Dicas para uma boa escrita, parte 2


Postado

Dicas para uma boa escrita, parte 2

Dicas para aperfeiçoar a escrita, parte 2
Sintaxe e Dinamicidade


“Se eu tivesse uma hora para resolver um problema e minha vida dependesse dessa solução, passaria 55 minutos definindo a pergunta certa a se fazer”

Albert Einstein


Estarei colaborando com um pouco da compreensão estrutural de um bom texto. Segundo a Fox, a redação é movida pela criatividade, uma vontade inspiradora de produzir algo seu. Um dom que precisa ser “educado”. Afinal, não basta ter boas ideias, se suas palavras não estão bem coordenadas.
Não será um relatório de o que fazer ou não fazer, pois não é estudo para vestibular, apenas suporte aos que gostariam de melhorar suas histórias. Gosto do papel de observador, uma pessoa que orienta e incentiva, do que ser chamado de crítico, porque vem carregado de muita moralidade e quem sou eu para discutir com os maiores genios que já conheci aqui, pois só quero passar um pouco do que aprendi, para que também amadureçam e procure o melhor de suas ideias…


Bom, vamos la!!!

“As grandes ideias surgem da observação dos pequenos detalhes”

Augusto Cury


*
Não sei como começar???


1ª dica: Foque, primeiramente, nestas perguntas

1. Como eu gostaria que os fatos se desenrolassem
2. Quero que tenha suspense, mas quanto preciso dedicar??? (suspense foi um exemplo, pode ser qualquer outro tipo, como drama, aventura, etc)
3. Quem serão meus personagens e quais serão seus aspectos e comportamentos???

Ex:
- Projeto Apocalypse (Autoria de Nara-Camila e Knight Beast):
Dois excelentes escritores criaram esta personagem em sua história chamada BIOS. Ela foi trabalhada para ser uma humana totalmente eliminada de emoções. Ao msm tempo, ela não pode ser chamada de Android, por não ser programada. Recomendo suas histórias!!!

- Belle Vue x Pentatonix (Fox-Chan
):
um poko mais desconhecido este grupo, formado em 2011 por 5 componentes de capacidade musical diferenciada, esta brilhante escritora também resolveu improvisar em seu universo. Belle Vue é uma revista de moda renomada que esta passando por muitas mudanças e buscam nelas, nada mais nada menos que os 5 integrantes que também vemos em Pentatonix. A diferença se trata no perfil da personalidade. De um lado, Pentatonix eh a sua história nata, contada de forma autentica, com mudanças nos cenarios. Vejam se quer trabalhar um personagem real, não pode muda-lo, mas sim apenas aderi-lo a uma nova perspectiva. Ja em Belle Vue, ela deu novas caras a estes personagens so mantendo os nomes, mas não tem nada a ver, ja que mexem com moda, so tendo em comum o espirito em equipe.

- A profecia do dragão: Draken x Sofia.
Esta também não fica atrás, Lua Costa, excelente escritora, fico bobo qdo leio este grupo, pois cada um tem sua história na mais alta autenticidade. Lua retrata um mundo semelhante a Upon Once a Time. Cada personagem tem um elo em comum com o reino, mas por infelicidade Draken na época resolveu seguir o antigo rei e viu q as propostas não eram baseados em sua promessa de honra e glória. Resolveu partir, pois não queria ver mais mortes inocentes e decidiu montar um grupo mercenário para acabar com a tirania do Rei. Paralelamente, Sofia, filha do rei, também não esta contente com a guerra, mas esta, vendo de dentro, percebe q ele não esta preocupado com o povo, como quer a hegemonia e vai a todo custo aniquilar a Erdokean.


4. Mediante a todas as respostas anteriores, como será a narração


Obs: Note que a ultima pergunta, é a resposta baseado em todas as anteriores. Como dica, geralmente as narrativas vem dosada pelo modelo misto, o narrador-onisciente, 1ª pessoa para os personagens e 3ª pessoa ao narrador. Veja os motivos, na dica 2
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
2ª Dica: Tipos de Narração

1. Narrador Personagem (1ª pessoa - Eu)Características Subjetivas (Minhas emoções e pensamentos). O ponto-de-vista apresentado é o que se passa apenas consigo mesmo e por esta finalidade não consegue enxergar da mesma forma os demais.

