~lovedx

lovedx
»bitch«
Nome: •°•°•nobody's here°•°•°•
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Cabeceiras, Goiás, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Cadastro:

O N E


Postado


Smile, the worst is yet to come
We'll be »lucky« if we {{e v e r}} see the sun

Nome—
Lilith Carter Young
❝Tem origem no acadiano lilitu, que quer dizer “da noite”.❞

Apelido—
Lily

Idade—
19 anos | 18.06 | Gêmeos

Aparência—
Lilith possui uma aparência angelical, pura e bela, capaz de ser admirada pelos maiores conhecedores da arte. Uma verdadeira obra prima. Seu olhar é insano e envolvente, capaz de encantar a qualquer mortal. O tom claro de seus olhos puxados lembra a muitos a ventania incessante que paira sobre as cortinas das mais variadas janelas em um inverno intenso. Sua voz é enevoada, boa de ouvir, assemelha-se a de uma sereia com seu tom brando e enigmático. Pode-se assemelhar a aparência da garota a um anjo, graças as suas feições delicadas e dóceis. Parece uma espécie de boneca de porcelana, que pode quebrar-se com o mais singelo toque. Sua pele é clara e até certo ponto pálida. As madeixas encaracoladas, castanhas de nascença, encontram-se em um corte uniforme e reto, prolongado até o centro de suas costas. Certamente, não se vê características tão marcantes como as de Lily todos os dias, ela é sem duvida, uma peça rara❞






Nacionalidade—
Canadense | Vancouver

Casta—
Casta 6 | Garçonete

Personalidade—
Ela é jovem, isso em si já diz muita coisa. Lilith vive em um mundo colorido e sensual, inspirado pelas suas conexões com pessoas e ideias. Não importa como ou quando, ela estará sempre com um sorriso reconfortante no rosto, tentando animar a qualquer alma tristonha. É bem fácil encontrá-la em eventos sociais ou coisas do tipo, basta procurar pelo aglomerado de pessoas ao seu redor. Rindo e entretendo a todos com seu humor negro e rustico, Lily definitivamente ama ser o centro das atenções. Tenta sempre tornar seu mundo um pouco mais divertido, colorido ela diria. Uma pessoa sintonizada em variações sensoriais, isto lhe confere a incrível capacidade de trabalhar com diferentes tonalidades de emoções, acontecimentos e cores. Essa sensualidade observadora parece brotar naturalmente dentro dela, como uma capacidade inata.


A maioria costuma julgar Lilith como uma jovem egocêntrica. Mas tal afirmação está longe de ser verdade. Ela é apenas extrovertida, até demais. Não possui papas na língua ou o mínimo bom senso do que se deve ser dito. Lily possui o talento para soltar os comentários mais desagradáveis nas piores horas, o que costuma arrancar sorrisos das pessoas ao seu redor. Carismática e até certo ponto intrometida. Talvez o fato de crescer sem os pais tenha gerado tais características, impedindo-a de possuir rédeas. Isso a fez como ela é, espontânea, livre. Não leva nada a sério, mesmo que o mundo desmorone em frente a seus olhos ela continua jogando piadas sobre o acontecimento. Vive o momento e se mergulha na ação, o centro da tempestade. Gosta de drama, paixão e prazer, não pela emoção, e sim porque estimula sua mente lógica.


Alguém ferozmente independente. Repudia todo e qualquer tipo de subordinação. Nunca deu-se muito bem em locais extremamente organizados, tendo frequentemente problemas na escola. Não se engane, tal fato não é ocasionado pela falta de inteligência da jovem e sim por sua incrível teimosia. Regras são feitas para serem quebradas, pelo menos é assim que a Lilith pensa. Tem uma personalidade mais perceptiva e sem filtros, o que a torna capaz de notar as mais singelas mudanças, tanto físicas quanto emocionais. Brincalhona e debochada, Lily é simplesmente odiada pela maioria de seus supervisores. Ela não apenas gosta de causar confusões, ela é a confusão.


Trata a vida como se fosse uma espécie de brincadeira infantil que nunca tem fim, rindo e utilizando de seu implacável humor negro em quase tudo que diz. É bem raro ter alguma conversa séria com a garota, ela costuma evitá-las com piadas contraditórias e sorrisos inconvenientes. Porém como qualquer pessoa, Lily tem seus dias ruins, mas os esconde no lugar mais profundo de seu coração. A garota pode estar completamente destroçada por dentro, mas nunca vai demonstrar por fora, preferindo esconder todos os seus sentimentos com um sorriso falso.


