~Brathy

Brathy
Tia do melzinho
Nome: Kristhy
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Grajau, Maranhão, Brasil
Aniversário: 9 de Julho
Cadastro:

Ficha de Fake Paradise


Postado







Nome Completo: Ayumi Satoshi
Ayumi significa “beleza caminhante” e Satoshi significa “Claro - pensar”, pensamento rápido.



Apelidos: Ayu – chan ou Umi – chan, é assim que é chamada pelas meninas, é meio que uma forma de provocá-la, já que a mesma detesta apelidinhos fofos.
Também é chamada de “Princesinha do Rock”, por Ayato. O mesmo se diverte ao ver as explosões de raiva da menina, é um passatempo divertido para ele.
Outro que gosta de se aproveitar de seu pavio curto é Laito, que vive para chamá-la de “Peituda”, descaradamente.



Nacionalidade: Brasil, mas precisamente em Minas Gerais.



Idade: Ayumi possui 18 anos de idade. Nasceu no dia 02 de novembro, sendo assim, possui o signo de escorpião.



O que acha de Tartarus?
Ayumi nunca, em toda a sua vida, imaginou que existisse uma criatura com tamanho poder. Chegava a ser assustador pensar em como um monstro daquele pudera, pode existir! Por mais que esteja adormecido. O pior de tudo foi ter que ser usada para mantê-lo em seu estado de sono, ter que ver pessoas inocentes morrerem para aquele propósito. Era realmente uma realidade horrível na época.



O que acha dos gêmeos e do sacrifício de ambos?
Apesar de ser um pouco, anti-sentimental, Ayumi admite que fique impressionada com o sacrifício. Para ela, foi uma verdadeira prova de coragem. Apesar de um pouco contra gosto, pelo o que fizeram, ela viu que, se estivesse no lugar deles, iria fazer o mesmo e, por mais que não gostasse do que o destino tivesse reservado para eles, a garota sonha que gostaria de morrer assim, se sacrificando por um bem maior, para que assim possa descansar em paz, na opinião dela, é uma forma bonita de morrer.



Aparência e Descrição:











Ayumi é uma bela jovem de olhos violeta, na maior parte do tempo, eles podem se demonstrar calmos e serenos, isso é, se ninguém a provocar, caso contrário, eles são capazes de pegar fogo. Seus olhos possuem um brilho estranho às vezes, um brilho meio que, sedutor, curioso, intenso, enigmático e, de alguma forma, muito atraente. A jovem também é dona de longos e belos cabelos negros como ébano e que se misturam a escuridão quando noite. Seus longos e macios cabelos vão até a metade de sua cocha e a garota se recusa a cortá-los, parece até um pecado mortal meter a tesoura neles. Seios fartos, que chamam muita atenção masculina, isso a irrita, de fato... Além disso, a mesma possui uma cintura fina, mas nem tanto, e uma barriga completamente lisa. Suas cochas são grossas e firmes, também tem um bumbum grande (Sem exagero, por favor, é só mania de falar minha, ele é grande de um jeito normal. Não é querendo ser grossa, é só que, às vezes isso parece uma coisa absurda e é o que da a entender para outras pessoas) e empinado. É alta e pesa, em cerca, uns 63 quilos. Sua pele é muitas vezes vista como clara, mas na verdade, é média em questão de tonalidade, além de que, não possui nenhuma: Marca; tatuagem ou cicatriz.



Personagem da Aparência: A personagem de que eu peguei a aparência é a Akeno Himejima do anime: High School DxD.



