~Crazy-chan

Crazy-chan
Luke
Nome: Luiza
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 19 de Julho
Idade: 19
Cadastro:

[Amor doce] Reação ao ep. 32.


Postado

Atenção! Este jornal contém spoilers a respeito do mais novo episódio de Amor doce. Se não o jogou ainda, leia a seu próprio risco.

{#}~{#}

Olá, pessoas! Como estão todas vocês?

Pois é, gente. Apesar de meu aparente sumiço, aqui estou para comentar sobre as situações que o mais novo episódio de AD nos reservou. (Risos).

Well, para ser bem franca, eu já estava no aguardo de um festival pirotécnico de choro e berreiro. Do jeito que Chino falou, "a dose de choro será em dobro", lá estava a Crazy-chan pensando nas mais absurdas hipóteses para uma chuva de desespero ambulante. (Risos). "Ah, Zeus! O Lysandre vai perder a memória pra sempre!".

Well, como eu nunca fui muito chegada ao personagem, devo admitir que tal hipótese nem chegou a me fazer descabelar pra valer (risos), mas eu pude sentir o que as Lysandres pensariam a respeito.

Mas acontece que foi tranquilo. (Risos).

Pois é, pessoal. Contraditório ao que imaginei, o episódio foi super normal, e nada - absolutamente nada - foi motivo para chorar. Esse assunto de "tristeza e lágrimas" foi, na verdade, mais uma estratégia criada pela equipe para fazer com que as jogadoras se exaltassem. Só. Lysandre se lembrou, Rosalya se sentiu melhor e blá blá blá.

Ou seja, tudo terminou em um final feliz. (Risos). Entrego-me à chibatada, entretanto, e digo que - na minha opinião - as coisas foram um pouquinho clichês. E tanto no desenvolvimento da história quanto na tão esperada atualização dos gêmeos.

Sim, pessoas. A atualização de Armin e Alexy finalmente aconteceu, mas, pra ser sincera, não achei tudo aquilo. Lógico que o traço ficou mais refinado e tal, mas - no caso do nosso querido gamer - eu esperava um pouco mais. Alexy quase não se alterou, mas Armin, além do traço, também sofreu alterações no estilo de se vestir. E foi exatamente essa parte que me decepcionou um pouco.

"Mas Crazy-chan! Ele é um gamer!". Certo, certo! O que vou falar agora é pura e extremamente pessoal, mas eu sempre tive certa aversão aos clichês. E, no caso, a nova vestimenta de Armin ficou MUITO clichê. Gorrinho, camiseta largada... Tudo - sem exceção -, TUDO nessa nova aparência dele me remete a um gamer nerdão oi-bato-uma-pra-menininhas-de-mortal-kombat. Não que isso seja completamente ruim (o quê, o fato de ele bater uma pras menininhas de.. Ou...?!?!), mas o óbvio nessa nova atualização me decepcionou um pouco.

Opiniões à parte...

Gente, mas que cenas mais picantes foram essas com os paqueras, hein?! (Risos).

Para quem não sabe, mais para o início do jogo, há uma parte onde a docete, desmistificando a teoria de que não passava de uma virgem tansa, convida o paquera para ir até a casa dela. Com um pequeno detalhe, porém: eles estão sozinhos . Então, a depender da escolha feita pela jogadora, uma cena um tanto incomum pode rolar.

Beijos picantes, mãos bobas e massagens em lugares nem um pouco convencionais. É a isso que se resume a bagaça toda. Mas é ÓBVIO que a graça não se prolongaria por muito mais tempo, pois - antes mesmo que algo "a mais" possa acontecer - a mãe da docete logo chega pra terminar com a magia. (Risos). É tipo um lembrete: "Tava achando, hein? Menina, isso aqui não é jogo 18+! Cê achou mesmo?! HAHAHAHA! Pobrezinha...". (Well, como a Crazy-chan já é maior de idade, não faria mal, faria? FARIA?!).

Pois é, né? (Risos). Como a classificação é muito baixa, claro que a cena não seria gráfica e descritivamente explícita. (E é aqui, minhas caras, que as pervertidas de plantão ressoam um "aaahh" de frustração). Mas devo confessar que, mesmo assim, me surpreendi. (Risos). Tipo assim... "NATH, MONAMOUR, ME CHAMA DE LAGARTIXA E ME JOGA NA PAREDE! UHUUL!".

(Risos).

Eu logo pensei: "Oxi, saimos do jogo e viemos parar numa fanfic da Crazy-chan, é?". O Nathaniel foi deveras "selvagem", se assim posso dizer, o que me lembrou muito da personalidade que eu o coloco para ter na maioria de meus trabalhos. (Risos).

Well, nesse quesito, o jogo está de parabéns. (Risos).

O que me surpreendeu muito, na verdade, foi ver o quanto a docete "amadureceu". Ela já não é aquela personagem bobinha e ordinária que está no enredo pura e unicamente com o intuito de pegar os boys magia . Está mais crescida, pelo contrário, e já mostra se importar mais com os outros sem levar em conta o ciúme que sente pelo paquera.

Por mais incrível que pareça, foi a Ambre quem nos fez refletir sobre. (Risos). O que até foi irônico, tendo em vista o fato de a personagem ser o grande problema na maioria das vezes.

O que me leva a outro ponto...

A Bia. Bem, para ser franca, ela nunca me chamou atenção. Era um pouco irritante, sim, mas nunca me tirou do sério a ponto de me fazer odiá-la. (Para ser franca, só a Melody verdadeiramente me irrita, e não só pelo fato de eu ser Nathaniete).

O caso, entretanto, foi diferente desta vez. Ao mesmo tempo que senti uma pitadinha de raiva, a pena também se fez presente. Nunca pensei que teríamos de resolver um caso com a Bia, mas a equipe nos surpreendeu. (Risos). Não tenho muito a comentar sobre o assunto, mas o fato de zombarem da menina por ter um namoradinho feioso (que nem é tão feioso assim, também) me tirou do sério. Se ela gosta dele, qual é o problema? Ambre e seu grupinho (especialmente Charlotte, diga-se de passagem) me deixaram a ponto de explodir com isso.

Ao que tudo indica, Bia pode ser uma futura aliada. (Risos). O que acham da hipótese?

Well, acho que, por ora, é só. O episódio em si foi tipicamente normal, longe do que eu estava esperando ver. Só nos resta descobrir como é que vai se desenrolar essa trama com o Lysandre e o pai dele. (Risos). E aguardar o arco do próximo paquera.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...