✱ Ficha: Apocalypse ✱


Postado

✱ Ficha: Apocalypse ✱


✳️ Nome completo: ✳️
Sophie Mary Johns

✳️ Idade: ✳️
17 anos, 13/06
❥ geminiana


✳ Aparência: ✳️
Dona de uma beleza meiga e incomum, Sophie contém grandes olhos verdes puxados para um tom mais azulado em perfeito contraste com gigantescas pupilas, realçadas por bem feitas sobrancelhas. Seu rosto, um tanto triangular, possui poucas manchas e boas definições, contornadas por belas, longas e onduladas madeixas loiras. Já seu corpo, mediano, apresenta diversificadas curvas perante toda sua extensão.







✳ Personalidade: ✳️
Sophie é engraçada, um tanto reservada no começo, mas não é ingênua e muito menos indefesa. Mentalmente e fisicamente ágil, nunca fica em desvantagem, pelo contrário, está sempre um passo à frente.
Prefere correr atrás de seus desejos do que ganhar tudo de mão beijada, todavia, inteligentíssima, usa isso a seu favor para ajudar em tudo que pode: odeia ser um peso morto.
Amigável, porém também desconfiada, poucos realmente conquistam sua confiança. Mesmo que odeie demonstrar, ela é muito sensível, se machuca com facilidade, por isso é tão intocável e, por vezes, rude.
Corajosa e curiosa, procura ser realista, mesmo que as vezes seus comentários sejam mais pessimistas do que qualquer outra coisa, o que pode ser uma coisa tão boa quanto ruim.
Espontânea, é muito sincera, diz o que pensa e singulares vezes se arrepende disso. É uma caixinha de surpresas, misteriosa como tal. Pode tomar atitudes inesperadas, normalmente positivas. É uma jovem surpreendente, inovadora e imprevisível.
Charmosa, expressiva, normalmente meiga e cautelosa, quando quer, consegue dar cor aos momentos mais cinzentos, passando para o restante as melhores energias, também as atraindo para si.
Sabe guardar segredos e não admiti traições: em hipótese alguma as perdoa, o máximo que faz é aturar o traidor por um curto período, até não aguentar mais.
Temperamental, talvez esse seja seu pior defeito. Se a contrariarem, consegue ser extremamente impaciente, pavio curto e cabeça quente, tudo ao mesmo tempo, tornando-se brevemente insuportável.
Quando mais calma, além de carismática, é observadora e detalhista, entende as coisas logo de primeira. Tem uma memória fotográfica, portanto se ela falar que viu um peixe voando, acredite, ela realmente viu. Decora as coisas com uma facilidade fora do comum e costuma ficar em alerta a cada passo dado.
Não faz o tipo romântica incorrigível, pelo contrário, acha besteira essas coisas de "amor à primeira vista", assim como acha graça nos que nisso acreditam.


✳ História: ✳️
Nascida na elite de Nova Iorque, Sophie sempre foi aquela garota popular do colégio: se mostrava muito confiante, simpática e vaidosa, mas poucos realmente a conheciam. Lá no fundo, ela era uma jovem um tanto depressiva, nada superficial como muitos acreditavam: era traumatizada desde o assassinato de Milah, sua irmã mais nova. Seus pais, a partir de então, viviam discutindo, quase não se falavam, tal que, em certo ponto, a adolescente se cansou e chegou a sair de casa para morar por um curto período na casa da avó, o que a fez muito bem, pois isso aliviou toda a tensão criada após a morte da irmã.
Quando a guerra começou, Sophie e seus pais se abrigaram em um hospital da região, contudo, após um bombardeio, por um descuido, ela se separou deles. Após, passou dias e dias como uma nômade, apenas sobrevivendo, tendo de incentivo a esperança de sua família ainda estar viva.


✳ Aceita par? ✳️
Com certeza!
❥ heterossexual


✳ Gostos: ✳️
Poemas | Amizades | Chocolate branco | Saladas | Salsichas | Abraços | Praias | Festas | Madrugada | Amanhecer | Músicas.

✳ Desgostos: ✳️
Traições | Inimigos | Manipulação | Regras | Cheiro de gasolina | Chocolate amargo | Melancias | Pinheiros | Lama ou barro | Grama molhada | Calor | Tédio | Ser um peso morto.

✳ O que fazia no momento que ‘eles’ chegaram? ✳️
Ela cruzava uma avenida localizado nas proximidades do hospital, procurando por algo ou alguém.

✳ Por quê se voluntariou? ✳️
Sophie andava sozinha, estava com muito medo, agindo por impulso: com o intuito de sobreviver, acreditou que seria um boa escolha se voluntariar.

✳ Como foi parar em New York (Nova York)? ✳️
Ela já vivia lá.

✳️ Se arrepende? ✳️
Um pouco.

✳ Se sim, por quê? ✳️
Porque ela acredita na possibilidade de seus pais estarem vivos e a procurando.

✳ Como acha que a Myster é? ✳️
Ela não tem uma opinião formada sobre ela, porém, também não tem nada contra.

✳️Qual foi seu primeiro pensamento relacionado à ela?✳️
"Ainda existe algo além de tudo isso? Bem, ao menos existe alguém."

✳Palavra-Chave:✳️
O começo? Ou o fim?


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...