~Crazy-chan

Crazy-chan
Luke
Nome: Luiza
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 19 de Julho
Idade: 19
Cadastro:

[Amor doce] Enfim, o episódio 29!


Postado

/Atenção!\ O jornal a seguir pode conter - e possivelmente contém - spoilers a respeito do mais novo episódio de Amor doce. Se não o jogou ainda, leia a seu próprio risco.

{#}~{#}


Olá, pessoas! Mais uma vez, trazendo a vocês a minha opinião sobre o nosso querido Amor doce, cá estou eu! ( ~ Aplausos ressoam à distância ~).

Enfim...

O episódio ficou muito diferente do que eu previa. Contraditório ao que eu havia concebido em um de meus últimos jornais, nada de mais aconteceu depois do beijo (que, acabando com o desespero das docetes em geral, sim, foi REAL). Não sei dizer se o mesmo ocorre com os outros paqueras, mas o Nath foi um docinho do começo ao fim. Ele abraçou a docete, elogiou-a e até saiu por aí dando beijos nela às escondidas. (Sim, as Nathanietes, pelo menos, vão PIRAR nas fangirlagens ~risos~).

Well, para ser franca, eu já estava até me preparando para entrar em depressão. "E se o beijo não for real?!", "Ah, meu Deus! Os segundos paqueras ficarão fulos!" . Mas não, tudo correu às mil maravilhas. (Agradeçamos, irmãs! Agradeçamos!).

Não. Por enquanto, tudo está de boa entre a nossa personagem e os outros paqueras. (Porque sim, a burra da docete preferiu manter a relação em segredo, por enquanto). À exceção de Alexy (é claro, dã!), ninguém desconfia de nada. Na verdade, o rapaz de cabelos azuis só inventou de contar para Rosa, que foi logo mostrando que apoiaria a relação do paquera com a docete. Com essa parte, então, não é preciso se preocupar.

Para ser franca, não há muito para comentar. O episódio foi muito tranquilo. Em suma, ele apenas concebe o que acontece após o primeiro beijo dos dois, conferindo às jogadoras milhares de cenas "bonitinhas e açucaradas". No meu caso, foi bem "Ai, Nath! Eu te amo tanto!" pra cá e "Oh, docete, sou tão devoto a ti!" pra lá. (Tá legal, não foi com essas palavras exatamente, mas enfim... Vocês captaram a ideia, certo?). Sem contar os beijinhos e olhares indiscretos, que apareciam o TEMPO TODO. Foi o que toda amante de mangá/animê/jogo shoujo sempre sonhou.

O que me leva a outro ponto...

Se fosse para descrever o episódio em apenas uma palavra, eu o colocaria como curto. Curtíssimo, para ser franca. Acho que é até o mais curto deles, o que - entregando-me à chibatada agora - até me deixou um pouquinho triste. Mas a culpa foi minha de ter criado tanta expectativa em torno disso. Eu esperava um episódio QUILOMÉTRICO, afinal. Mas não, ele foi bem pequeno, e são poucos os personagens que aparecem com certa constância. A interação do episódio é mais restrita a você com o seu paquera, simplesmente.

E O AMOR ESTÁ NO AR, minha gente! (Risos). Preparem seus corações!

Enfim, por enquanto é isso. Boa sorte, pessoas, e até breve!

Abraços,

Crazy-chan.

P.s: aos que acompanham minhas postagens; amanhã começam minhas aulas na universidade, o que, sim, quer dizer que eu talvez dê uma cessada nas fanfics. Por enquanto, ok? Só até eu estabelecer um horário para as coisas. (Risos ~ Crazy-chan é muito desorganizada).


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...