais, odeia pensar que algo possa ter chegado no fim e às vezes perde a melhor parte. O seu planeta e todos que vivem neles são importantes para ela, então não gosta nada que alguém tente ameaça-lo. E sim, tem um ódio mortal aqueles que pensam que são mais inteligentes que ela sem o serem.


•situações que o/a deixa irritado/a•

Nunca ponha Pandora em uma armadilha, ela sairá de lá de uma maneira ou outra e vai te matar sem piedade. Fica irritadíssima quando alguém consegue vencer ela em algum jogo, ou brincadeira, mas fica irritada com ela mesma. E quando insultam alguém de sua família, principalmente Bruce Wayne, Pandora fica literalmente possuída de raiva.


•tem interesse em par romântico?•

Sim


•caso seu personagem não entre para a equipe, tem interesse em deixá-lo participar da fanfic apenas em um capítulo como aparição/morte?•

Sim.


•comportamento em equipe•

Pandora será a garota engraçada, mas não a palhaça da equipe que ninguém leva a sério, mas de vez em quando faz uma piada ou outra. É aquela para quem todos olham quando aparecem cálculos difíceis, ou devem encontrar um padrão para o inimigo. Pode ser a amiga, pode ser a líder, pode ser apenas um peão mas ela dará a vida por qualquer um da equipe se for necessário, afinal, ela não tem mais nada à perder.


• música tema•

Imagine Dragons — Dream




Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...