~Cath-Reader

Cath-Reader
Hey, Soul sister!
Nome: Catarina
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Jaboatao dos Guararapes, Pernambuco, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Alice Collins -- Kathryn McCormick


Postado

Alice Collins -- Kathryn McCormick

--Ficha--
[i] { Morfeu - O Lado mais sombrio }

----------------------------------------------------------X--------------------------------------------------------

•Nome-
Mary Alice Collins.

•Apelido-
" Lice " ou "Al", mas prefere, dentre eles, ser chamada de Alice.

•Idade-
Dezoito anos.

•Data de nascimento-
Dia sete de novembro.

•Casta-
Cinco.

•Província-
Kent.

•Profissão-
Dançarina.

•Preferência de príncipes-
Príncipe Theodor.

•Aparência-
É uma garota de beleza comum, nada muito fora do normal, não esbanja exotismo ou diferenciação. Mas, apesar de ter uma aparência subjugada comum é muito bonita.
Tem, em termos físicos, uma estatura baixa, medindo cerca de um metro e sessenta e cinco centímetros de um corpo bem acentuado e com postura impecável. Ombros largos, pernas torneadas, quadril mediano e cintura fina. Em questão de rosto, seu formato é bem assimétrico e geométrico.
Com linhas delicadas, mas ao mesmo tempo rijas, seu nariz é fino e precisa de pouquíssima correção, seus lábios são de espessura mediana e em um tom nude meio rosado, tem sobrancelhas corrigidas, olhos grandes e esverdeados e queixo chato, com uma covinha.



•Famosa representante-
Kathryn McCormick.


•História-
Alice nasceu na casta quatro, três meses antes da morte de seu pai. Sua mãe não teve sequer tempo para ela, o trabalho estava mais puxado e exigente e difícil de conseguir, sua mãe começou a sair às noites e passá-las fora enquanto Alice, com pouco menos de quatro meses chorava todas as noites sozinha.
Anos depois sua mãe se casou, novamente, passando a ser uma cinco. Por ser nova, Alison conseguiu aulas de Ballet o suficiente para conseguir ensinar. A vida na cinco era muito mais precária do que imaginava, mais que a vida de uma mãe solteira na quatro, logo, Alison engravidou, reduzindo a números negativos o tempo que tinha para Alice. Enquanto isso a garota crescia.
Quando suas irmãs nasceram, Alice acabara de completar sete anos, então, seu padrasto era o único que se importava. Como músico, o homem levava uma vida simples e filosófica, algo que passara para suas filhas e para ela também. Pouco tempo depois ele começou a dedicar-se mais às pequenas, Alice não o culpava, mas ainda sentia falta de alguém. Foi quando decidiu começar o ballet, para ficar mais próxima de sua mãe. Mas, isso só as afastou.
Não importava o quanto tentasse fazer sua mãe sorrir, ela não estava comprometida com a dança, não de fato. Então, depois de toda a frieza da "Madame Collins", ela tomou uma decisão: Ela não seria apenas uma bailarina, ela seria perfeita.
Mas nada melhorava, ela começou a se interessar mais pela dança, em si. Amadureceu com pulso firme e decidiu tentar ser mais rebelde, saia durante as noites sem a supervisão de sua mãe, para festas e baladas. Era como se ela fosse uma pessoa totalmente diferente, ela era solta, brincalhona, sensual e livre. Dançava cada passo como se fosse o último e sorria entre rodopios e piruetas, não era do tipo que pegava geral, ela estava lá para se divertir e quando amanhecesse ela voltaria às suas responsabilidades. Adotava uma identidade sempre que saia, uma espécie de jogo, onde era conhecida como "Blaze". Era bobo, mas era divertido. Mas, nem tudo que reluz é ouro.
Em uma de suas fugas foi flagrada. Uma de suas irmãs adoeceu e durante a festa sua mãe lhe ligou, duas, quatro, quinze vezes. Mas, de nada adiantou. Na madrugada do mesmo dia Alice voltou vagarosa para casa, mas não fazia ideia do que aconteceu. Quando abriu a porta deu de cara com sua mãe, numa das poltronas de couro da sala de estar. Alison estava aflita e irritada, antes de iniciar uma discussão Alison estapeou o rosto de Alice. Desde então Alice já não tinha como voltar a ser a filha dedicada que era.


