~Deby-Semideusa

Deby-Semideusa
Nome: Deby_LoveHDO
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Suzano, São Paulo, Brasil
Aniversário: 14 de Setembro
Idade: 16
Cadastro:

Ficha para "I.A.L.A"


Postado

"Dançar: Não Apenas Com o Corpo, Mas Sim Com o Coração" ~ Anna Lucy Genevive.





Nome Completo:
Annabeth Lucy Genevive.

Significados:
Annabeth: Os país de Anna lhe batizaram assim por conta de "Anna Pavlora", uma grande bailarina. O significado de Anna é: “graciosa”, “graça” ou “cheia de graça”. E de Beth é “Deus é juramento”, pois seus pais juraram que iam fazer dela, uma estrela.
ELA É CONHECIDA APENAS POR ANNA.


Lucy: “a luminosa”, “a iluminada”.

Genevive: "Onda Branca".



Idade:
17 anos.
22 de setembro.
Signo: Virgem.




Personalidade:
A primeira impressão que Anna causa, é perigosa. Ela pode parecer um anjo e seu olhar ser de um anjo, mas seu sorriso travesso e cruel realmente demonstra o perigo que ela é. Annabeth é uma garota que guarda raiva fácil e que vira os olhos com tudo que dizem a ela, sendo que pode parecer um pouco arrogante. A principal característica que tem é a sedução e agressividade. Ela pode esconder, mas seus pensamentos são violentos e ela fala na maior tranquilidade.

Uma palavra que defina, sem dúvida é ousada. Ela não se importa com que os outros dizem e mesmo que não se importe, sabe os retrucar; além de que sua ousadia é extremamente atraente e sexy para alguns, o que nem ela pode negar. É super corajosa, parece não ter medo de nada, sendo que não está nem aí se está correndo risco ou não, sua coragem pode parecer até mesmo uma teimosia lendária, já que ela não aceita que a bloqueiem e dizer simplesmente que é perigoso, ela não liga.

Ela sorri sempre, mesmo que seu sorriso seja um tanto quanto sarcástico. Ela não gosta de chamar a atenção de ninguém, por isso, nunca chora na frente de ninguém e nunca demonstra seus reais sentimentos, na esperança que as pessoas não a encarem ou a “julguem pela capa”, ela prefere deixar a impressão de cruel e misteriosa. Mesmo assim, não é nada sensível e é difícil faze-la chorar, além disso, ela não é de esperar que as coisas cheguem em sua mão, ela simplesmente corre atrás, só fica muito nervosa se não conseguir o que é quase impossível de ocorrer.

Ela é incontrolável, ninguém consegue colocar ordens nela a não ser que seja para o bem de todos. Ela é perigosa e sabe muito bem brigar, tanto de palavras quanto de toque e não tem medo de machucar seu “oponente”, mexer com ela sem conhece-la a tira do sério, sendo que ela pode ser calma, mas não leva desaforo a lugar nenhum e é difícil deixa-la irritada, seu lado explosivo realmente consegue deixar alguém sem graça ou machucado tanto por suas palavras sarcásticas ou por seus tapas, socos e chutes doloridos.

Ela tem mania de mexer em seus cabelos ou acariciar sua perna e braços, ela não é vaidosa, nem um pouco. Não liga para roupas, maquiagem ou seriados. Ela é mais aventureira e gosta de se divertir, mas ela esconde que adora passar hidratante no corpo para sentir sua pele macia quando estiver com sua mania, o modo como ela faz tais coisas é realmente atraente e inevitável de se olhar, mesmo que a pessoa esteja de costas, vai sentir os seus movimentos lentos e em sincronia perfeita para arrepiar qualquer um.

Annabeth pode ter esse jeito meio atraente e travesso de ser, mas com certeza, é uma das que mais tem a cabeça no lugar, apesar de sempre passar dos limites, ela se mantém bem para conseguir seu certificado e tenta ajudar seus amigos a conseguirem seus objetivos, sendo Anna, uma garota completamente gentil e engraçada, que não deixa nenhuma de suas pessoas próximas para trás.