Talvez, o mundo tenha a obrigado a ser assim. Ela foi obrigada a esconder todas as suas dores e magoas com um sorriso animado, senão desmoronaria. Costuma adquirir a confiança das pessoas facilmente, mas não se pode dizer o mesmo de sua parte. Lilith mantém sempre um pé atrás sobre todos que conhece, levada por tudo que sofreu ela não costuma acreditar em promessas. Não é do tipo que se é possível descrever com um punhado de palavras soltas ao vento e sem conexão. Se de fato existe uma palavra no dicionário que a defina, esta é bastante complexa.❞



História—
Em uma manhã fria do mês de junho nascia a pequena Lilith. De acordo com os relatos das testemunhas, Lily nasceu no banheiro de um hotel. Sua mãe, que até hoje é de nome desconhecido, estava procurando por algum lugar onde pudesse passar a noite. O dono do tal hotel afirmou que se tratava de uma jovem, beirando os 16 anos, ela estava confusa, perdida. Ela não tinha dinheiro suficiente para se hospedar, então pediu que o gerente deixasse-a apenas usar o banheiro. O tempo passou e a jovem não voltava. Algumas clientes já se encontravam estressadas com a demora, então um choro de criança foi ouvido. Desesperada uma das mulheres abriu a porta, dando de cara com algo que nunca gostaria de ter visto. A jovem estava morta, mas especificamente com os pulsos cortados e ao seu lado, um pequeno bebê chorava desesperado.


O bebê foi levado a um orfanato sujo e de muito mal gosto, onde ali mesmo deram-na o nome de Lilith. Cresceu sabendo que sua mãe tinha se suicidado, o que de fato não é saldável para a sanidade de ninguém. O tempo passou e Lily sobreviveu ao terrível local onde era obrigada a crescer, até que com 12 anos uma família decidiu adotá-la. Era uma família de carpinteiros que só conseguira ter um filho, o pequeno Thomas, irmão adotivo de Lilith.


A nova família da jovem era amável e doce. Ela se dava bem com todos e pela primeira vez em sua vida parecia que o universo estava ao seu favor, mas nem tudo que parece é e o futuro traiçoeiro decidiu pregar mais uma peça. Numa noite fria de inverno, em meio a uma viagem de carro, a família estava comemorando o aniversario de 14 anos da jovem Lily. Foi tudo muito rápido, um caminhão veio na direção do carro da família e provocou uma colisão. Apenas Lilith e seu irmão sobreviveram.


Com outra reviravolta cruel, Lily começou do zero mais uma vez. Ela e o irmão voltaram para o orfanato e por lá sobreviveram até os 18 anos de Thomas. Ele havia conseguido uma vaga de guarda no castelo, abandonando a irmã. Com 17 anos, farta de tudo, a garota fugiu do local e arranjou um emprego numa cafeteria onde serve como garçonete. Com a pequena quantia que seu irmão manda para ela todos os anos, Lilith conseguiu alugar um apartamento minúsculo, onde sobrevive com muito esforço. Ao saber da seleção, a jovem se alistou na intenção de reencontrar seu querido irmão.❞


Família:—
Thomas Carter Young | 21 anos | Casta 2 | Guarda do palácio
Lilith sempre foi muito apegada ao irmão. Thommy, como ela costuma chamá-lo é um rapaz focado e de bom coração, sempre ajuda a todos que necessitam dele. Engraçado e determinado, é como a irmã de criação, nunca tira o sorriso do rosto. Uma das únicas pessoas na vida de Lily que não sumiu ou morreu. Sempre gostou muito de seu irmão e é uma das únicas pessoas no mundo que ela realmente confia.❞



Manias/ Fobias/ Medos/ Traumas—
Acrofobia | Medo de altura
Medo de confiar e acabar com o coração partido

Qualidades e Defeitos—
Qualidades
Carismática
Engraçada
Sorridente
Extrovertida
Confiável

