~Deby-Semideusa

Deby-Semideusa
Nome: Deby_LoveHDO
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Suzano, São Paulo, Brasil
Aniversário: 14 de Setembro
Idade: 16
Cadastro:

Primeira Fic Interativa


Postado

=== Minha Personagem ===

“I Promise Survive”




Nome Completo: Trix Scarlet Valentina.
Significados:
Trix não é seu nome verdadeiro, mas ela prefere ser chamada assim por ter um nome muito de “patricinha”, coisa que ela se recusa a ser. Seu nome verdadeiro tem como significado: “Vem do latim e significa guerreira”.
Scarlet: De cor vermelho. Veio da América.
Valentina: Valente, forte, vigorosa. Veio do Latim.



Idade:
17 anos.
23 de setembro.
Libra.




Aparência:
Dona de longos cabelos castanho-claros ondulosos e sedosos, na qual percorrem a metade das suas costas e terminam com os fios formando um “v”, sua franja percorre totalmente seu rosto, jogada geralmente para o lado direito; seus cabelos são “leves”, se movimentam de acordo com a brisa e possuem o cheiro natural de mar, eles não se desarrumam por um ventinho e sim, flutuam delicadamente. Seus olhos brilhantes são de cor âmbar, variando em azul, verde com uma pintinha alaranjada, sendo que seus cílios são finos e longos, mas seus olhos por si só se destacam em sua pele levemente bronzeada. Sua pele também tem um aroma natural de merengue, ela diz que é o perfume de sua mãe que ela insiste em sempre ter com ela, também acompanhado de uma maciez e resistência impressionante. Seus lábios são carnudos e belos, escondem um sorriso branco que ela se recusa a mostrar, apesar de ele ser lindo e capaz de "iluminar o lado escuro da lua". Seu rosto não aparenta ter 17 anos, parece ter bem menos, mas sua rebeldia excessiva demostra seus 17 anos.
Seu corpo é um tanto invejável. Sua cintura é extremamente fina, porem tem seios e traseiro fartos, igualmente as coxas “duras” tamanho esforço em aulas de ballet; barriga delineada e não muito magra, está na proporção certa, pesa exatos 53 quilos e mede 1,73 de altura. Seu corpo é digno de uma guerreira por ser robusto e forte, isso a deixa realmente forte.