Personalidade:
Rebelde, independente muito cedo e dona de um temperamento forte. Pode até não parecer, mas a Ayumi é muito carente e doce, ela se machuca facilmente com algumas ofensas, por mais que não queira demonstrar. Ela ama demais as amigas, pode reparar que se ela vê alguém falando mal delas parte pra cima. Por ter aprendido desde cedo a se virar sozinha, ela tem esse jeito maduro e sem frescura, além de muito esperta. Ela é muito forte, mas assim como todos precisa descarregar seus sentimentos e quando isso acontece, ela chora pra valer, sem se importar com mais nada ou com quem esta olhando. Dona de frases hilárias é uma garota que valoriza as amizades, com ela a parceria é 100%, inclusive, faz amizade mais fácil com os meninos. Odeia falsos moralistas, ama quebrar regras e é super criativa para se livrar de encrencas. É engraçada, curte dançar, tem coragem, ousadia e sempre fala a verdade. Não é fácil vê-la fazendo loucuras junto com as outras, porque ela é mais reservada, ainda assim as encrencas vivem correndo atrás dela. Ayumi não perdoa fácil e só pede desculpa quando sabe que está errada. Super vingativa, ninguém pode aprontar com ela e fica por isso mesmo, ela devolve na mesma moeda, ou até pior se duvidar. O legal da Ayumi, é que ela pode não ir com a cara de ninguém, mas ela não julga a pessoa sem a conhecer e sempre consegue saber quando alguém ta mentindo. Ela é o tipo de pessoa que só é educada com quem é educado com ela, por que se não, adeus o respeito entre os dois. Não fique de mimimi perto dela, sim ela é vaidosa, feminina e tal, mas detesta ficar tricotando. No quesito amor, Ayumi tem o coração bloqueado, ela não se apaixona com facilidade. Ela valoriza muito o amor e tem medo de se machucar, não se atrai por beleza, nem classe social, ela não vê as pessoas pelo que vestem ou o que tem, ela gosta das pessoas que transmitem sinceridade e um bom coração. Sempre foi uma menina inteligente e sempre tira boas notas. Quando esta abalada com alguma coisa Ayumi não consegue se concentrar em nada e nem mesmo focar em um único assunto, o seu olhar fica pairando no ar, ela se perde nos próprios pensamentos e sempre é preciso que alguém a traga de volta a realidade. Quase esqueci, ela odeia rosa e usar saia, por isso sempre da um jeito no uniforme. Ela é o tipo de pessoa que, além de não perdoar fácil, raramente, pede desculpas. Tipo assim:  
- Você é muito grossa.  
- Não sou não.  
- Então pede desculpas.  
- Nem fodendo, eu tô certa! 
É tipo isso. É uma garota muito curiosa e sua curiosidade, ousadia nas perguntas e suas respostas ousadas, podem por ela em péssimas situações. Algo bom sobre Ayumi, é que se você precisar de ajuda, for sincero e a pedir com jeitinho, ela pode se tornar uma pessoa conselheira, mas calma e com certeza irá ajudar. Ela pode ser um pouco bruta, mas é uma pessoa de bom coração, apesar de que ela não consiga demonstrar...



Gostos e Desgostos:
Ayumi gosta muito de lugares calmos e silenciosos, para poder ler livros, de todos os gêneros, mas em especial, ela gosta de livros que ajudam na coordenação da mente, ela prefere livros de gênero assustador e o seu preferido é “O Exorcista”, mas se for para sair um pouco desse e esfriar mais a cabeça é: “Você é insubstituível”, “Em busca do sentido da vida”, “Petrus Logus: O Guardião do Tempo” e, por fim, toda a Saga de “Percy Jackson e Os Olimpianos”.
Adora fazer caminhadas ao ar livre, apesar de ser um pouco preguiçosa pela manhã, nem tente acordá-la, ela é pior do que um urso hibernando.
Ouvir rock no ultimo volume do celular e sempre com fones de ouvido, sem contar que ela também toca guitarra e não deixa ninguém tocá-la. Quer vê-la explodir de raiva? Pegue sua guitarra e saia correndo.
Pessoas caladas e quietas, para ela essas são as melhores. Sabe... Aquelas pessoas que passam maior parte do tempo em silencio, não falam frases longas e não trocam mais de duas ou mais palavras.
Matemática, é, é meio estranho, mas ela sempre adorou essa matéria, além de ser sua favorita, ela sempre consegue processar e fazer cálculos com rapidez.
Preto e violeta bem forte, por isso a primeira coisa que pensa em fazer, no quesito do quarto, é pintar a paredes, ou deixá-las como estão e apenas decorar o quarto a sua maneira.
Comida bastante apimentada e quente.
Pessoas extrovertidas e que falam demais, ela prefere silencio e odeia quando alguém inicia a conversa com ela, ela fica tentando encerrar o papo e a pessoa continua falando, isso a faz perder a cabeça.
Patricinhas, garotinhas metidas ou filhinhos de papai. Não atura pessoas mimadas, que adoram mandar nas pessoas.
Água fria, ela não entra na banheira pra tomar banho de jeito nenhum se a água estiver fria, é pior do que gato com medo de água.
Ser subestimada, ainda mais por um homem. Quando alguém diz que ela não pode fazer algo, ela vai e prova que a pessoa esta errada.
Vampiros, nunca sentiu atração por eles, mesmo quando não sabia que eles existiam, sua grande paixão são lobos, sempre os apreciou (Mas isso ainda vai mudar).
Comida doce, pra ela é enjoativa, são poucos os doces que a mesma consome, prefere algo mais salgado.
Demonstrar medo, corar, ou demonstrar qualquer reação sentimental delicada.



