~freeziegirl

freeziegirl
It's a cruel joke on me.
Nome: Beatriz Rodriguez
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 9 de Agosto
Idade: 13
Cadastro:

Y.O.U.T.H - Ficha.


Postado


i feel like i'm the .worst. , so i always act like i'm the b e s t .
Mу уσυтн ιѕ уσυяѕ







𝒩𝑜𝓂𝑒 𝒸𝑜𝓂𝓅𝓁𝑒𝓉𝑜

Joy Kim / 기쁨 김 .



𝒜𝓅𝑒𝓁𝒾𝒹𝑜

Joyzinha, Baby Face e Princess. Joyzinha é usado por Kim Taeyang, quando ele vai lhe pedir algum favor ou coisa do tipo. Baby Face é usado por Park Dahyun e por Kim Taeyang, mas quem lhe deu foi a Park. Princess por Jellyfish, ela odeia o apelido.



𝐼𝒹𝒶𝒹𝑒/𝒜𝓃𝒾𝓋𝑒𝓇𝓈𝒶́𝓇𝒾𝑜/𝒮𝒾𝑔𝓃𝑜

Na Yeon tem dezesseis anos, e nasceu em 11 de Agosto, sendo assim do signo de Leão.



𝒩𝒶𝒸𝒾𝑜𝓃𝒶𝓁𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒

Ela tem descendência sul-coreana, mas seu pai, que é americano, casou-se novamente com um homem francês, então Na Yeon é meio que francesa agora. Ela sabe falar perfeitamente bem em francês e inglês.



𝒪𝓇𝒾𝑒𝓃𝓉𝒶ç𝒶̃𝑜 𝓈𝑒𝓍𝓊𝒶𝓁

Joy se refere sendo pansexual desde sempre. Desde pequena, apoiava a pansexualidade. Ela acha que se apaixonou, pronto. Ficar definindo que só se pode apaixonar por um homem ou mulher, é errado. Ela acha que transgêneros também são muito atrativos, e defende todo o tipo de pessoa.



𝒬𝓊𝑒𝓇 𝓅𝒶𝓇?

Claro, por favor. Aliás, se você precisar de ajuda, sabe que é só chamar para escolher os pares.



𝒢𝑒̂𝓃𝑒𝓇𝑜

[X] Feminino.



𝒜𝓅𝒶𝓇𝑒̂𝓃𝒸𝒾𝒶



Joy é uma moça muito bela. Normalmente, ela nunca se acha boa o suficiente, mas muitos já cumprimentaram sua aparência.

Sua pele é alva e pálida, além de ser macia e normalmente ter um cheiro de pêssego por causa dos cremes usados pela mesma. Ela é baixa, tendo 1,53 o que é motivo de zoação entre seus amigos. Ela costuma tentar ignorá-los, mas muitas vezes fica vermelha e começa a revidar. Pesa 43kg, sendo realmente, bem magra. Suas coxas são finas, e os seios e glúteos fartos parcialmente.

Seu rosto é arredondado, por causa de suas maças do rosto aparentes. Seus olhos são em um tom parcialmente claro, e são puxados, denunciando sua descendência sul-coreana, apesar de já terem confundido-a muitas vezes com uma japonesa. Seus lábios são pequenos e finos, sempre possuindo um tom avermelhado, e preenchidos por algum gloss ou manteiga de cacau.

O nariz é fino e arrebitado, levemente arrebitado. Joy nunca teve cravo algum em seu rosto, é tudo completamente liso, assim como não nasce pelo algum em seu corpo. Sua orelha é na forma normal, e ela possuí piercings no lóbulo e trágus.

Os cabelos são a parte da qual Joy sempre cuida. Desde bem pequena, ela que cortava os seus próprios cabelos. Sempre os hidrata e não poupa dinheiro com produtos de beleza, é incrivelmente vaidosa. Seu cabelo atualmente está de sua cor natural, castanho claro, e em um corte repicado, junto à uma franja. Isso a dá um certo ar doce e infantil, e é isto mesmo que Joy quer. Suas madeixas vão até seus ombros.

Seus dentes são brancos e muito bem alinhados. Joy sempre cuidou muito bem deles, por isto nunca possuiu uma cárie.



𝒫𝒽𝑜𝓉𝑜𝓅𝓁𝒶𝓎𝑒𝓇

Nenezsnp_msk, do Instagram.



𝒫𝑒𝓇𝓈𝑜𝓃𝒶𝓁𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒

Joy é alguém que sempre tenta quebrar o gelo.

