~Deby-Semideusa

Deby-Semideusa
Nome: Deby_LoveHDO
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Suzano, São Paulo, Brasil
Aniversário: 14 de Setembro
Idade: 16
Cadastro:

Ficha para "Falling Love"


Postado




"Eu sei que todos nessa ilha
Parecem tão felizes nessa ilha
Tudo é sob medida
Eu sei que todos nessa ilha
Tem um papel nessa ilha
Então talvez eu possa fazer o meu"

~ How Far I'll Go - Alessia Cara.




=== F I C H A ===

Nome & Sobrenome Completo
Megan Artêmis Clarissa Duarte D’Ávilla

Significados:
Megan: “Pequena Pérola em Concha”.
Artêmis: “A Caçadora”.
Clarissa: "Brilhante", "ilustre", "luminosa".
Duarte / D’Ávill: São os sobrenomes de seus pais.



Apelidos
Meg → Dado por seu pai, antes de morrer. Ela ama ser chamada assim, pois lembra de seu pai.
Cinderela → Pessoas que a conhecem a chamam dessa forma, por conta da história que leva em suas costas.



Idade / Data / Signo
19 anos.
22 de setembro.
Virginiana.




Sexualidade
Heterossexual.



Casta & Trabalho
05.
Sua madrasta costuma a usar a voz da garota para tentar ganhar lucro. Já que ela faz Megan se apresentar em diversos lugares, dos mais nojentos aos mais perigosos.
Ou seja, ela é musicista, bailarina e cantora, sim, os três. Ás vezes, ela canta e dança e outras, ela canta e toca.




Província
Waverly.



Aparência & Descrição
Dona de cabelos de cor acastanhada, que são onduladamente sedosos e percorrem metade suas costas e terminam em fios desfiados e ondulados, sua franja é separada bem no meio, raramente está jogado para um lado, mas de ambos os lados, sua franja tem que ser presa atrás da orelha se Megan não quiser alguma delas cobrindo seus olhos; seus cabelos são tão volumosos e sedosos que acabam se movimentando de acordo com a brisa de forma maneirada, ou seja, não desarrumam por um ventinho, mas sim se movimentam delicadamente. Seus lindos olhos brilhantes variam em três cores dependendo do horário, sempre mantendo um toque verde, eles podem se tornar verde-mar ou verde-cinzento, sendo que seus cílios extremamente grossos e longos fazem com que os olhos se destaquem mais em sua pele pálida e macia. Sua pele também tem um aroma natural de merengue, ela diz que é o perfume de sua mãe que ela insiste em sempre ter com ela, também acompanhado de uma maciez e resistência impressionante. Seus lábios são carnudos e belos, escondem um sorriso branco que ela se recusa a mostrar, apesar de ele ser lindo e capaz de "iluminar o lado escuro da lua".
Seu corpo é musculoso e não delicado como o de muitas meninas, mas não deixa de ser bonito. Tem seus toques femininos, claro, uma cintura fina até demais acompanhada de seios medianos igualmente ao traseiro, suas coxas grossas são "durinhas" de acordo com a musculatura de seu corpo que não chega a aparecer muito já que se encontra em sua barriga delineada e magra, sendo assim, ela carrega o peso de 49 quilos e a altura mediana de 1,72. Seu corpo é digno de uma heroína por ser robusto e forte, isso a deixa realmente forte.

























Personalidade

Megan tem um instinto de alegria e aventura maravilhoso, mas sua aventura em especial, é uma coisa deliciosa de se ver. Ela gosta de fazer loucuras e se meter em encrencas, sendo que sai intacta das doideiras que faz. Mostrando um espirito alegre e sorridente que Megan definitivamente possui. Ela não tem medo de se machucar e sempre está aproveitando coisas novas e diversificadas, tentando aproveitar a vida ao máximo que ainda pode. Logicamente, junto a isso, nasce uma coragem lendária, onde ela parece não ter medo de nada, porém, ela é um ser-humano e tem sim seus medos, mas os esconde e tenta se fazer de forte.

Tem uma inteligência gigantesca, Megan é ótima em dar concelhos e em constatar fatos interessantes, onde ela aprendeu isso? Com livros velhos espalhados pelo antigo porão da casa de sua madrasta. Isso faz com que goste muito de ler e sempre varia os conteúdos, mas na maioria das vezes são antigos contos ou histórias reais da antiguidade como a época medieval ou deuses gregos. Ela gosta de confundir as pessoas falando coisas sobre seus livros e comparando com algo de sua vida, ela acaba aprendendo muito através disso e isso a torna extremamente inteligente. Claro que com isso, Megan acaba se tornando uma pessoa estrategista que adora formar diversos planos, ela planeja quase 10 em sua cabeça em menos de minutos e sempre sabe entrar e sair de uma enrascada sozinha ou em grupo.

Mas, é claro que isso vem acompanhado de uma teimosia enjoativamente terrível. Ela não aceita estar errada, o que raramente está. Megan adora desafiar as pessoas quando o assunto é sabedoria, sendo Megan muito competitiva em diversas situações, ela nunca aceita derrota, fica muito desconformada e pensativa quando perde em qualquer coisa, menos em competições com muitos participantes, ou que ela já não estivesse muito confiante, pois Megan sabe que em competições grandes (como A Seleção), ela corre grande risco de derrota e com essas derrotas, ela se conforma totalmente.

Megan é perigosamente vingativa, age por impulso e raramente tem esses desejos insanos. Nada com coisas comuns como brigas ou derrotas das mesmas competições grandes, para isso ela não liga, porém, nunca judie de ninguém na frente dela ou faça algo absurdo com ela perto, pois Megan vai cismar em desmascarar a pessoa na frente de todo mundo, sendo uma garota bem justa. Isso se encaixa em seus desejos de revanches, quando ela estava ciente de que conseguiria ganhar em algo, ela para até vencer o mesmo oponente da primeira competição, nem que isso dure por muitas partidas de determinada situação (seja ela qual for).

Megan é a pessoa mais fiel do mundo. Quando consegue uma amizade com ela, tenha certeza que ela será verdadeira, ela acha que nunca seria capaz de trair alguém próximo, sendo bem leal a amizade feita. É uma ótima amiga, principalmente por ser conselheira e protetora daqueles que forem bem próximos a ela, Megan sabe como consolara alguém e como nunca teve muitos amigos, ela se apegaria muitos aos feitos recentemente. Mas, Megan considera a maioria das pessoas como seus colegas, está acostumada a não confiar em ninguém que não seja nela mesma, ela pode fingir acreditar, mas conquistar a confiança dela por inteiro é somente quando ela aprender a lidar com o amigo e saber sobre o que deve contar e o que não deve, aprendendo a lidar com cada um de seus conhecidos rapidamente. Megan prova sua lealdade desde as primeiras conversas, ela saberá quando há algo de errado com o amigo ou conhecido e não desgrudará de o pé do mesmo até saber o que está acontecendo e onde pode ajudar, sendo Megan, uma ótima companheira.

