~CarolJSalvatore

CarolJSalvatore
Broken Heart
Nome: .¸¸.*♡ ⓒⓐⓡⓞⓛ ♡*.¸ ¸. Ъεรт dค кคн || Pãozinha da MADU ⇢ .:*♡
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 21 de Julho
Idade: 15
Cadastro:

❥ ∂єsτiทy ̶[̲̅σ̲̅f̶̲̅ ̶t̶h̶e̶ ᑕ〇ᔕᗰ〇ร̲̅] ✖{ƒicнα}✖


Postado

She's [not] [/afraid] of a l l the {attention}
She's not a.f.r.a.i.d of running w I l d
H o w come [/she's] so afraid of falling in L o v e


Nome:
Ana Carolina Styles
Ana: significa ❝ graciosa ❞ ou ❝ cheia de graça ❞
Carolina: significa ❝ mulher do povo ❞ ❝ mulher doce ❞

Apelido:
Carol || Ca || Cat || Care
Carol: Derivado de Carolina, é desse jeito que as pessoas costumam chama-la, pois ela não gosta muito de seu nome completo.
Ca: Apesar de não gostar muito, ela tolera. Ca é uma abreviação de seu apelido comum, Carol, sendo uma forma de facilitar ainda mais o nome.
Cat: Apenas um trocadilho, já que ama gatos.
Care: Um meio termo entre Carol e Ca, Care é seu segundo apelido favorito.
Idade:
Carol nasceu no dia 21 de Julho de 1998, tendo 18 anos, e sendo do signo de Câncer.
Par:
Louis Willian Tomlinson Dominador da minha alma

Aparência:
Dona de uma beleza exuberante, Carol foi abençoada por Afrodite por tamanha preciosidade no quesito encanto. O rosto angelical, com olhos claros, quase transparentes em um tom de verde esmeralda, brilhantes e reluzentes, sempre vividos e atentos, tão expressivos quanto a própria garota. Suas maçãs do rosto são vivazes e rubras, destacando-se na face de cor clara.
Seu sorriso, aberto e encantador, formado por lábios grandes e grossos, naturalmente rosados, acobertam seus dentes, que costumavam ser cobertos por aparelhos, porém, hoje já não mais.
Sua pele, branca como a mais gélida neve dos mais profundos dias de inverno, se avermelha com facilidade, e cobre seus 1,63 metros de altura, sendo consideravelmente baixa. Seus 53 quilos são bem distribuídos por seu corpo cheio de curvas e bem malhado.















