~Deby-Semideusa

Deby-Semideusa
Nome: Deby_LoveHDO
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Suzano, São Paulo, Brasil
Aniversário: 14 de Setembro
Cadastro:

ห¡łค d¡คмσหd - ƒ¡cнค pคяค "ค cครค dคร εxóт¡cคร"


Postado


When she was just a girl
She expected the world
But it flew away from her reach
So she ran away in her sleep

Quando ela era apenas uma garota
Ela tinha expectativas com o mundo
Mas isso voou além de seu alcance
Então ela fugiu em seu sono

{Paradise – Coldplay}





Recomendação: Leia Ouvindo ;3

Nome completo
Nila Yasmine Tara Damayanti AditiBageshri

Significados & Razões
Nila “Azul Escuro”. De origem indiana.
Yasmine “Jasmim”. Também indiano.
Tara “Deusa do Mar”. Mesma origem.
Damayanti / AditiBageshri São os últimos dois sobrenomes de seu pai.

Curiosidades
Depois de ter sido contratada, seu nome era muito complicado de pronuncia e leitura e longo, o que fez Madame Rosmerta se referir a ela apenas como “Nila Diamond”, uma paródia de seu nome na qual Nila odeia, mas é obrigada a usar, sem reclamar.




Apelido

Jasmim É mais uma conexão que a Madame a permitiu com seu sobrenome verdadeiro. Atualmente, Nila tenta chamar mais atenção.



Aniversário e Idade
23 anos.
22 de junho.




Signo
Gêmeos.



Orientação Sexual
Heterossexual.



Aparência
Dona de cabelos castanho-escuros que são ondulosos e sedosos, na qual percorrem metade de suas costas e terminam retamente na medida da cintura, sua franja percorre totalmente seu rosto e acaba em seu queixo, ela sempre deixa a mesma de lado; seus cabelos são tão volumosos e sedosos que acabam se movimentando de acordo com a brisa de forma maneirada, ou seja, não desarrumam por um ventinho, mas sim se movimentam delicadamente. Seus lindos olhos brilhantes sempre em um tom castanho-claro, sendo que seus cílios extremamente grossos e longos fazem com que os olhos se destaquem mais em sua pele morena e macia. Seus lábios são finos e em formato de “coração”, escondem um sorriso branco lindo e capaz de "iluminar o lado escuro da lua".
Uma cintura extremamente fina, na qual marca bem suas “curvas”. Possui uma magreza incrível, possuindo seios medianos igualmente ao traseiro, na qual as coxas seguem o mesmo padrão, só que delineadas, sempre “durinhas” pelas horas dançando.
Sua tatuagem de trevo se encontra nas costas bem próxima ao ombro esquerdo.
















Altura e Peso
49 quilos.
1,75.




Trajes

Dia-a-Dia


Dançarina




História
Nila vem de uma família indiana, sua mãe foi comprada por seu pai e antes de Nila, vieram 7 filhos. Os dois rapazinhos, desde pequenos eram ensinados a escolher uma boa esposa e as garotas a serem tais. Uma criação rígida e firme, Nila sempre foi o xodó dos irmãos que muitas vezes, apanhavam no lugar dela só para que ela não sentisse a dor. Seu pai era um homem bruto e comerciante bem respeitado em sua cidade, ele apoiava todos os costumes religiosos até mesmo com sangue, então, os filhos também teriam que se adaptar e seguirem o que o pai quiser.
A inocência de Nila sempre foi protegida pelos mais velhos, ela era considerada intocável pela família, ela era péssima em muitas coisas em seus ensinamentos, mas em compensação, ela dançava impecavelmente de forma perfeita, enquanto suas irmãs tinham mais dificuldade na hora de aprender as danças árabes. Aos seis anos, Nila amava brincar com os irmãos, Adag e Maya de diversas coisas, sendo os mais novos da casa, a mãe abria uma exceção de vez em quando, para que eles explorassem a cidade e a feira de trocas, na qual, seu pai era muito famoso pelas trocas justas e de bom grado.
Seus pais e irmãos escondiam os problemas de Nila, em raras crises de fome ou água, Nila nunca soube e tinha certo privilégio, seu pai tinha um favoritismo sobre ela, até por ser a caçula, ela era a mais carinhosa dos filhos. A vida perfeita de Nila foi levada até seus 10 anos de vida, onde a família passou a ser reconhecida com outra forma:

As Noivas Perfeitas.
A irmã mais velha entre todas as moças conseguiu chamar atenção de um chinês que queria uma noiva diferente da de seus irmãos, eis que Hadijá pareceu a melhor escolha e foi embora três semanas antes do casamento de Raj, o irmão mais velho entre todos, que na qual, soube escolher uma esposa incrível por uma boa negociação. Os ensinamentos dos filhos começaram a dar frutos, mas foi naquela época que a mãe de Nila começou ensina-la mais a fundo sobre o casamento, inclusive, falava algo que Nila se desconformava, o amor não existia de verdade.
Uma indiana desde que nasce começa a ter seus ensinamentos para ser uma moça perfeita, isso as leva a serem as “donas de casas”, “dançarinas” e “realizadoras de desejos dos maridos”, a família de Nila era uma das mais rígidas em relação a criação de suas moças, na intenção de serem as Noivas Perfeitas, acabou que o trabalho foi tão bem feito, que as garotas começaram a chamar atenção, principalmente por saberem esconder seus defeitos.
A notícia sobre a noiva de um dos herdeiros do império chinês ser indiana se espalhou não só pela China, mas por alguns lugares do mundo, onde imigrantes chineses inventaram histórias sobre a garota perfeita que conquistou um herdeiro, foi quando a família indiana começou a receber visitas de jovens nobres procurando noivas que realizassem suas expectativas.
Os anos foram passando, cada vez mais pessoas de fora descobriam as Noivas Perfeitas, e com suas irmãs indo embora, Nila e Maya foram ficando sozinhas, já que seus irmãos levaram suas esposas para casa, mas tinham suas famílias. Até o dia em que Maya foi prometida a um Escocês, Nila entrou em desespero e chorou muito pela parceira dela estar indo embora, mesmo que ela já tivesse 15 anos, Nila não queria a irmã longe e o pior: ela seria a próxima e última, provavelmente a mais disputada por começar a ser considerada a última raridade.
Maya prometeu que voltaria para buscar Nila antes que fosse prometida e a mais jovem da família esperou, esperou ansiosamente para um pouco de liberdade antes que estivesse condenada a viver como sua mãe, a mulher calada que tinha que realizar os costumes e desejos do marido e Nila sinceramente não gostaria de descobrir as consequências do contrário.
Começando a criar mais habilidade em outros costumes indianos, Nila parecia ter sido a única das irmãs que fora esquecida, já que anos se passavam, inclusive seus 16 anos e ninguém visitou a família, foi então que 5 anos depois do casamento de Maya, a irmã voltou para que Nila arrumasse um marido escocês e ficasse ao lado dela, para sempre.
A viagem por navio foi a melhor sensação de Nila, ela estaria liberta? Ela queria encontrar o amor que sua mãe tanto disse não existir. Ela, a irmã e o cunhado passavam noites dançando em tavernas juntos por diversão, Nila começou a criar uma felicidade que não fosse aprender costumes indianos todo dia e toda hora. Até seus 21 anos, onde o irmão de seu cunhado voltou de uma viagem e acabou por conhecer a jovem, o nome Albert ficou marcado em Nila.
Ela não sabia muito falar a língua deles, sua irmã era como uma tradutora e professora da moça, ela passou meses e mais um ano aprendendo a falar, mas o principal causador foi Albert que defendia o amor e as ideias de Nila desde pequeno, como ela.
Eles acabaram por se apaixonar completamente um pelo outro, Albert tirou tudo o que havia de inocente em Nila, disposto a casar-se com ela. Mas, a família do escocês não permitia, pois, seu irmão já estava casado com uma moça da mesma família, o que foi considerado pecado pelos grandes produtores escoceses. Albert e Nila chegaram a planejar fugas e tudo o que era de loucura, só no propósito de ficarem juntos, a ideia do jovem casal durou 2 anos, até o dia em que Albert foi pego de surpresa e de um dia para o outro, se casou com outra escocesa.
Nila se sentiu sozinha e por incrível que pareça, mal-amada. Ela voltou a frequentar algumas tavernas com a irmã, onde conheceu Rosmerta. O sotaque indiano e os trajes da jovem, entregaram o país natal dela, onde Rosmarta decidiu atacar, na esperança de uma nova dançarina. A Madame pediu para que Nila comparecesse a Casa mais famosa da mesma ilha da moradia de sua irmã, dizendo que tinha uma oportunidade de ouro para ela, Nila apesar de pouco alterada, acabou aceitando a visita.