Normalmente, é conhecida por ser uma garota super extrovertida e que costuma sempre ter um sorriso no rosto, que é bem contagiante. Ela detesta ver alguém para baixo, e faz de tudo para esta pessoa se animar. Costuma ser a Rainha das Piadas Ruins, que ela considera boas. Não leva nada a sério, o que realmente costuma ser um problema.

É muito teimosa e nunca admitira que estará errada. Baterá o pé até quando precisar, nunca discordará de algo imposto por ela antes. Gosta de sempre estar certa, e quando não está, fica emburrada. Quando se exalta muito, costuma xingar em francês ou coreano, mas mais provavelmente francês, já que haverá coreanos em sua volta.

É muito protetora. Seus amigos costumam dizer que ela é a mãezona do grupo, e Joy simplesmente concorda. Não deixa ninguém realmente se aproximar de seus amigos. Eles pensam que é apenas um ciúme bobo, mas na verdade Joy tem muito medo de que eles abandonem-a. Depois que sua mãe a deixou para virar uma prostituta, ela ficou sensível. Não deixa nem um amigo próximo sair para algum lugar sozinho. Se ele/ela o faz, Joy começa a chorar feito uma louca, com medo de ser abandonada.

Ela é um conjunto de várias coisas. Sempre tem várias formas de pensar, várias formas de se expressar. Joy parece bem extrovertida, mas tenta ser reservada quando pode. Por se apegar fácil às pessoas, ela tem medo de se aproximar muito de alguém e acabar tendo o coração partido em pedaços. Joy tem um grande medo de ser trocada. Tem medo de ser a segunda opção, e na maioria das vezes, sempre é. Joy é um daqueles amigos que acha que quase não importa no grupo, mas faz grande diferença.

Joy tem um ódio normal por si mesma. Foi diagnosticada medicamente tendo Autofobia, e por esta razão, o medo de estar sozinha com si mesma apenas. Todas as suas fotos estão riscadas, os espelhos de sua casa, cobertos com toalhas. Ela teme olhar para seu rosto e ver algo que não quer, teme ter mudado drasticamente.

Ela é muito atrapalhada e desastrada. Por onde ela passa, algo pode ter quebrado. Vive esbarrando em coisas, e tropeça no seu próprio pé umas seis vezes ao dia. Costuma ser muito distraída, sempre olhando para a tela do celular ou para alguém enquanto caminha, e por isso tropeça. Quando pequena, ficou observando uma família por tanto tempo, que acabou caindo da bicicleta e torcendo um braço.

Joy é muito inteligente. Sua criatividade é tremenda, e ela sempre está pensando em algo. Tem um grande nível de ansiedade, então nunca peça para Joy parar de pensar. Isto só fara com que ela pense mais ainda. Está sempre muito agitada por possuir também hiperatividade, algo que pode ser um atraso ou avanço. Ela é sempre a primeira a responder as perguntas em algum lugar.

Tem uma boca muito suja. Xinga sempre que está irritada, ou seja, está sempre soltando palavrões por ai. Quando irritada, Joy parece ter um surto em sua perna direita. Começa a bate-la no chão, remexe-la, balança-la. Certa vez, estava tão irritada, que começou a rolar pelo chão, gritando.



𝐻𝒾𝓈𝓉𝑜́𝓇𝒾𝒶

A história de Joy não é realmente tão ruim. Talvez até seja, mas não em um nível devastador.

A garota nasceu e cresceu nos Estados Unidos, em Minnesota. Seu pai, Johnny Kim, era um homem muito rico, com várias mansões por parte do mundo. Ele tinha Joy como filha, e um garoto adotado, Hunter. Sua mulher, uma sul-coreana, era sempre muito fria com todos. O casamento tinha sido meio que prometido, então nenhum dos dois se amavam.

Joy sempre notava como seu pai era cansado e infeliz. Quando ela o chamava para brincar, ele recusa. Estava sempre doente e vomitando, seu corpo era muito frágil, e Joy, sempre se preocupava com ele. Ajudava o pai de todas as formas, com seu rostinho delicado. Johnny só não havia se matado aquele ponto, por causa de seu grande amor e carinho pela sua filha e herdeira.

Entre uma das brigas, Na Yeon ( A mãe de Joy ), chegou bêbada. Era alcoólatra, e Johnny não conseguia controla-la. Na Yeon começara a agredir Hunter, o irmão mais novo de Joy. Joy estava inconsciente, no chão, mas conseguiu ouvir boa parte da conversa quando Johnny chegou em casa. Sua mãe gritara algo como sair de casa, e quando Joy acordara, seu pai havia mentido que sua mãe encontrava-se na casa de uma das amigas. Ele fumava e chorava.

