AMDGAAF- Ficha


Postado

Noah Graceffa

Idade: 17

Signo: Sagitário.

Aparência:
Pele clara, olhos verdes escuros, cabelos castanhos claros, algumas pintinhas espalhadas pelo rosto e pescoço, e uma cicatriz que passa quase despercebida na testa.


Personalidade: Noah já foi um garoto animado e otimista, mas o tempo acabou lhe transformando em uma pessoa quieta, antissocial, reservada e consideravelmente sombria. Não há ninguém que ele prefira a companhia do que a si mesmo, se considera um tanto desajeitado e não consegue manter uma conversa civilizada sem gaguejar. Perfeccionista e observador, não gosta de expor seus pensamentos ou falar com as pessoas, até mesmo porque ele não tem companhia de ninguém a não ser de enfermeiros e os demônios da sua cabeça;

História: Imagine a cena, dois garotos de oito anos, brincando inocentemente, sem se preocupar com nada, não sabendo de nada que viria pela frente. Dois garotos inocentes que ainda não sabiam o que era o que os adultos tanto falavam chamado amor, principalmente o que era sentir isso por outro garoto, seu melhor amigo. Os anos foram se passando e os dois passaram a entender o que se passa nas suas mentes, mas não eram capazes de lidar com aquilo. Pouco tempo depois de completar dezessete anos, Noah decidiu contar ao seu pai sobre tudo o que se passava na sua cabeça. Obviamente que o pai não teve uma reação muito boa ao descobrir sobre a sexualidade do filho. George, o pai de Noah, era um pessoa com dinheiro, então tratou de o interná-lo na melhor clínica de reabilitação da Inglaterra, na esperança de que curassem o seu filho. Cerca de três meses depois de ser internado na clínica, Noah recebeu a notícia de que Daniel, seu "melhor amigo" havia cometido suicídio numa quarta-feira a tarde, pulando do terraço do seu prédio. Obviamente, Noah não teve permissão para ir ao funeral de Daniel. Os meses foram se passando vagarosamente, Noah estava vivendo a base de anti-depressivos já que se recusava a comer. E a morte nunca lhe pareceu tão atraente. O garoto conseguiu roubar remédios que, no seu pensamento, seriam suficientes para matá-lo, mas só lhe fez entrar num coma.


Problema psíquico: Depressão e tendências suicidas;

Medos/Traumas: Agulhas (Causados pela quantidade de injeções que já teve de tomar naquele hospital) palhaços e escuro.

Como age com:

- Amigos: Além de Daniel, Noah só tinha mais uma amiga, Caroline Lucksman, filha do maior advogado de Oxford (cidade onde ele vivia) Apesar de que Noah era extremamente sarcástico, animado e divertido na presença de Caroline (E Daniel) o tempo -e a clínica- haviam o mudado muito, não era mais o mesmo e provavelmente não seria o mesmo se tratando de Caroline.

- Inimigos: Noah nunca foi o tipo de garoto que tinha muitos inimigos, claro que ele não suportava os garotos da sua escola que insistiam em o chamar de "viadinho" e outras coisas como "o seu pai deve ter vergonha de você! (que apenas o atingiam porque eram verdade) mas nunca chegou a pensar "eu quero que eles morram" o garoto sempre foi do tipo que chegava a ignorar seus "inimigos" ou qualquer outra pessoa que o magoava ou fazia se sentir mal.

- O par: Tenta parecer o mais confiante possível, mesmo que o seu namorado fosse a ser alguém que ele devesse confiar, Noah tem medo de deixar com que as suas fraquezas transpareçam, ele tem medo de desabar novamente. O seu par deve ser alguém que lhe de extrema confiança, entenda como ele é sensível e talvez, o ajude a superar isso.

- Aurora: Como Noah não é exatamente o tipo de pessoa que gosta de falar com os outros, obviamente aurora não foi uma exceção, e levou um bom tempo para que os dois começassem a se falar, nem que fosse apenas um "olá"

Curiosidades:
Ver sangue faz Noah passar mal;
Estala os dedos quando está envergonhado;
Escreve todos os seus sonhos numa caderneta que ficava ao lado de sua cama;
As vezes o garoto chora até dormir;
Seu herói favorito é o flash;
Tem asma;
É vegetariano.

Nacionalidade: Britânico;

Segredos: Bem, acho que é um segredo ele estar escondendo os remédios dele para tentar suicídio...

Gosta/ Não Gosta: Gosta de coalas, café, doces, HQ's, desenhos animados, livros e música. Não gosta de agulhas, terraços (motivos de suicídio do Daniel) carne animal, preconceito, filmes de terror, lugares barulhentos, calor.

Defeitos/Qualidades: Noah é muito inseguro, e não tem confiança nenhuma, mesmo não tendo problemas com a sua aparência, odeia a cicatriz na sua testa (que ele ganhou aos sete anos, ao cair da cama e bater com a testa no armário)e fica um pouco irritado com as pessoas dizendo que a mesma lhe deixa "fofo". Não liga muito para opinião dos outros, tem uma voz ótima (e adora cantar) e é muito organizado.

Algo a mais? Ah, caso seja preciso, a aparência (e um resumo da personalidade) do Daniel e da Caroline:

Daniel Whittemore

(sim, lembra um pouco o Troye Sivan) Daniel sempre fora um garoto muito sarcástico, extrovertido e consideravelmente popular. Hooker do time de Rugby da escola, Daniel era o tipo de garoto que gostava de ser o centro das atenções, e ao mesmo tempo, detestava pessoas falsas que constantemente tentavam se aproximar dele por popularidade, ou subir um pouco na escala social da escola. Apesar disso, nunca havia contado a ninguém — nem mesmo a Noah e Caroline— sobre a sua suposta depressão, que foi um dos motivos que levou o garoto a pular do terraço daquele prédio.

Caroline Lucksman

Assim como Noah e Daniel, Caroline fazia parte da pequena elite de adolescentes ricos de Oxford. Mesmo seu pai sendo um —grande— advogado, o avô de Caroline era um dos maiores empresários da Inglaterra, que após morrer deixou a sua herança para o seu filho único e família, o que acabou tornando Caroline e seus pais donos de uma fortuna de mais de dezessete milhões de euros. Assim como Daniel —e ao contrário de Noah— Caroline sempre gostou de chamar atenção, e ter as pessoas falando dela, dona das maiores festas de Oxford, Caroline também tinha uma pequena fama de já ter dormido com uma boa parte da escola. Apesar de parecer muito diferente de Daniel e Noah (até mesmo porque era) Caroline sempre foi uma amiga muito leal aos dois, e fazia o possível para protegê-los.


Então, foi essa a minha ficha, espero que tenha gostado do Noah, bye.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...