~ColorfulUnicorn

ColorfulUnicorn
Nome: Unicorn
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Ficha - The Knights of Queen


Postado

Ficha - The Knights of Queen

☀ Ficha plebeias e bruxas ☀

☀Nome: Katrina Bonenffant.

☀Apelido/Codinome no caso das bruxas: Manta Branca. A moça possui esse codinome por sempre atender as pessoas usando um vestido branco um pouco bege, que tem um capuz que esconde seu rosto e impede que os outros lhe reconheçam. Assim, as pessoas começaram a chama-la desse jeito.

☀Idade: 21 anos.

☀Estado civil: Solteira.

☀Nacionalidade: Inglesa.

☀Profissão: Curandeira.

☀Aparência: Katrina possui a pele macia e branca, quase pálida. Seu rosto é magro e seus lábios são carnudos. Os olhos da moça, que têm um olhar afiado e sedutor, são azuis cinzentos, e seus cílios são longos e grossos. Seus cabelos são longos, lisos e loiros bem claros, e suas sobrancelhas são grossas e escuras. A garota tem uma estatura média alta, seu corpo é esguio e magro, mas também curvilíneo. Suas mãos são cobertas de cicatrizes e há calos em seus dedos.







-Representada por Cara Delevingne-

☀Personalidade: Katrina é uma pessoa retraída e dificilmente confia em alguém, é bem seletiva com suas palavras e analisa bem o ambiente e as pessoas antes de realizar alguma ação, pois ela sabe que se não for cuidadosa pode perder a sua vida. Por conta de sua natureza observadora ela consegue descobrir os sentimentos e intenções das pessoas simplesmente olhando suas expressões e gestos, e usa isso para manipulá-las usando suas próprias naturezas contra elas mesmas. Ela sabe como conseguir o que quer, e usa seu rosto para isso, pois sabe que mesmo que os homens considerem as mulheres seres inferiores, eles nunca ganham uma guerra de olhares contra elas. Além disso, ela é extremamente corajosa, esforçada e inteligente, e dedica maior parte da sua vida aos estudos de ervas e criação de produtos medicinais e venenos, e também pode-se dizer que ela é uma alquimista, por conta das várias experiências que faz por causa de sua curiosidade. Apesar de ser retraída, Katrina é muito comunicativa quando se trata de assuntos que não sejam ela mesma, e procura ajudar as pessoas que são boas, mostrando um lado gentil que ela não assume que tem. Ela também é muito engraçada, adora trocadilhos e pegadinhas, e sempre que vê alguma briga ela começa a gargalhar por achá-las hilárias. Obviamente, ela disfarça na frente dos outros para não ter problemas. A moça também é muito paciente, e sempre espera antes de tomar decisões para não se precipitar.

