~jiminleia

jiminleia
;Bad Bitch.
Nome: ◣bea | sweet babe | jiminnie (pabo) | pudim!
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Caraguatatuba, São Paulo, Brasil
Aniversário: 8 de Novembro
Idade: 15
Cadastro:

Happy Birthday, Sweetie


Postado

"I'm not perfect, but I swear I'm perfect for you [...] I'm no angel, I'm just me, but I will love you endlessly"



Dia 17 de Agosto de 2015



Quando por uma mera indicação, conheci uma pessoa qual nunca imaginei que seria tão importante para mim quanto agora.

Tinha muita curiosidade em conversar com essa pessoa por conta das inúmeras menções que envolvia o user que só de ler agora me brota um sorriso bobo no rosto, e confesso que até mesmo meio apaixonado — sim, você leu isso mas fingimos que não.

Bem, e se eu dissesse que até agora me lembro de quando pedira sobre fanfics NamJin, e que eu te indiquei "Secrecy"? E então do nada eu te mandei "Danger", e você comentou e eu fiquei que nem uma trouxa, porquê é assim que você faz com que eu me sinta toda vez que me menciona, ou com um simples "Bea" na tl.

〰❤〰


O que eu tenho com a Sica (?) aconteceu de forma rápida e inesperada; dizem que tudo que chega rápido, vai embora rápido também, mas espero que nossa amizade, relacionamento ou o que caralhos for isso não siga essa linha de pensamento, porquê até pelas suas piores burradas — onde uma delas e acho que a única até então é me trair enquanto eu estou vendo, sua viada —, você sempre vai ser minha ultimate crusha.


Aí é que me vem na cabeça: "Porra, a gente só tem dois meses de amizade e eu considero ela mais do que muita gente que conheço há anos."

E espero que você pense assim também, se não vou me sentir a trouxa da relação





Posso estar no pior dos meus dias, com os olhos escorrendo junto com as lágrimas, mas uma simples mensagem da Sica pode me fazer esquecer todos os problemas, como se nunca tivessem existido.

Ela sempre diz que está a me amar, me pergunta se está tudo bem, e numa empatia, ela sabe quando não estou, e faz de tudo para me confortar, rir; de palavras carinhosas até aquelas taradices dela, onde ela diz que vai me sentar o varão. Delícia


사랑


Poucas vezes na semana eu converso com a Sica, infelizmente, mas isso não faz com que sejam menos significativas, porquê não chegam nem perto disso. Creio já ter dito inúmeras vezes o quão ela é importante para mim nesse texto, e olha, não vou me cansar nunca de dizer isso, por mais que eu ache que ela esteja cansada de saber e blá blá blá.


Bem, teve algo que não contei para ela por morrer de vergonha, com medo de rir de mim porquê sou dessas... Lembro-me que eu estava a stalker ela, e olha, perda de tempo — já reclamei do quão ela vive me traindo? Então, sua puta —. Vi que ela estava a falar de uma tal crusha, qual era a única que sentia vontade de pegar na vida real, e eu, puta merda, me senti muito mal com isso, sério. Comecei a chorar e num piscar de olhos meu humor mudou, lembro até que fui correr para uma amiga. Então, passado algum tempinho, ela viu que eu estava curiosa sobre, mas percebeu minha tristeza também, apesar de que eu não havia contado o real motivo, que agora ela sabe, e confessou — ou mentiu, vai saber —, que eu era a tal crusha. A viada até fez jornalzinho para mim com "Endlessly", uma música que eu considero nossa, juntamente com "Somebody To You". Todo santo dia eu ia para o perfil dela e ficava lá, olhando para aquele jornal, admirando e pensando no quanto eu amo esse ser não identificado.



"Everybody's tryna be a billionaire, but every time I look at you I just don't care, cause all I wanna be, all I ever wanna be yeah yeah, is somebody to you"





Sica, minha amora, minha Yoongi, minha bebê, minha Unnie — nunca te chamei assim, mas ok —, e mais um milhão de apelidos caralhudos, mas além de qualquer outro, meu tudo. Parabéns pelos seus 17 anos, baby, e eu até diria aquele negócio de "que você sempre seja essa garota maravilhosa, inteligente e blá blá blá", mas isso é tão brega, credo, então fica por essa coisa sem sal mesmo.

Me processa, fofa



Não quero que tome esse jornal como "um presente de aniversário da Bea" ou coisa do tipo. Quero que entenda isso quase como uma declaração do quanto eu te amo — bem, eu te amo como amiga, mas também tenho uma queda por você, e sim eu estava falando sério aquele dia, mas acho que você não acreditou; enfim fofaci, nobody yes door —, e mais essas coisas melosas que me poupo de citar porquê você sabe.
Acho que fica por aqui, huh? Não te culpo se não ler isso inteiro porquê ficou muito entediante, é, mas sei também que você não é louca de não ler.




Ps: Minha virgindade é sua q





“Os sorrisos dados por trás de um computador
Jamais serão esquecidos

Palavras virtuais

Saudades reais”

— Alice F.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...