É bem curiosa e ás vezes, usa seu jeito ousado e sexy para conseguir descobrir as coisas. Quando coloca algo na cabeça, ela não desiste até conseguir, em junção a isso, é bem vingativa, EXTREMAMENTE vingativa, sendo assim, nunca deixa algo barato e tem problemas com raiva. Ela não é estressadinha, mas, sim, ela desconta a raiva e tem problemas com ela, já que sua sensibilidade é difícil de se assumir, apesar de ela ser bem alegre e isso ofuscar sua raiva, ela pode muito bem estar com você na sua mira de raiva.

Seu sarcasmo chega a ser um pouco humorístico mesmo acompanhado de mistério, ela parece não bater bem da cuca e mesmo que seja extremamente misteriosa, ela ainda consegue fazer as pessoas rirem ou ficarem irritadas da forma que ela fala. Suas palavras sempre contêm sarcasmo e de qualquer forma, zoeira para ela não tem fim. Adora tirar um sarro e se divertir como esses adolescentes de televisão.

Ela é muito competitiva e esconde profundamente que odeia ser derrotada e estará sempre com revanches em mente. Principalmente se for algo na qual ela sabe mais ou faz melhor. Ela consegue provocar as pessoas sempre as levando a algum duelo como "você está com medo?", mas a frase nunca vem acompanhada de humor e sim de mistério, como sempre, esse mistério pode ser atraente e irresistível.

Gosta de mostrar seu lado aventureiro, divertido e livre. Os garotos adoram. Mas, Annabeth é uma garota extremamente difícil, principalmente quando se trata de garotos a querendo, ela se faz de difícil e não deixa que ninguém encoste nela com segundas intenções, porque ela pode se fazer de nojentinha ou agressiva dependendo da situação.

Já deve ter reparado que ela é muito determinada, não é? Pois, então. Essa determinação dela, chega a ser teimosia, ela não aceita que pessoas entrem na frente e dizem que é má ideia, se ela for se ferrar, ela vai e sozinha. Ela não desiste das coisas por nada nesse mundo, apenas se algo realmente diferente acontecer e ela se sentir melhor fazendo outra coisa. Isso a deixa meio dessas pessoas que fazem para ver consequências depois, mas que mudam de opinião dificilmente e sempre é para algo maior e melhor. Pode parecer ganancia, mas ela não aceita ser chamada de gananciosa. Sabe que isso é um defeito e cisma muito em querer orgulhar os pais mesmo de longe sendo "perfeita" e no fundo, no fundo, ela sabe que é perigosa, gananciosa, ousada e outras coisas, ou seja, ela sabe que tem defeitos.




História:

O nascimento de Anna foi totalmente planejado por seus pais que viam o quanto sua irmã, Chloe estava sozinha. Antes mesmo de nascer, sua família enfeitava o quartinho da garota totalmente no estilo bailarina, sapatilhas espalhadas e sua roupinha já preparada, sua mãe era obcecada por ter uma filha dançarina já que Chloe preferiu desfilar.
Pouco tempo depois, Anna nasceu. A linda e fofa garotinha que a família tanto idolatrava, principalmente Chloe que teria alguém para brincar, apesar de ter ciúme de seus pais com ela. Não demorou nada, o tempo passou voando, Anna fez dois anos e aprendeu a andar, para Kalista (sua mãe) já estava ótimo, o próximo passo era ensina-la a dançar e Anna, já gostando de dançar desde a época, aceitou começar mesmo que Kalista a colocasse só porque era bailarina também.
Anna começou a ter problemas de se adaptar na escola, ballet tinha se tornado sua prioridade e as outras crianças zombavam dela por ballet ser muito lento e “esquisitinho que nem ela”, Anna não chorava, ela gostava de dançar então se era lento ou não, o problema não era de ninguém, mas mesmo assim, as pessoas se afastavam dela e a tristeza que ela tinha pela falta de amigos, ela usava na dança e isso chamou a atenção dos diretores de sua academia.
Por chamar atenção, seus professores decidiram que aos 7 anos, Anna começaria a frequentar competições junto com algumas outras bailarinas boas de diferentes idades: Anna tinha 7, outras tinham 8 e apenas uma de 9, mas nem mesmo a coreógrafa/instrutora das dançarinas conseguia explicar o porquê de Anna ser a favorita, ela não dançava só com o corpo, mas sim com o coração além de suas expressões faciais em uma dança, realmente contarem histórias. Desde aquela idade, Anna já dançava profissionalmente (no mesmo nível das outras garotas, até mesmo o da mais velha).






