~freeziegirl

freeziegirl
It's a cruel joke on me.
Nome: Beatriz Rodriguez
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 9 de Agosto
Idade: 13
Cadastro:

Ficha Feminina - Youth


Postado



Nome:
Ava Alejandra Nery.
Apelido:
Alex, de Alejandra.
Alcunha:
Discord, por arrumar muita encrenca e causar "discórdia" por onde passa.
Idade:
Dezoito anos. Nasceu dia 14 de Abril, sendo assim do signo de Áries.
Aparência e descrição:









Ava é uma garota com uma beleza natural. Não tem de colocar muita maquiagem para ser bonita ou atraente.
Seu rosto tem o normal formato oval, e seus maxilares são pouco aparentes.
Seus traços são bem feitos. As sobrancelhas são bem feitas e sempre estão penteadas, mesmo que ela não se importe muito com isto. Seus olhos são marcantes, de um verde com um pequeno tom de mel. Seu nariz é fino, e algumas sardas que lembram constelações estão espalhadas sobre ele e sobre as maças do rosto. Os lábios são levemente finos e avermelhados. Seus dentes são brancos e bem alinhados, tendo ela seu sorriso reconfortante.
Seus cabelos curtos vão até um pouco acima de seus ombros, sendo eles castanhos escuro, mesmo que parecem pretos no escuro.
Seus cílios são longos e curvados sem nem mesmo precisarem de rímel, mas quando vai sair com os amigos Ava passa, apenas para dar um toque. Raramente usa delineador, mas de vez em quando gosta de fazer olho de gatinho para datas "importantes", como roubar uma pequena loja do lado de sua casa, o que não é uma ideia muito inteligente.
Personalidade:

Encrenca é definitivamente a palavra que a define. Ava é mais uma daquelas pessoas irônicas e sarcásticas bem humoradas de Treacherny. A garota nasceu na Inglaterra, dia 14 de Abril, sendo de Áries. Sua família tinha ascendência Italiana, e eram muito conhecidos pelo sobrenome. Nery. Foram uma das primeiras famílias á abrirem uma marca de vinhos, chamada Nery. O vinho se popularizou muito no Reino Unido, e por isto, a família Nery se tornou rica e e continua sendo até hoje.
Ava nunca fora uma criança fácil de se lidar. Era muita agitada, sofria de alta hiperatividade. Tinha certos problemas psicóticos e teve de fazer psiquiatria por 4 anos. Arrumava briga com todos em sua escola, e era temida por todos também. Ela não era bully, nada disto. Ela arrumava briga, para defender os que sofriam bullying. Odiava que dissessem o que fazer para ela, e era bem teimosa. Nunca ouvia ninguém.
Se drogava aos 14 anos e estava pouco se fudendo para o mundo. Fugia de casa, indo a baladas. Traficava drogas. Era presa toda hora. E por fim, acabava sendo castigada do pior modo possível. Seus pais eram bem severos, nem ligavam para ela, por esse motivo mesmo, ela fazia estas coisas, para chamar atenção deles. No fim, o que ganhava na verdade, era chicoteadas nas costas. Sim, chicoteadas. Ela poderia simplesmente ter um bilhete da escola que já ganhava 10 chicoteadas. Foi suspensa? Mais vinte. Detenção? Mais 30. Esta era a vida de Ava Nery.
Seus pais sempre falavam: "Erga o queixo". "Pose para a foto, seja uma boa menina". "Comporte-se, não quer casar com um rico?" "Seja o orgulho dos Nery". Ava sempre as ignorava, pois sabia que eles queriam apenas usa-la. Filha e fantoche eram a mesma coisa para Mailla Nery, sua mãe. Ela tentava tornar Ava o que ela sempre quis ser. A garota até praticou automutilação uma certa época, achando-se um lixo por causa da família.
Aos 15, Ava havia cansado-se de tudo. Queria largar a escola, os estudos, a casa e partir para uma nova vida. Queria simplesmente ser livre. Curtir sem ser julgada. Foi então que ouviu seu melhor amigo gay comentar sobre uma pequena cidade chamada "Treacherny", onde ele ia curtir o namorado sem sofrer o preconceito dos pais. Ava largou completamente tudo, levando apenas seu cachorro junto á ela para a pequena cidadezinha.
Chegando lá, ela amou completamente tudo. Ava havia fugido com uma "pequena" quantia do dinheiro de seus pais, por isto conseguiu comprar uma pequena e linda casa.



Ela vive sozinha na casa, mas nem se importa com isto. Ela tem sossego e paz ali, junto com seu animalzinho. Sempre sai a noite para zoar junto á seus amigos.
Manias:
Morder o lábio inferior para provocar alguém.
Revirar os olhos quando entediada.
Mascar chiclete quando se sente cabisbaixa.
Medos:
Medo do inevitável.
Claustrofobia.
Gostos:
Cigarros
Carnes vermelhas
Massas, em geral
Bebidas alcoólicas
Furões
Bolos
Mascar chiclete
Corvos
Ar livre
Desgostos:
Eletrônicos
Solidão
Ser julgada
Chorar. Senti-se fraca por isto.
Seus ataques psicóticos que tem até hoje
Família
Gatos
Comidas com texturas estranhas
Algo a mais?
Sim. Possui uma tatuagem no pulso.





Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...