~bloodmary

bloodmary
Babu
Nome: Hitokiri-chan
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Jundiai, São Paulo, Brasil
Aniversário: 7 de Janeiro
Idade: 22
Cadastro:

Bloodmary Starter Pack


Postado

Bloodmary Starter Pack

Olá, pessoas!
Depois desse título estranho usado unicamente para chamar a atenção, eu vou explicar sobre o quê esse jornal realmente trata: todo mundo sabe que a internet é o melhor meio de comunicação do mundo e que isso facilita a vida de mil maneiras, mas como tudo que é bom também tem um lado ruim, vale lembrar que você não ser obrigado a ver cara-a-cara o efeito que suas palavras causaram na outra pessoa que está atrás da tela do computador pode te deixar (e eu me incluo nisso) uma pessoa cada vez menos empática com o próximo.
Isso é totalmente negativo? Não. Tem gente que se diverte arranjando confusão? Sim (e eu não estou julgando, porque cada um sabe o que faz da vida e eu nada tenho a ver com isso), mas o fato é que EU, pessoalmente, não gosto e não quero isso pra mim, então eu resolvi fazer esse jornal para dar uma série de explicações sobre MIM (nada tenho a ver com nenhuma outra escritora ou a forma que elas agem ou deixam de agir), para que vocês saibam aonde buscar todo e qualquer tipo de informação de minha pessoa, sem precisar usar o bendito telefone sem fio do boca-a-boca.
Por que eu estou fazendo isso? Porque eu acho que 1) falar pelas costas não vai levar ninguém a nada, 2) porque assim eu posso ter a chance de me tornar mais próxima dos meus leitores, 3) para pessoas que tem antipatias por mim ou casos mal resolvidos tenham a chance de vir e me falar aonde eu errei, para que eu possa ser uma pessoa melhor (prometendo assumir todas as possíveis culpas e pedir perdão) e 4) para que se você realmente não gosta de mim possa vir na minha cara (ou o mais próximo possível disso) me dizer o motivo ao invés de ficar criando intriga por fora que não vai levar ninguém a nada. Se a culpa desse ódio for minha, vou tentar ao máximo me desculpar (mas guardo o direito de achar que foi sua e também não me desculpar de nada).
Basicamente então esse jornal é uma prevenção de tretas e hate, porque escrever é meu hobbie, é meu escape, é meu prazer e uma das melhores partes da minha vida e eu não quero mais me estressar por coisas que às vezes eu nem mesmo tive culpa, até na parte da minha vida que deveria ser lazer.
Sem contar que apesar de algumas pessoas não acreditarem nisso, eu realmente não gosto de treta, eu não gosto de confusão e eu não gosto de magoar pessoas de graça. Eu não gosto de magoar pessoas nem quando tem motivos pra isso, então eu vou tentar ser o mais transparente possível aqui, não só porque eu acho que eu mereço que vocês me interpretem pelo que eu sou de verdade, mas também porque acho que vocês merecem que eu seja o melhor tipo de pessoa que eu puder ser e como a comoção mais forte do mundo é o exemplo…Vamos lá.
Está dividido em tópicos, então podem ir só pra parte que interessar da leitura se quiserem, porque aí vem texão.

