Isso é tudo, pessoal.


Postado

Isso é tudo, pessoal.

Yo~
Já faz algum tempo que conversamos. Pois bem, vamos conversar pela última vez. Sim, amigos... essa é a última vez que Cojiro-kun dá as caras por aqui. Desculpem se eu me estender nas palavras seguintes, vocês não são obrigados a ler. Acontece que queria contar minha pequena história antes de, finalmente, me despedir de vocês e me desculpar por algumas coisas. Então, em vez de apenas sumir, ou, simplesmente dizer "acabou", estou escrevendo isto.

Eu comecei escrever Fanfics neste site sem muitas expectativas. Começou com uma oneshot trágica e depois uma long-fic. É engraçado que quase 7 anos depois eu ainda esteja por aqui. Algumas brincadeiras tendem a durar mais que o esperado.
Nesse tempo, quando uma Fanfic yaoi de Naruto chegava 30 favoritos o autor já poderia se considerar popular, inclusive, minha primeira grande amiga era uma das mais populares e suas histórias não passavam muito disto. Meu coração acelerou a primeira vez que falei com ela e foi assim também quando conheci outra algum tempo depois.
Pra mim, conhecer autores de Fanfics era um privilégio imenso.
Na época, o site tinha um sistema para ranquear as Fanfics mais comentadas/populares. Comecei a sonhar se um dia eu veria um yaoi lá.

Bem, mesmo sem me motivar muito, eu comecei a escrever. Não pretendia continuar por muito tempo. Na verdade, não pensava nisso. Eu só escrevia. Mas parece que a novidade de ter um garoto escrevendo Fanfics yaoi (embora hoje existam muitos, na época se contavam nos dedos) chamou atenção. Demorou até eu aceitar que era um escritor de Fanfics. Então, mudei aquele sonho: eu queria que uma fanfic escrita por mim entrasse no Top 10. Era sonhar demais? Sim, mas sonhos são sempre difíceis de alcançar.
Desde então muita coisa aconteceu. Eu escrevi muitas histórias a meu estilo. "Poxa, Cojiro, cadê o lemon?" Não sei. Eu não queria escrever lemon. Tinha tantas e tantas aí que só me sentia avontade de escrever quando realmente era necessário o fazer.
Mas fui escrevendo.

Não importava se a ideia era louca demais: eu as transformava em Fanfic e postava. Sasuke e Naruto se perderam no Alasca, foram ao inferno, eram melhores amigos, depois, inimigos mortais.
Escrevi sobre um Naruto que encarnou em várias vidas para alcançar seu objetivo, sobre um que parecia ter esquizofrenia ( e outro que realmente tinha!). Escrevi sobre um Sasuke um pouco orgulhoso, outro orgulhoso de verdade. Sobre um Uchiha tímido e até um sonhador.
Me diverti.
E, sem ver, meu sonho lá acabou se concretizando. Tic Tac to Love foi a primeira Fanfic yaoi de Naruto a ter 100, 200, 300, 400 favoritos. foi a primeira a passar dos 500 a mil comentários. As pessoas me conheciam, era bom sentir isso. Era bom saber que, se eu escrevesse algo, algumas dezenas iram ler. No entanto, alcançar um sonho tem um problema: caso você não encontre um novo objetivo, não há mais nada a ser feito.

Quando percebi que, da minha época, restavam poucas pessoas, eu pensei "Acho que tá chegando a hora de me aposentar." Mas sou teimoso. Continuei. Sempre dizia para escritores que anunciavam estar parando: Você tenta sair do A.S, mas o A.S não sairá de você. Estava errado.
Tive vários prolemas desde então. Problemas que afetaram a minha criatividade e disponibilidade, mesmo eu querendo continuar sempre escrevendo para quem esperava algo de mim, estava ficando cada vez mais difícil.

Comecei a ter complexos. Minhas histórias não pareciam mais atrativas. Se escrevia algo diferenciado, sentia que as pessoas teriam preguiça de ler ou pensar com relação a problemática.
Pesquisei sobre a idade média, magia e romance histórico. Fiz 5 capítulos escritos: seria massante. As pessoas cansariam rápido. Desisti. O que quero dizer é que me desmotivei com o tempo. Counting Stars fora meu último tiro. Pensei em escrever uma história tranquila inicialmente. Sobre um casal que se desenvolve rapidamente, passam a morar juntos e daí, unidos, enfrentam problemas mais sérios (como fama, abuso, suicídio, vingança). Mas parece que não deu certo. Eu não me motivei o suficiente.

Enfim. Em 7 anos ofereci o que de melhor tinha e também recebi isso. Os agradecimentos de escrever algo que fez uma ou duas pessoas se sentirem melhor são inigualavelmente gratificantes. Eu me orgulho de ter escrito coisas boas e também coisas ruins porque sinto que evoluí muito nesse tempo.
Tive meus problemas com o site, até apaguei tudo em um dado tempo, mas, como disse antes: voltava por vocês, leitores e amigos. O que torna essa vez diferente é que agora sou eu quem está decidindo isso. Não posso mais me comprometer a postar um capítulo em 10 dias quando levo dois meses pra escrever e, mesmo assim, não me sinto totalmente seguro sobre ele. Me perdoem se ultimamente ando escrevendo coisas desinteressantes. Eu realmente tentei fazer algo bom.

Houve vezes em que chorei lendo comentários, já sorri também (muitas e muitas vezes). Poderia citar nome de pessoas que me estimularam a postar mais um capítulo só com o carisma de um longo e divertido review.
Sou muito grato por esses momentos. Obrigado. Obrigado pelas MP's de felicitações, pelos abraços virtuais, pelos conselhos espirituais. Obrigado por me fazerem feliz.

Agora, deixo Sasuke e Naruto para viverem novas histórias nas mãos de outros. Eles sofreram muito nas minhas, não é? Em um universo paralelo em que são atores e eu diretor de filmes, acredito que estão soltando fogos de artifícios.

Ao todo, foram mais de 50 fanfics escritas, mas só metade postadas. O paraibano Cojiro-kun vai embora agora. Ele já cumpriu com o seu trabalho. Pecou em muitos aspectos (abandou histórias...), mas deixou um legado. Não haverá mais sofrimento pra vocês em novos capítulos exageradamente dramáticos (eu admito...) ou longas esperas por atualizações. É difícil, mas preciso marcar essa história como concluída. Saibam que eu amei cada segundo.

De novo, de verdade, muito, muito, muito obrigado... Agradeço por cada palavra, por cada elogio ou crítica. Sou eternamente grato. Se um dia eu lhes deixei um sorriso com um momento cômico em minhas histórias, então, recebam isso como um agradecimento. Me perdoem os que feri, nunca tive a intensão. Sempre quis ser portador de sorrisos e boas emoções.

Enfim... Isso é tudo, pessoal.


PS: Esse capítulo... Não foi betado...


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...