“— Vamos, minha jovem menina — A Madame continuava com a simpatia falsa na voz — Você é tão bela, sabe dançar tão bem, será amada pelos homens mais ricos de Lagos e poderá provar a existência do que quer. Imagine os privilégios que você terá se um dia, conseguir tantos homens que se torna algo mais do que dançarina?
— E minha família?
— Volte para eles e se case com um amor falso — Rosmerta ria — Assine o contrato e tenha a vida perfeita”.

Nila caiu como um pato, ela assinou o contrato e se tornou dançarina, até hoje, ela tenta se tornar uma Exótica e passa o dia dançando, o que para ela não é ruim, ela prefere estar ali do que cheia de filhos de um marido arranjado. Até hoje, sua família acha que ela fugiu, se matou ou foi sequestrada, pois, assim que assinou o contrato, Nila sumiu do mapa.



Personalidade
Ela é uma das provas que a Casa das Exóticas não muda apenas seus clientes, mas modifica algumas moças que lá trabalham. Nila era uma menina inocente e doce, hoje é inteligente e misteriosa. Ela já fala bem mais o seu novo idioma, mesmo que continue com um pouco de sotaque.

Nila é, acima de tudo, uma mulher curiosa e esperta, ela é inteligente, amaria ler e escrever, mas tem pouca dificuldade ainda, por sua família não ter focado muito naquilo. Ainda assim, é ótima em arrumar estratégias, não têm oportunidade, mas pode provar o quanto consegue pensar bem e ter um raciocínio rápido. Nila também é ótima em dar concelhos, ela adora poder ser carinhosa com suas amigas e conseguir ajuda-las ou ouvir seus desabafos, muitas vezes, quando Nila sabe de algo, ela acaba falando mais com uma rapidez que muitos não conseguem entender quase nada do que ela disse. Nila é também, uma garota misteriosa, ela adora fingir que tem mil segredos, sendo que não possui quase nenhum, seu olhar é uma mistura perfeita de safadeza, inocência e mistério, ela gosta de confundir as pessoas e faze-las ficarem intrigadas sobre ela.

Nila ainda guarda a humilde e amorosa que era em algum lugar. Isso é visível quando as garotas de sua nova família precisam de ajuda, seu coração é algo imenso. O principal foco de Nila, são crianças, se quiser ver esse lado dela, basta colocar uma delas necessitando de algo a seu lado, Nila é capaz de tirar dela para dar aos outros. É brincalhona, adora fazer as pessoas sorrirem e se sentirem melhor, nem que ela tenha que fazer seu chá-especial típico da Índia, mas ela vai pra cozinha, para ela, a tristeza e solidão é algo abominável, sendo assim, Nila sempre procura ser bem carinhosa, caridosa e acima de tudo, humilde, já que a humildade é o primeiro passo para que a simpatia cresça nela, para a indiana, não há coisa melhor do que fazer alguém que estava chorando sorrir, mostrando que ainda segue os concelhos de sua mãe, dados a ela sem a mínima precisão ou ordem, ela só queria fazer a filha perceber que se você faz alguém sorrir, sua vida sempre fará sentido.