Anna era a mais forte da maioria das bailarinas, ela dizia que o problema das outras era a falta de determinação, pois quando as meninas atingiam o “topo” elas acabavam desistindo pela rigidez excessiva da professora, mas Anna fazia de tudo para sempre orgulhar seus instrutores, família e a ela mesma.
Anna não perdia uma competição que ia como solista, fora que ela tinha que decorar um solo ou dueto e uma dança de grupo toda semana, ela nunca esqueceu nenhuma dança e sempre executava as mesmas das formas que lhe eram dadas, isso a tornava cada vez mais forte, porém, mais atarefadas, o que em três anos de competição fez com que Annabeth tivesse o apoio de seus pais para estudar em saca e desistir da escola, estudando duas horas por dia da semana, ela teria mais tempo de fazer outras danças a não ser ballet, aperfeiçoando seu gosto pela dança.
Mas, Anna sabia que não conseguiria ganhar a vida dançando, ela decidiu a começar a fazer teatro e arte cênica também para assim, poder atuar em filmes diversificados, só que ela escondia de sua família que o que ela queria mesmo era ser musicista, ou seja, Anna queria cantar e tocar diversos instrumentos, ser boa bailarina e atriz, mas sabia que isso era impossível e que se contasse a sua família, eles enlouqueceriam, principalmente sua mãe.
Porém, seu pai começou a perceber que Annabeth estava diferente para dançar, ela parecia estar mais concentrada em cantar pelos cantos de sua Academia do que nas aulas de ballet. Mesmo assim, Anna continuava intacta, mas seu pai decidiu que ia ajudar secretamente de sua esposa, o lado musical de Annabeth.
John começou a tocar piano com as filhas, Annabeth não entendia, porque os movimentos de dedos eram muito rápidos e os dela já estavam no máximo de dureza para manter boas posições de braços no ballet moderno que ela fazia, mas Chloe aprendeu rápido e quando o pai precisava ir trabalhar, Chloe compusera algumas músicas e tocava o piano enquanto ela e Anna faziam duetos. Kalista acabou achando legal esse “multiuso” da Anna, só que ficou quieta para que ela não relaxasse.
Anna fez 15 anos e como dizia o contrato de sua Academia, ela sairia de lá formada e profissional, estava certo. Annabeth chorou que queria continuar competindo, mas alista colocou na cabeça dela que achava super legal essa conexão artística que ela tinha e Anna riu ao falar que odiava pintar ou desenhar, e que preferia uma “self” do que uma fotografia. Foi isso o que a acalmou e se formou como dançarina sênior, agora precisava do curso profissionalizante que lhe desse o certificado, pois mesmo já sendo profissional, nunca participou de um show ou espetáculo, ou filme como atriz, ou abrir um show de alguém famoso como cantora. Annabeth estava perdida e não sabia o que faria de sua vida, mas sabia que não dançaria como profissão para sempre.




Annabeth não voltou para a escola, ela fez algumas aulas de canto e continuou se concentrando na carreira, sua irmã via muito de seu desempenho e tinha muita amizade com a filha da diretora de um acampamento de verão especial para artistas, então mandou alguns videos da irmã dançando, cantando e atuando que conseguiu por façanhas bem planejadas, isso até que a amiga conseguiu a vaga de Annabeth para o verão, mas os videos acabaram chegando aos olhos do Sr. Campbell de "I.A.L.A", o que o chamou muita atenção na determinação da garota, assim, a convocou para um teste, na qual se passasse teria uma bolsa de estudos no colégio.
Anna fez o teste e ficou em destaque, entre as três melhores, a mais determinada e perfeccionista, o que fazia dela a mais forte. E quando a carta de boas-vindas chegou em sua casa, seus pais insistiram em até dar uma festa, Anna se alegrou até o último e sabia que agora teria o fechamentos dos três cursos para uma carreira de sucesso.
O primeiro dia de Anna, já foi o primeiro dia de detenção, Anna com seu jeito travesso de ser, acabou causando algumas intrigas entre rapazes por ela e algumas boas respostas em professores. E foi em uma de suas detenções que ela conheceu Joh, que também era aluna nova. Se conheceram quando Annabeth começou a cantarolar uma música enquanto estava com fone de ouvido escondida do supervisor, e Johanna começou a completar a música, logo, ambas cantavam juntas e se conheceram melhor em festas do pijama e vários encontros de amigas, se tornando quase como "unha e carne".