Manias e Hobbies:
Ficar tocando guitarra para gastar o tempo e, sempre que quer, vai à sala de música para tocar guitarra lá, já que dificilmente alguém entra e a única pessoa, depois dela, que a freqüente de vez em quando é Shu, então, na maior parte do tempo, ela fica lá sozinha.
Visitar o jardim, para observar as rosas, mas é só de vez em quando.
Assaltar a geladeira, ela meio que ta com fome o tempo todo.
Ouvir música.
Tentar tocar piano com o pouco que sabe, mas nem sempre vai bem, só quando ela está realmente concentrada.
Nadar, gosta de ficar na água.
Ela tem a mania de batucar os dedos e cantarolar, quando esta sem nada para fazer.
Ela come quando estar nervosa, com medo ela se morde pra aliviar e quebra as coisas quando com raiva.



História:
Ayumi nasceu e cresceu no Brasil, naquele país que para ela sempre fora único e inigualável. A garota passava sempre a maior parte do tempo fora de sua casa e ficava nas campinas de Minas, sempre preferiu ficar ao ar livre a ficar dentro de casa, mas sempre respeitando os limites que seu colocava. Sua mãe morreu, para ser sincera, ela foi assassinada, quando a menina tinha seis anos, mas nunca descobriram por “quem”, mas ao ponto de vista dela, nunca quiseram contar para a mesma quem foi. A garota cresceu apenas com o apoio de seu pai, um homem muito severo, exigente e intelectual. Foi por esse motivo que ela sempre se sentiu sozinha, preza e afastada das pessoas, seu pai a proibiu de ter qualquer contato com as outras pessoas. Então, a garota só poderia ir até a onde os muros se estendiam, não poderia avançar a partir dali. Sempre se perguntava o motivo de seu pai fazer isso, o porquê de sempre a manter presa, mas todas as vezes que perguntava ele respondia a mesma coisa: “Para mantê-la a salvo”. Mas a salvo deque? Era isso que ela queria saber e Ayumi sempre foi uma garota curiosa e impiedosa quanto a suas perguntas, sempre teve um senso questionador bem diferente das outras crianças de sua idade e, às vezes, deixava seu pai em maus lençóis com suas perguntas. Certa vez Ayumi, por conta de sua curiosidade, ultrapassou as cercas e foi mais longe, até chegar a um lago. Ayumi não sabia ao certo, mas sentia que já havia estado naquele lago alguma vez, só não conseguia lembrar e muito menos imaginar, quando. Apesar de estar sozinha, a menina se sentia bem ali. Era um lugar calmo e, para ela, especial, mesmo que não soubesse o porquê da atração que sentia daquele espaço. Foi com seus quinze anos que, de modo totalmente inesperado, seus poderes começaram a se mostrar presentes em sua vida. Com medo e por não saber o que era aquilo, o que estava acontecendo com ela, foi que a menina se trancou de vez em seu quarto. Já não saia de lá para nada, nem para comer, nem para saciar a sede, tudo isso era sempre entregue, a partir dali, em seu quarto. Até que, para tentar fazer a menina voltar a ser ela mesma, seu pai foi até ela e conseguiu coragem para contar a garota o que era aquilo e como sua mãe verdadeiramente morreu. Ayumi não acreditou de primeira, parecia algo muito estranho, sobrenatural e imaginário, completamente fantasia, mas se não fosse verdade, aquilo não estaria acontecendo com ela e, mesmo assim, ela não queria acreditar, não queria acreditar que aquilo tudo era real, que Tartarus era real, que era uma diva e que, talvez, estivesse destinada a morrer para manter um monstro em estado de sono. O pior para ela foi saber que jovens da sua idade, ou até mais novas, morriam com esse propósito e que, as pessoas só se importavam com elas mesmas, pois pelo o que ouviu, deu para entender que elas não se importavam nem um pouco em sacrificar vidas para mantê-las vivas. O tempo passou e a garota continuou a crescer e se tornar uma bela. Para sua infelicidade e de seu pai, o novo Rei, acabou por descobrir sua localização e de imediato ordenou pela busca de Ayumi. Foi, realmente, uma surpresa quando os guardas invadiram a casa e levou a garota a força, seu pai tentou impedir, mas foi barrado pelo restante dos guardas. Quando chegou a hora de recitar o canto, ela se recusou a fazer o que ordenaram, para que ela completasse o que tinha que fazer, eles ameaçaram matar o pai da garota se ela não fizesse o que eles queriam. Por medo, a garota recitou o canto e continuou fazendo isso até morrer, pelo consumo de seu poder que fora muito.