• Personalidade-

Alice é uma garota de bom coração. Sabe o que é certo, luta pelo que acredita e pelo que ama.

É educada com todos, a princípio. Mas, seus amigos e aqueles que não tem sentimentos bons em ralação à ela, são uma exceção ao respeito mútuo com o qual trata aqueles que não tem um alto nível de intimidade com ela. É sincera e realista, fala muitas verdades que muitos não teriam a coragem de expor e sabe dos riscos que corre, mesmo que ela seja impulsiva de mais para tomar partido de alguma precaução.

Adora ação e aventuras, é uma garota destemida. Não se liga apenas à cultura de sua casta, tanto que ela sabe bastante sobre o reino, a legislação e os problemas de Illéa. Não é Expert em nada, mas não é uma completa ignorante. Ela conhece e experimenta pequenas coisas ligadas a outras castas, como o conhecimento que tem sobre as filosofias mirabolantes da três ou o preparo físico de alguns esportistas da dois. Ou alguns trabalhos braçais da sete.

Ela tem grandes problemas para tomar pequenas decisões, coisas pequenas e banais se tornam importantes quando tem que escolher e acaba gastando tempo de mais com coisas de menos.
É uma menina sagaz e ágil. Muito habilidosa com o corpo e tem uma desenvoltura sublime, às vezes usando isso a seu favor. É uma menina corajosa, muitos dos grandes problemas que enfrenta ocorreram por causa de sua coragem excessiva, ela às vezes é mais que corajosa e se torna libertina. Consegue mais problemas do que consegue contar.

Mas ela não suporta injustiças, seja com quem for, não é do tipo que se vinga, o que não quer dizer que não guarde rancor. Tem a língua solta quando está irritada, não ofende ninguém, não diretamente, mas está aberta a indiretas. Mas para que ela se irrite e deixe de lado sua indiferença o agressor tem que ser muito irritante e desagradável. Quando alguém é insistente, mesmo que ela se exponha e diga "Não gosto de você!", ela começa a ser chata, no sentido: extremamente educada até que se torne irritante.

Ela não presa muito pela comodidade, prefere sair e passar as noites se divertindo, mesmo que seja bem responsável com seus atos, o que é bom já que ela sabe de seus limites. Ela não é uma garota meiga e ingênua, sua seriedade a subjuga como uma pessoa fria, quando na verdade é bem calma e plena.

Ela sabe exatamente como irritar os rapazes que se acham no direito de bancar os "pegadores", não curte pessoas fúteis e tende à expressar o que sente quando alguém a desagrada.

Sabe o que fazer quando se trata de rebeldia e admite exagerar quando perde a cabeça, é muito teimosa, dona da verdade na maior parte das vezes, principalmente quando há algo errado e ela sabe. É bem orgulhosa, mas, dependendo da ocasião, do motivo, ela deixa o orgulho de lado. É uma menina competitiva, especialmente com pessoas de quem não gosta, ela adora sair por cima.

Ela é sarcástica e piadista, gosta de ver sorrisos escondidos e incomodados nos rostos das pessoas e as gargalhadas presas por suas piadas infames. Ela não exagera na dose, geralmente é apenas para descontrair. Ela gosta de pessoas divertidas.

Não pretende se apaixonar.

É durona, mas não é de ferro. As palavras machucam e ela sabe o quanto dói, por isso se nega a ofender verbalmente alguém, mas, se permite pensar. Ela é hiper focada em conhecimento artístico, sempre que dá ela está com uma sapatilha no pé, tentando e tentando de novo, até estar perfeita.

É honesta e simples, não é um alguém luxuoso ou vaidoso. Não é fútil, metida ou egocêntrica, mas pode ser egoísta às vezes.


• Qualidades-

-- É flexível e ágil.

-- É carismática.

-- É corajosa e justiceira.

-- É sincera.

-- É talentosa.

-- É culta.

-- É sagaz e esperta, com um pensamento estratégico e lógico acelerado.

-- É independente.

-- É honesta.

-- Conhece os seus limites.

-- Presa pela diversão.

-- Confiante.