☀História: Katrina nasceu na Inglaterra, na região de Folkestone. Sua mãe, Lysandra, era uma curandeira muito procurada pelo povo, e tinha um grande conhecimento sobre ervas e qualquer tipo de plantas. Elas eram nômades, pois era perigoso ficar numa mesma região por muito tempo, pois a Igreja estava promovendo um 'caça ás bruxas', ou seja, qualquer mulher que mostrasse ter algum conhecimento sobre algo que os homens deveriam ter, seria condenada á fogueira. Nessa época, a Inglaterra estava se convertendo ao protestantismo, e a mãe de Katrina acabou ficando mais descuidada, mesmo com a Igreja Católica ainda 'pegando no pé' e sendo insistente.
Quando a moça tinha 12 anos, as duas iam embarcar num navio para ir a outra região da Inglaterra, mas algo deu errado. Vieram várias pessoas na direção delas, e acompanhando-as estava um cardeal da igreja católica. A mãe de Katrina pediu para que a menina embarcasse antes, e ela obedeceu. O navio havia partido, e mãe de Katrina não tinha voltado. A garota sabia que sua mãe seria queimada viva.
Katrina chegou na região de Norwich, e uma família que tinha dois filhos e que também havia viajado no navio, ao ver que a garota estava sozinha, resolveram criá-la. Mesmo desconfiada, ela aceitou. Enquanto crescia, Katrina praticava os conhecimentos que a sua mãe lhe passou, que antes eram só uma brincadeira, mas então acabou se tornando um tipo de carreira. Ela cuidava se sua família adotiva e dos vizinhos quando eles ficavam doentes, algo que sempre os intrigou. Aos seus 16 anos, a garota teve um envolvimento amoroso com um dos seus 'irmãos', que era o mais velho. Ela e o garoto sempre estavam juntos, e iam se aproximando mais a cada dia até que perceberam que estavam apaixonados. Então, a garota baixou a guarda, e lhe contou tudo sobre seu passado e sua mãe, e disse que ela seria considerada uma bruxa para a igreja católica. Foi um grande erro, pois ainda haviam grupos de católicos extremistas que perseguiam 'bruxas' e hereges, e ofereciam grande recompensa em moedas de ouro a quem denunciasse alguém. O clero ainda continuava rico, apesar de tudo. Assim, ao perceber que sua família estava passando por grandes dificuldades, o garoto denunciou Katrina, e iria entregá-la um dia enquanto eles estivessem em um 'encontro'. Mesmo amando-o, a garota desconfiou do comportamento estranho dele, e ficou mais cuidadosa. Ela ouviu sobre esses grupos, e ficou extremamente alarmada. Ela investigou o garoto e ficou seguindo-o, até que, felizmente, descobriu seu plano. Ela ficou arrasada, e com raiva. Ela sabia que naquele encontro ela iria embora.
Quando o dia chegou, a garota arrumou suas coisas, deixou alguns remédios com etiquetas na casa de seus pais adotivos e deu-lhes um abraço apertado, e eles estranharam muito. Então, ela foi para a floresta onde haveria o encontro. O garoto chegou e lhe deu um beijo doce, e ela quase vomitou quando aquilo acabou. Katrina o afrontou sem medo, e jogou em sua cara tudo o que havia descoberto. O garoto estava boquiaberto, mas confirmou tudo. Katrina estava com medo, e suas mãos começaram a tremer. Um movimento a chamou a atenção em algumas moitas, e ela foi até lá. Um cardeal estava escondido com cordas em mãos, e ao olhar para trás a garota viu seu amado com uma pedra nas mãos. Ia apagá-la. Ela revirou os olhos, entediada, e pegou rapidamente um frasco de veneno, o qual ela jogou nos olhos do garoto. Ele começou a gritar enquanto suas mãos cobriam sua face. Aquele veneno o deixaria cego por alguns dias. Ou pela vida toda. Quanto ao cardeal, ela o encarou com um sorrisinho. Aquele homem a lembrava do mesmo que havia levado sua mãe. 'Dane-se', ela pensou, e enfiou outro frasco de veneno nos lábios dele, deixando-o morto no meio dos arbustos. Ela olhou o garoto o qual já havia amado um dia se debater, e virou as costas, indo embora. Iriam encontrá-lo cedo ou tarde.
Katrina acabou indo para uma pequena vila, onde passou a viver de graça em uma pensão. O dono do estabelecimento simplesmente não aguentara seu olhar tristonho. Em uma outra casa, a garota trabalhava como curandeira, e enquanto os anos passavam mais clientes ela ganhava, mas era muito cuidadosa quanto a quem atender. Ela sempre escondeu seu rosto, mesmo quando a perseguição estava fraca, e arrumou um gato para ter mais olhos vigiando, e o animal já a salvou de muitas encrencas com católicos fervorosos. Para não levantar suspeitas ela também trabalhava servindo comida numa taverna. Quando haviam casos de pessoas machucadas, ela voltava a sua casinha de trabalho. Ninguém desconfiava, pois achavam que ela tinha saído com algum homem.
Ela ficou muito famosa na região, e muitos a chamavam de 'Manta Branca'. Várias pessoas de outras vilas vinham procurá-la, e o que mais aumentava sua fama era o fato dela ser seletiva quanto a quem atender.

☀Medos: Acabar como sua mãe, e ser condenada á fogueira por bruxaria. E, mesmo sendo corajosa, Katrina tem medo de novos ambientes e realidades, e fica apreensiva ao deixar sua área de conforto.

☀Sonhos: Encontrar um lugar onde não há perseguição, onde ela possa fazer o que gosta sem ter que esconder sua identidade. A garota também sonha em alcançar um lugar de honra como boticária sem ser considerada uma 'bruxa' ou ser acusada de envolvimento com magia negra.

☀Hobbies: Andar pelas florestas e coletar amostras de raízes e plantas, sobre as quais a garota possui um caderninho cheio de anotações e desenhos. Katrina também adora sair a noite e observar o ambiente, tanto nas vilas quanto nas floretas, os animais noturnos e seus comportamentos e observar as estrelas.

☀Manias: Katrina tem a manina de ficar torcendo seus dedos quando está nervosa, e precisa manter suas mãos ocupadas nesses momentos. A moça também fica torcendo os lábios para o lado e batendo seu pé, pois não consegue ficar parada por muito tempo. Além disso, ela gesticula muito quando está empolgada ou nervosa sobre algo que está falando.

☀Habilidades: Katrina tem uma incrível habilidade com ervas, e consegue vários tipos de remédios a partir destas. Além disso, ela também tem uma grande habilidade com venenos, e sabe fazê-los e também identificá-los, até mesmo os neutros.

☀Objeto(s) que carrega consigo:

-Adaga-


-Recipientes para ervas e remédios-


-Caderninho com anotações sobre plantas-


-Recipientes com veneno-


☀Roupas:





-Vestido que ela veste quando atende pessoas-



☀Faria qualquer coisa por dinheiro?
Não. A garota pode não ter medo de sujar suas mãos com sangue, mas ela nunca iria sujar sua alma ou se vender.

☀Faria qualquer coisa por amor?
Sim, mas ela resistiria muito e tentaria agir o mais logicamente possível. Ela sabe que tudo deve ter um limite, mas não é como se fosse obedecer a isso.

