~accidentally

accidentally
--
Nome: Weirdo!
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Santos, São Paulo, Brasil
Aniversário: 9 de Janeiro
Idade: 13
Cadastro:

Lágrimas de Sangue - Ficha 1


Postado

Lágrimas de Sangue - Ficha 1

Δ Nome e Sobrenome: Amanda Hildegard
AMANDA: Do latim, amanda "amável, merecida de amor"
HILDEGARD: Derivado dos elementos germânicos hild "batalha" e gard "recinto".

Δ Sexo: Feminino

Δ Idade: 27. Nasceu dia 20 de Outubro.

Δ Nacionalidade: Alemã.

Δ Etnia: Ariana

Δ Aparência [Descrição]: (desculpa, não sei descrever aparência) 1,61 m de altura e 50 quilos. Tem olhos redondos e verdes, bochechas rosadas que se destacam de seu rosto oval, quando mostra seu sorriso. Sempre usa batom vermelho. Tem um corpo ideal, e parece mais alta do que é.

Δ Aparência [Imagens]:
http://img2-ak.lst.fm/i/u/770x0/edde903fcda24979b059a233267118b1.jpg

http://cache4.asset-cache.net/gc/548202187-schuettler-katharina-actress-germany-role-as-gettyimages.jpg?v=1&c=IWSAsset&k=2&d=X7WJLa88Cweo9HktRLaNXug5UeVwZAgMXSR4ZBuFsSrNVFLI8Dyu9R2sBpfh9R%2FajdtObOiI5w3Wj%2FdnrytwNg%3D%3D

http://pics.wikifeet.com/Katharina-Sch%C3%BCttler-Feet-940949.jpg


Δ História: Amanda nunca sofreu dificuldades econômicas. Se considera privilegiada neste critério desde que se lembra como gente, mas apenas neste quesito. Sua família era muito rígida, e ficaram extremamente desapontados quando ela nasceu, simplesmente por ser ela. É a irmã mais nova de três filhos, e a única mulher entre os irmãos. Sempre foi tratada como inferior, sem potencial. Odeia seus irmãos e sua família desde que se lembra como gente, também. Apesar de sua personalidade forte, foi forçada a se controlar pela maior parte de sua vida, e acabou ficando muito boa nisto. Fingir. Um filho de outra família rica da Alemanha - que tinha uma aliança com a família Hildegard - teve o seu casamento arranjado com Amanda quando ela fez 12 anos e ele 16. A unica coisa que a família Hildegard não sabia, era que a família do marido de sua filha estavam marcando o casamento para melhorar sua situação financeira. Se casaram algum tempo depois, e Amanda aguentou o máximo que pude, até que, ficou grávida. Devido a crenças da época daquela parte da Alemanha, sexo enquanto grávida era mal visto e presumidamente fazia mal ao bebê, então isto foi um alívio a Amanda, que detestava o sexo e gostava de mulheres sua vida inteira. E assim sua vida foi, até seu terceira e mais recente bebê. Depois do último parto, ela tentou suicídio, mas seu marido a parou.

Δ Personalidade: Ela odeia sua vida, e todos ao seu redor. Sua emoção predominante é um ódio constante. Ela não consegue respirar, pensar. Ama seus filhos, mas os regreta em alguns momentos e odeia a si mesma ainda mais por causa disso. Já chorou tanto que não consegue mais. Culpa seu marido, que também é miserável, sem saber o que tem de errado com sua mulher. Ela tenta de tudo para liberar sua dor, cantar, escrever, brincar com seus filhos. Ela ri da ironia; teve três filhos, dois meninos e a menina mais nova. Depois de sua tentativa de suicídio, percebeu quão injusta estava sendo a sua filha, que se identificava tanto. Divide seu tempo entre entreter sua menina, dançar em cabarets (para sustentar a família que agora já precisava de mais do que a riqueza dos Hildegard), e escrever seu romance.

Δ Ocupação: Dançarina de cabaret e mãe de três filhos.

Δ Gosta: Brincar com sua filha - escrever seu romance - chuva - as tardes quando seu marido sai.

Δ Desgosta: Pessoas que a subestimam - homens - figuras de autoridade.

Δ Medos: Que alguém descubra sua orientação sexual, que morra sem fazer nada importante, que morra.

Δ Manias/Costumes: Costuma se maquiar com seu batom vermelho, e tem a mania de sempre arrumar o cabelo, e quando está nervosa, suas unhas sofrem.

Δ Distração: Se maquiar, seu romance - incrivelmente bem escrito -, dançar no cabaret.

Δ Sexualidade: Gay.

Δ Se for Nazista, diga o que seu personagem acha das outras etnias. Se fizer parte dos outros grupos étnicos, diga o que acha sobre os nazistas: Não liga que são diferentes, não costuma a pensar sobre outras etnias. Preocupa-se muito com si mesma para ponderar sobre isso, mas pensa bastante sobre amor proibido - ela e outras elas - então suporta casais diferentes, seja de qual etnia ou sexualidade.

Δ Deseja um par? (X) Sim / ( ) Não (mais de um, se possível - explico por que no algo mais)

Δ Você arruma o par ou deixa para o autor? Deixo para a autora.

Δ Se desejar o par e deixar o autor, quer que ele seja Ariano/Nazista? (X) Sim / (X) Não (explico por que no algo mais)

Δ Algo mais (pode ser qualquer coisa que considere importante para a história ou complemento de seu personagem): O par "constante" dela, é o seu marido nazista, mas eu gostaria que em algum ponto da história ela se envolva em um relacionamento com outra mulher não-ariana, não-nazista. ^^

Δ Está de acordo que agora seu personagem pertence a minha história? (X) Sim / () Não

Δ Está de acordo que ele pode morrer e/ou não ter um final feliz? (X) Sim / () Não

Δ Está de acordo que me sentirei no direito de mudar algo em seu personagem se isso for necessário para o melhor desenrolar da história? (X) Sim / () Não


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...