Nila também é a pessoa mais protetora DO MUNDO, ela odeia ser protegida, já que com uma determinação imensa, ela diz que se for para se dar mal, ela vai e sozinha. Mas, sempre bem argumentativa, ela consegue fazer as pessoas perceberem o que é boa e o que é má ideia, sendo que, mesmo que cresceu vendo seus irmãos protegendo-a, Nila defende as pessoas amadas com garras e dentes. Nila procura não deixar suas fraquezas evidentes, ela é forte psicologicamente, por isso, sempre que for o caso, ela vai sofrer calada e o principal, sempre vai estar sorrindo, mesmo que ninguém seja de pedra, Nila procura não preocupar as pessoas, revelando suas fraquezas apenas quando está sozinha ou com Rosalya, na qual, ela considera sua irmã desde que entrou na Casa. Sendo assim, Nila esconde demais sobre si, ela sempre se limita a dizer que é indiana e expõe bem o que quer de verdade, mas ela nunca fala de seus sentimentos, reais sensações e se pudesse, esconderia bem mais coisa, levando-a a ser meio tímida quando o assunto é ela.

Obviamente, Nila tem uma educação máxima, sempre demonstrando isso a todos os momentos possível, sua postura é mostrada até na hora de comer, é bem charmosa e graciosa, ainda carregando seus belos costumes indianos encantadores. Ela sempre procura manter a calma e se fazer de calminha, mesmo quando queira enfiar a cara de alguém nas pedras, ela vai manter a pose calma e gentil de sempre. A moça também é muito esperançosa, ou seja, possui pensamentos positivos que tudo vai dar certo, é só querer e pôr em pratica, sendo assim, Nila não é de ficar falando “Ah! Como eu queria...”, ela faz por merecer ou faz o que é preciso fazer para alcançar seus objetivos, voltando ao ponto de Nila defender muito bem o que quer e ser determinada.

Mas, nem mesmo uma indiana que de acordo com a cultura, deveria ser criada para ser perfeita de fato seja. Nila é determinada, por isso, carrega uma teimosia legendária, ela não aceita ser contrariada mesmo que esteja errada, ela vai estabelecer um foco que nada e nem ninguém vai conseguir tirar da mente dela, como explicado, ela não liga de se ferrar, mas se for para ser assim, ela vai sozinha e não vai prejudicar mais ninguém com sua ideia idiota que acaba em desastre, ela tem um peso muito grande quando comete coisas erradas, por isso, ela acaba chorando, mostrando uma sensibilidade que ela se recusa em todos os pontos de admitir. Nila guarda raiva fácil, mesmo que não demonstre e pareça ser bem calma, quando pega raiva de alguém, fica marcada em sua listinha, ficando mais fria com tal pessoa e é bom que não continue provocando, pois Nila quando explode, é impulsiva e acaba falando tudo o que vem em mente, sem medo de machucar psicologicamente uma pessoa.

Nila adora fazer piadas, principalmente, Nila é muito sarcástica. Pode usar tal adjetivo para diversão e descontração, como também pode usar como insulto, ela não liga em ser malvada de vez em quando, principalmente quando se trata das inimigas. Nila tem uma ótima lábia, isso leva a jovem a ser meio manipuladora, ela costuma a tentar convencer as pessoas de acordo como que ela quer, a manipulação pode ser tanto necessária como algo que ela queira muito e se veja precisando justamente manipular alguém para que consiga alcançar seus objetivos. Com isso, Nila acabou aprendendo a arte da sedução na Casa das Exóticas, sabendo usar sua boa lábia a seu favor, conseguindo seduzir alguns frouxos que frequentam a Casa, ela odeia fazer isso, mas acha necessário, e ela não nega, ela gosta de se fazer de safadinha só para seduzir, ela ri ao pensar nos movimentos e nas coisas que fala, sabendo que a Jasmim não é a Nila de verdade, é só uma cópia em precisão para conquistar sua liberdade.




Qualidades
Inteligente; Gentil; Acolhedora; Educada.



Defeitos
Teimosa; Sarcástica; Misteriosa; Manipuladora.



Vícios/Manias

Manias:
Passar a mão pelo corpo ou jogar/ajeitar os cabelos toda hora.
Morder o lábio inferior normalmente quando preocupada.
Virar os olhos sempre que irritada.
Enrolar os cabelos com o dedo sempre que pensativa.

Vícios:
X



Fobias/Medos
Tanatofobia Medo da morte.
Claustrofobia Medo de lugares fechados.