Meg é um tanto quanto inocente. Ela raramente entende uma piadinha maliciosa ou realmente sem graça e fica bem chateada com isso, a verdade é que ela nunca teve pessoas que a ensinassem mais sobre sua vida, mas ela está sempre disposta a aprender mais, como já foi dito. Ela não é nem um pouco lerda, tanto é que certas piadas que ela possa captar, ela entende sempre e ri com isso, ninguém sabe essa mudança ela. Algumas mais leves e engraçadas, ela entende na hora, mas as pesadas e sem graça, ela nunca irá entender sem explicações. Ela não sabe nem direito como é o “amar”, mas não se sentiria ruim em experimentar, logicamente, ela precisaria de mais explicações que nunca foram dadas a ela. Por fica chateada, ela finge entender essas piadas, mas sua risada sai mais forçada o que é fácil de perceber.

Megan tem um coração gigantesco. Muito caridosa e realmente apoia os direitos iguais, mesmo que não seja fã dessa coisa de direitos, ela sempre procura a ajudar as pessoas o máximo que pode, não suporta ver ninguém sofrer e não esconde isso, Megan está acostumada a ajeitar suas próprias coisas e no palácio não seria diferente, se ela tivesse permissão, Megan ajudaria as criadas, mas acha que seria a conta para a família real não gostar dela. Então, ela faz suas limpezas de costumes no quarto e algumas vezes na cozinha, onde poderia fazer mais amizades com as moças da limpeza que ela jamais chamaria de “empregadas” ou “criadas” por achar uma discriminação absurda.

Megan é uma pessoa criativa, principalmente na hora de contar histórias. Ela fala cada coisa que parece ser vinda de uma criança, mas logico que ela acha graça nisso. Isso é algo que as crianças amam nela, ela conta historinhas incríveis e aventureiras, algumas sendo até mesmo baseadas nela. Ela esconde todas essas histórias em seu “Diário Criativo”, onde ela coloca toda sua criatividade, ela sente muita vergonha por escrever tantas coisas fictícias e infantis, por isso, guarda muito bem seu diário.

PENSA NUMA PESSOA QUE TEM ENERGIA! Essa é a Megan, com ela não tem tempo ruim e ela adora praticar coisas diferentes, conhecendo sempre mais e mais hipóteses para se divertir. Sendo que ela transmite alegria e energia para todos ao seu redor, tendo uma hiperatividade encantadoramente linda. Ela nunca esconde seu sorriso, mas que há uma verdade é o mais belo de muitos tempos, branquinho e simpático que só ela mesmo, ela esconde seus sentimentos e transmite apenas sua alegria, não fala de seus problemas por achar que era perda de tempo desabafar já que tudo está no passado e ela deve aproveitar o agora, nunca escondendo sua alegria que chega a transbordar.

Uma garota muito positiva e sempre pensa nos bons lados das coisas e incentivadora, adora fazer as pessoas acreditarem que tudo é possível, sendo muito sonhadora. Mesmo que você tenha um pé no chão, Megan faz você sonhar através de suas histórias e sempre pensar grande e com belos objetivos. Ela não tem vergonha de ser assim, na verdade, quando um amigo é bem próximo, ela pode encantar sim a pessoa facilmente. Sendo que sempre é simpática e criativa.

Megan não é nada tímida, na verdade, é muito engraçada e fala com todo mundo. Suas piadas são sempre coisas que fazem as pessoas rirem nos momentos mais inoportunos, Megan também é ótima nos trocadilhos e consegue tirar sarro de muita coisa, pode ser secretamente ou não. Mas, nunca zombaria de alguém que não estivesse feliz com isso, normalmente, ela brinca apenas com os amigos próximos. Sua voz é algo firme e autoritário, que quando ela quiser, faz todos prestarem atenção no que ela está dizendo, sabendo chamar a atenção para si, mesmo que não se sinta bem com isso.

Pode ser considerada uma pessoa muito forte. Tanto fisicamente quando psicologicamente, Megan sabe esconder seus sentimentos e tenta se manter em pé quando as pessoas ao seu redor caírem. Alguns dizem que ela não tem lágrimas, mas Megan tem muitas e se conhecerem ela de verdade, poderão perceber que Megan só chora quando está sozinha e longe daqueles que podem lhe julgar pelas lágrimas, o que é um de seus defeitos. Megan esconde seus sentimentos de amor, raiva e tristeza, tentando sempre se manter feliz e transmitir isso para as pessoas, mesmo que a felicidade algumas vezes, pode nem se quer estar de verdade nela.

Megan também possui pensamentos no mínimo violentos, normalmente, ela fala esses pensamentos na maior tranquilidade, o que pode ser algo hilário. Algumas vezes acompanhado de seu sarcasmo legendário, ela é muito divertida quando o assunto é “machucar”, principalmente quando suas amigas estão chateadas com alguém, ela sempre vai fazer um trocadilho rindo sobre algo como “vamos degolar ele, depois arrancar suas tripas e dar para alguém comer”. Mesmo que suas frases sejam dessas para pior, ela nunca fala por mal e sim por ter pensamentos muito violentos e querer alegrar as pessoas com isso.

Meg é uma pessoa que leva a humildade exageradamente em si. Por ter crescido muito solitária e basicamente, nem mesmo ela sabe como sobreviveu, Megan acaba adotando sua simplicidade em tudo quanto é canto. Ela nunca vai gostar de coisas luxuosas e nada demais, tanto é que nem mesmo vai dizer seu aniversário por não querer um baile. Vai preferir fazer um cupcake sozinha e assoprar a velinha sozinha ou com algumas amigas, sem muita festa, mas isso virou quase tradição dela desde que aprendeu a cozinhar. Ela gosta de ser discreta, apesar de não parecer e tem uma humildade linda e impressionante de se ver, Megan não se importa com a aparência ou dinheiro das pessoas, o que importa para ela é o coração e mais nada. Sempre vai lembrar a todos que existe uma vida depois da ostentação ou dos “rótulos” colocados nas pessoas.

ELA É A PESSOA MAIS PERFECCIONISTA DO UNIVERSO. Talvez por vários traumas, mas de todos os jeitos, Megan não aceita ver uma coisinha errada e arruma com suas próprias mãos. Chega a ser bem chato, pois nada pode estar um milímetro errado na frente dela que ela vai concertar, seja a posição de um objeto, uma poeirinha na cômoda ou até mesmo seu modo de andar. Nada pode estar errado na frente dela, NADA MESMO, nem que seja o mínimo como pôde perceber. Ela julga a si mesma quando faz algo de errado, ela vive treinando diversos aspectos nela que precisarem de melhoras, isso é o principal para ela.