Família:

Mãe:
Kalista Genevive / 45 anos / Profissão: Bailarina aposentada.
Relação: Kalista costuma a ser bem rígida com Anna em relação a sua carreira, ela só quer o melhor para a filha e sabe que o "céu não é o limite" e que Anna tem que sempre desafiar as capacidades humanas desde pequena. Anna ama sua mãe, mesmo que a veja mais como professora, as duas juntas com sua irmã viram realmente uma família e acaba sobrando para seu pai a quantidade de palhaçadas femininas.



Pai:
Johnson Genevive Stuwart / 46 anos / Profissão: Diretor de Filmes.
Relação: John é um puxa saco da filha mais nova, ele tenta manter a vida de Anna socialmente já que ela só pensa na carreira. Apesar de que com um tempo e novas amizades, Anna foi melhorando nisso graças ao pai. Ele gosta muito de fazer "noites de filme" com as filhas, a maioria são os que ele dirigiu recentemente, ele adora abraçar as meninas de sua família e costuma a prometer as coisas para Anna com o dedo mindinho entrelaçado ao dela, sendo ele o pai mais relaxado.



Irmã:
Chloe Genevive / 21 anos / Profissão: Modelo.
Relação: As duas fingem brigando de mentira, só para provocar mesmo. Chloe vive chamando Anna de baixinha por ser mais velha e mais alta do que a mais nova. Elas adoram se provocar e assistir filmes juntas, Chloe é uma das poucas pessoas que tanto apoiam sua carreira e sempre está na plateia de cada apresentação da irmã, o mesmo acontece com Anna, mesmo que não goste de desfiles vai ver só por Chloe.





Especialidades:
Dança (principalmente ballet, mas é muito boa em "dança do ventre" e "dança de rua" também).


Atuar (é melhor em comédia e ação & aventura, procura treinar mais drama e suspense também).


Cantar (Anna tem grande vontade de ter uma carreira na música profissionalmente, já que não pretende ser bailarina para sempre, ela pretende aprender a tocar violão, mas não quer fazer curso e sim ter alguém que a ensine o básico, só para ela poder cantar).




Aparência:
Possui cabelos castanhos, porem puxado para o ruivo juntamente com mechas loiras que raramente aparecem, são sedosos e se movimentam de acordo com a brisa, de raízes lisas até as pontas de cachos definidos e cintilados. Seus olhos azul-elétricos são extremamente brilhantes e claros, o que faz om que seus cílios longos e finos contribuam para que chamem mais atenção em seu rosto, seus lábios são extremamente grossos e rosados por natureza.
Sua pele é bronzeada, tendo belas curvas formosas, mede 1,69 de altura e pesa 48 quilos, sendo extremamente magra (por conta de seus treinamentos, era preciso ser bem magra), dona de seios fartos e traseiro relativamente médio, suas coxas seguem o padrão do traseiro, mesmo sendo torneadas igualmente a barriga musculosa.
{Barbara Palvin}














Estilo musical:
Pop-Rock são seus favoritos, mesmo que escute alguns pops puros, SOMENTE AMERICANOS.



Estilo de roupa:
Ela jamais passa maquiagem que não seja para uma apresentação, sendo ela nada vaidosa e sendo bonita do jeito que é mesmo, tenta chamar menos atenção, mas só de passar, os olhares são para ela, ou seja, seu estilo é de uma adolescente relaxada, normalmente roupas pretas. Também adora deixar a barriga de fora, não nega que gosta dos olhares masculinos.
Exemplos casuais:







Exemplos formais:








Gosta:
Dançar.
Cantar.
Músicas.
Batalhas (competições).
Festas / Diversão / Zoeira.
Seduzir.
Filmes (ação, aventura, comédia).
Livros (mistério).
Praias.
Loucuras / Perigo.