1. CONTATOS
Vou deixar aqui algumas formas de vocês me encontrarem online. Desde a maneira mais babaca, até a mais efetiva, pra que se eu por um acaso não te respondi por algum meio de comunicação, vocês possam me contatar em outros lugares, já que eu não respondo comentários (assunto que vai aparecer em algum tópico mais pra frente). Lembrando que eu estou fazendo isso com boas intenções, então usem com sabedoria, ok? Me ligar no meio da noite pra fazer algum tipo de terrorismo, por exemplo (e isso já aconteceu antes) ia ser, no mínimo, imaturo e frustrante.
Whatsapp: (11) 9-4561-2442
Facebook: https://www.facebook.com/stickpushbass
E-mail: [email protected]
Twitter: https://twitter.com/fuckyou_off
Wattpad: https://www.wattpad.com/user/stickpush
Para quem vai logo perceber assim que abrir meu facebook, meu nome é Bárbara, mas podem me chamar de Babu.
Eu tenho estágios e aula em período integral, então não esperem respostas automáticas, mas fiquem tranquilos, se eu vi, irei responder eventualmente.
E para quem mora em Jundiaí-SP ou redondezas, eu também não me importo nem um pouco de conhecer gente nova. Só não esperem que eu tenha a cara da Emily Browning (meu avatar) porque está um pouco longe da realidade.
2. NOIR
Provavelmente vocês estão se perguntando o motivo de eu estar falando sobre essa fanfic aqui, mas é bem simples: eu recebi MUITAS mensagens e comentários (ao ponto de eu não ter a mínima condição de responder a todos individualmente) de apoio, pedidos de desculpas e um carinho que eu nunca imaginei receber depois de ter excluído uma história, então eu só queria aproveitar a oportunidade para agradecer do fundo do meu coração por tudo isso e quero que vocês saibam (principalmente os que me mandaram mensagens pedindo desculpas pelo comportamento que tiveram em relação aos couples) que vocês estão mais do que perdoados e que depois de muito me amargar pelo que aconteceu, eu consegui entender que eu apaguei aquela fanfic não por culpa de vocês, mas porque eu não consegui lidar com a situação.
Era uma postagem pública e todo mundo podia me dizer o que bem entendesse, mas eu não soube lidar com isso e eu me preservei deletando a história. Apesar disso, eu tenho que admitir que não há planos de futuro próximo para repostagem, mas que eu estou disposta a contar o final para qualquer um que vier falar no wpp comigo sobre isso (porque eu posso mandar um áudio gigantesco explicando o que aconteceria).
Ela ainda existe na versão the GazettE, para quem achar que quer saber desse final (porque eu já havia avisado que seriam finais diferentes).
Obrigada de verdade por tudo que vocês fizeram e falaram para mim, foi realmente muito importante.
3. HATERS E DENÚNCIAS
Para quem tem a doce ilusão de que ter muitos favoritos numa história significa que sua vida no SocialSpirit é tranquila, estão muito enganados. Na verdade, tem um ditado por aí que se você está usando a internet e ninguém te odeia, você está usando errado, então sim, eu tenho muitos haters (grande maioria anônimos), que falam atrocidades pra mim por todos os meios de comunicação possíveis. Falam de mim como pessoa, não apenas como escritora. Pessoas que nem me conhecem realmente acham que pelo que eu escrevo ou deixo de escrever, eles realmente conhecem o suficiente sobre mim para fazer um julgamento completo e se sentirem no direito de jogar absurdos na minha cara. O que eu entendi sobre isso foram duas coisas: 1) algumas pessoas tem realmente necessidade de fazer isso para se sentirem melhores com a própria infelicidade delas e 2) que se eu for dar atenção para tudo que eu leio, provavelmente já teria me jogado de um prédio.
Então quer dizer que não machuca mais e que eu consegui lidar lindamente com isso? Não, tem dias em que dói tanto ler essas coisas que eu tenho vontade de, no mínimo, parar de escrever, mas também estou usando esses limões para fazer limonadas, então: tem problemas comigo? Vamos resolver? Vamos pelo menos tentar? Se não der certo, pode voltar a me odiar, mas vamos brincar de dar uma chance de realmente me conhecer um pouco antes de fazer isso? Me deixar triste não vai fazer sua vida melhor e vice e versa.
E sobre denúncias: eu já cheguei a ter tantas denúncias ao mesmo tempo que um membro do staff do SS me mandou uma mensagem inbox me falando TUDO que eu poderia mudar nas minhas fanfics para que não tivesse mais nenhuma possibilidade de outra fanfic minha ser excluída, porque o número era tão grande de denúncias das quais ela não achou motivos reais para me punir, que ela ficou com PENA de mim. Repararam no tamanho disso? Pois é… Eu não conheço nenhuma dessas pessoas, porque todas elas são anônimas.
Acho que vocês já entenderam minha situação, então não vou me alongar.
4. COMENTÁRIOS