A garota, preocupada, ligou para a casa de tal amiga, mas a mesma denunciou Johnny, falando que Na Yeon não estivera ali. Joy surtou, e dias depois, Na Yeon ligou apenas para a pequena menina, avisando que não queria cuidar dos lixos que Joy e Hunter eram, e que iria abandona-los para seguir sua carreira promotora. Johnny nem se importou, mas Joy chorou como nunca, e foi consolada pelo irmão e pai.

Depois de alguns anos, Johnny começou a sair com um homem francês. No início, Joy ficou confusa, mas depois ficou muito feliz pelo pai ter encontrado alguém que o fazia sorrir. O homem, Gustav, e Joy ficaram muito próximos. Ele era como um verdadeiro pai para ela, e ter dois pais era simplesmente incrível. Gustav era muito protetor, e a dava presentes sempre. Joy sempre gostou muito dele.

Até que, Johnny, depois de Joy finalmente possuir quatorze anos, decidiu casar-se com Gustav. O outro que o havia pedido, e ele havia aceitado. Joy ficara tão feliz! Ela fizera o bolo do casamento e os doces até, sempre ajudando seus dois pais sempre. O padastro, era simplesmente uma pessoa muito amável. E ele trazia consigo uma meia-irmã dócil e gentil para Joy! Audrianne, um doce de garota. Audrianne tinha um gato, que de agora em diante, seria de Hunter, Joy e dela.

Após o casamento, tudo estava perfeito. A vida de todos estavam indo bem, Gustav e Johnny sempre juntos. Mas o preconceito ainda existia, e Joy, certa vez, fora bullynada por ser filha de dois homens. Gustav, assim que soube de tal ato de garotos mal educados, foi a direção da escola, e os meninos imediatamente foram expulsos. Mas de agora em diante, todos tratavam Joy com medo, como uma rainha muito tenebrosa. E ela não gostava disto. Sentia-se excluída, uma segunda opção. Isto já com sua idade atual.

Nesta época, a ansiedade, hiperatividade e Autofobia foram descobertas. No início, Joy até que reagiu bem, mas logo mais, ela foi se desesperando. Agora, só havia mais falhas em si mesma, que ela teria de se lamentar. Agora sim que era excluída de tudo, pois diziam em seu Colégio que ela era especial e diferente. Joy odiava ser diferente.

Ela simplesmente se odiava. Os espelhos da casa foram cobertos com toalhas, as fotos de Joy riscadas, até documentos e carteirinhas de estudante, e a tristeza tomou conta do corpo da menina. Audrianne e Hunter estavam morrendo de preocupação com a garota, mas acharam que seria apenas uma fase. O que não foi.

Johnny e Gustav, sem saber o que acontecia. chamaram um irmão de Gustav, para tentar acertar as coisas. Ele era um homem homofóbico e ruim. Já havia espancado várias pessoas. Mas Gustav achava que seu irmão podia ter amadurecido, e o coração, mudado.

De início, o homem foi até gentil com todos. Mas depois, foi começando a fazer piadas preconceituosas, e a esbanjar desgosto por seu irmão mais novo. Ele era um porco, um porco que Joy achava que teria de ser assado. Gustav, cansado do jeito do irmão, puxou uma briga durante o jantar. Joy achou que passaria rápido, então tampou os ouvidos de Audrianne e Hunter, e fechou os olhos. Johnny tentou acalmar os dois, mas acabou levando um soco do irmão do marido. No mesmo instante, Joy gritou, pulando em cima do homem. Audrianne começara a chorar, e Joy levou um tapa no rosto. Com a atitude do irmão, Gustav começou a soca-lo, mas o homem retribui os socos em seu marido, Johnny Kim, que não conseguia defender-se.

Depois de gritos e choros, o homem saiu de cima de Johnny, mas era tarde. Seu rosto estava completamente detonado, e ele sangrava no chão. O homem percebendo o que havia feito, correu dali, e Gistav, junto a`Hunter e Audrianne, choraram aos pés do falecido. Joy, desesperada, foi atrás do homem, mas o que acabou achando, foi uma picape americana, e sua amiga Park Dahyun junto à seu amigo Kim taeyang, perguntando porque ela chorava. Ela simplesmente entrou ali e foi embora com eles.



