~Buzina - Clan Hatake

Buzina
Keopi
Nome: Isabella | Brig | Bing | Buzina | Bri-Bri
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Aniversário: 15 de Abril
Idade: 16
Cadastro:

[Texto] ━ Despidida autoconsciente


Postado


Queria ser a Laika, mas Laika não posso ser. Porque a Laika já morreu e eu tenho que viver.

Baseado nesse teste de narcisismo.

Nunca foi boa em influenciar as pessoas. Sou uma pessoa essencialmente modesta, sempre tendo a ser uma pessoa cautelosa.
Eu tento aceitar as consequências dos meus atos, não sou nem melhor nem pior do que a maioria das pessoas e detesto quando percebo que estou manipulando as pessoas. Geralmente sou respeitada como mereço, eu achava que conseguia ler as pessoas como um livro, mas acabei de perceber as pessoas são muito difíceis de entender. Aceito a responsabilidades das minhas péssimas decisões. Só queria ser moderadamente feliz, tento não me exibir e sempre pensava que sabia o que estava fazendo. A verdade é que eu não tenho nenhuma certeza do que estou fazendo.
Eu gosto de fazer coisas para outras pessoas, fico satisfeita conforme for possível. Não ligo para as coisas da moda.
Nunca me interessei em ficar me olhando no espelho. Fico completamente desconfortável quando sou o centro das atenções, principalmente se é uma atenção negativa por algo que fiz, mas nem sempre as pessoas conseguem viver da maneira que elas gostariam.
Claro que espero ser uma pessoa de sucesso. É difícil acreditar no que eu falo, até pra mim mesma.
Não sou nenhum pouco narcisista. Apesar disso parecer bom, sei muito bem que não é. Eu deveria me preocupar um pouco mais comigo mesma e não deixar que os outros tirem proveito da boa natureza que acredito ter. Eu mereço mais do que imagino e poderia alcançar novos patamares sendo mais confiante.
Mas não, sou uma pessoa horrível, infantil e mimada.

No dia 24 de Agosto desse ano, fiz esse testezinho pela primeira vez. Tirei 5 de 40 pontos [Não sou narcisista]. Hoje o refiz e tirei 1 de 40 pontos [Não sou de jeito nenhum, narcisista] e não sou mesmo. Sou um lixo podre atrapalhando o meio ambiente, poluindo e estragando tudo ao meu redor e só agora percebi isso.
Antes tarde do que nunca!
Bem, isso foi uma despedida.
Obrigada por tudo e por me fazer ver isso tudo!


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...