Ex:
“Eu corria desesperadamente, olhava para trás a todo momento para tentar ver se ele estava muito perto. Podia ouvir o barulho de passos rápidos vindo atras de mim…
Nesta hora, tropecei em um galho e ele, me alcançando, se aproxima com um sorriso sarcástico. Assustado, pergunto:
- O que voce quer de mim???


Observe que as falas são diretas, ou seja, direcionada ao interesse do personagem. Nesta narrativa, tudo fica explicito para si mesmo e se acontecer algo a terceiro, dificilmente vem a tona, senão for discutido com a parte principal. Para ver como o modelo eu se sente, comenta e monopoliza, presta atenção nas falas, todas focadas em saber o que acontece consigo mesmo. A vantagem é que ela oferece um bom cenário para elementossurpresa, visto que, o ponto-de-vista é centralizado. Utiliza-se muito verbos de elocução, como chamar, responder, perguntar, gritar, exclamar, falar, etc. O travessão é necessário para apenas diferenciar as falas principais dos outros momentos, que passa secundariamente. Veja o exemplo abaixo:


- Por que voce correu de mim???
- Porque voce estava correndo atras de mim e me assustei com suas intenções.


Na verdade ele estava imaginando que ela nao fosse quem ele pensava, pois quando a viu estava correndo e nao percebeu seus olhos, que era a característica que ele tinha de prestar muita atenção...

"Então é voce mesmo..." (fala do personagem secundário)

2. Narrador Observador (3ª pessoa) – Características Objetivas (visão externa da história. Com isto ele conhece os fatos, não por estar atuando, mas por observar. Sua posição é imparcial por não lidar diretamente com as situações, porém sabe de tudo. Como o discurso é indireto, as frases são expressas pelo narrador. Consequentemente não há a necessidade de inserir travessões se vamos mencionar os nomes dos personagens que dialogarão.

“Ela corria desesperadamente, olhava para atras a todo momento para tentar ver se ele estava perto. Ela podia ouvir o barulho dos passos rápidos atrás de si e o som da respiração…”


3. Narrador Onisciente (Misto)
Características Mistas. Ele conta a história sobre o principio do discurso indireto livre. Este tipo de comunicação, dispensa verbos de elocução, e conjunções, para dizer sobre os personagens, em 3ª pessoa. Mas não quer dizer que não saiba o que pensa e vai fazer.


Tome cuidado!!!

Obs.:
Quando estamos narrando em primeira pessoa, tudo que se passa é por conta do personagem. Ele é quem vai contar como esta se sentindo, em um episódio de traição, chorando, amargurado. Nunca saberá o que se passa com outra pessoa ao mesmo tempo, porque não temos a visão do outro cenário.
A diferença é justamente essa. Pois o observador, esta fora do ambito do personagem, então, ele perde a capacidade de ver o sentimento sobre o ponto-de-vista dele, para dar espaço as situações alheias, como saber ao mesmo tempo o que aquele casal que foi traído estão pensando. Mas hoje, as histórias estão evoluídas, passam a agir das duas formas simultaneamente. Comentam a posição do personagem, no atual P.O.V. e o narrador explica o que se passa em outro lugar enquanto isto.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
3ª Dica: Respeite a construção literal da narração (Máximo 30 linhas)

Introdução (Seja breve, resume o que deseja passar ao leitor)
Desenvolvimento (Intertextualidade, como o argumento vai se desenvolver nas situações, ate o climax)
Conclusão (Desfecho, conclua a opinião do personagem sobre a situação)


Obs:
o ideal ao site eh fazer um cap só para a introdução e a partir do Cap. 2 iniciar a história. Deixe o título para o final, pois sera em cima da base do tema. Por isto fazer um rascunho de sua história é fundamental. Fazer em caps separados também incentivam opiniões e modificações antecipadas