Família:
PAI

Nome – Akira Satoshi

Idade – 37 anos

Status – Akira sempre fora um homem sério e perfeccionista. Sempre muito exigente com tudo o que faz e todos aprendem isso quando trabalham com ele. Todos, a sua volta, sabiam o quão severo ele era, até mesmo com a própria filha.

Personalidade – Akira é um homem bastante educado, mas ainda sim, suas palavras tendem a vir como uma borda cortante para as pessoas (Eis ai de onde Ayumi herdou a língua viperina que ela tem). Assim como Ayumi, Akira não vai com a cara das pessoas e sempre diz:
“Confio em todas as pessoas, só não confio no demônio que existe dentro delas!”
É algo que ele também diz para sua filha, para que ela tenha cuidado em quem confia. Além disso, ele apresenta outras características da filha em sua personalidade, como o fato de também gostar de pessoas caladas e quietas, prefere ficar sozinho a ter companhia.

Aparência –

Akira é um moreno de cabelos negros, tão escuros como as sombras. Dono de olhos ônix que se apresentam misteriosos e atrativos. Possui uma pele média. Seu corpo não é tão definido como os de outros homens, mas é muito bonito.

MÃE

Nome – Mizuki Satoshi

Idade – 32 anos

Status – Mizuki era sempre vista pelo resto da sociedade como uma mulher bondosa, simpática e honesta. Sempre ajudando quem precisava e trazendo no rosto o seu típico e contagiante sorriso de alegria, fraternidade e carinho. Uma pessoa com quem todos sempre podiam contar.

Personalidade – Mizuki sempre fora uma mulher bondosa, porém, assim como sua filha, ela é uma questionadora impetuosa com suas perguntas e respostas ousadas. A mulher sempre tinha argumentos consigo capazes de deixar qualquer pessoa de boca aberta e sem respostas. Algo marcante na personalidade da moça, é que ela confiava em todas as pessoas e sempre dava uma segunda chance, acreditava que todos, como seres humanos, possuíam direitos iguais. Era uma amante dos livros, adorava ler e viajar no mundo da sua imaginação e também, sempre incentivava crianças e jovens a fazerem o mesmo. Apesar de ter esse lado totalmente carismático, Mizuki também tinha a tendência de se fazer uma pessoa seria quando necessário e muito arrogante quando esta com raiva, o que era raro de se ver, pois paciência era tudo, tudo o que ela tinha.

Aparência –
Mizuki é uma mulher linda. Possui longos cabelos violáceos completamente lisos e longos. Seus olhos, também violetas, expressão sempre felicidade. Possui seios medianos, coxas grossas, bumbum médio e empinado e uma cintura fina.



Personagens que participam da história: Era realmente necessário colocar? É que eu não imaginava nenhum amigo na história da Ayumi, até por que eu queria fazer a história com um motivo para ela ter a personalidade que tem. Mas se for preciso eu adiciono.



Medos, traumas, fobias, obsessões e vícios:
Ayumi não quer de jeito nenhum, se apaixonar. Ela admira muito o amor e o acha o sentimento mais bonito do mundo, mas tem medo de perder quem ama. Ela tem isso pelo medo que teve de perder seu pai. Não quer chorar, não quer se machucar, ela realmente tenta ao máximo expulsar esse sentimento.
Ayumi é viciada em música, literalmente, quando não esta ouvindo música em seus fones e no ultimo volume, é por que ela esta com sua guitarra, trancada no quarto e quando não é nenhum desses dois, é por que ela esta dormindo.



Curiosidades sobre a personagem:
Ayumi, apesar de aparentar ser um pouco fria, pode demonstrar e você, com certeza, notara um comportamento diferente da parte dela e se isso acontecer, é por que ela confia e gosta de você. Ela também tem um colar que ganhou de seu pai, só o tira quando vai tomar banho ou dormir e quando some, se sumir, ela fica louca.

Pingente -


Corrente -




Par:
Shu Sakamki



Algo mais?
Sete vidas – Pitty
Mascara – Pitty
Memórias – Pitty
e Ela só quer paz – Projota
são músicas que definem bem a Ayumi



Bom, é só isso. Por favor, se tiver algum erro, ou qualquer coisa que eu possa concertar, me avise. Beijos <3.







Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...