Ela é incontrolável, ninguém consegue colocar ordens nela a não ser que seja para o bem de todos. Ela é perigosa e sabe muito bem brigar, tanto de palavras quanto de toque e não tem medo de machucar seu “oponente”, mexer com ela sem conhece-la a tira do sério, sendo que ela pode ser calma, mas não leva desaforo a lugar nenhum e é difícil deixa-la irritada, seu lado explosivo realmente consegue deixar alguém sem graça ou machucado tanto por suas palavras sarcásticas ou por seus tapas, socos e chutes doloridos.




Família

Pai:
Henrique Johnson Duarte.
Idade: 47 anos.
Profissão: Seu pai é da Casta 02, sendo um militar.
Relação: Megan nunca entendeu a existência dele, seu pai era tão distante que ela pode contar nos dedos quantas vezes o viu, antes e depois da morte de sua mãe. Henrique nunca quis abandonar a filha, mas achava necessário que ela vivesse bem longe do luxo e da família real, na época, ele achava que todos cairiam em cima dela por ser filha de duas castas, uma besteira, talvez. Mas, eles nunca se aproximaram, sendo que tem uma simpatia um pelo outro e se amam, mesmo estando distantes.

{ Interpretado por Vin Diesel }


Mãe:
Clarissa Hoden D’Ávill.
Morta (Teria 45 anos).
Profissão: Era da Casta 07, nunca se casou, então continuava sendo jardineira.
Relação: Megan teria muito carinho por ela, sua mãe era brincalhona e divertida, mas ela só aproveitou 3 anos disso, sendo a maior tristeza de toda a vida de Meg, Clarissa sempre teve o sonho de ver Megan se casando e sendo feliz, e mesmo que nunca tenha visto, Megan ainda insiste em dizer que vai orgulha-la de todos os jeitos, tanto casada como solteira.

{ Interpretada por Letícia Spiller }


Madrasta:
Muriel Parker Coraline.
Idade: 49 anos.
Profissão: Atriz (extremamente desconhecida). Casta 05.
Relação: Ela só quer se aproveitar do talento de Megan, coloca a garota para cantar em seus “shows” horríveis de comédia apenas para chamar atenção, tendo um bar só para esse tipo de coisa, Muriel não vende quase nenhuma bebida por serem de má qualidade, mesmo assim, ela coloca Megan para cantar, ser garçonete, faxineira e cuidar da maioria da cozinha. Fingi ter amor por Megan, mas até a garota sabe bem que é mentira, e quando Megan assume na cara dela que “não a ama”, Muriel não recusa e diz que só teve pena da órfã.

{ Interpretada por Stacy London }


Meias-Irmãs:
Nicole & Brenda Coraline Duarte.
Idades: 20 anos.
Profissões: Nicole é desenhista (nem um pouco conhecida) e Brenda é pintora (igualmente). Ambas da Casta 05
Relações: Ambas veem Megan como empregada, mesmo que tenham seus momentos unidas (bem raros), Nicole e Brenda são preguiçosas demais e Muriel obriga Megan a fazer todos os desejos de suas filhas, as gêmeas, sendo aproveitadoras, acabam judiando de Megan, algumas vezes até por simples diversões.

{ Interpretadas por Ally Brooke }




História
{ Baseei a história na música “Bird Set Free – Sia”, então recomendo ouvi-la enquanto lê a história }

Henrique foi um homem cafajeste. Ele se “apaixonou” por Muriel e com ela, teve duas filhas gêmeas. O casal brigava demais e nunca se quer foram casados, tinham duas filhas, mas a partir do nascimento de ambas, o casal deixou de se “amarem”, se é que desde o começo havia algum amor da parte de Henrique, Muriel era praticamente doente pelo homem, mas começou a perceber sua ausência. Henrique havia conhecido outra mulher, por quem realmente se apaixonou, a mulher era mais pobre, mas mil vezes mais humilde e simpática do que Muriel. Clarissa era o nome da moça, mas a garota não aceitava ser namorada de um cara que já tinha outra em sua vida, por isso, Henrique terminou o namoro com Muriel, a deixando com duas filhas.
Henrique raramente conseguia visitar Clarissa, o mesmo trabalhava em várias missões e isso sempre vinha em primeiro lugar. Ele havia se arrependido pelo o que fez com Muriel, mas a moça havia se transformado em um monstro possessivo na visão dele, o que o preocupava era se o rei descobrisse. E para a surpresa de Henrique, Clarissa também aparecera grávida. Apavorada, Clarissa decidiu guardar segredo até o sétimo mês que Henrique aparecer de surpresa e pegou Clarissa limpando um quartinho no casebre de madeira em que morava. Sua barriga e alegria denunciava sua gravidez, mas para a surpresa da mulher, Henrique compartilhou a felicidade e definitivamente ficou mil vezes mais feliz do que quando as filhas eram de Muriel.
Tudo ocorreu tão rápido, graças a Casta de Henrique, Clarissa teria condições de ficar com a filha quando ele não estivesse com ela, fizeram um quartinho rosa bem humilde, mas era o sonho de Clarissa que o quarto ficasse daquela forma. Muriel continuava perseguindo Henrique e descobriu a “nova mulher” dele, mesmo que Henrique não fosse casado com nenhuma das mulheres, ele amava Clarissa e nunca amou Muriel de verdade.