Defeitos
Debochada
Sarcástica
Desconfiada
Intrometida
Relaxada
Briguenta

Gostos e Desgostos—
Gosta
Lilith ama rir, praticar esportes, cavalgar. Ama flores, de todos os tipos, por isso vive constantemente indo aos jardins que encontra pela frente. Estrelas, Lily poderia observá-las o dia inteiro, cada constelação e luz é única para ela, sendo uma completamente apaixonada por astronomia. Fotografia, a garota tem uma terrível vontade de tirar foto de tudo e todos, levando sempre consigo sua câmera. É apaixonada pela praia e pelo mar, é prazeroso observar as ondas batendo fortemente contra as pedras enquanto sente a areia molhada em seus pés, porém é uma péssima nadadora. Ama cavalgar e sentir a brisa da manhã se chocando contra sua pele, sendo excelente em tudo que envolva cavalos. Tem uma paixão gigantesca por amoras e morangos, são suas duas frutas favoritas. Ela também adora ouvir músicas, qualquer tipo de música, mas principalmente as mais calmas, com uma pegada mais indie. Lilith adora sentar ou deitar em algum lugar e ouvir pessoas contarem histórias, seja histórias de vida, ou histórias de livros, porém não tem muito costume de lê-los. Se ela gostar da história, provavelmente vai fechar os olhos, e imaginar os cheiros, os tatos, os sabores, os barulhos. Gosta de pessoas divertidas, desenhar coisas aleatórias e tocar violino.❞



Desgosta
Odeia pessoas arrogantes, chega a sentir mal perto delas. Detesta qualquer tipo de sapato alto, afirmando que eles machucam seus pés, por isso se recusa a usá-los. Odeia que tentem lhe controlar ou que imponham regras, gosta de se sentir livre e defende com todas as usas forças esse direito. Não suporta quando é comparada com alguém. Não gosta de limão e tudo que contenha limão, mas não a pergunte o motivo, pois ela não saberá lhe dizer. Ela também detesta quando as pessoas a colocam para baixo, ou começam a julgá-la sem motivo. Não suporta primeiras impressões, e sempre fica irritada quando alguém a julga. Odeia insetos, desde borboletas a baratas. Não gosta do seu nome e prefere o apelido Lily. Odeia neve e odeia inverno, por mais que ame se enrolar nas cobertas, ela não gosta do inverno. Prefere o outono. Também não suporta se sentir vulnerável. Pessoas que a acham idiota e creem que enganá-la será fácil, é patético. Pessoas que tentam controlá-la.❞



Hobbies—
Ela sempre acorda cedo e faz uma pequena corrida em volta do castelo, mania que pegou quando ainda era pequena, sempre se exercita antes de ir dormir e logo após acordar. Um de seus hobbies preferidos sem dúvida alguma é a fotografia, fotografar é como um tratamento para a jovem. Ela tira foto de tudo que a fascina, pessoas, animais, flores e coloca todas as fotografias perto de sua cama, dessa forma, quando acorda ela vê de cara as coisas belas no mundo, percebendo que nem tudo é apenas maldade e perda. Tocar violino.❞



Talento—
Lily não possui grandes talentos. Nunca teve educação ou vocação para tal, ela não é o tipo de garota espirituosa e culta, é apenas ela. Sua maior habilidade talvez seja o violino. Conhece cada uma de suas notas como conhece a si. Desde pequena aprendeu a tocá-lo, sua família adotiva a ensinara, e logo quando era mais jovem já sabia várias músicas decoradas. Adora dedilhar e instrumento, sem ter que olhar as notas, ou ter que ouvir alguém sussurrá-las para ela.❞


Príncipe, Coroa?—
No começo nenhum dos dois, mas com o passar do tempo será o príncipe.❞

Príncipe escolhido—
Nicholas


Relação com—
∴ Rei Darwin
Considera-o controlador e rude. Não consegue suportá-lo ou gostar dele.❞

∴ Rainha Eleanor
Gosta bastante da rainha. Admite sua bondade e seu bom coração. Porém, como não é muito fã da família real, acredita que tais atitudes são apenas fachada.❞

∴ Príncipe Caleb
De longe o que ela mais odeia. Considera-o um riquinho esnobe que sempre teve tudo o que desejava, mas continua reclamando.❞

∴ Príncipe Nicholas
Admite que de todos, é o que ela mais se consideraria parecida. Acha-o engraçado e carismático, além de acreditar que ele foge do padrão “comum da realeza”.❞