Quais são as coisas mais importantes para a sua personagem?
Felicidade.
Extravagância.
Sua família.
Fazer as pessoas sorrirem.




Qual o maior sonho dela?
Arrumar dinheiro o suficiente para ir embora, reformar completamente sua vida e segui-la de um jeito feliz não importa com quem ou onde esteja.



Pertence a qual grupo: Exóticas, Dançarinas ou Povo?
Dançarina.




Caso seja uma Exótica ou Dançarina, gosta do que faz?
Não liga muito. Gosta de dançar e receber olhares de vários rapazes. Ela treina demais e nunca erra um passo, Nila acha que se é para fazer algo, que faça direito.



Como é o seu quarto pessoal?
O quarto centraliza mais o bege, roxo e dourado. Lembra muito sua infância, já que amava tais cores, o formato do Taj Mahal atrás da cabeceira a faz ficar mais aliviada e a aproxima de seu país natal. Um quarto enfeitado demais, cheio de luz e brilho, o que qualquer indiano ama. Algumas paredes enfeitadas com cortinas amarelas, assim como a janela ao lado da cama, uma janela não muito grande, mas que é coberta por tecidos azul-bebê, bege e dourado.




Possui família? Como é sua relação com eles?

Pai
Adag Babujá Daivik Firdaus Damayanti AditiBageshri / 50 anos.
Adag não se conforma com o desaparecimento de Nila. Ele nem imagina que ela acabou na Casa, tanto ele como ninguém de sua família, ele deixou de procurar a filha, mas vai culpar a esposa pelo desaparecimento da mesma pelo resto de sua vida. Ele nunca foi muito próximo a menina, era mais rígido e não aceitava que nem ela e nenhuma das filhas fizesse algo se quer errado, caso ao contrário, elas chegavam a ficar horas se purificando de diferentes formas.

{Shahrukh Khan}

Mãe:
Chandra Bharati Damayanti AditiBageshri / 46 anos.
É a que mais sofreu com o desaparecimento da caçula, a ordem do marido, Chandra deixou de procurar a filha, mas incentiva secretamente as irmãs a continuarem. Ela se culpa, principalmente pelas acusações do esposo de que ela não criou a última filha direito, por isso, Chandra acaba triste na maioria dos dias, sempre fazendo oferendas de sua religião em troca de sua filha. É rígida com as meninas, mas nunca deixou de amar as filhas, principalmente sua xodó caçula.

{Kareena Kapoor}

Irmão:
Raj Adag Daivik Firdaus Damayanti AditiBageshri / 30 anos.
Ele também foi afetado com a perda da irmã, mas foi criado pelo pai, então acabou criando um rancor e dizer desde o começo que ela deveria aparecer sozinha. Apesar de sentir muita falta da caçula, por quem tinha muito carinho. Esse é casado com uma indiana, e com ela tem dois filhos, atualmente, esperando mais três (trigêmeos).

{Ranvir Singh Shahid Kapoor}

Irmã:
Hadijá Babujá Dhara Damayanti AditiBageshri Lee Ong / 29 anos.
Foi a primeira irmã a sair mundo a fora, por vez, Hadijá foi vendida como esposa para um filho de imperador chinês. Ela tem raros contatos com a família, tem que cuidar de 1 filha atualmente, mas sabe que tem algo de errado pelo desespero na voz de sua mãe da última vez que a viu.

{Juliana Paes}

Irmã:
Aja Babujá Damayanti AditiBageshri Nikitas / 27 anos.
Vendida para um grego, Aja é a que deu mais problemas no casamento, o rapaz prometido a tratava como escrava, mas a mesma aprendeu a ama-lo e acabaram se adaptando, hoje, ela tem 2 filhos. A moça não se juntou muito na procura da caçula, na verdade, ela só reza muito por ela, sabendo que Adag e Maya nunca iam encontra-la, ela só quer que a mais nova esteja bem.