• Defeitos-

-- É sincera de mais.

-- É perfeccionista.

-- É intolerante e inflexível quanto às injustiças.

-- É crítica e rígida consigo mesma.

-- É teimosa.

-- É orgulhosa.

-- É sentimentalmente desapegada.

-- É curiosa.

-- É impulsiva.

-- É realista demais.

-- É competitiva.

-- É indecisa.

• Família:
-- Mãe--
Nome: Alison Lisandra (Collins) McGee.
Idade: Trinta e cinco anos.
Casta: (Quatro) Cinco.
Profissão: (corretora de imóveis) Professora de Ballet.
Status de vida: Viva.
Relação: Alice não é muito aberta com a mãe, sendo sempre mais respeitosa e indiferente que consegue, há anos não a chama de "Mãe" e ela não faz muita questão. Alison não é atenciosa em relação á Alice, principalmente depois da morte de seu primeiro marido.

E é muito rígida com ela, por ser bailarina e ao mesmo tempo sua filha. Mas, mesmo que demonstre o contrário, ela ama muito Alice.

--Pai--
Nome: Rick Collins.
Idade: Vinte e seis anos.
Casta: Quatro.
Profissão: Corretor de seguros.
Status de vida: Morto.

--Padrasto--
Nome: Carl McGee.
Idade: Trinta e sete anos.
Casta: Cinco
Profissão: Cantor/músico.
Status de vida: Vivo.
Relação: Eles conversam pouco, estão sempre muito ocupados e isso implica numa tentativa de uma boa relação. Mas ela é, minimamente, mais aberta com ele.

Eles são brincalhões e libertinos, adoram zoar um com o outro, mesmo com a desaprovação constante de sua esposa/mãe. Lice o chama de pai, o que alegra seu dia.

--Irmãs (gêmeas)--
Nomes: Alana e Alanis.
Idade: Sete anos.
Casta: Cinco.
Profissão: Tem um talento absurdo, Alana para o teatro e Alanis para a pintura.
Status de vida: Vivas.
Relação: Elas mal se falam, na verdade, as garotas são crianças bobinhas, mas muito metidas. Al se afasta o máximo delas, porque na confusão é sempre ela quem está com a culpa. Ela tem opiniões fortes a respeito delas.

Alanis é mais divertida e despreocupada, ela acaba se dando melhor com Alice, porém é influenciada por Alana e elas acabam por ter que odiar a mais velha.


• Manias-
Quando ela está irritada ela pressiona o dedo mindinho com força, sempre, mesmo que tente disfarçar é uma característica repetitiva;
Morder tampas de canetas;
Estralar os dedos;
Batucar em qualquer coisa com qualquer coisa quando está entediada;
Morder as bochechas, pelo interior da boca;
Ela analisa a postura das pessoas e seus movimentos e se distrai fazendo isso;
Brincar com os anéis.

• Medos/Fobias/Traumas-
Ela tem medo de cavalos, não chega à ser fobias, mas é bem assustador;
Tem claustrofobia [ Medo mórbido de confinamento];
Tem medo de cães;