𝒢𝑜𝓈𝓉𝒶

Redes sociais - Qualquer tipo a agrada. Sério, Joy simplesmente ama navegar na internet.



Plantas - Joy possuía uma estufa em sua casa.



Bolos - Seu favorito é o de merengue.



Pocky - É mais um vício. Sempre está comendo.



Cigarros - Joy não é viciada, sabe se controlar. Mas gosta de fumar.



Outono - Gostava de brincar nas folhas que caiam quando pequena.



Mar - E tudo que há nele.





𝒩𝒶̃𝑜 𝑔𝑜𝓈𝓉𝒶

Frio ou calor em excesso - Gosta de ter a temperatura perfeita.



Ficar sozinha - Por possuir Autofobia.



Sangue - Depois do ocorrido, Joy pegou meio que um trauma de sangue.



Insetos - Até borboletas. Acha nojento.



Policiais e médicos - Nunca gostou.





𝒬𝓊𝒶𝓁𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒𝓈

Extrovertida

Animada.

Companheira.

Protetora.

Dócil

Engraçada.

Boa artista.



𝒟𝑒𝒻𝑒𝒾𝓉𝑜𝓈

Teimosa.

Cabeça Quente.

Se apega facilmente.

Baixa autoestima.

Impaciente.

Realista.



𝐹𝑜𝒷𝒾𝒶𝓈/𝒯𝓇𝒶𝓊𝓂𝒶𝓈/𝑀𝑒𝒹𝑜𝓈

Trauma de sangue, Autofobia, medo do escuro e medo de lugares muito abertos.



𝒞𝒾𝒸𝒶𝓉𝓇𝒾𝓏𝑒𝓈

Nenhuma.



𝒯𝒶𝓉𝓊𝒶𝑔𝑒𝓃𝓈/𝒫𝒾𝑒𝓇𝒸𝒾𝓃𝑔𝓈

Tem alguns piercings na orelha. ( Exatamente os da foto abaixo ).





𝒱𝒾́𝒸𝒾𝑜𝓈

Talvez um certo vício por bebida alcoólica e pocky.



𝒯𝒾𝓅𝑜𝓈 𝒹𝑒 𝓇𝑜𝓊𝓅𝒶

Casual



















Formal









Pijama







Banho









𝒞𝑒𝓁𝓊𝓁𝒶𝓇

Um Iphone 6s acinzentado.





𝒞𝒶𝓅𝒾𝓃𝒽𝒶𝓈







𝒞𝑜𝓂𝑜 𝓇𝑒𝒶𝑔𝒾𝓊 𝒶𝑜 𝓋𝑒𝓇 𝑜 𝓆𝓊𝑒 𝓉𝒾𝓃𝒽𝒶 𝒻𝑒𝒾𝓉𝑜?

Joy meio que surtou. Ela fez isso de última hora, concordou apenas pois estava abalada. Ela sente-se horrível por ter abandonado seu padrasto, irmão e meia-irmã. Mas uma parte de Joy acha que isto foi necessário. Poder esfriar um pouco a cabeça, depois do drástico acontecimento.



𝒞𝑜𝓂𝑜 𝓇𝑒𝒶𝑔𝒾𝓊 𝒶𝑜 𝓈𝑒𝓇 𝒸𝑜𝓃𝓋𝒾𝒹𝒶𝒹𝒶?

Como Joy já estava em estado de choque, ela nem pensou direito. Pulou na picape americana e foi embora junto a Park Dahyun e KIm Taeyang.



𝒞𝑜𝓂𝑜 𝓇𝑒𝒶𝑔𝒾𝓊 𝓁𝑜𝓃𝑔𝑒 𝒹𝒶 𝒻𝒶𝓂𝒾́𝓁𝒾𝒶?

Joy sentiu-se horrível por abandonar a família naquele momento e daquele jeito. Eles precisariam ficar unidos depois do horrível acontecimento, e entrar na justiça, e Joy acha que ela agiu como uma pré-adolescente com estranhos hormônios. Sente-se horrível e irresponsável, mas morre de medo de encarar a pura verdade de que seu pai está morto. Por este motivo, nunca comenta nada sobre sua família, quando alguém lhe pergunta, começa a chorar. Sente muitas saudades de Audrianne, Gustav e Hunter.