Não que isso seja novidade pra alguém a essa altura do campeonato, mas eu não respondo comentários e isso deixa muita gente brava (e eu entendo vocês), mas também quero que vocês me entendam, então aqui vão os meus motivos.
Algumas pessoas já sabem, mas eu faço enfermagem na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e para vocês terem certeza de que eu não estou mentindo, podem colocar no google e encontrar a informação de que, sim, meu curso é integral. O que isso quer dizer? Que eu entro na aula às 8:00 e saio às 18:00, com duas horas de almoço no meio disso.
Ah, tá, mas ainda sobrou 14 horas do seu dia. Não.
Eu moro em Jundiaí e estudo em Campinas. Pegando o ônibus fretado, ele demora cerca de uma hora e meia para ir e uma hora e meia para voltar de lá, então de 14 horas, sobraram 11.
De quinta e sexta feira, eu entro no meu estágio 06:45 e saio 13:30 da enfermaria. Isso quer dizer que eu acordo 5 da manhã e mesmo pegando carona, só chego em casa depois das 15:30 e esses são os únicos dias em que eu não tenho aula no período da tarde.
Além disso eu faço iniciação científica (procurem na internet pra descobrir o que é) para conseguir bolsa e ter como me sustentar e no semestre que vem entro no meu ano final e meu TCC começa.
Eu não coloquei nessa conta: que eu namoro, que eu tenho provas pra estudar, trabalhos pra fazer, cuidar da casa, da minha roupa e da minha comida (minha mãe não faz nada disso por mim desde os meus 17 anos), que eu tenho amigos (sim, sobrou um tempinho pra ter amizades), que eu durmo (no geral só 5 horas por noite) e que eu tenho lazer. E semestre passado eu também fazia estágio remunerado com plantões de 12 horas cada um no Centro de Controle de Intoxicações da UNICAMP (se alguém já precisou desse serviço, talvez tenha falado comigo e nem saiba.
Por que eu expliquei tudo isso? Pra que vocês entendam que eu não estou brincando quando digo que tenho pouco tempo.
Outros motivos: meus capítulos tem em média 2~3.000 palavras e eu sempre tenho mais de uma fanfic ativa por vez. Um comentário normal tem cerca de 200 palavras, menos os textões (E EU AMO ELES!) que já chegaram a ser maiores que meus capítulos. Eu recebo em média 10~30 comentários por capítulo (E LEIO TODOS ELES!), então vocês entendem quanto tempo eu iria perder se respondesse cada um deles individualmente? Por favor, digam que sim.
Mais um fator agravante: eu tenho tendinite. Quem tem sabe o quanto é um inferno e entende o que eu passo pra continuar escrevendo (altas munhequeiras e contensores).
Mas pra vocês terem ideia do quanto eu realmente leio e guardo na alma: já mudei rumos de histórias pelos comentários, eu sei que tipo de comentário vou receber apenas pelo nome de quem comentou (se você é um leitor que comenta frequentemente eu sei seu nome e seu avatar) e se algum comentário me toca muito, eu começo a escrever a continuação na hora, porque sou louca por agradar os outros.
Então eu também queria dispensar um tempinho pra agradecer do fundo do meu coração todas as pessoas que comentam em minhas histórias. Vocês são lindos, e não, eu não me importo com críticas construtivas! Não se acanhem.
Querem uma resposta desesperadamente? Falem comigo pessoalmente e eu responderei todas as perguntas (por áudios se o tema tiver muitas explicações).
5. EU SOU BETA E CONSULTORA DE FANFICS PRA TODO MUNDO QUE PEDE
Não, eu não sou melhor do que você, nem sou uma criatura que deve ser endeusada, mas eu já escrevo há 12 anos (sim, desde os 10 e eu já tenho 22) e posso sim te ajudar com seu enredo ou betar sua fanfic (só me avise com antecedência e não me cobre por trabalhos muito rápidos porque eu já expliquei meu problema de falta de tempo ali em cima).
Eu vou escrever por você? Não, mas eu posso ler, fazer críticas e te ajudar a pensar em alguma coisa para melhorar seu trabalho. Eu não tenho nada além de experiência e existem um milhão de assuntos sobre os quais eu não entendo nada, mas no que puder ajudar, vou ajudar. Se você gosta do que eu escrevo, pode gostar dos meus conselhos e das minhas críticas, desde que você aceite previamente que eu não sou uma pessoa que eufemiza a situação: se alguma coisa na história estiver muito ruim, eu vou falar que está muito ruim e fazer o possível pra arranjar soluções para aquele problema junto com você.
Pode pedir sem medo, se eu puder fazer alguma coisa por você (se eu entender alguma coisa sobre o assunto) eu vou fazer.
6. EU NÃO ENTENDO NADA DE PHOTOSHOP! (A capa desse jornal foi feita pela Juliana também!)
Gente, nem de paint eu entendo. Minhas capas são maravilhosas? Sim, mas porque eu tenho uma capista muito foda atualmente e já tive capistas incríveis antes também. Eu não passo contato da Ju atualmente porque ela vive enrolada na faculdade e já se desdobra em três pra fazer as coisas por mim.