Não gosta:
Derrota.
Pressão.
Responsabilidades.
Ordens.
Subestimação.
Assédios.
Regras.
Frio.
Agulhas.
Tristeza.



Medos:
Filofobia — medo de apaixonar-se.
Tripanofobia — medo de injeções.
Não poder dançar, cantar ou atuar. Assim, não ter o futuro que sempre planejou.



Manias:
Morder o lábio inferior (quando pensativa).
Tem tiques na perna (quando nervosa).
Acariciar seu próprio corpo, de coxas a cabelos (para chamar a atenção de garotos).
Umedecer os lábios (quando com fome, sede ou sono).
Cantar no banho (diariamente).
Falar dormindo (bem raro).
Bagunçar seus cabelos (quando não quer chamar atenção, mas acaba chamando de todo jeito).



Relacionamento com a Johanna:

As duas são bem amigas e Annabeth segue Joh para tudo quanto é lado, como eu disse, elas são como "unha e carne" e estão sempre fazendo besteiras juntas ou jogando conversa fora, Anna normalmente confia em Joh e ela foi a sua primeira amiga do colégio, então também é a garota que coloca a cabeça de Johnna no lugar quando ela pensa em fazer uma doideira ao ponto de ser expulsa, Anna tenta bloquea-la mesmo sabendo que não vai funcionar e que ela vai junto.
Annabeth vive tirando selfs em quaquer ocasião com seus amigos, isso também se aplica a Joh e muitos acham a amizade delas bem legal e diferente, já que é raro ver amigas a esse ponto.




Relacionamento com os amigos:

Annabeth costuma a ser muito leal a eles. É bem difícil faze-la contar algo de segredo a eles, mas Anna costuma a alegrar tudo mundo e faze-los ter mais loucuras em suas vidas, sendo que não dá preferência nenhuma, ela ama/adora todos eles. É a cola do grupo e sempre faz as pessoas se reconciliarem depois de uma briga e ela prefere evitar os amigos que ela briga mais, já que não quer perder a amizade de ninguém.



Relacionamento com o par:

Como eu já disse, Annabeth é de complicada conquista, ela pode estar morrendo de amores por alguém, mas ela nunca vai adimitir e nunca vai se deixar sofrer por causa de um garoto. Mesmo assim, a mudança nela é óbvia, ela começa a ser mais provocativa e ousada, sendo que ama deixar seu par meio nervoso perto dela, gosta de provoca-lo e vive tirando sarro dele (de forma que nunca o magoe mesmo, só brincando). Gosta de se fazer de criancinha e brincar de pega-pega com ele, ele seria o único que ela deixaria a tocar ou abraçar.



Quer par?
Sim!



Sexualidade:
Heterossexual.



Curiosidades:
Anna fez o total de 54, sendo que desses todos, em seis anos de carreira em competições, Anna ganhou 44 deles, perdendo apenas 10.
Aqui estão eles (é só um trecho da sequência de giros de cada um, mas o nome deles está na parte inferior da tela, ou seja, você pode pesquisa-los inteiros escrevendo “Maddie Ziegler - *nome do solo*). Pode perceber o crescimento dela, e que ela fez essas competições durante seis temporadas (seis anos).



A voz de Anna pode ser interpretada pela da “Bebe Rexha”, sendo que ela e a irmã compuseram uma música (na verdade a irmã dela toca e compôs e ela apenas canta com a Chloe).


Anna tem o sonho total de ter os papeis principais em filmes de Hollywood e participar do ballet “O Lago do Cisne”.

Anna tem uma mínima separação entre os dois dentes da frente, o que é um charminho para ela.



Algo mais?
Nothing :3






OBRIGADA POR LER ATÉ AQUI! Espero que tenha gostado da Annabeth, lógico! Qualquer coisa que precise, só falar, viu?
KISSES! AGUARDO RESPOSTAS!





Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...