Obs.2:
• Desafie o senso comum do leitor. Coloque a prova tudo que conhece e sabe, forçando-o a buscar uma nova metodologia.
• Apresente um evento misterioso, algo que voce sustente e o prenda
• Abra um contraste na abertura, comece com uma lembrança boa que depois foi destruída ou vice-versa originando a trama do primeiro capitulo.
• Não abra mão de revelações. Gostamos de reviravoltas
• Controle o tempo do personagem. Faça com que o leitor perceba que tudo corre contra ele.
• Controle as verdades incontestáveis (axiomas). Da um tom mais realista e inquestionável

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
4ª Regra: Respeite o Portugues (Principio da Ortoepia ou Escrita Correta)

Se deseja iniciar uma história, primeiramente tenha um principio dela. Procure incentivar sua imaginação dentro do que voce gosta. Se tem tendencias a mitologia, futurística, realidade virtual, especialize, aprofunde e aperfeiçoe. Comece por conteúdos básicos, ate adquirir consistencia no tema. Para isto, escreva e muito seus rascunhos, ou seu texto vai parecer uma versão de Nietzsche, séc. 21., cheio de sentenças sem pé nem cabeça.
• Historia cliche é comodismo, um conhecimento mal adubado
• Reforçando o principio de um caderno ao seu lado, escolhi um tema e tenho uma história para trabalhar... Agora vamos ver os melhores personagens, cenários, estipular os desfechos, pelo menos adiantar alguns caps. A mente não é uma maquina, a não ser que tenha algum dom em potencial, como os Síndromes de Savant, memória eidética. Escreva tudo que vier em sua mente, pois com o tempo ela apaga.
• De um tom empolgante. Ansiedade quando instigada faz o usuário querer voltar para terminar de matar sua curiosidade.



NÃO TENHA VERGONHA DE CONSULTAR UM DICIONÁRIO!!!

Pobreza cultural é a maior infamia que um escritor pode adquirir


O leitor não se interessa a-toa. Quando ele separa um tempo é para voce e corresponder com sua história é tudo o que mais quer. Porém, conquiste-o, faça com que sua história seja única e idealizada em uma linguagem acessível

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Fixe as estas regras especiais

A maior de toda as dicas, iniciarei com ela. A pior fatalidade no portugues é começar um texto com pronome oblíquo. Eles faz parte das orações que completam a principal. Colocar ela como inicio, seria como dizer assim: “a missa sera começada pelo padre” em vez de "o padre começara a missa". inverter os papeis não é elegante. Respeitem estas pequenas normas e quem for ler seus textos, vai se sentir muito agradecido com tamanha originalidade e competencia

Te amo amor (errado)
Amo te amor (certo)

Obs: so permitira te amo, se tiver o sujeito anteposto ou qualquer palavra a quem se destine o pronome. do contrario, continue como referencia o segundo exemplo

• Evite abreviaturas. Se não for por questão de respeito aos pronomes de tratamento, só mostrara sua pobreza intelectual
• Evite gerúndios (infinitivo + ndo). Ele torna compacto a mensagem e tira a clareza da mensagem. Ex: Querendo = que querem
• Evite parenteses como forma de explicação. Vai forçar o período a alongar.
• Evite redundancias. Na língua portuguesa, parece ser um tabu na hora da escrita, pois ainda é um vício da linguagem. Veja a alguns:
• Subir para cima
• Descer para baixo
• Hermeticamente fechado
• Como, por exemplo,...
• Prefeitura municipal

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Cuidado com os paronimos. São palavras de mesma sonoridade, mas com escrita e significado diferente.
• Dica: Vc não estende seu agradecimento. Estende = comprimento / agradecimento = cumprimento

• PRATIQUE, pois é feio voce dizer que o mecanico trabalha com concerto. Não é musico!!!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Cuidado especial com os pronomes demonstrativos Este / Esse
• Esse/Essa é um pronome anáfora, ou seja, substitui um substantivo anteriormente mencionado.
• Ex: foi dito que São Paulo anda muito perigosa ultimamente. Essa cidade não é mais exemplo mundial

