~erine

erine
#BuyFreeSomebodyOnItunes
Nome: 엣테
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 19 de Janeiro
Idade: 16
Cadastro:

Insira aqui um título que se encaixe com o conteúdo abaixo


Postado

Sabe quando você sente aquela vontade enorme de desistir de tudo, jogar exatamente tudo aquilo que você faz diariamente e dizer que a partir daquele momento você estaria livre? No dicionário, provavelmente não encontraríamos uma palavra que defina exatamente essa sensação, porém eu digo que este sentimento é o mais comum do que aquela palavrinha que todos gostamos de falar sem realmente o sentir, que seria o amor.
No entanto, não estou aqui para falar sobre a belíssima e colorida sensação de amar, mas sim daquele sentimento de que tudo está dando errado na sua vida e que nada mais poderia piorar. Vai me falar que nunca se sentiu assim? De que tudo havia fracassado pra você, de que tudo estava saindo dos eixos e de que tudo o que você veria pela frente era desmotivador? Pois é.
Todavia, não trago um manual de como escapar dele e muito menos de como lidar com ele já que eu mesma sou péssima em fazer esses dois tipos de coisas com este terrível sentimento.
Vamos pensar: o que causa essa vontade? Este desejo perturbador de desistência?
Ora, pelo fato de eu ou você ser mulher está explicado: a bendita tensão pré-menstrual. Pois eu digo que resposta está errada e você deve ter dito também.

Pressão deve ser o único motivo para todo esse desejo. Achamos a resposta? Talvez.
Pressão dos pais;
Pressão da escola;
Pressão de si mesmo;

E vários outros tipos de pressão que mal sou capaz de lembrar agora.
Ah, pronto, achamos a resposta.
Para quem ainda é um mero estudante de ensino médio deve me entender, assim como aqueles que já passaram por essa fase.
No entanto, vamos raciocinar e lembrar o que leva todos esses tipos de pressão? P1 + P2 + P3 + Poutros = X. Ah, bem lembrado, notas. Isso mesmo, aquele famosinho número vermelho no canto superior direito de uma folha de papel rabiscada com alguns "X" e alguns traços gigantes com a curva do "C" prolongada para uns três centímetros.
Deixamos de fazer as coisas que gostamos por puro intuito de receber um "1" seguido de um "0" escrito em vermelho num papel. E todos esses papéis somem após visualizá-los para logo depois recebermos uma prova muito maior que decide a sua vida. Desmotivador, não é? Ah, não devemos esquecer de que seus erros são bem mais memoráveis do que seus acertos. Mais desmotivador ainda.
Sofremos antecipadamente pelo boletim que vai ser visto pela mãe (ou pai no meu caso), colocamos pressão em nós mesmos para não termos que levar broncas e sermões sempre tendo "celular"/"internet" em alguma frase. E caia entre nós que todo esse esforço que exigimos de nós mesmos sempre passa despercebido por quem mais exige de você. Desmotivador.
E tudo isso leva a uma palavra e sentimento: cansaço.
E ainda tem gente que diz que podemos mudar isso, reverter o processo. E eu digo que não.
Daí que tiramos o tal anseio de querer jogar tudo para o alto. Concorda?
P1 + P2 + P3 + Poutros = notas * cansaço.

Esse texto foi como um exercício de matemática, uma equação enorme para uma simples resposta ou então um x e um y. Se você leu e chegou até aqui, espero que você esteja bem e que eu não tenha desmotivado você. É uma da manhã, estou com sono e escrevendo palavras aparentemente desconexas.

Boa noite.

Escutando: CLOSER - Oh My Girl

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...