𝒞𝑜𝓂𝑜 𝒶𝑔𝑒 𝒸𝑜𝓂

Park Dahyun - Joy e ela são muito próximas. Joy acha Dahyun um doce de pessoa, e tenta sempre protege-la, se possível. Acha ela um bebê inocente, e nunca deixa alguém dizer palavrões na frente de Dahyun, e quando a própria faz tal coisa, esbugalha os olhos e bate na própria boca. São meio que amigas de infância, já que Joy a conhece desde a quinta série. Mas Joy sempre foi muito ciumenta em relação à Park, nunca deixando que alguém sequer relasse nela. Mas nem ao menos Park Dahyun sabe do ocorrido com Joy, a garota realmente tem muito trauma disto. Perdeu o próprio pai, quem não teria?

Kim - Joy é toda dócil com ele. Acha que ele é outro neném que necessita de proteção. Ela é muito Taeyang's Protection Squad, tem muito medo de que o Kim tenha o coração partido. Não gosta muito que os outros que fugiram fiquem flertando ou olhando muito para ele, Joy já entra no meio, acariciando a cabeça de Kim, que geralmente fica com um sorriso sem graça. Ela acha os pais dele monstros, e por esta razão sempre está cuidando dele, tem medo de que ele se machuque novamente. O mesmo com Dahyun, Joy não contou nada sobre o ocorrido para o garoto.

Amigos/Amigas - Bem protetora, e está sempre fazendo piadinhas com eles. Gosta muito de ficar perto de qualquer amigo/amiga, e gosta de conversar, até muito. Digamos que Joy é bem matraca solta, e normalmente não sabe a hora de parar. É aquela pessoa que quebra o gelo, e nunca, jamais, respeita o espaço pessoal. Gosta de abraçar, afagar, beijar seus amigos. É tudo muito íntimo, e Joy já viu muitos amigos pelados. Mas é como se fosse mãe e filho, ela nem se importa. Para Joy, o corpo humano em si, é algo bem natural, assim como o corpo masculino, e ela não vê porque ficar com essas frescuras.

Par - Joy certamente não saberá disfarçar. Ficara toda fofa, se enrolando em palavras. O que a dá mais raiva é que ela costuma sorrir como boba, e acha isto estúpido. Tenta ficar normal, mas pode ser bem ciumenta. Gostará de provocar o par, afinal, é Joy, mas fingirá ser um anjo perto de outras pessoas. Joy consegue ser bem misteriosa e sedutora quando quer, e ela certamente irá querer ser assim com o par. E é claro, não respeitará espaço pessoal, até porque Joy é Joy.



𝒰𝓂 𝓃𝒶𝓂𝑜𝓇𝑜 𝓈𝑒́𝓇𝒾𝑜 𝑜𝓊 𝓈𝑒𝓍𝑜 𝒸𝒶𝓈𝓊𝒶𝓁?

Algo entre os dois.



𝒟𝑜𝒸𝑒𝓈 𝑜𝓊 𝓈𝒶𝓁𝑔𝒶𝒹𝑜𝓈?

Doces.



𝒞𝑜𝓂𝒾𝒹𝒶 𝒶𝓅𝒾𝓂𝑒𝓃𝓉𝒶𝒹𝒶 𝑜𝓊 𝒶𝓏𝑒𝒹𝒶?

Comida Apimentada.



𝒮𝓊𝒸𝑜 𝑜𝓊 𝓇𝑒𝒻𝓇𝒾𝑔𝑒𝓇𝒶𝓃𝓉𝑒?

Joy não tem preferência quanto à estes dois.



𝒞𝒾𝑔𝒶𝓇𝓇𝑜 𝑜𝓊 𝒷𝑒𝒷𝒾𝒹𝒶 𝒶𝓁𝒸𝑜𝑜́𝓁𝒾𝒸𝒶?

Cigarro.



𝒩𝑜𝒾𝓉𝑒 𝑜𝓊 𝒹𝒾𝒶?

Dia. Joy tem insônia, e quando a noite chega, é sempre um sufoco, pois ela não consegue dormir.



𝐹𝓇𝒾𝑜 𝑜𝓊 𝒸𝒶𝓁𝑜𝓇?

Algo entre os dois. Como já dito, Joy não gosta nem de muito frio nem de muito calor.



𝒫𝓁𝒶𝓃𝓉𝒶𝓈 𝑜𝓊 𝒻𝓁𝑜𝓇𝑒𝓈?

Plantas, de preferência, suculentas.



𝒞𝓊𝓇𝒾𝑜𝓈𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒𝓈

- Joy tem alergia à camarão e à pelos de animais, mas brinca com eles mesmo assim.

- Este é o Hunter, irmão de Joy, o qual ela protege com unhas e dentes ( Hunter's Protection Squad ):



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...