Então gente… Eu realmente não entendo de edição. NADA. NADA MESMO. Adoraria poder ajudar com isso mas realmente não posso. Sinto muito pra todo mundo que já me pediu ajuda sobre o assunto e eu não pude fazer nada.
7. EU NÃO PANFLETO!
A não ser que eu esteja surtando por alguma fanfic que estou lendo por aí, eu não panfleto fanfics. Eu mal e porcamente sei panfletar as minhas! Se você já ouviu falar de alguma história minha, tem grande chance de ter sido pela boca de outra pessoa e não porque eu sou ótima de marketing. Se eu tiver que vender uma bengala para um cego, provavelmente ele não vai comprar, entenderam minha situação?
Sou péssima nisso, sou uma lástima nisso e sempre que eu tento fazer algum amigo meu ler uma fanfic que eu acompanho, eles olham pra minha cara e falam “não”. Triste? Bem triste, mas eu adoro angst e a maior parte dos meus amigos é traumatizado com isso.
8. EU QUASE NÃO LEIO FANFICS!
Eu sou muito chata pra começar a ler uma fanfic. Normalmente quando pego pra ler acabo viciando, mas no geral tenho uma preguiça do tamanho do mundo pra começar a ler uma e no geral eu só leio fanfics em inglês. Tem motivo pra isso? Tem, eu gosto de treinar meu inglês e americanos adoram escrever slice of life (aquelas fanfics que mostram mais o cotidiano, a realidade e coisas mais banais, misturadas com angst, mas que não envolvem fantasia, nem terror, nem shota, nem nada disso), que é um dos meus gêneros preferidos. Querendo ou não BR adora uma polêmica (e eu também adoro escrever sobre), mas na hora de ler sou bem mais de boa. Existem ótimos autores brasileiros desse gênero também, mas eu tenho mais facilidade em encontrar nas gringas.
Atualmente eu não estou lendo fanfics do EXO também. Só de BTS e Larry (aquele casal fofíssimo do 1D) e posso recomendar várias fanfics sobre esses dois fandons.
Se você me pediu pra ler uma fanfic sua e eu não li… Não me leve a mal, eu sou o cúmulo da preguiça e o cúmulo da pessoa chata pra pegar algo pra ler.
9. EU NÃO SOU PERFEITA!
Nem espero que você seja! Gente, eu não sou superior a você. Quem sou eu na fila do pastel de frango? Ninguém. Eu escrevo umas fanfics com 1000+ favoritos, não criei a cura do câncer!
Eu não me acho superior a você, eu não gosto que digam isso sobre mim e se eu te tratei por algum momento com algo menos do que educação, peço perdão de antemão porque eu provavelmente estava tendo um péssimo dia e mesmo que isso não seja justificativa, é o mínimo que eu posso explicar.
Eu tenho minhas opiniões e elas podem divergir das suas, mas isso não quer dizer que eu esteja certa, nem que você esteja errado.
Não tenham vergonha de falar comigo, porque eu sou tudo, menos uma celebridade e você definitivamente não merece nada menos do que respeito, a não ser que você seja grosso comigo sem motivos (daí eu provavelmente vou retribuir o favor).
Acho que isso vale de aviso também: nenhum autor merece ser tratado como um deus, muito menos com falta de educação. Ele não pode te destratar e ter mais de 1000 favoritos numa fanfic nunca vai ser motivo pra que ele possa dizer o que bem entende e se você defende alguém que faz isso… Talvez devesse rever seus conceitos, porque educação não é qualidade, é OBRIGAÇÃO.
Tretar por causa de couple, de autor, de fanfic, de fandom… Gente, não tem nada que seja mais perda de tempo do que isso na vida. Nosso fandom já é constantemente cercado de preconceitos pelo mundo inteiro, então vamos tentar ser menos intolerantes. Fanatismo negativo não leva ninguém a nada e isso foi uma coisa que eu demorei muito pra aprender, de verdade.
Não busquem perfeição nos outros (todo mundo tem dias e assuntos ruins), porque isso vai fazer você se decepcionar e vai causar uma sensação de impotência na pessoa que você endeusa por não conseguir corresponder às expectativas.
Pessoas imperfeitas são legais, ok?
10. ESTOU SEM NOTEBOOK
Pra quem acha que eu sou fyna e ryca, estão bem enganados (pelo menos até eu ser adotada pelas Kardashians). Meu notebook quebrou, perda total e etc (depois de 7 anos de uso) e eu estou dependendo de computadores alheios (tipo esse que estou usando pra escrever isso), então não garanto a partir desse momento datas de postagens, porque a realidade é que eu sou uma universitária fodida e não tenho condições de comprar um notebook novo nesse momento (é, a crise afeta todo mundo).

Acho que é isso… Para mais informações usem os meios de comunicação acima, obrigada pela atenção, desculpem por erros de português e repetições de palavras (escrevi na pressa e não mandei pra ninguém betar, obviamente).
Espero que isso sirva pelo menos um pouquinho pra ajudar vocês e me ajudar também.
Beijinhos :*


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...