Photoplayer:
Lauren Michelle Jauregui, vocalista do Fifth Harmony
Personalidade:
Carol é uma menina otimista, divertida e energética, cheia de espírito. Ela é uma otimista que ignora a vida com um sorriso e uma variedade de moletons extremamente coloridos e criativos. É a sua personalidade extrovertida e curiosidade sem medo que vem a calhar quando o mundo parece querer desmoronar. Carol é uma explosão de glitter acima de um arco-íris durante uma chuva de chocolate. Todo o seu otimismo e bom humor notáveis a tornam uma garota infantil e bobinha, e até mesmo ingênua, se assemelhando a uma criança, seu sorriso nunca desaparece de seu rosto, assim como sua alegria. Ela é do tipo faz de tudo para pôr os outros pra cima, com piadas e bons conselhos, é bom tê-la por perto. Justiça poderia ser um dos seus sobrenomes, já que, a garota mostra-se uma pessoa de mente aberta que não julga ninguém ou tira conclusões precipitadas. Embora já seja muito evidente, ela é a forma da alegria, sendo simpática e acolhedora, tendo facilidade em fazer amizades com pessoas de todas as idades. Carol adora crianças, ela tem um instinto materno (apesar de ainda ser considerada uma criança) e comunica-se tão bem com os mais novos, como se falasse a língua dos bebês, tratando-os da maneira mais amorosa que se pode imaginar. Em um geral, a menina é mais que extrovertida, também é atenciosa e generosa. Em alguns momentos, pode acabar sendo dispersa, é por isso que, mesmo que ame trabalhar em grupo, seus trabalhos só saem perfeitos quando ela está concentrada e focada.
É muito inteligente e boa com lógica, apesar de esconder isso dos outros, porém, quando mais nova, Ca era conhecida por ser uma completa CDF, sua esperteza impressionava (e ainda impressiona) qualquer um.
Em seus pontos positivos, a menina é divertida e brincalhona, além de bem humorada, também é amigável com os demais e trabalhadora (coloque trabalhadora nisso) e muito, mas muito, corajosa, enfrentando qualquer um dos perigos, confrontando qualquer um dos arrogantes. Porém, o que tem de bom ela também possui de ruim.
Em um relacionamento (seja ele amoroso ou não), Carolina torna-se uma pessoa possessiva, ela é ciumenta e odeia isso, porque nunca consegue manter os amigos muito tempo por perto, aqueles aos quais ela dedica toda a lealdade, aos quais ela daria a vida, tendem a abandonar pelo seu jeito possessivo. E, mesmo que ela saiba a culpa é dela que ela tem que mudar, para ela é muito difícil simplesmente mudar da água para o vinho durante a noite. A menina também possui uma carência curiosa, sente, em grande maioria, que precisa de mais pessoas ao seu redor, de um ombro amigo ou de uma companhia a qualquer momento. Ficar sozinha a deixa vulnerável.
Apesar de sua fofura excessiva [s]que as vezes é meio irritante
, beleza, atitude alegre e sua capacidade de sempre olhar para o lado positivo das situações, ela pode, ocasionalmente, ter seus sentimentos feridos, especialmente por ser uma garota incrivelmente sensível e se magoar de forma incrivelmente fácil, chorando por quase nada, como uma palavra rude dita em um momento desnecessário.
Seu espírito possui uma mistura perfeita de aventura e liberdade, ela gosta e mostra ser independente, preferindo fazer as coisas ao máximo por si só. Faladora, a garota gesticula enquanto conversa sobre demasiados assuntos, ela consegue conversar sobre quase tudo com todos. Quando gosta muito de algo que faz / está fazendo, a menina empolga-se de uma forma inexplicável, ficando até mesmo um pouco inquieta. A sinceridade expressa-se em sua voz, ela não conseguiria guardar um segredo por muito tempo, o que chega a colocar em risco o seu disfarce; a honestidade acompanha a sinceridade e, juntas, elas formam o par perfeito e educado de Ella
Carol evita mentir e é uma péssima mentirosa, muitas vezes deixando escapar o que quer que seja sobre o qual ela está tentando mentir. Ela é uma sonhadora adolescente com um mundo repleto de romances pré-adolescentes, e sua fixação em encontrar seu verdadeiro amor, ocasionalmente ela se mete em situações complicadas. Ela raramente está com raiva ou chateada, e geralmente mantém uma perspectiva positiva. Ela é um pouco ingênua às vezes. Ca está consciente de seu charme, e cuida da fofura e beleza dela. Ela também tem mostrado ser auto-justo em suas decisões, que pode estar longe de ser justificada ou acidentalmente um tiro pela culatra, de alguma forma. Ela sempre tem a melhor das intenções e ela vai sempre tentar escolher as opções certas para a felicidade de si mesma e aos outros
Espontânea, tudo o que fala simplesmente acontece, ela não precisa forçar para que as palavras saiam, o que origina várias frases bobas e piadas para os outros a zombarem. Por mais que, em muitas vezes pareça lunática, Carol é genial e o seu otimismo reforça ainda mais esse fato. A jovem é muito curiosa, ela sempre deseja saber de tudo, por mais que as pessoas insistam que não é de sua conta.
Companheira e amiga, sortudo é aquele que possui a sua lealdade e, mesmo que ela não seja de fazer inimigos ou brigar, tem também uma defensora de carne e osso, que usa variados argumentos em defesa, quase sempre vencendo. Também é uma boa conselheira, por tanto, quem está ao seu redor, não tem muitas dúvidas de que tudo vai ficar bem. Embora seja confiante e mostre ser segura, Carol possui um problema e insegurança com o seu peso e a sua beleza, porém, esses fatores se apagam e não são percebidos quando ela mostra a sua alegria.