{Priyanka Chopra}

Irmão:
Adag Daivik Firdaus Damayanti AditiBageshri / 26 anos.
É o parceiro de seu pai e o segundo entre os irmãos que sente mais falta da caçula, já que para ele, Nila era sua deusinha que deveria ser defendida com garras e dentes, na qual ele sempre se colocava em tal posição. Ele acabava levando muitas do pai, já que tinham que ser rígidos com Nila e ele sempre tentava defende-la, conforme eles cresceram, Adag passou a se afastar dela, por isso, ajuda Maya na busca da mais nova, com esperança de conseguir corrigir seus erros. Ele é casado com uma indiana e tem 3 filhos, mas recentemente mora próximo a irmã, Maya, na Escócia.

{Tyler Posey}

Irmã:
Janna Yasmine Damayanti AditiBageshri Laghari / 25 anos.
Selecionada e comprada por um indiano admirado, Janna está na mesma posição de Aja, o que a resta, é rezar por Nila. Não era muito próxima a irmãzinha, mas nem por isso a deseja mal, pelo contrário, ela só quer que a mesma seja feliz e sabe que Nila “fugiu” por algum motivo, talvez querendo a tão procurada “busca pelo amor verdadeiro”.

{Soumya Seth}

Irmã:
Maya Daivik Damayanti AditiBageshri Heinz / 24 anos.
Vendida para um Escocês, foi a última familiar que viu Nila, e a única que ainda não desistiu de procurar, ela também está esperando um bebê, por isso, o marido tenta a deixar calma e a ajuda várias vezes a procurar Nila, já que de toda família, ela era a mais próxima da garota.

{Isis Valverde}




Favoritos
Cores: Vermelho-Sangue; Amarelo; Roxo; Verde.
Animais: Cobras; Borboletas;
Comidas: Pakora; Samosa.
Bebidas: Chá; Água.
Sabor: Apimentado.
Aroma: Grama Molhada.
Tecidos: Seda e Renda.
Outros: Receber olhares; Joias; Dança do ventre (com adereços ou não); Música; Estrelas.




Desgostos
Cores: Cinza-Escuro; Preto.
Animais: Urubus; Hienas.
Comida: Fish Curry; Kebab.
Bebida: Cerveja; Café.
Sabor: Agridoce.
Aroma: Queimado.
Tecidos: Chiffon e Gabardine.
Outros: Assédios; Subestimação; Derrotas; Madame Rosmerta; Desigualdade.




Talento ou Habilidade
Equilíbrio e reflexos. Algo que chega até a ser meio assustador, ela usa seus talentos muito bem na hora de dançar, principalmente com espadas, é impecável. Muitos ficam procurando um erro ou brecha para que ela se machuque, mas isso nunca ocorreu. Ela sempre teve seus reflexos apurados, já o equilíbrio foi mais aperfeiçoado quando começou a dançar.



Passatempo ou Hobbies
Olhar as estrelas pela janela de seu quarto quando tem oportunidade;
Dançar;
Seguir alguns costumes do Hinduísmo.




Gosta de ler? Qual tipo de leitura?
Gosta, é fascinada. Ainda tem um pouco de dificuldade em ler em inglês, procura tentar, mesmo que a maior parte de seu tempo, ela esteja dançando.



Gosta de música? Qual tipo?
Sim, com certeza! Ela cresceu no meio disso, sempre aprendendo a admirar a música. Seu estilo favorito sempre foi o seu de origem, o indiano. Músicas animadas, puxadas para o árabe que a façam mexer seu corpo ou cantarolar o ritmo escolhido, ela adora.



Possui alguma religião? Como lida com isso?
Sim, Hinduísmo. Cresceu conhecendo, aprendendo e adorando tal religião. Mas, ao ser levada para Escócia, aprendeu mais sobre o catolicismo, mesmo que ainda se encaixe em sua religião de origem, siga tudo o que foi lhe ensinado e dado até hoje.



Já se apaixonou ou teve algum relacionamento?
Sim, Albert Joseph Tobias Heinz foi o primeiro e único amor da vida de Nila. Já cometeram muitas loucuras juntos, mas a maior delas não chegou a ser realizada, ele é o único que presenciou o quanto Nila consegue fazer um romance se aflorar e fazer um rapaz ser completamente encantado por ela.

{Zac Efron}



A personagem é Virgem?
Não.

