~ColorfulUnicorn

ColorfulUnicorn
Nome: Unicorn
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Ficha - A Seleção (Interativa)


Postado

Ficha - A Seleção (Interativa)

♦Nome completo / Apelido♦
Chaol Cortland

♦Idade♦
22 anos

♦Coroa ou Princesa? Justifique♦
Chaol nunca parou para pensar nisso. Ele não sabe o que o assusta mais, a coroa ou a princesa. Mas chegou a conclusão de que a princesa deve ser menos assustadora.

♦Aparência♦
Chaol tem a pele branca, quase pálida, com algumas sardas. A marca de seu maxilar é forte, e seu rosto tem uma forma um pouco quadrada. Os olhos dele são verdes claros, algo que dificulta que ele olhe para a luz. Seus cabelos são castanhos claros e curtos. O garoto tem uma estatura alta, e seu corpo é definido. Ele tem uma prótese na perna esquerda abaixo do joelho, é como uma perna robótica, de uma tecnologia avançada.






♦História de vida♦
Chaol nasceu em uma área classe média alta na cidade de Nuremberg. O garoto sempre gostou de correr, e sempre foi muito rápido, algo em que seus pais investiram. Ele ganhava competições de corrida a distância, corrida de obstáculos...Ou seja, ele estava em todo tipo de corrida, e sempre ficava em uma posição boa, algo que trouxe prosperidade aos seus pais por conta do dinheiro. Mas não era por causa disso que Chaol corria. Ele corria porque se sentia livre, porque amava correr.
Isso durou até quando ele tinha 16 anos, quando foi atropelado pelo carro de um motorista bêbado. A pancada foi forte, e prejudicou todos os nervos e ligamentos da sua perna esquerda. Toda a área até o joelho pôde ser salva, mas a área abaixo dele teve de ser amputada. A partir disso Chaol passou a usar uma prótese robótica, que permitia que seus movimentos fossem normais. Mas não era a mesma coisa.
Ele ainda amava correr, mas não era como se fosse ele ali, algo que o abalou. Chaol continuou a correr, mas não nas mesmas competições, por ter uma 'deficiência física', e isso era mais um impulso para desanimá-lo, apesar de ele sempre ganhar as corridas. Ele sempre escondeu os seus verdadeiros sentimentos, e escondia sua tristeza embaixo de um sorriso, algo que ninguém nunca soube.
Um dia, seus pais perceberam que ele estava para baixo, e entregaram-lhe a carta da Seleção. Ele ficou confuso, mas após seus pais insistirem e dizerem que seria uma boa experiência ele decidiu aceitar.


♦Pertence a que cidade?♦
Nuremberg

♦Sua atual profissão♦
Atleta

♦Talentos♦
Cozinhar (principalmente doces)
Correr muito rápido
Tocar piano

♦Seus gostos♦
Doces e chocolate. Muitos deles.
Xadrez
Caminhar
Natureza
Desenhar e pintar
Tocar piano (ele nunca o faz na frente de alguém)
Observar pássaros e animais.
Piadas
Bom-humor

♦Desgostos♦
Coisas muito salgadas
Barulho e agitação
Drama
Estupidez
Sensibilidade extrema
Mau-humor
Pessoas julgando sem saber de nada
Ignorância


♦Hobbies♦
Caminhadas ao ar livre (caso ele se anime, até começa a correr)
Comer doces
Ler um bom livro de piadas
Pintar ou desenhar

♦Seu maior medo, é? Justifique♦
Nunca mais poder correr novamente com a mesma sensação que tinha antes. Ele tem medo de não sentir mais aquela paixão, e está fazendo de tudo para manter o que restou dela viva. Sem ela, ele se sentiria vazio.

♦Suas maiores manias♦
Chaol sempre come um pedaço de chocolate depois de uma refeição
Ele fica apertando seu maxilar
Ficar batucando os dedos em sua perna metálica
Ficar batendo o pé direito no chão.

♦O que acha da Seleção? Justifique♦
Chaol acha uma ótima alternativa para atrair a atenção da população e manter os baderneiros calmos. Ele também acha que é um pouco injusto com a princesa estar tão limitada ás escolhas feitas por seus pais, mas ela provavelmente deve ter crescido esperando por isso.

♦Foi obrigado a participar por alguém, ou decidiu sozinho? Explique♦
Chaol não foi obrigado, mas por causa da insistência dos seus pais decidiu participar. Apenas para eles ficarem quietos e tranquilhos. Ele não esperava que fosse aceito de qualquer maneira.

♦Relação entre Princesa e Selecionado♦
Chaol sempre tenta animá-la com suas piadas e trocadilhos, colocando um sorriso em seu rosto. Ele procura ouvir o que ela tem a dizer e ajudá-la, agindo como se ele não tivesse nenhum problema e tivesse o tempo todo para ela. Ele é gentil, mas não totalmente. Ás vezes acaba sendo sarcástico demais ou até crítico, não concordando com tudo que ela diz, mas a respeitando.

♦O que faria para se tornar um dos semi-finalistas?♦
Nada. Como ele costuma dizer: 'Eu vou para onde o vento me levar'. Não depende muito dele, e sim da princesa. Mas ele se esforçaria nos afazeres políticos e 'lições de casa' dos selecionados, pois ele gosta de fazer coisas bem feitas.

♦Já teve algum outro relacionamento, ou se encontra em um no atual momento?♦
Não. Chaol não tem muita experiência com esse tipo de relacionamento, e é até um pouco tímido quando se trata de intimidade com o sexo oposto.

♦Algo mais que queira acrescentar?♦
Nope :3


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...