~Crazy-chan

Crazy-chan
Luke
Nome: Luiza
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 19 de Julho
Idade: 19
Cadastro:

[Amor doce] Opiniões sobre o episódio 30.


Postado

/Atenção!\ Este jornal contém spoilers a respeito do mais novo episódio do jogo Amor doce. Se não o jogou ainda, leia a seu próprio risco.

{#}~{#}

Olá, pessoas! Crazy-chan na área novamente. (Risos).

Enfim...

O episódio 30 chegou e eu, sinceramente, nem sei direito o que comentar. Quero dizer, tinha tudo para ser uma transição tipicamente normal entre temas, mas, como sempre, nós nos enganamos. Como eu já devo ter dito em meus jornais anteriores, não sou Lysandrete; nunca fui, para ser franca, mas o acontecido desse final de episódio também me chocou. E MUITO, sendo bem sincera.

Para quem não entendeu (o que acho até difícil, mas vai lá)... Lysandre foi atropelado.

...
...

Sim, meus (inhas) caros (as). Pelo que eu me lembro, ele saiu correndo atrás de Nina e não olhou para os lados na hora de passar na rua. Aí nossa docete, atendendo àquele típico papel de garota metida e curiosa, apareceu bem na hora e presenciou o ocorrido. Well, é como eu disse antes... Eu não sou Lysandrete, nunca fui Lysandrete e possivelmente nunca serei Lysandrete, mas não posso negar que aquela cena mexeu comigo a um nível indescritível de apreensão. Isso porque é um assunto sério, galera, mesmo que isso seja só um jogo. Milhares de pessoas ao redor do mundo sofrem com isso, e eu diria que foi até um tema ótimo para ser abordado. Embora, à primeira vista, choque um pouco...

Eu entendo o desespero das Lysandretes, até. (Risos). Quando o assunto foi com o Nath, lá pelos episódios 22 e 23, eu também me senti mal. Por mais que estejamos lidando com personagens fictícios, eles têm a capacidade de nos cativar e emocionar. (Ou talvez, é claro, eu seja apenas um pouco retardada, já que eu até chego a corar de vergonha quando algo acontece entre o paquera e a nossa personagem. ~Risos~). Se algo ao estilo acontecesse ao representante de turma também, eu ficaria mil vezes mais apreensiva. Lysandre não é meu paquera; por consequência, meu nível emocional não se alterou tanto como se alteraria se a vítima das circunstâncias fosse o Nathaniel, mas eu entendo as (os) jogadoras (es) que têm o garoto de cabelos cinza como a primeira opção. Sei o quão desesperadas devem estar para o próximo episódio, e eu admito que também estou. (Risos). E bastante. Se quiserem, então, conversar a respeito... Sintam-se à vontade, ok?

Mudando um pouco de assunto...

A Lety e o Dake. Olha, entregando-me à chibatada agora, eu até tive um pouco de receio no início, mas isso foi se dissipando no decorrer do episódio, sinceramente. (Risos). A nossa querida amiga de cabelos azuis é uma paqueradora nata, mas isso não a impede de ser compreensiva com a nossa personagem também. É claro que teria de rolar um ciúme básico na docete bem no começo da história, mas nada de mais aconteceu depois disso. (Risos). Lety deu uma "chegada" no paquera, sim, mas logo desiste da ideia ao perceber que tem algo rolando entre ele e a melhor amiga. Sinceramente, gente, eu sempre achei uma injustiça esse negócio de acusá-la de ser uma vadia só por gostar de se divertir com os rapazes. E a considerar que a docete não comentou nada sobre o namoro...

Enfim, a Lety não fez nada de errado. Se ela "deu em cima" do paquera, é porque a idiota da docete resolveu ficar de bico calado, mesmo. Ela é uma boa amiga e tentou nos ajudar. Além do mais, não há nada de errado em ser uma garota e gostar de paquerar; não sei a razão desse escarcéu todo, e inclusive tenho dificuldades para entender por que tantas jogadoras desgostam dela. Isso talvez derive da cultura machista impregnada em nossa sociedade, mas enfim...

Para não causar intrigas, não vou me aprofundar no assunto. (Risos ~ quem quiser falar a respeito de uma maneira COESA E RESPEITOSA, sinta-se à vontade para me contatar via MP).