Com quem teve sua primeira experiência sexual? Como foi?
Sua primeira experiência ocorreu quando ela tinha 20 anos. Ela estava brincando com Albert, correndo por um bosque longe de casa depois de um passeio de cavalo, o típico “pega-pega”, até que Nila foi colocada contra uma árvore por Albert e um beijo ocorreu, aquilo foi o principal causador de toques mais ousados. Albert tentou ir com mais calma e tomar cuidado, já que Nila era muito inocente na época. Nila não se arrepende do que aconteceu.




Paquera

Loving can heal
Loving can mend your soul
And it's the only thing that I know
I swear it will get easier
Remember that with every piece of you
And it's the only thing we take with us when we die



Amar pode curar
Amar pode remendar sua alma
E é a única coisa que eu sei
Eu juro que ficará mais fácil
Lembre-se disso em cada pedaço seu
E é a única coisa que levamos conosco quando morremos

{Photograph – Ed Sheeran}


Nome
Nathaniel Hoyer

Apelido dado
Imperador Ela não sabe o nome dele, tudo o que sabe é que ele é filho de um delegado, coisa que ela nem sabe o que é direito. Para ela, o Imperador é alguém majestoso e que tem a palavra mais alta, isso faz Nila chama-lo constantemente assim, na tentativa de chamar a atenção dele.

O que a personagem gosta no(a) paquera?
Praticamente tudo, Nila começou se apaixonando fisicamente pelo rapaz, mas ela logo viu seu olhar firme e que, incrivelmente, conseguia ser sensível ao mesmo tempo. Como a relação deles é baseada no mistério, Nila conseguiu perceber a determinação do rapaz de querer conhece-la, algo que a encanta, ele parecia não ter medo de quase nada, ele com certeza, queria se passar pelo “filho perfeito”, coisa que Nila entende bem.
O fato de ele ser protetor excessivamente com alguém que ama, como ele sempre quer tomar a palavra final, mesmo que seja algo meio peculiar para se gostar em outra pessoa, Nila admirará a forma de como as palavras do rapaz terão o peso, conseguindo convencer a muita gente de que esteja certo. Isso também se aplica a inteligência do rapaz, Nila acha impressionante a forma de como ele sempre vai saber agir, da paixão do rapaz pela leitura e isso começa a faze-los criar assunto, já que ler é o que Nila queria fazer a maior parte do tempo.
A gentileza incrivelmente perfeita aos olhos de Nila, mesmo que ela saiba que a gentileza pode aflorar ou diminuir desde a primeira impressão, ela sabia que Nathaniel era alguém de ouro só por seu olhar tímido, ela se apaixonou por todos os olhares do rapaz, não seria diferente com esse, ela sabe que o “Imperador” era tímido, mas que parecia não se importar de dormir com uma exótica, ela gosta da mínima bipolaridade dele, coisa que Nila procura entender mais.


O que não gosta?
A forma de como ele raramente confia em alguém e que esconde as coisas de todo mundo, isso a deixa muito nervosa. Ele pode estar certo no aspecto de não confiar em todo mundo, mas Nila ainda vê corações bons em todo mundo, então, ela não entenderia essa suspeita toda do rapaz, nem todo mundo era “fofoqueiro” ao ponto de sair contando seus problemas pessoais.
A frieza que ele pode ter, e como é difícil recuperar certa intimidade desde que um erro é cometido por ela. Nila odeia a forma de como ele consegue falar como se alguém tivesse culpa, ou como ele acha que ele está sempre certo, de nunca querer ajuda. Para ela, isso é algo que nunca poderia ocorrer, algo esquisito, que aos olhos de Nila, a provoca para achar mais erros nele.


