~Ayla-Sama

Ayla-Sama
Sua crush senparina
Nome: Ayla
Status: Usuário Veterano
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 29 de Maio
Idade: 18
Cadastro:

Às vezes, saber. Saber, às vezes.


Postado

Sei quais são minhas dúvidas, já falei com algumas pessoas abertamente sobre elas. Já chorei, já me decepcionei, já me desesperei. Às vezes eu só queria alguém pra conversar. Mas ao mesmo tempo, não quero falar com ninguém.
Eu só queria que fosse um pouco mais fácil, sei que a vida é difícil, é má, é impiedosa. Mas porquê não podemos escolher nosso futuro com um pouco mais de folga? Aqui, nesse país, é simplesmente: Estude, se não você não passa. Estude pra quê? Para algo que você não vai usar na sua vida? Para o futuro que você nem vislumbra?
Queria uma dica, uma orientação. Às vezes penso que seria melhor que meu futuro estivesse escolhido. "Você vai cursar isso." É que é tão difícil. É tão duvidoso. Como ter certeza nessa vida? Como saber mais sobre a sua decisão, sobre as opções? Como saber o que é certo?

Certo pra mim. Certo pra minha vida. Certo pro meu futuro.

Às vezes a única coisa que eu quero fazer é chorar e jogar fora essas angústias... Mas digo, já chorei, já me livrei desses sentimentos - temporariamente. Não quero mais depender dessas lágrimas pra fugir das minhas dúvidas. Eu quero saber. Saber o quê? Saber o que eu quero, o que eu preciso, o que eu gosto, o que me fará bem no futuro. Quero saber meu futuro.

Eu me sinto tão perdida.


"Ué, mas de que área você gosta mais?"
"De todas."
"Como assim? De qual você não gosta, então?"
"Nenhuma."
"Me fale três profissões, agora, na lata."
"Medicina, Engenharia - Civil, Direito."
"Mas são muito distintas!"
-

Eu não sou nenhuma deusa, não sou mágica, não sou sobre humana. Não há como pular alguns anos e descobrir o que eu estarei cursando, amando, odiando. Me sinto uma criança, que saiu pra brincar em uma manhã, e na mesma tarde ela tinha vinte anos. Tendo que responder qual é sua profissão. A vida corre, depressa. Eu não vi minha vida passar.
Eu queria ter feito melhor, ter feito mais. Ter sido impecável. Ter sido a melhor. Comecei, e não terminei. Não sei como terminar, nem consigo continuar andando assim, no escuro.
E, mesmo assim... Não quero estagnar.
O que vai ser da minha vida agora? O que eu vou ser daqui a um ano?

Eu não sei.

Devaneios sobre mim, sobre minha vida, sobre meu futuro. Sobre o que eu serei, o que eu sou. Perguntas. Desabafos. Respostas(?). Quem sou eu? O que eu quero? Quem eu serei, amanhã? O que será da minha vida? O que será de mim? Eu preciso de respostas, e rápido. Estaria minha vida começando, ou acabando?

Soou meio desesperado, mas eu só estou um pouco confusa.

Escutando: Who can I blame? https://www.youtube.com/watch?v=Tcr_x8UU-I0
Assistindo: Chicago Med.

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...