∴ Príncipe Theodore
Pensa que ele é interessante, mas nada além disso. Gosta da sua forma de agir e pensar, mas ao mesmo tempo acha-o fechado e “preso” aos pais.❞

∴ Guardas
Irá trata-los da melhor forma possível, considerando que seu querido irmão encontra-se em meio aos guardas.❞

∴ Outras candidatas
Lily tentará de fato fazer alguma amizade. Da forma como gosta de atenção, ela realmente deseja ser amiga de alguma das garotas. Porém se a maltratarem, ela irá maltratá-las.❞

∴ Jornalistas
O fato de ser carismática e meio egocêntrica já revela as atitudes de Lilith em frente aos jornalistas. Ficará contando piadas, rindo e dando uma opinião sobre tudo.❞

Criadas—
Nina Olsen | 17 anos | Cabeleira
Nina foi criada dentro do palácio. Sua mãe arranjou um emprego no palácio ainda quando estava grávida de Nina, trabalhando como costureira e levando consigo as outras duas filhas para morarem junto dela, já que o pai havia abandonando-as. O tempo passou e Nina nasceu forte e saldável, a sua mãe morreu durante o parto, fazendo com que as três irmãs ficasse sozinhas no mundo, mas graças a bondade da rainha Selene, ela abrigou-as no castelo, permitindo que continuassem trabalhando como criadas. Dessa forma, Nina cresceu no cuidado de suas irmãs. Ela é uma jovem romântica e sonhadora, adora imaginar as mais diversas aventuras e colocar-se a frente da maioria delas. Uma das pessoas mais doces e admiráveis que se pode conhecer, nunca tira o sorriso do rosto e está sempre tentando animar a todos ao seu redor. Perto de Nina, não existe dia ruim. Apesar disso, é altamente atrapalhada e vive aprontando alguma ou derrubando algo pelo chão, por mais que essa não seja sua intenção. É uma garota ingênua e de coração puro. Ela e Lily se dão muito bem e vivem contando piada das coisas mais absurdas, de longe, é a criada que Lilith mais tem afinidade, quando estão juntas não se desgrudam, o que torna Nina sua confidente no palácio.❞



Chloe Olsen | 22 anos | Desenha os vestidos, cuida dos horários
Irmã mais velha da família Olsen. Veio para o castelo com apenas 5 anos de idade, trazida pela mãe. Assim que a mãe morreu ficou muito abalada com é de se imaginar, mas cuidados da irmã mais velha e as brincadeiras com a irmã mais nova, ajudaram-na a esquecer um pouco a dor, já que Chloe era a mais próxima da mãe. Para a jovem, sua irmã é a coisas mais importantes do mundo e nunca as abandona. Loe, como Nina costuma chamá-la, é dona de um gênio forte e atrevido. É uma garota talentosa e espirituosa, conhecida por criar belos vestidos com sua imensa criatividade. Chloe é a mais inteligente das irmãs e vive com os olhos sobre alguma espécie de livro. Não consegue focar parada e tem de estar a todo momento fazendo algo. Nas horas livres estuda para a faculdade de desing. Ela e Lilith se dão muito bem, Lily brinca com ela dizendo ter inveja de seus talentos, Chloe adora a garota e vive rindo das piadas que Lily e Nina costumam contar.❞



O que acha da Seleção?—
Acha que para muitas garotas pode ser a chance de mudar sua vida e criar novos horizontes. Mas acredita também que tudo não passa de uma farsa para iludir as jovens de casta baixa, pois acredita que apenas as de casta alta serão escolhidas. Dessa forma, suas esperanças em relação à seleção são bem baixas, quase nulas.❞



Duas músicas que definem a relação com o par—
Home | Gabrielle Alpin
Smile | Mikky Ekko

Objeto especial?—
Um broche que pertence ao seu irmão e ele a deu assim que partiu para o palácio. Lilith nunca o tira de suas roupas❞.


Roupas—
∴ Primeiro dia no castelo (1)


∴ Dia a dia no castelo (3-7)







∴ Jornal (2)



∴ Encontros com o príncipe (4)





∴ Bailes (4-6)







∴ Pijama (1-2)


∴ Festa a fantasia (2-3)



∴ Roupa de banho (3)




Algo a mais?—
Não. Espero que goste da Lily.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...