☀Segredo(s)
Katrina mantém sua identidade em segredo, e também o fato da mãe dela ter sido condenada á fogueira. Além disso, ela acha mais prudente esconder que já matou um cardeal da igreja e alguns pacientes que poderiam causar problemas depois.

☀Quer um par?
Siiim (u.u).

☀Relação:
-Bruxas/Plebeias
Katrina se sente mais á vontade com as plebeias, e é bem amigável com algumas delas. Só com algumas, as outras ela tenta tratar com educação, mas quase sempre as ignora. Ela gosta de fazer palhaçadas para elas rirem, e tem poucas amigas, as quais sempre lhe pedem conselhos. Ela é bem próxima destas delas, mas não baixa a guarda nem as deixa saber de seu trabalho. A garota nunca conheceu muitas 'bruxas', mas sempre tenta trocar conhecimentos com as que também são curandeiras.

-Ladrões
Katrina os trata normalmente e está sempre brincando com eles e zombando alguns que são mais próximos, mas ela está sempre alerta quando eles estão por perto. Mesmo alguns sendo mal humorados, ela os adora, pois eles sempre estão causando confusões.

-Burguesas
Katrina tenta manter uma relação equilibrada com elas, de respeito e um pouco de gentileza, pois sabe que é importante tê-las por perto. É também um ótimo benefício tê-las como aliadas.

-Cavaleiros
Katrina mal presta atenção neles, pelo fato de alguns serem muito abusados. Ela procura ignorá-los, mas também tenta parecer respeitosa, pois eles são muito problemáticos quando nervosos e são clientes da pequena taverna em que ela trabalha. Ela demonstra mais gentileza com os que são mais tranquilos.

-Senhor Feudal e senhoras feudais
Katrina procura não se envolver com eles, pois são poderosos demais para ela. É melhor passar despercebida. Quando os encontra, finge respeito e os cumprimenta com a cabeça, antes de se retirar rapidamente.

-Os revolucionários
Katrina os respeita muito, por causa da disposição que eles têm de lutar por uma causa em que acreditam. Ela procura sempre ajudar os que estão feridos, mas mantém distância, pois se envolver com eles pode ser problemático.

- Caçadores de recompensas
Katrina os trata do mesmo jeito que trata os ladrões. Ela acha engraçado, pois muitos deles estão perseguindo ladrões que já passaram por ali, e ela diz a mesma coisa e brinca do mesmo jeito com eles para ver a diferença entre as suas reações, que não é muita.

☀ O que acha dos (das):

- Rei Harrison:
Katrina não pode deixar de pensar o quão estúpido ele é. É óbvio que revoluções por todo o país estivessem acontecendo com as atitudes dele. Ele pelo menos devia fingir que se importa um pouco e iludir as pessoas. Ela acredita que logo o reinado dele vai acabar, pois todos estão cansados dele.

- Rainha Vitória:
Katrina mal teve tempo de pensar algo sobre a rainha antes que ela estivesse morta. A única coisa que ela pensou foi 'Vá em paz'. Mas após a morte desta, a moça começou a ouvir histórias sobre a sua coragem e bondade, e acabou criando respeito e admiração por ela. 'Deveria ter ficado', ela pensou depois disso, contrariando seu primeiro pensamento.

- Duquesa Verônica:
Katrina não tem uma opinião formada sobre ela, mas já ouviu boatos sobre alguns escândalos que a envolviam. Ela acha a duquesa esperta por voltar apenas depois da morte do marido, e ainda continuar vivendo luxuosamente no palácio. A situação dela até que é triste, mas nada que uma refeição bem feita e uma cama macia não possa curar.

-Príncipes e Princesas:
Katrina não sabe o que pensar deles, mas na visão da garota é como se eles fossem mercadorias. Estão sempre sendo jogados de um país para outro afim de se casar e obter alianças para seus países. Ela também sente muita pena deles. Pelo menos a comida nos palácios deve ser boa.

-Damas de companhia:
Katrina acha que elas são moças respeitáveis, pois para conseguir tal posição elas devem ser alguém importante ou terem conquistado a confiança dos nobres. Elas também têm muito mais liberdade que seus senhores, e vivem uma vida boa. É invejável ás vezes.

☀Trilha sonora da sua personagem
Little Dragon - Twice
Of Monsters and Men - Thousand Eyes
Little Green Cars - The song they play every night
Daughter - Youth
Imagine Dragons - Smoke and Mirrors


☀Trilha sonora romântica
Dawn Landes - I'm in Love with the Night
Of Monsters and Men - Yellow Light
Seafret - To the Sea
Sleeping At Last - Turning Page
Coldplay - Clocks


☀Favoritou a fanfic?
Sim ^^

☀Algo mais?
Sim. Katrina tem um gato preto, seu familiar, que sempre está por perto. O gato, como sua dona, é extremamente desconfiado e a ajuda a evitar nobres e pessoas do clero, servindo como um tipo de alarme. O nome dele é Cruibne, que significa 'pequenas patas'.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...