Como é a relação entre eles?
Algo que os definam, com certeza é o mistério.
Nila soube definir que Nathaniel não era garoto na qual devesse se meter muito, por isso, ficava mais na sua, sem manter muito contato visual com ele, Nila acreditava ter se apaixonado pelo físico do rapaz, mas não, ele a chamou atenção por seu olhar diversificado, a quem podia mudar de comportamento rapidamente. Nathaniel, por vez, olharia para ela na primeira vez que “acidentalmente” acabassem se trombando, o olhar inocente e ao mesmo tempo sedutor de Nila, foi a porta para que trocas de olhares começassem a surgir, não pelo físico, mas sim por quererem saber mais, sendo que nem seus nomes iriam saber.
As raras e curtas conversas fluiriam com rapidez, um assunto levava a outro, mas no final, eles continuavam sem saber nada um sobre o outro, o olhar valia mais do que mil palavras para eles, Nathaniel respeitaria muito o jeito misterioso da moça, mesmo que fosse algo que não estivesse acostumado a ver, ele ficaria mais impressionado ainda de ela nem ter interesse em saber sua posição financeira, e Nila ainda mais por ele sequer ficar olhando seu corpo como todos os seus clientes, isso fez as coisas irem ficando cada vez mais intrigantes.
Nathaniel podia não gostar muito da ideia de mistério no começo, até que ele percebeu o que ela estava fazendo. Deixando as coisas mais hesitantes, fazendo-o querer saber mais sobre ela, ficando mais entusiasmados em se conhecer, um romance com Nila é como uma aventura longa e apenas uma dessas vezes foi bem fluida, mas Nathaniel é sábio e se acostumaria fácil com o jeito da moça, respeitando-a. Por sua vez, Nila adoraria ser respeitada e devolveria tal sentimento, dando jus ao apelido, já que aos olhos da indiana, Nathaniel era alguém especial e unicamente inteligente.


Os Pontos em Comum
Ambos querem parecer perfeitos, sabem esconder seus segredos e imperfeições, na qual conseguem se desviar de várias situações sozinhos, sendo que raramente aceitam ajudas das pessoas, colocando jus a teimosia que têm na mesma medida.
Acolhedores e gentis, Nila e Nathaniel sabem sorri quando necessário, ambos com uma ótima lábia que consegue convencer as pessoas, a lealdade óbvia exposta no olhar deles, passando confiança e autoridade.
A frieza de quando pegam raiva de alguém, coisa que pode deixar qualquer um sem graça, ou magoado devido a arrogância raramente exposta.
A paixão por leitura, Nathaniel é mais avançado em inteligência, mas Nila quer chegar a ser como ele, mesmo que seja bem inteligente, isso faz o rapaz ajuda-la em algumas conversas mesmo não sabendo seu nome, chamando-a pelo nome “Jasmim” e ela pelo “Imperador”.


As Divergências
Nila é esperançosa e sonhadora, ao oposto de Nathaniel que é um pouco mais “pé no chão” e menos inocente.
Ele pode ter certo senso de humor, mas não chega nem perto ao de Nila, que sempre está com alguma piadinha sarcástica na pontinha da língua.
Nathaniel é bem tímido e não flui muito bem em uma conversa de primeira, ao contrário de Nila que consegue fazer amizades facilmente.
Nathaniel é bem persuasivo, mas ele não chega a ser manipulador como Nila, que sempre consegue manipular muita gente, menos Nathaniel que entende seu truquinho.


Qual foi a primeira impressão da personagem sobre o paquera?
Mais um cafajeste que não passaria em seu “teste”, sempre que uma troca de olhares fica mais intensa entre ela e um cliente, Nila já recebe logo uma cantada, coisa que ela odeia. Achava que aconteceria o mesmo com o rapaz, mas surpreendentemente ele apenas continuou a olha-la timidamente, o que a faria continuar estabelecendo um mistério entre os dois.



Essa é uma fanfic +18, portanto, você está ciente que sua personagem poderá participar de cenas de sexo explícito? Principalmente se for uma Exótica?
Sim, estou ciente!



Você está ciente que caso sua personagem seja escolhida estará em minhas mãos e servirá ao enredo e desenvolvimento dessa história?
Sim! Com certeza!



É possível que algumas fichas sejam posteriormente selecionadas como personagens secundárias. Caso você não passe na seleção primária, deseja concorrer a secundária?
Claro, fofa!



OBRIGADA POR LER ATÉ AQUI, LINDA! ESPERO SINCERAMENTE QUE GOSTE DELA!
KISSES!


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...