Megan nasceu. A alegria do casal só aumentava, isso foi durante seis meses até o dia em que Henrique pediu Clarissa em casamento, eles haviam começado a assinar as longas listas de papeis para leva-los a ficar apenas na Casta 02, como uma família de Castas diferentes deveria ser. Foi quando Henrique foi para guerra e morreu na mesma. Clarissa não tinha condições de criar uma menina sozinha, mas decidiu arriscar, ela amava a filha e mesmo que estivesse sofrendo pela morte do noivo, iria manter a garotinha viva, nem que tivesse que tirar dela para alimentar a filha.
Megan era um doce de criança, ela era sorridente, tímida e sonhadora, típica garotinha mimada e fofa de filmes, a morte do pai fora escondida dela, mas mesmo criança, Megan não era trouxa e sabia que o pai não iria mais voltar para vê-la. Megan tinha extremo carinho pela mãe e a mulher correspondia com muito carinho e o amor que as duas mantiveram na ausência de Henrique, enfureceu Muriel de uma forma tão invejosa que a fez cometer loucuras.
Megan corria pelos jardins de sua mãe e colhia as flores para ela, enquanto Clarissa plantava e corria atrás de Megan, só para divertir a garota e brincar com ela. Megan tinha o costume de sempre ouvir histórias antes de dormir, todas criadas por sua mãe. Meg era muito feliz mesmo que não tivesse condições muitas vezes para comer, ela saia de casa e ia colher fruta nos pomares a noite com a mãe, o que deu uma conexão extrema entre ela e a natureza. Sua mãe só a chamava de Meg, pois Henrique havia colocado o apelido na bebê antes mesmo do nascimento da garota e Megan amava ser chamada daquela maneira, pois a conectava com o pai e a deixava cada vez mais próxima da mãe.
Foi assim até seus três anos de idade, quando Clarissa conheceu outro homem que não estava interessado nela, mas que realmente ficou comovido em vê-la com Megan e se determinou a casar com ela por ajuda. Megan se lembra de que o homem era da Casta 03, mas não demorou muito para chegar aos ouvidos da perseguidora de Clarissa, Muriel.
Enfurecida, a invejosa colocou fogo no casebre de Clarissa, onde estavam ela e Megan dentro. Só conseguiram perceber a tragédia, quando todas as portas já estavam cobertas de chamas, Clarissa viu apenas uma entradinha queimada entre as madeiras, mas o túnel era muito longo para ela e Megan passarem juntas, aquele túnel cairia logo e era muito estreito, então ela teve que decidir: ou era ela ou era Megan.

Megan gritou e chorou durante meses e chamava a “mamãe” na esperança de ela se levantar entre os destroços. Sua única lembrança da mãe e do pai era uma caixinha de música que ficava no grande bolso de seu vestidinho rosa. Clarissa tinha conseguido enganar Megan, dizendo que estava atrás dela e estava mesmo, mas ao alastrar das chamas, o túnel caiu em cima dela, depois de ter conseguido emburrar o pezinho desesperado de Megan. Megan não tinha nem a mãe e nem o pai aos três anos de idade. Estava sozinha, uma órfã que com certeza não sobreviveria. Até o dia em que o último pretendente de sua mãe foi “visita-la”, e descobriu a tragédia, ele queria adotar a garotinha, achou que seria o certo a se fazer.
Porém, Muriel não ia ver uma filha de Henrique ser melhor do que as suas e acabou cometendo outra loucura, ela sequestrou Megan e a fez ficar com ela, sem escolhas, Megan acabou aceitando, era tão pequena, tão inocente e Muriel era cruel o suficiente para ter inventado a história de que o homem não ia adota-la de verdade. Muriel tinha uma taverna só para suas apresentações e expor os desenhos das filhas, que realmente tinham um mini talento para isso. Onde Megan se encaixaria nisso? Foi quando o apelido “Cinderela” surgiu, pois, a garotinha começou a satisfazer os pedidos das irmãs e da madrasta, que havia contado tudo na cara de Megan dois anos depois. Confessou que matou sua mãe, que seu pai era namorado dela e que sua mãe era a bruxa má que o roubou dela, claro que Megan não acreditou e desenvolveu uma birra implacável com a madrasta.
Vendo isso, Muriel colocava Megan de castigo quando ela tentava enfrenta-la, na cabeça de Muriel, Megan passaria 3 dias trancada no quartinho do porão (seu quarto), sem comida ou água, mas o que Muriel não imaginava era que uma floresta atrás da casa, uma janela e a energia de Megan contribuiriam para que a garota de agora, 5 anos, conseguiria se cuidar sozinha. Ela se lembrava das técnicas da mãe para ir atrás de frutas, mas agora que Megan não tinha a escadinha que a mãe fazia ela subir para pegar as frutas no topo da árvore, ela aprendeu fazer uma coisa: atirar nas frutas e faze-las cair.
Megan fez seu próprio arco-e-flecha e começou a praticar com ele, como instinto de ser-humano, ela tinha que aprender ou morreria de fome. Era ruim para ela? Não, porque Megan simplesmente gostava da natureza e ficar longe da madrasta e das meias-irmãs, podia sofrer maus tratos, mas... quem ligava? Ela era só mais uma criancinha no mundo e não faria diferença na sociedade. Depois de seus dias de castigo, Megan tinha que aprender a cuidar da limpeza da casa, Muriel dizia o que ela tinha que fazer e nem se quer explicava, Megan tinha que fazer tudo sem erros, pois qualquer brecha era motivo de ficar de castigo, não que ela não gostasse, mas se não estivesse de castigo, conseguiria “assaltar” a geladeira e comer pelo menos um docinho, coisa que toda criança ama.

Megan nunca se fez de coitadinha e sempre estava sorrindo, independentemente da situação, ela ria e fazia piadinhas, mesmo que isso fosse motivo para apanhar. Muriel vendo a alegria da garotinha, acabou pegando mais raiva, pois jurava que seu sorriso era igual ao de sua mãe, com isso, Megan acabou ficando com várias cicatrizes de tanto ser espancada dentro de casa. Ela parou de sorrir? Nunca! Na verdade, ficar de castigo se tornou sua maior felicidade, ir para florestas e fazer loucuras por lá era a coisa que Meg mais gostava de fazer, fora que ela podia ver as estrelas “mais de perto”, Meg acreditava que sua família estava lá no céu e haviam se tornado as mais brilhantes do mundo. Isso aos 8 aninhos de idade.
Não demorou muito para que Megan pegasse gosto por música, já que começou a ver diversos vídeos de dança, ela acabou descobrindo seu talento. Dançar e cantar.

A madrasta obviamente percebeu os talentos da garota, por uma escolha “inteligente”, decidiu fazer Megan aprender a tocar violão e piano também, assim levando a garota para se apresentar em diversos outros lugares e alguns deles, haviam vários perigos, como bandidos por perto, etc. Muriel fazia de tudo para que o dinheiro que Megan ganhava por diversão, fosse todo dela.
A vida inteira de Megan se baseou nisso: trabalha, limpar, organizar, ficar de castigo, chorar de saudade da família, floresta, trabalhar e trabalhar mais. Megan não era feliz, mas fingia, ela tinha trauma e nunca conseguiria ouvir a voz da mãe ou do pai novamente. Sentia uma imensa falta de ambos, as experiências com a madrasta e as meias-irmãs só serviram para Megan aprender a dar valor a vida quando fosse libertada. Se fosse liberta um dia.