• Este/Esta é um pronome catáfora, ou seja, realça uma ideia que vai ser mencionado posteriormente. Veja o exemplo
• Ex: Se esta cidade for vista mundialmente, seremos condenados (ainda não mencionei q era São Paulo)

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Cuidado ao passar verbo para o plural!!!
Caso exija preposição, ele não abre condição de dar as mãos a um terceiro elemento. Plural Anulado!!!
• Caso não tenha preposição, o verbo faz par com o plural. Como é o caso de frases cujo o verbo vem acompanhado da partícula apassivadora, um meio sintético de escrever a forma passiva da ação do sujeito. Ex: Alugam-se casas. Se inverter, fara sentido o plural: Casas serão alugadas. (Quem aluga, aluga algo!!!Logo só uma pessoa pode fazer locações.)
 Agora, como o verbo só sabe o que é estar andando lado-a-lado, caso este par seja a preposição, o plural terá de rodar. Ex: Necessita-se de funcionários para o R.H.. (Necessita de que???Necessidade não precisa ser diretamente compensada por humanos. as máquinas estão ai para te responder!!!)
• Agora se exigir preposição, ela o torna indeterminada, por isto não tem como passar para o plural. Vem acompanhado de verbos de ligação também.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Onde x Aonde
• São advérbios de lugar. Uma dica é observar a preposição que antecede esse advérbio. Ele indica movimentação. Vamos a+onde??? Vamos a São Paulo
• Percebe que o onde é São Paulo, lugar delimitado a nos deslocarmos, e como principio, escreveremos aonde, significando eu estou indo ate o local parado
Ex: Onde voce mora???(Quero saber o local físico, parado)
• Ex: Aonde voce esta indo??? (Quero saber para aonde vou me deslocar = Vou a São Paulo)

• Advérbio é invariável por só vir acompanhado de verbo
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Plural de substantivo composto, pode ir os dois, se significar semelhança do segundo com o primeiro, como em Pombo-Correio, sendo escrito só o segundo ou ambos, ou não ir nenhum, quando não indicar característica, como em Couve-Flor
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Plural de ÃO
• Vira ÕES, quando ouvir radical ON, como em limÃO – limONada = LimÕES
• Vira ÃES quando o radical for AN, como em PÃO – PANificadora – pÃES
• Pode virar ÃOS também. Ex: CidadÃO – CidadANia – CidadÃOS
• Dica cultural: Não existe CidadONia, então, não existe CidadÕES

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
De + O ou DO.
• Dúvida cruel e que pega muitos de surpresa. Não é incomum ver esta escrita: “Apesar da aluna ler…” ou “eu confio no homem dizer”.
Esta errado!!! Estas frases trazem locuções e verbos antes de seus sujeitos. Prestem atenção pois caso acontecer o correto é separado. “Apesar de a aluna ler aquele livro, preferiu assistir televisão”

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Regencia
Dicas:
Não Pise A grama (não NA)
• Precisa de Estudar
• Paguei ao Banco


Crase: Regencia Verbal a partir da preposição + Artigo feminino Definido
• Grave pelo menos, os mais importantes para seus textos, verbos que pedem preposição a. Lembre-se: Vou a, volto da, crase há, ou vou a, volto de, crase para que??? Básico para localização
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Acentuação
• Toda paroxítona é acentuada. O motivo é que temos pouquíssimas palavras desta classe, e sem variações tonicas.
• Todo monossilabo também


• Toda oxítona é acentuada se terminado em –á, -é, -ó, -ém, -éns
• Ditongos abertos como éi, éu e ói, são acentuados aqui e não mais nas paroxítonas


• Paroxítonas mantem a acentuação em palavras terminadas: –l, -n, -r, -ps, -x, -us, -i, -om, -um, -ão, -ea, -ua, -ia, -eu, -uo, -io, -ie
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
• Explicando os Porques
Separado, significa
• Substantivo, dando sentido interrogativo. Ex: “Por que voce esta me seguindo???”
• Ideia de motivo. Troque Pelo Qual Motivo. Ex: “Eu sei bem por que voce esta me seguindo, viu!!!” Por/Pelo + Que

Junto
Conjunção. Une duas orações, significando pois. Ex: “Não fui ao cinema porque tenho de estudar para prova”
• Substantivo, dando sentido de razão, circunstancia. Ex: “Diga um porque para eu não te bater!!!”