• Gostos/Desgostos-
Ela não gosta de julgamentos prematuros sobre o balé em si, todos os tipos de dança, não se resumem apenas à passos sincronizados. Nenhum príncipe/princesa metido sabe o que é chegar em casa com os pés cheios de calos, as bochechas doendo por causa de todos aqueles sorrisos perfeitamente falsos, questionando seu físico e com todas as críticas a respeito da postura, da graça, do desenvolvimento, do talento, etc; rodando em sua mente, sendo sempre exposta à doenças psicológicas, à depressões e ao sofrimento de uma sapatilha com a ponta de gesso definhando seus dedos, um a um, enquanto você finge que tudo está bem. Nem tudo é um mar de rosas.
Ela gosta de dançar, escondido, estilos que vão além do Ballet. Talvez por sua mãe sempre a manter "presa" à rotina do Ballet quando fugia dançava a noite inteira, como quisesse: de jeans, descalça...
Ela é muito conservadora com sua liberdade, por isso odeia a ideia de se prender á algo ou á alguém. Odeia a ideia de se apaixonar prematuramente, ela acha que vai conseguir controlar isto, mesmo que seja involuntário. Não é que não seja romântica ou que deseje morrer sozinha, ela simplesmente não quer aquilo para ela, pelo menos por hora.
Ela gosta de passar o tempo livre em jardins e em campos ao ar livre, lendo ou apenas ouvindo músicas. Relaxar um pouco é sempre bom.
Ela não gosta de fogo e lugares de clima quente, mas, mesmo que seja contraditório ela deseja conhecer a praia.
Ela adora livros que tratam de suspense e mistério, ou histórias completamente fantasiosas. Odeia revistas de fofoca, especialmente as que relatam sobre as vidas (im)perfeitas dos famosíssimos príncipes, uma mídia influente no Reino inteiro trata da realeza como futilidade, e o tão famoso príncipe Theodor colabora.
Ela gosta muito de músicas dançantes e com batidas fortes, não se importa em dançar só, desde que esteja dançando. Ela adora ser quem é, mesmo com todos os questionamentos, as intrigas e as caras feias. Ela gosta de se destacar no que faz bem, mas detesta ser o centro das atenções quando não está dançando. Se sente julgada.
Não gosta de chá, limonada ou coisas salgadas. Prefere cafeína e doces. Não gosta de influências supersticiosas, ela ama gatos e acha os pretos os mais bonitos. Ela gosta de sentir os olhos curiosos de alguém sobre suas performances ritmadas e incrivelmente compassadas. Sente-se extasiada sempre que percebe a luz do refletor sobre si, ou olhos encantados mirando seus passos, com emoções variadas. É, sem sombra de dúvidas, a melhor sensação que já sentiu.
Gosta de coelhos e gatos, detesta cachorros e cavalos, são animais que ela amaria se não tivesse muito medo deles.

• Segredos-
Ela roubou um anel quando sua mãe decidiu destruir as memórias de seu pai, desde então ela usa o anel, dois na verdade, um no anelar e um no indicador, ambos na mão direita.
Quer dançar para resto da vida, mas quer explorar as opções que excluem o Ballet e tem medo de que sua mãe descubra.
Tem medo de se apaixonar, mas no fundo é uma menina meiga, uma garota romântica que se nega a aceitar suas paixões e a se convencer de que ela não é tão corajosa assim para enfrentar um relacionamento.
Ela sabe tocar piano, mas fingiu não ter talento porque queria focar unicamente no Ballet e assim orgulhar a sua mãe.
Ela adotou como livro favorito Romeu e Julieta, mas não é algo que expõe facilmente. Ninguém precisa conhecer seu lado romântico e lírico.
Quando sua mãe lhe deu o papel de Odette, em O lago dos Cisnes, ela destruiu as fitas de vídeo do seu papel como o cisne negro e colocou a culpa nas gêmeas que brincavam com as fitas destroçadas.

• Possui alguma doença?
Não, nunca teve nem mesmo catapora, por isso, qualquer gripe pode abalá-la.

• Roupas que usará no Castelo:
-- Primeiro dia no castelo --
http://www.polyvore.com/first_day/set?id=200442143

-- Dia a dia no Castelo --
http://www.polyvore.com/dia_dia/collection?id=5512956

-- Jornal de Illéa --
http://www.polyvore.com/jornal_de_ill%C3%A9a/collection?id=5513874

-- Encontros com o Príncipe --
http://www.polyvore.com/cgi/collection?.locale=pt-br&id=5541505

-- Visitas reais --
http://www.polyvore.com/visitas_reais/collection?id=5513050

-- Ocasiões especiais --
http://www.polyvore.com/cgi/collection?.locale=pt-br&id=5541522

-- Casamento --
http://www.polyvore.com/casamento/set?id=200438640

-- Festa à fantasia/ Halloween --
http://www.polyvore.com/festa_fantasia/collection?id=5513878
http://66.media.tumblr.com/99c4e3f954cb19203c5328ea34fbac34/tumblr_nrqy49roXM1qg3r6no1_500.jpg

-- Pijama --
http://www.polyvore.com/pijamas/collection?id=5514020

• Príncipe, Coroa ou nenhum?
A real intenção dela não é "conquistar o amor do príncipe", na real, ela sequer pensa nele, a princípio... Está lá por sua família, por mais que sua mãe queria que sua filha vire rainha ela não desistiria de sua liberdade por um motivo tão fútil. Nesse quesito ela ficaria muito feliz em desapontar sua mãe. Mas, as condições na cinco não são legais. Logo, mesmo que indiretamente, príncipe.