Megan continuou crescendo, sua madrasta havia a deixado mais em paz, pois agora, suas irmãs a perturbavam. Elas tinham muitos momentos felizes quando pequenas, mas ao completarem 16 anos, suas irmãs começaram a sentir inveja da beleza de Megan, mesmo que fossem bonitas também, elas queriam os olhos, a pele e os cabelos de Megan. Nunca estavam satisfeitas e tinham um ponto de razão, pois Megan chamava mais atenção das pessoas.
Megan havia costurado suas próprias vestes, já que o vestidinho rosa e o azul já não lhe cabiam mais. As roupas feitas por ela obviamente não vinham de uma estilista como as irmãs, mas com certeza, ficavam bonitas na medida do possível em Megan. Com tantas habilidades, as irmãs ficaram com mais inveja e decidiram fazer Megan ter vários serviços complicados e nojentos, e Megan nunca pôde negar.
Ela continuava seguindo seus critérios de pequena, ver estrelas e se conectar com a família. E foi em uma dessas vezes que um homem de capa preta apareceu na floresta, Megan correu em disparada para casa e despistou o cara. Mas, ele continuou a perseguindo quando frequentava o bar diversas vezes.
Megan tinha medo de que o homem fosse algum tipo de bandido, tinha medo que oferecesse uma grana por ela e sua madrasta com certeza, cederia a qualquer preço para ver Megan sofrer. Ela já não sabia mais o que fazer, Megan deixou de ir a florestas desde que o viu, ela tinha cerca de 18 anos e isso a abateu muito. Além de escrava, agora fugia de bandidos.
O homem foi desmascarado por Muriel, que também tinha percebido os olhares do homem para cima dela e suas filhas. Quando soube, Nicole, Brenda, Muriel e principalmente Megan se abateram profundamente. Era Henrique.

Ele havia escapado da guerra com vida, mas o rei não o permitiu mais visitar sua futura esposa e muito menos Megan. Porém, o amigo de Henrique, aquele que se propôs a cuidar de Megan após a morte de sua mãe, havia conseguido provas de maus tratos a Megan. Muriel ficou furiosa e perguntou sobre o que ele faria quanto a Nicole e Brenda e Henrique apenas disse que também tinha assuntos sobre elas e que as gêmeas não o amavam e Muriel também não, sabia disso pelo modo como as três eram loucas por seu dinheiro e que a única que realmente sentiu sua falta foi Megan.
Ele contou que havia visto ela conversar com as estrelas diversas vezes sozinha, contava sobre a falta que tinha da família e Henrique tinha que admitir, ela era igualzinha à mãe. Ele conseguiu os papeis para tomar posse de Megan como sua legitima filha e leva-la para a Casta 2 com ele, mas Megan não queria desistir da carreira de música e não estava afim de não poder fazer nada enquanto outras crianças sofriam como ela.
Foi quando A Seleção finalmente chegou.


Megan não achava a oportunidade muito boa, mas seu pai insistiu. Ele não sabia até onde suas missões o levariam e se ele não pudesse cuidar dela para sempre, ele tinha preocupação com isso, teria trauma de pensar em ver a filha servindo de escrava de novo ou sendo assaltada por algum bandido depois de uma apresentação arriscada. A Seleção começaria antes de Megan conseguir todos os papeis para mudar sua Casta.
Meg assinou o papel com honra e doçura, como sempre. Depois daquele momento, era só esperar.




Gostos & Desgostos

Gostos:
Aventuras;
Loucuras;
Perigo;
Estrelas;
Natureza;
Crianças;
Animais;
Alegria;
Música;
Felicidade.

Desgostos:
Desigualdade;
Subestimação;
Assédios;
Derrota;
Tristeza;
Ver pessoas sofrendo;
Crianças / Animais sendo abandonados;
Obsessões;
Dinheiro;
Falsidade;
Gente orgulhosa.



Qualidades & Defeitos

Qualidades:
Aventureira;
Inteligente;
Leal / Fiel / Ótima amiga;
Caridosa;
Criativa;
Energética;
Alegre;
Positiva;
Humilde / Simples;
Divertida;
Engraçada.

Defeitos:
Teimosa;
Vingativa;
Competitiva;
Violenta;
Esconde seus sentimentos;
Perfeccionista;
Incontrolável;
Inocente;
Desafiadora;
Não aceita derrota.



Manias

Mexer nos cabelos:
Isso ocorre o tempo todo, ela fica praticamente brincando e ajeitando os cabelos, mesmo que não seja a mais vaidosa do mundo.



Sorrir:
Ela sorri muito, algumas vezes pode até ficar com dor nas bochechas. Procura ser bem simpática, mas com um tempo, acabou se acostumando com seu sorriso que esconde sua história.



Semicerrar os olhos:
Quando desconfia de algo, Megan semicerra os olhos e fica olhando para a pessoa que mentiu para ela até essa mesma admitir e contar a verdade. Ou quando tiram sarro dela e ela encara os mesmos, porém, nessa hipótese, ela acaba rindo junto.



Suprimir os lábios:
Normalmente quando está numa situação que não sabe o que falar ou aconselhar.



Olhar para todos os lados:
Isso é raro de ocorrer, mas acontece. Normalmente quando Megan está nervosa ou mentindo, vem acompanhado de um pouco de tique na perna direita.





Objetos Especiais

Uma caixinha de música que foi o último presente que seu pai teria dado a sua mãe e Megan conseguiu recuperar durante o incêndio. Ao rodar a manivela, a musiquinha toca e os brilhos do coração começam a se movimentar calmamente. Normalmente, Megan fica muito abatida quando ouve a música, mas raramente chora. Ela se lembra muito das boas épocas de quando era pequena e tinha tanto a mãe como o pai ao seu lado.

Melodia da Caixinha de Música

Megan tem um livro que ela chama de “Diário Criativo”, é um livro antigo encontrado no seu quarto do porão da casa de Muriel, como o livro estava em branco, Megan começou a escrever suas histórias al e esconde o mesmo muito bem, também o trancando com uma chave guardada na gaveta de calcinhas.




Hobbies

Cantar.


Dançar.


Hipismo.


Tocar violão ou piano.


Treinar pontaria {normalmente correndo em alta velocidade ou montada em um cavalo e atirando as flechas em buracos de árvores ocos, ou simplesmente atirando em alvos}.


Esgrima.


Nadar.


Andar / Correr pela praia ou mata fechada.


Olhar estrelas.


Ler.


Escrever suas histórias.




Medos/Fobias/Traumas

Medos:

Escuro: Não chegou a traumatiza-la, mas quando Muriel trancava a enteada no quartinho do porão, tudo ficava escuro por muito tempo até que Megan se sentisse bem para ir para a floresta, ou seja, ela passava muito tempo no escuro.


Injeções: Já nasceu com esse medo e nem sabe o porquê.


Fobias:
X

Trauma:

Fogo: Viu sua mãe morrer praticamente, algumas vezes mal dorme ao se lembrar do desespero que foi perder a mãe para as chamas.




