~bigodefofo

bigodefofo
I'm sorry
Nome: ::: a chave :::
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 8 de Novembro
Idade: 61
Cadastro:

Preciso desabafar...


Postado

Sinto minhas pernas bambearem, meu pé formigar, acho que vou cair.

Hoje uma pessoa me fez uma pergunta, e essa pergunta era se eu gostava da minha vida. E eu pensem seriamente na resposta, mas nenhuma aparecia na hora. Ainda não respondi essa pergunta, mas vou responder aqui.
Não. Eu não gosto da minha vida. Por ela sempre foi uma bosta pra mim.
Por favor, não pensem que eu sou dramática e não tenham pena de mim. Só me ouçam.
Eu sou gaga, eu praticamente nasci gaga. Pelo o que eu sei, eu tinha muita dificuldade em aprender as palavras então fiquei gaga. E ser diferente todos me fez sofrer muito cedo. Pessoas repetindo como eu falava gaguejando também, eu não poderia falar com ninguém por que eles não tinham paciência comigo. Eu voltava chorando da escola quase todos os dias, e eu, sei lá, tinha uns sete anos nessa época.
E tinha mais uma coisa, eu era gorda, ainda sou para falar a verdade. Eu tinha que aguentar todo dia as pessoas me falando que eu estava a cima do peso, e as vezes isso era vinha junto com apelidos como "baleia", "balão", "hipopótamo" e muitos outros. Eu tentava mesmo assim criar amigos, mas era impossível, eu me iludia muito. Então depois disso eu finalmente entendi que se eu ficasse "na minha" ninguém iria me incomodar. E fiquei assim até agora. Na minha sala de aula eu sento no canto da sala na ultima carteira e tento falar com ninguém. É horrível viver assim.
Eu sou uma adolescente agora, e com essa fase vem varias perguntas juntas, e uma não fui eu que fiz para mim mesma, foi minha sala. Me perguntaram se eu era lésbica. E nem eu sei se eu sou ou não. Primeiro vei a negação. Eu negava que era lésbica, até para mim mesma. Depois eu pensei melhor e assumir para mim mesma que era bissexual. Mas a verdade é que eu estou ainda em duvida de quem eu sou. Eu briguei muito feio com minha mãe nessa época. Eu estou muito confusa com tudo isso.
Todas essas perguntas, duvidas e sofrimento me entristeceram muito. Eu fiquei sem fazer nada, esta com uma tristeza muito grande dentro de mim. Eu queria acabar com isso. Eu pensei em me matar e quase fiz isso. Mas não fiz isso.
Depois disso eu ganhei amigos, e se você é deles eu quero só agradecer por você ter me dado um momento de felicidade e fazer eu me sentir importante. Eu agradeço no fundo do meu coração.
Se passou um tempo e sinto em dizer, mas todo esse sentimento voltou, eu não queria isso, mas aconteceu.
Não queria um adeus, e isso não é um, eu vejo como um até breve. Preciso repensar o que vou fazer e com calma. Irei atualizar minhas fic, como o prometido, então se quiserem de vez em quando poderiamos conversar nos comentarios.

Por favor, não fiquem com raiva de mim. Eu amo todos vocês, acreditem nisso.

Até breve, amo todos vocês.


Escutando: EU
Lendo: TE
Assistindo: AMO

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...