• Caiu em desuso: circunflexo, trema, exceto para palavras estrangeiras, acentos diferenciais em homonimas, como para (verbo) e para (preposição), coco (fruta) e coco (excremento)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Mal com ou sem hífen???
Ambos. Mal é advérbio, diferente de mau, adjetivo. Se vier com hífen, estou me referindo diretamente ao personagem sobre sua atitude.
• Ex: “Voce é uma pessoa muito mal-educada” (1ª pessoa) - ativa
• Ex: “Carlos foi muito mal educado com Nathalia na festa” (3ª pessoa) – passiva


Outros casos de hífen (principio da física eletrostática)
• Vogais e Consoantes diferentes = Sem hífen. Ex: Autoescola
• Vogais e Consoantes iguais = Com hífen. Ex: anti-inflamatório
• Vogal do prefixo + Consoante inicial do radical = Sem hífen (Vale o contrario). Ex: Superinteressante ou SemiNovo
• Vogal precedendo palavras com R e S, dobra. Ex: Antissemita, ultrarreligioso
Exceção, caso o prefixo termine em consoante e o radical inicie pelo mesmo, continua o hífen. Ex: Sub-bibliotecario
• Co e Pré não precisam de hífen. Ex: Coordenada, preestabelecido
• Vice e ex é obrigatoriedade em todos os aspectos
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Virgula
• Enumera itens de uma mesma finalidade. Ex: Lista de compras - Arroz, Feijão, Batata, Macarrão, etc.
• Destaca o aposto, palavras que acompanham o substantivo com a particularidade de ressaltar alguma característica
• Ex: "A Ecologia, ciência que investiga as relações dos seres vivos entre si e com o meio em que vivem, adquiriu grande destaque no mundo atual." (Explicativo)
• Ex: "A vida humana se compõe de muitas coisas: amor, trabalho, ação." (Enumerativo)
• Ex: "Vida digna, cidadania plena, igualdade de oportunidades, tudo isso está na base de um país melhor" (Resumidor ou Recapitulativo)
• Ex: "Seus olhos, indagadores holofotes, fixaram-se por muito tempo na baía anoitecida." (Comparativo)
• Ex: "Drummond e Guimarães Rosa são dois grandes escritores, aquele na poesia e este na prosa."(Distributivo)
• Ex: "Ela correu durante uma hora, sinal de preparo físico." (Aposto de Oração)
• Caso Especial (Aposto Especificativo), que difere por não vir pontuado. Ele da destaque a um substantivo genérico, marcado pela preposição. Veja; "O poeta Manuel Bandeira criou obra de expressão simples e temática profunda."
• Em elementos de oração coordenada
• O mais importante das características, destacar uma elipse (omissão de alguma palavra gramatical, geralmente verbo)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Diferença entre Aposto x Adjunto x Complemento

Tanto o adjunto adnominal, como o complemento nominal acompanha o substantivo e vem regido de preposição. a diferença esta na sua amplitude, visto que, o adjunto tem força pequena, só pode acompanhar exclusivamente o substantivo, diferente do complemento que também acompanha adjetivo ou adverbio. Outra dica: o adjunto só acompanha substantivo ativo, como no exemplo:

Carlos é um amor de pai (Pai faz o papel de agente, ou seja, dedica amor - 1ª pessoa) - Adjunto Adnominal
Carlos te muito amor a dar para o pai (pai neste caso é passivo, recebe o amor de Carlos e quando estamos na passiva, vem acompanhado da 3ª pessoa com preposição) - Complemento Nominal

Segunda dica:

Fora o complemento nominal vir acompanhado da preposição, ligado diretamente ao substantivo, como estar favorável ao divorcio, no caso eu, seu núcleo é SEMPRE abstrato, pois seu sentido, como dito acima é de 3ª pessoa, na agente da passiva, ou seja, eu recebo o ato. Substantivos derivados de verbos, são sempre abstratos. Se souber achar isto, mata a charada!!!