O P I N I Õ E S & P E R G U N T A S

O que ela pensa sobre a Seleção?
Uma esperança para jovens que precisam de uma vida melhorada, porém, é uma perda de tempo para aquelas que perderam. Ela acha legal o ato da família real de abrir para todas as Castas, mas preferia que eles tivessem o bom senso de dar algum tipo de presente mesmo para aquelas que perderem, acha que é o certo.



O que ela pensa sobre o príncipe?
Ela pensaria que é um garoto mimado que acha que faz bem para o país, mas que como em todo os contos-de-fadas, ela acabaria se apaixonando pelo príncipe, o que era a meta de não cumprir dela. Não podia se apegar. Ela só não imaginaria que ele ia ser romântico, mas suas outras características, ela já previa.



O que ela pensa sobre o governo da Família Real?
De verdade? Não é a melhor coisa. Ela acha que é muita desigualdade por conta das Castas e que os talentosos de diversas Castas não teriam como aproveitar o dom, por estar em uma Casta onde seu trabalho deve ser outro. Mas, ela entende que sem a família real, as coisas estariam piores em criminalidade e guerras, então, eles mantem pelo menos a paz, mas Megan acha que há muito o que mexer ainda.



Como reagiria em um ataque rebelde?
Respiraria fundo e se acalmaria bem antes de começar “sua parte da operação”, ela primeiro procuraria escondida e extremamente discreta pelas outras selecionadas, tentando fazer com que todas se unam para proteger umas às outras. Se conseguir, provavelmente Megan acompanhada de outras selecionadas tentaria descobrir se a família real está bem, convidando até mesmo a rainha para se proteger com elas. Claro que isso na medida do possível, faria tudo muito bem escondida e com sua arma em mãos (arco-e-flecha).



Se ela se tornar a rainha, que benefícios/mudanças faria para o país?
Alegria. É o que ela mais gostaria de passar as pessoas, gostaria de tentar fazer o país entrar em diversas festas e festivais caseiros, igualdade e harmonia entre todas as Castas, que tudo ocorresse na maior paz. Tentaria proteger seu povo e conversar abertamente com outros países tentando formar harmonias em tudo, batalhando sempre pela paz e igualdade. Ela entenderia que muitas vezes, o país não tivesse condições e por isso, era motivo para trabalhar mais e tentar sustentar o país e continuar espalhando alegria, como os reinos de contos-de-fadas, já que a única coisa que Megan tem referência são os contos-de-fadas.



Está pelo príncipe ou pela coroa?
Príncipe.



Trairia o príncipe com alguém? Se sim, com quem?
Não.



R E L A Ç Õ E S

Com as outras Selecionadas

Megan se aproximará de todas elas como verdadeiras amigas, fazer amizade com Megan é uma coisa maravilhosa de se fazer, pois ela é uma amiga fiel e que você pode desabafar que ela adoraria ouvir. Claro que algumas participantes não gostariam muito dela, então, algumas, ela sabia que teria que tomar distância e tentar se aproximar aos poucos, mostrando que é confiável. Faria belas alianças com todas as garotas e algumas, ela gostaria de levar para a vida toda.



Com o príncipe

Megan tenta ter mais postura com ele, mas não é difícil perceber a força dela tentando ser perfeita. Eles ririam muito juntos, principalmente quando Megan tentava se fazer de princesinha, sendo que nem sabe os modos certos para isso. Megan, por mais cara-de-pau que seja, acabaria pedindo ajuda para o príncipe, tentando faze-lo ensina-la a se comportar bem na frente da realeza. Ela obviamente mostraria um mundo a fora que ele não conheceria antes, mostraria que há mais do que uma vida de príncipe para ele e que Alex pode ser livre se quiser, sempre o ajudando com todos os concelhos que pode.
Brincariam muito um com o outro, sempre unidos, na maioria das vezes ao anoitecer, já que Megan acha que pelo dia, há muitas selecionadas em cima dele. Preferia conhece-lo ao anoitecer, treinando algum esporte juntos ou simplesmente por estarem sem sono, tirariam muito sarro um da cara do outro e sempre se fariam rir, mas Alex poderia achar interessante o modo como ela lida com a natureza, se interessando em saber mais sobre isso.
Ambos se analisariam diversas vezes e nenhum sentiria timidez por isso, já que ele tentava captar as ideias dela e ela as dele, coisa que ambos possuem em comum na personalidade, tentar conhecer um ao outro, antes de confiar. Eles saberiam que poderiam desabafar um com o outro conforme o tempo, recebendo o carinho e o consolo de um ao outro.
Megan, com um tempo, saberia que ele está mal e ele também conseguiria identificar isso. Ambos guardando diversos segredos um do outro, que, com um tempo seriam revelados pelo nível de confiança só aumentar. Megan sempre esqueceria dessa coisa toda de “A Seleção” quando estivesse com ele por perto e tentaria fazer com que ele também se esquecesse de seu “rótulo” e aproveitasse a vida, ou pelo menos, pudesse ser mais aberto com ela.
Se desafiando sempre um ao outro e jogando sempre trocadilhos e segredinhos que fariam ambos rirem em momentos mais inoportunos juntos, algo fofo de se ver. Mostrariam o modo de ver o mundo um do outro, fazendo uma grande parceria entre eles. Apostando várias coisas entre si, ambos completariam um ao outro, pelo simples fato de ele ter uma visão maior sobre o ser-humano e ela uma visão aprimorada da terra e da paz, isso faria com que ambos fossem extremamente próximos.
Sempre se perderiam nos olhos um do outro, antes e depois de se apaixonarem (se fosse o caso), elogiando e criticando amigavelmente entre eles. Nas primeiras conversas, eles já se tocariam que há coisas que um tem e o outro não tem, podendo completarem-se na companhia um do outro e mostrando mais sobre os dois mundos, ela ajudaria ele a se levantar a todos e ele faria o mesmo por ela, por amor? Talvez, mas a simpatia que ambos teriam um pelo outro seria elevada e fofa.
Alex vai adorar tirar um sarro da cara de Megan quando ela tentasse agir como da realeza. Somente ele saberia dessas coisas de aventura dela, tendo sempre um segredo entre eles, um tipo de código que só eles entendem. Ambos inteligentes, fariam sobre assuntos diversificados tentando aprender mais um com o outro, protegeriam um ao outro sempre. Amariam a companhia um do outro e saberiam que esse era o melhor remédio para dias ruins que seriam maravilhosos só por saber de seus treinamentos secretos que ocorriam de vez em quando ao anoitecer do dia.
Brincar de pega-pega, esconde-esconde ou agirem como crianças, é com eles mesmos, cair e se quebrarem no chão, teriam o outro para rir da cara dele enquanto se levanta, mas logico que acabariam se preocupando e perguntando a típica pergunta “você está bem?”. Megan poderia surpreender Alex perguntando coisas sobre o amor e como é isso, talvez ele a ensine a amar e ela o mostre caminhos de liberdade que ele deveria seguir.
Tocarem violão no meio da noite e cantar juntos é bem a cara dela. Megan tentaria fazer Alex se aproximar e gostar de música, assim como ela. Tentaria o ensinar a tocar os instrumentos que sabe, e falaria que isso era para retribuir as aulas e sugestões de boas maneiras que ela dá a ela.