• Seria capaz de trapacear para ganhar?
Isso nem passa pela sua cabeça. Na verdade Alice não acredita que através de trapaças alguém conseguiria conquistar o coração do príncipe, exceto se ele for muito mau caráter.

• O que acha da Seleção?
Uma espécie infame de Reality Show fútil que disfarça os problemas reais do Reino trazendo um conteúdo barato e vago para garotas bobas e desesperadas por um título social mais pesado do que poderiam aguentar. Garotas com pouco conhecimento social e intelecto para conquistar um rapaz que seja o suficiente para elas.

Foi obrigada à participar da Seleção?
Em parte sim. Realmente acreditava ter pouca chance de entrar na Seleção, era ela dentre toda as garotas de Kent, mas em relação à ser forçada, foi uma espécie de punição por suas travessuras noturnas misturada às más condições que a família supostamente sofria.
Quando Alison descobriu que haveria a Seleção foi um passo forte para as mudanças que poderiam ocorrer. Era uma mulher ambiciosa e sabia que não poderia convencer Alice tão facilmente, então com o tempo ela foi reduzindo os custos alimentícios e pondo a culpa na falta de condição financeira da família. Lice reduziu-se à apenas duas refeições por dia e as coisas iam de mal á pior.
Então Alison lhe "pediu" para que fizesse parte da classificação, Lice prontamente negou e foi ameaçada por Alison, nem assim cedeu. Seu padrasto não sabia da armação de Alison então decidiu ter uma conversa franca com Alice. Depois de discussões sucessivas eles se acertaram e então ela disse à sua mãe que, por sua família, e por seu bem estar ela tentaria participar.
Alison lhe atribuiu a tarefa de conquistar Theodor, o príncipe mais polêmico dentre a realeza de Illéa, mas Alice sabia que não precisaria chegar tão longe para que as condições da família melhorassem.

• Se envolveria com alguém além do príncipe?
Tem amor ao próprio pescoço, por isso, não. Sabe do rígido regulamento da competição. Também não é do tipo que trai alguém, se for esse o caso. Seja quem for.

• Como reagiria a um ataque Rebelde?
Ela não estaria preparada psicologicamente, mas tentaria bolar algum jeito de escapar com o máximo de pessoas que pudesse ajudar. Ela é destemida, ágil e flexível, além de inteligente. Conseguiria bolar um bom plano para escapar, mas quanto á lutar, ela não faria ideia do que fazer, é boa em distração e esquiva, mas rebeldes não são exatamente uma garota que cai a base de puxões de cabelo e unhadas. Então ela se concentraria em algo do qual ela daria conta.

• Relação com o Príncipe-


Eles têm bastantes pontos em comum, e algumas desavenças. Ela não gosta muito do lado galante e atrativo dele, algo no seu jeito lhe é extremamente instigante e ela odeia isso, ela adora mistérios e Theo é com certeza um. Odeia o efeito manipulador que ele surte nela é agonizante falar com ele sem que desconfie de algo, estão sempre se alfinetando.

Tem um senso de humor parecido e às vezes esconde as risadas que suas piadas de mau gosto lhe provocam. Mesmo que negue a si mesma, ela adora passar um tempo com ele, quando pode, é claro. Nenhum dos dois está voltado ao romance de uma relação forçada, ela tem medo de não se gostarem e assim seguirem infelizes então ela se volta á uma relação saudável de amizade. Mas, chega um tempo em que ele se torna mais que um amigo, em todos os aspectos, mesmo que ela siga negando.


"[email protected]£ Th£m [email protected]£
Ju$t Lik£ You
'[email protected]$£ You [email protected] M£ Mov£
Y£@h, You @lw@ys [email protected]£ M£ Go"

Suas personalidades de lideranças e competitividades são algo que ambos tem em comum, e eles seguem com discussões por motivos egoístas e desnecessários. Mas, sempre dão bem no final de tudo. Tudo este que só acaba quando alguém vence.