Ser humano ou ser intergaláctico?
Ser intergaláctico
História:
Nascida apenas um ano depois do primeiro bebe da família, Carol foi criada lado a lado com Harrold Edward, ou apenas Harry, seu irmão.
Sua casa se assemelhava a um regime militar, cheio de regras, rigidez e limites, devido ao fato de seu par servir ao exército intergaláctico, ou seja, diversão era algo realmente inexistente em suas vidas.
Desde muito pequena, Carol fora aventureira e agitada, a menina adora brincar de esconde-esconde com o jardineiro da casa, ela também amava sai para fazer as compras do mês com a cozinheira da casa e se perder no super mercado. Um dos seus passatempos favoritos quando menor era inventar brincadeiras e jogos variados. Apesar de sempre ter de fazer isso escondido, pois se seu pai descobrisse tais ações, a punição seria severa, e tanto ela quanto o irmão já haviam experimentado o suficiente da ira de seu pai.
Ao completar os seus 14 anos, o pai decidiu que era hora de ensinar para a menina os bons modos conservadores de uma moça de família, contudo, por ser agitada e por ter espírito aventureiro, Carol bateu o pé para os bons modos, ela já privava-se de viver da forma que gostaria, não iria abrir mão de seus modos.
Em uma de suas aventuras, já na flor da idade adolescente, com 16 anos, beirando os dezessetes, acabou por cometer uma loucura grotesca e precisou sair correndo do local. Desesperada, correu para casa, direto para os braços de Harry, que sempre fora o seu porto seguro e a única pessoa que ela realmente confiou em toda a vida, e depois de conversar com o mesmo, saiu para caminhar e, assim que voltou para casa, algumas horas mais tarde, acabou por dar de cara com seu pai, a elogiando e dizendo quanto ela havia melhorado, e Carol acabou não aguentado a pressão e, honesta do jeito que era, acabou por contar ao pai toda a verdade.
Damian, como era um homem muito regrado e conservador, não perdeu tempo e tomou a atitude, aquela que não fosse só um castigo, mas uma lição, de mandar Ca para o Internato, mas Harry correu para o socorro da irmã e disse que se a irmã fosse, ele iria junto, e o pai jamais voltaria a vê-los. A imagem de uma família perfeita seria desmanchada e sua reputação estragada, não dando outra opção para Damian.
Carol, após completar seus dezoito anos decidiu sair de casa, e teve o apoio e ajuda de Harry, que se juntou a ela e juntos se mudaram, sendo assim, um a família do outro.

Gostos e Desgostos:
Carol é uma grande apreciadora do silencio e da noite, adoradora da escuridão e admiradora da lua, sempre a observando.
Viciada em café e bebidas com cafeína, como energético. Completamente apaixonada por morangos, e tudo que pode ser gerado pelo mesmo, sejam tortas, sucos, sorvetes e etc...
Também gosta de coisas com sabor cítrico e dos barulhos que os pássaros fazem durante a manhã e a brisa rotineira de todo fim de tarde. Observar o pôr-do-sol tornou-se habito, e fazer alguns esboços é algo que ela realmente gosta, por mais que ache que não desenhe bem, ela adora fazer.
Gosta de dançar, com ou sem música e adora o cheiro de grama, e por isso, as poucas vezes que visita a terra, fica em parques afundando seu rosto em gramados de parques.
O calor, é o pior de seus pesadelos, principalmente por faze-la soar. Músicas altas e barulhos em excesso a fazem querer sair matando todos por aí, e pessoas que não apreciam a sua genialidade não merecem se viventes desse mundo.
Pessoas ignorantes e muito tristes e lamentosas fazem com que a garota perca a linha. Detesta testar coisas novas e não gosta de precisar lidar com pessoas

Manias:
Carol é dona da terrível mania de corrigir as pessoas quando elas falam algo errado.
Possui a mania de comer chocolate quando está nervosa.
Possui a mania de encher a boca com ar quando está brava.
Ca tem a mania de escrever quando está insegura.
Morde quase todas as tampas de suas canetas.

Hobbies:
Patinar || Caminhar || Ler || Desenhar
Medos e Fobias:
Acerofobia — medo a produtos ácidos
Aicmofobia — medo de agulhas de injeção ou objetos pontudos
Seplofobia — medo de material radiativo

Segredo:
—Enviados por MP!
Ciente que sua personagem passa a ser minha se aceita?
Completamente
Palavra-Chave:
Potatoes!

Escutando: Lighting - Little Mix

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...