Com o rei e a rainha

Seria simpática com eles, não os evitaria, mas também não puxaria papo. Normalmente, quando tivesse chance ou cruzasse seu caminho, ela sempre sorriria e seria ela mesma, gostando eles ou não. Falaria com eles normalmente, sem nenhuma mudança de comportamento, tentaria até mesmo fazer amizade com eles, mesmo achando que eles são esnobes demais para serem amigos dela, Megan não desiste da hipótese. Apenas mudaria sua postura e também tentaria se fazer de perfeita, tentando esconder seus defeitos, gostaria de perguntar várias coisas e ajudar em algumas coisas possíveis talvez.



Com a princesa

Megan seria amiga dela sim, a trataria como trataria todas as outras candidatas e a ajudaria e a consolaria sempre, mesmo se descobrisse que ela é homossexual, Megan não mudaria seu jeito de ser, pois as duas saberiam da sexualidade uma da outra e Megan estaria certificada que a princesa não queria nada com ele, continuando uma amizade no mínimo interessante.



Com Caster

Sendo sincera? Megan teria medo dele. Por ser muito safado no ponto de visão dela, Megan acharia que ele tentaria faze-la trair o príncipe, porém, ela nunca o ignoraria e falaria com ele sim, na maioria das vezes sobre esportes. Eles sempre sorririam um para o outro de uma forma amigável e algumas vezes, Megan poderia até tirar um sarro básico da cara dele só para ver sua reação, nunca o magoando é claro.



S O B R E

É virgem?
Sim. Na verdade, nunca teve uma experiência com algo perto de amor, viveu basicamente trancada.



Tentaria ter relações com o príncipe?
Ela não saberia nem se quer reagir se ele tentasse. Ou seja, ela não. Mas, tentaria corresponder a ele.



Como seria o encontro perfeito?
Privacidade. É o que ela gostaria que houvesse no encontro. Nada romântico, apesar de ela saber que ele gosta disso, Megan gostaria de cavalgar com ele em “alta velocidade” em uma floresta fechada, atirando em árvores e rindo um do outro, alegres. Se jogarem no rio e brincarem de jogar água um no outro, o foco de Megan seriam as risadas. Depois de um passeio assim, ela preferia se sentar na beira rio e conversar mais sobre loucuras de suas vidas, piadas e aproveitarem para se conhecerem cada vez melhor.
Isso também caberia em uma praia, pular do alto de uma rocha direto no mar e pulares ondas de mãos dadas para se “segurarem”, tomarem sorvete e sujarem a cara um do outro com o mesmo, chegarem no castelo todos sujos de sorvete ou com folhas de árvores nos cabelos. Coisas bem divertidas e que derem para rir na maior adrenalina, esse é o gosto dela.




Como age nos encontros?
Acho que ela assustaria o príncipe de primeira. Ela não ficaria nem um pouco tímida e sempre agiria normalmente. Seria risonha e fazer trocadilhos o tempo todo, ela só gostaria de vê-lo rir, o que sempre faz com perfeição, suas piadas ficariam mais engraçadas conforme o tempo, pois ela ia aprendendo a lidar com ele. De início, acho que ela seria mais discreta e falaria menos sobre ela e o deixaria falar mais sobre ele, daria informações bem básicas sobre ela, com um tempo iria se soltando mais até falar sua história e coisas que são mais intimas dela.
Tentaria não chorar ao tocar em assuntos delicados, Megan se faria de forte até o último. Tentaria entender ele em todos os seus desabafos e com certeza, sempre sorriria e o consolaria, normalmente com uma piadinha no final que realmente, nem mesmo o príncipe conseguiria ficar com a risada entalada na garganta.
Megan ficaria mais calada nos primeiros encontros, não por timidez, mas simplesmente por estar tentando captar os assuntos que o príncipe gosta, ele perceberia várias vezes que ela estaria tentando examina-lo pelo olhar, coisa que é encantadora nela. Com um tempo, Megan ia mostrando seus conhecimentos sobre outros assuntos que se ligassem com os dele, deixando sua inteligência evidente também.




Qual seria a proposta da Selecionada no projeto de filantropia?
Ela o chamaria de “Igualdade”, ele basicamente centralizaria as crianças e animais.
Para crianças carentes (ou não, somente tendo a família pobre), ela faria um internato com direito a ensino e cursos do gosto dos pequenos, um ensino mais reforçado como o de escolas particulares. Faria provas de seleção todos os anos para os jovens de mais de 18 anos órfãos, pois esses não teriam sua Casta definida e poderiam variar da 02 até a 08, dependendo do empenho do mesmo e não só da nota da prova.
Para a Casta 08, tentaria fazer a família real permitir construções de prédios que abrigassem todos aqueles que forem desta Casta, mas é claro, eles teriam plantações para que produzissem sua própria comida e ao mesmo tempo, fossem ajudantes da Casta 07.
Para os animais, ela ofereceria ONG’s que abrigasse os animais de rua e que os mesmos pudessem ser adotados, sendo de raça ou não.




Como seria o discurso de filantropia?
Ela já aparecia sorrindo e permaneceria sorrindo até o final do discurso. Seria o máximo de simpática e falaria com as pessoas como se falasse com um amigo íntimo, falaria tudo nos maiores detalhes e calmamente, nunca errando se quer uma palavra, como se aquilo fosse planejado ou coisa do tipo, sendo que Megan provavelmente estaria improvisando e sendo ela mesma.



Local preferido no castelo
O Jardim.
Não por coisas clichê da rainha perfeita. Mas, sim porque ela acha que é um ótimo lugar para ver estrelas e as flores lembrariam muito bem sua mãe. Megan diria que é um local ótimo para pensar, mas ela ficaria em algum lugar mais longe do jardim, bem atrás onde somente as jardineiras vão as vezes.