"H!gh On Word$
W£ @lmo$t Us£d
W£'r£ F!r£work$ W!th @ W£t Fu$£
Fly!ng [email protected]£$ W!th [email protected]£r Wh££l$
To Th£ [email protected]£ @ch!ll£s H££l$"

No começo teme ter que lhe negar algo, afinal não se deve negar o pedido do príncipe, seja ele qual for. E um príncipe tão galanteador e educado poderia lhe convencer a fazer coisas que não queria, mas ela estava pronta para dizer-lhe "Não". Quando o conheceu esperou pedidos infames como estes.


"!'ll Run @w@y W!th Your Foot $t£p$
!'ll Bu!ld @ C!ty [email protected] Dr£@ms For Two @nd !f You Lo$£ Your$£lf
! W!ll F!nd You"

Quando apaixonada { Seja pelo príncipe ou não }- pelo menos quando assume a paixão - ela se torna mais retraída, surge o tão famoso medo da rejeição, são tantas garotas bonitas, ele pode escolher quem ele quiser... Ela prefere se guardar e tentar esquecer isso, quando está com ele ou quando passa perto dele, não o encara e, se o faz, faz por breves segundos. Suas brincadeiras se tornam mais agonizantes e suas piadas galantes fazem ela enrubescer. Ela procura lugares para dançar sozinha e tentar esquecer o que sente, esconde-se passando horas e horas aprimorando Odette. Mas ele sempre volta. Ela se sente mal por não ter coragem de dizer o que sente, tem medo de receber uma resposta, seja ela qual for. Essa paixão é uma espécie de pré-luto por sua liberdade. Ela o amaldiçoa por ser tão lindo, perspicaz e sedutor, por instigá-la a se aproximar dele, por fazê-la suspirar pensando nele, por encantá-la de todas as formas impossíveis, por mantê-la sorrindo perto dele, triste longe dele e com o maldito ciúme, que a forçava a segurar a raiva e dançar para liberá-la até seus pés gritaram por ajuda, o maldito ciúme que sentia por ele com as outras escolhidas. E, principalmente, porque ele foi capaz de fazê-la se apaixonar.

• Criadas-
-- Nomes --
Kendall, Joahna e Isabelle.

-- Relação --
Al não se acostumou ao fato de ter criadas, ela é do tipo que gosta de se virar e encontrar as coisas que procura sozinha. Mas, as garotas às vezes sentem uma espécie de carência por trabalho, foram desde sempre ensinadas a servir, logo Al se sentia no dever de pedi-las algo, nem que fosse um mísero copo com água.
Kendall é bem desastrada, chega a ser divertido, é também a mais nova então ela é mais propícia a sentar e conversar com Alice de uma forma mais "humana".

Johana é mais responsável e perfeccionista, se nega a lhe chamar de "Alice" tratando-lhe por "Srtª. Collins", Alice lhe encarrega de tarefas um pouco mais pesadas, coisas que requerem um cuidado maior. Tem sempre bons conselhos e é ela quem conhece e aconselha Al nos assuntos do coração.

Já Isabelle é o tipo de criada mal-criada. Ela é impertinente e mal educada, faz as coisas com má vontade e irritação, Al se afasta dela o quanto pode, afastadas elas tem uma relação melhor. Al quando está irritada com seus comentários insuportáveis lhe dá trabalhos desnecessários e demorados, só para que ambas estejam em paz.


• Músicas que definem Alice-
Walk The Moon – Shut Up And Dance

Ellie Golding - Beating Heart

Justin Bieber - Beauty And A Beat


• Músicas que definem sua relação com o príncipe-

Zedd - Find You ft. Matthew Koma, Miriam Bryant

Ed Sheeran - Nina

I Really Like You - MAX & Against the current (cover)

Ed Sheeran – Tinking Out Loud


? Algo Mais?
Sim ela tem uma tatuagem, atrás da orelha esquerda. É uma pequena homenagem ao dia em que sua mãe não lhe deu o papel de cisne negro em " O lago dos cisnes " e sim o papel de Odette.
http://fotostatuagens.com/wp-content/uploads/2014/10/na-orelha.jpg


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...