Quanto ao Dake... Bem, eu não posso falar muito, pois sempre gostei dele e nunca me incomodei com o fato de dar "trela" para suas cantadas. Ele é como a Lety, afinal, e gosta de paquerar. Como eu sempre fui a favor de haver direitos iguais, então... Sim, pessoas. Ele dá em cima da docete inúmeras vezes, mas a respeita se ela o recusar. E isso me deixou extrema e inegavelmente aliviada. (Risos). Como eu acabei de dizer, gente, eu sempre gostei do Dake. Embora metido a galã de novela, ele sempre foi respeitoso com a docete, e dessa vez não foi diferente. Claro que houve uma briguinha ou outra com o paquera fixo para rolar aquela básica cena de ciúmes e tal, mas ele não a forçou em nenhum momento. Muito pelo contrário, para ser franca. Mais para o fim do episódio, durante uma troca de olhares, ele a chama para uma conversa particular, e nossa personagem tem a alternativa de aceitar ou recusar. Se a segunda resposta for a escolhida, o nosso surfista australiano até insiste um pouco, mas não se prolonga muito na discussão se a docete permanecer na defensiva.

...

Dando-me à chibatada novamente, eu primeiro fiquei na indiferença; depois fiz replay só para ver qual era a "boa" que a cena me reservava. E foi aí que a mágica aconteceu: aceitei, Dake me puxou para o vestiário e Nathaniel irrompeu furioso no cômodo. Aí, óbvio, rolou uma treta básica para, no fim, Dakota descobrir que a menina pela qual ele era interessado estava comprometida. Ele apenas olhou meio cabisbaixo para a docete e saiu, dizendo que entendia. Simples assim. Lidar com ele não é difícil, gente, e eu até ouso dizer que o desenvolvimento de sua personalidade foi um dos melhores até agora. (Risos). Eu honestamente não vejo motivo para haver uma discussão por termos tido um caso com ele ANTES de entrarmos em um relacionamento com o paquera fixo. É a coisa mais normal do mundo, afinal, sem contar que, na época, esses rapazes estavam pouco se lascando para a docete. Dakota apenas aproveitou o momento. Seria incoerente colocar uma cena a esse estilo, portanto.

Mudando de assunto mais uma vez...

O suéter dado pela "madrinha" foi uma graça. (Risos). Eu raramente me impressiono com os objetos especiais do jogo, mas dessa vez eu até fiquei de joelhos para consegui-lo. O suéter é tão gracioso que eu o queria para mim, na vida real. (Risos). A roupa do "encontro" (porque não foi necessariamente um encontro, né? Foi um evento triste, na verdade) também se superou.

E Rosa NÃO deu as caras nesse episódio. (Risos). A menina desapareceu, simplesmente, e sem dar aviso algum. Não sei se isso é um problema paralelo ao de Lysandre, mas tudo leva a crer que sim. Para não dar spoilers muito profundos a vocês, eu apenas me limito a dizer que foi uma questão de família; como Rosalya é a cunhada do garoto, eu acredito que a razão do sumiço dela esteja mais ou menos na mesma linha de raciocínio. Aquela dor de barriga foi, na verdade, um artifício que os roteiristas usaram para causar certa "polêmica" no assunto. Será que Rosa comeu demais na noite do jantar? Será que foi uma desculpa para mistificar o fato de que brigou com o namorado? Será que ela está grávida? (O que seria uma outra hipótese incoerente, na minha opinião. Por mais que seja um tema interessante, ainda é um pouco pesado para um jogo com uma classificação etária tão baixa).

Então! "Taí" outro mistério deixado para o próximo episódio, não? (Risos). O que me lembra bastante de que... Não. Acalmem-se, pois o Lysandre não vai morrer. Isso é certeza, até, pois os roteiristas do jogo com certeza não querem causar uma briga com as (os) jogadoras (es) que gostam do personagem. Quando eu vi que milhares de pessoas já começavam a considerar essa hipótese, logo resolvi falar a respeito. Mesmo porque, pelo que dá para ver nas imagens, os ferimentos não parecem tão graves assim. Essa situação é típica para dar uma ansiosidade para o próximo episódio, apenas.

Enfim, gente, por enquanto é só! (Risos). Esse episódio foi, em suma, enlouquecedor e muito triste. Mas era claro que as coisas, do jeito que estavam bem, não podiam ficar só na tranquilidade, não é? (Risos). Como sempre, pergunto: vocês querem que eu elabore minhas teorias para o episódio 31? Se quiserem, avisem pelos comentários ou pelas MPs. Estou sempre disposta a ouvi-los.

Abraços,

Crazy-chan.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...