Presentes que gostaria de ganhar?
Um colar, não de joia, um de fita mesmo, contanto que tivesse um pingente que simbolizasse a relação dos dois ou de algo que ela realmente goste. Talvez gostasse de ganhar chocolate por quase nunca ter comido na vida ou simplesmente um novo arco-e-flecha ou espada. Nada de muito caro, coisas bem simples que já a fariam o olhar com olhos mais humildes.



Poemas

“Assim como o oceano
Só é belo com o luar
Assim como a canção
Só tem razão se cantar
Assim como a nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande e sofrer
Assim como o viver
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
E eu não existo sem você”.

~ Tom Jobim.




“Amo-te tanto, meu amor… não cante
O humano coração com mais verdade…
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade

Amo-te afim, de um calmo amor prestante,
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente,
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim muito e amiúde,
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude”.

~ Vinicius de Moraes.




“Quero apenas cinco coisas...
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando”

~ Pablo Neruda




M Ú S I C A S

MÚSICA QUE A DEFINAM:

Cheap Thrills (Cover) – Megan Nicole
Tradução: “Diversão Barata”.


“Querido, eu não preciso de grana para me divertir hoje
Eu adoro uma diversão barata
Mas eu não preciso de dinheiro
Enquanto eu sentir a batida
Eu não preciso de dinheiro
Enquanto eu continuar dançando”.




Who Says – Selena Gomez
Tradução: “Quem Disse”.


“Quem disse que você não é perfeito
Quem disse que você não vale a pena
Quem disse que você é o único que está sendo machucado
Confie em mim
Esse é o preço da beleza
Quem disse que você não é lindo
Quem disse que você não é bonito
Quem disse”.




Fancy (Cover) – Madilyn Bailey
Tradução: Extravagante.


“Eu sou tão extravagante
Você já sabe
Estou na via rápida
De Los Angeles até Tóquio
Eu sou tão extravagante
Você não consegue experimentar este ouro?
Lembre-se do meu nome”.




Ride – Twenty One Pilots
Tradução: “Descida”.


“Eu só quero ficar sob o sol, onde eu encontro
Eu sei que é difícil às vezes
Pedaços da paz na mente tranquila do sol
Eu sei que é difícil às vezes
É, eu penso sobre o fim vezes demais
Mas é divertido fantasiar
E sobre meus inimigos, que não gostariam de quem eu era
Mas é divertido fantasiar

Estou caindo, então vou aproveitar minha descida
Estou caindo, então vou aproveitar minha descida
Vou aproveitar minha descida”.




How Far I’ll Go – Alessia Cara
Tradução: “O Quão Longe Irei”.


“Cada volta que faço
Cada trilha que pego
Cada passo que dou
Cada caminho me leva de volta
Para o lugar que conheço
Onde eu não posso ir
Embora eu queira estar

Vê a linha onde o céu encontra o mar?
Ela me chama
E ninguém sabe
O quão longe ela vai
Se o vento bate na minha vela
E o mar está atrás de mim
Um dia eu saberei
Se eu for até lá sem ninguém me dizer
O quão longe eu irei”.


✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿✿

PLAYLIST DA MEGAN COM ALEX:

Human (Cover) – Madilyn Bailey
Tradução: “Humana”.


“Posso segurar meu fôlego
Posso morder minha língua
Posso ficar acordada por dias
Se isso é o que você quer
Ser a sua número um

Posso fingir um sorriso
Posso forçar uma risada
Posso dançar e interpretar o papel
Se é isso que você me pede
Te dar tudo que sou

Posso fazer isso

Mas sou apenas humana
E eu sangro quando caio
Sou apenas humana
E eu me arrebento e me desmonto
Suas palavras em minha cabeça, são facas em meu coração
Você me bota lá em cima e depois eu caio aos pedaços
Pois sou apenas humana”.




Company – Justin Bieber
Tradução: “Companhia”


“Vamos acabar com as noites solitárias um do outro
Ser o paraíso um do outro
Preciso de uma foto para o meu quadro
Alguém para compartilhar meu reino
Diga a eles o que você quer beber
Te direi o que tenho em mente”.




Cold Water (Cover) – Megan Nicole
Tradução: “Água Fria”.


“E se você estiver afundando, vou pular
Nessa água fria por você
E apesar do tempo nos levar a lugares diferentes
Eu ainda serei paciente com você
E espero que você saiba

Eu não vou te soltar
Vou ser sua linha da vida hoje à noite
Eu não vou te soltar
Vou ser sua linha da vida hoje à noite”.




Hey, Soul Sister – Train
Tradução: “Ei, Alma Gêmea”


“Eu sabia que eu não esqueceria você
E então eu fui e deixei você pirar a minha cabeça
O seu doce luar
O seu cheiro em cada sonho que eu tenho
Eu soube quando nos discordamos
Foi você quem eu decidi
Que fazia o meu tipo”.




Thousand Years – Christina Perri
Tradução: “Mil Anos”.


“Eu morri todos os dias esperando você
Querida, não tenha medo
Eu te amei por mil anos
Eu te amarei por mais mil

O tempo todo eu acreditei que te encontraria
O tempo trouxe o seu coração para mim
Eu te amei por mil anos
Eu te amarei por mais mil”.




P E R G U N T A S

Sabe que pode não ser Selecionada?
Sei sim, fofa!



Sabe que pode ser eliminada?
Claro!



Como a personagem lidaria com isso?
Ficaria normal, um susto e choque percorreriam seu corpo. Mas, ela se despediria das outras participantes e acenaria para o príncipe, sorrindo como se nada fizesse diferença em sua vida. No fundo, no fundo, ela estaria meio chateada, porem estaria feliz pelas amigas que ficaram.



Sabe que pode não ser a Escolhida?
Com certeza! Até porque, a competição está acirrada, eu diria que tenho meia chance em um milhão.



Caso chegue a Elite e não ganhar, qual rumo a personagem tomaria?
Ela voltaria a morar um tempo com o pai, mas provavelmente sairia do país em pouco tempo, para tentar uma carreira melhor lá fora, terminaria seus projetos em outros países para ajudar criancinhas e animais. Pensaria muito na carreira e pensaria em amores muito mais para frente, quando achasse a necessidade de ter uma companhia.



A C R É S C I M O S & C U R I O S I D A D E S
Megan tem uma voz impecavelmente maravilhosa.
Ela sabe tocar violão e piano.
Dança profissionalmente.






=== R O U P A S ===
(Eu vi as mudanças, mas eu já tinha conseguido todas as roupas e fiquei com dó de apagar)

Para a primeira entrevista:




Dia a dia:
























Encontros:





























{Em caso de praia}




Jornal Oficial de Illéa:





















Bailes:

















{Por favor, ignore a mascará}




Halloween:

{ Pirata }




Natal:





Pijamas:













Casuais:










Ill be the next queen



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...