- Cidadão de Roma pede asilo na Grécia (Adjunto Adnominal) - "de" indica preposição significando origem. Se eu tirar cidade para eliminar a preposição, perde o seu sentido concreto
- A cidade de Roma foi incendiada por Nero (Aposto Especificador) - Roma especifica qual cidade Nero atacou. Se eu tirar a cidade, ainda permanece o sentido concreto

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Caso Especial (a-toa ou a toa)
• Toa significa corda, então naquela época, a toa, sem hífen era a pessoa que não tinha navios para a toar. Com hífen, voce esta dizendo que algo ou alguém é sem importancia.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Caso Especial 2 (Sufixos -Esa ou -Eza)

Ex: Calabresa ou Calabreza????

Cuidado: se vc quer fazer de um adjetivo um substantivo, coloque o sufixo -EZA. Use a esperteza!!!
Agora se voce quer dar um sentido feminino as palavras, principalmente de sentido gentílico, ou seja, relacionar vc a sua terra, utiliza-se o -ESA.

Portanto, a resposta acima é CALABRESA, que para muitos que não sabe é a mulher nascida em Calábria, região ao sul da Italia, bem no fim do pais, na ponta da "bota" rsrsrs.

Em resumo:
- esa: da sentido feminino as palavras, principalmente os gentílicos, pronomes de tratamento, como duque, etc.
- eza: modifica um adjetivo para substantivo.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Caso Especial 3: Mussarela ou Muçarela???

Ex: mais um caso de palavra italiana. Nós sabemos que existe muitos palavras na Itália com duplicidade ZZ:

- carozza - carroça, razza - raça, prazza - praça.

Pelo erro de fonética, imaginaram que ZZ é SS, mas na verdade tem som de Ç. Por isto, a resposta acima é Muçarela.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Caso 4: Cuidado ao utilizar alguns termos!!!

Religião x Religiosidade

Religião:
Religar os caminhos com Deus ou fazer orações. Este conceito esta inteiramente ligado a fé, um modo mistico de se comunicar com alguém. Em outras palavras eh um contato mais profundo e pessoal, tendo como principio a religiosidade, o amor e vontade de participar de eventos que simbolizam não so a igreja mas a comunidade.

Ex: independente da sua religião, dedico para voce meu amor a Deus por livre e espontanea vontade, pois a verdadeira salvação esta em como eu me comunico com ele. Faço minhas orações.
Religiosidade:
Ela apenas é uma forma superficial de contato com Deus. Vem do principio da reza, ou seja, apenas diz a Deus o que precisa sentir, mas sem conseguir ouvir. Seu contato assim é apenas simbólico, pois não se dedica a participar e nem renovar seus caminhos até Ele
. Ex: Eu aceito Deus em sua história de pregações, mas não preciso ir até à Igreja para comprovar que sou devoto. Prefiro ficar em casa e rezar.

Trabalhador x trabalhadeira

Trabalhadeira: mulher que trabalha demais mas com prazer no que faz
Trabalhadora: mulher que trabalha demais em prol de uma organização. Pode vir sem prazer e vontade.

Mítico x Místico

Mitico:
Místico:
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
o
Não deixe de consultar um beta reader!!!


Lembre-se:

“O fracasso é somente a oportunidade de começar de novo, de forma mais inteligente”

Henry Ford


*Galera, nem tudo ai soube de cabeça, então li bastante sites como soportugues, batdicas para reforçar a proposta de trazer um conteúdo acessível aos leitores. Ate mesmo para mim que busco extrair o diferencial da leitura, imagino para vcs então. Se caso algo ficou confuso ou esqueci de algo, deixe seu comentário. Se foi útil, tbm rsrsrs, e eh bom a galera que esta participando ler para ver se ajuda em algo. Abraços a todos


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...