História:
Trix era filha de um militar com uma dublê de filmes, sendo assim, eram uma família quase normal, porém, meio agressiva e Trix já nasceu no meio disso.
Quando nasceu, Trix (na época, chamada por seu nome verdadeiro) era uma garotinha doce e amorosa que demostrava uma coragem incrível, ela, sendo um doce de mini pessoa fofa, era amada pelos amigos, vizinhos e parte de sua família. Mas, seus tios a invejavam por não poderem ter filhos e ver a sobrinha crescer tão inocente daquele jeito. Porém, a inocência durou pouco, principalmente após seus 3 anos, onde Trix passou a treinar tiro com o pai e a fazer ballet para manter-se uma “boa menina”, mesmo já tendo o mínimo pensamento agressivo na época.
Tempo depois, seu tio Louis e sua tia Teresa acabaram adotando um menino, Jay, na qual sempre sabia que era adotado. O mesmo, acabou sendo um dos melhores amigos de Trix, tratando-se sempre como irmãos, viviam grudados e ele foi um dos motivos para Trix se acalmar e prestar mais atenção no caminho. Até que eles foram para a mesma escolinha, na mesma sala. Isso teria sido a glória para Trix, se ela não tivesse um certo receio de escola por tantas histórias que sua família lhe contava, assim, ela acabava se irritando fácil e tinha medo de absolutamente tudo e então, sempre se metia em encrencas por outros zombarem dela e Trix nunca aceitar isso.
Foi mais ou menos nessa época, na qual sua família descobriu a TEI de Trix, ela não tinha problemas com isso, mas foi o início para sua revolta. A garotinha, que na época tinha 7 anos de idade, começou a se comportar como uma aberração, ela era arteira e vivia aprontando ao lado dos amigos encrenqueiros. Ela tinha poucos amigos. Mas, os que tinha eram ótimos para ela, doidos como ela.
Trix via seu pai crescer na delegacia de Toronto (sua cidade natal). Ela tinha medo, pois via o pai pela televisão agindo em diversas coisas, assim como via sua mãe nervosa e preocupada quando seu pai levava um tiro, nunca foi grave e Trix agradecia por isso. Ele tinha muito o que a ensinar e brincar com ela, por isso, Trix continuava suas aulas de tiro e ballet, sendo feliz do jeito que era, escondendo o problema de si. Mas, anos depois, os amigos de Trix começaram a se afastar dela, inclusive Jay que agia estranho com ela, não demorou muito para que conversinhas começassem a rolar, fazendo acharem que Trix era algo sobrenatural.
Todos a odiavam e tinham medo da garotinha de 8 anos, Trix não entendia o porquê de todo aquele drama, foi quando ela descobriu que a invejosa da escola tinha descoberto o problema dela, Trix não sabia o como, mas atacou a garota, ela era muito magra na época e por fraqueza contra a garota e mais 5 amigas, Trix apanhou... e muito.
Daquele dia em diante, Trix fez uma reforma em sua vida. Não aceitava perder e isso era a última coisa que ela precisava. Não demorou muito para que Brenda (sua mãe) sofresse um acidente nas gravações, Trix ficou mais revoltada e sua TEI aumentava cada vez mais. Seu pai (Thomas) horrorizado com tudo, acabou colocando Trix no boxe para que ela aprendesse a se defender. Foi o primeiro passo para que Trix se tornasse a garota que é.
“ – MÃE! – Gritava a pequena de seu quarto.
– Querida? – Perguntou sua mãe, entrando no quarto de muletas. Vendo a filha chorar – O que foi?
– Eles... – Ela disse aos soluços – Me destruíram, mamãe. De novo!
– Ah, meu amor – A mãe a abraçou. Sabia que Trix era sempre massacrada na escola – Vai ficar tudo bem, eu sei disso e....
– NÃO! – Gritou Trix socando a parede – ISSO NÃO VAI ACABAR! Não se eu não me mudar.
– Me escuta – Disse Brenda calmamente – O que quer mudar primeiro? Vai que sua opção é mais fácil.
– Hoje, falaram do meu nome – Confessou Trix – Disseram que era horrível!
– Nome não é algo que se mude – A mãe virou os olhos, começando a irritação pela menina.
– Não interessa – Ela disse estressada – Percebi que essas letras acabam com meu nome. Então, eu o mudei sozinha! ”
Brenda ficou surpresa por ver a filha riscando as letras de seu nome, formando apenas o “Trix”, não queria, mas vendo a tristeza de anos da filha, deixou-a achar que seu nome dali em diante, seria esse. A garotinha estava cada vez mais insuportável, ela não era mimada pelos pais e nem tinha culpa, mas ela era realmente revoltada por motivos idiotas. De acordo com ela, sua família não ajudava e seus amigos... bem... ela não tinha. Passava o dia todo sozinha, socando algo pelo boxe ou chutando. Nunca estava calma ou feliz, ela aprendeu a se fechar e ser somente ela e sua mãe e pai.
Foi quando as pessoas da escola começaram a ver a mudança radical de Trix, começaram a se afastar e quem dizia algo sobre ela acabava apanhando bem feio, pois Trix não tinha mais medo de bater em ninguém ou quebrar regras. Ela roubava o lanche de muita gente na cara dura, mas todos tinham medo dela. Ela se tornara um monstrinho e a culpa era das crianças que a cercavam e do descontrole de seu problema.
Aos 12 anos de Trix, Brenda engravidou novamente. Trix aceitou bem, queria que o novo membro da família fosse o oposto dela, pois na época, Trix já se tornara uma pequena delinquente, pois não roubava apenas lanches, roubava chocolates de lojas, etc.
Arrependida por tudo o que fazia, Trix aos seus 16 anos foi atrás de seu antigo amigo e primo, combinando um encontro com ele e seus tios. No dia, seus pais estavam em viagem a trabalhos, ela foi os encontrar em um parque que havia perto de casa, ela chamou Jay para um canto e começou a perguntar do porquê que ele havia se afastado e Jay enrolava para dar respostas.
“ – Porque fui eu, Trix – Ele respondeu.
– Você o que? – Perguntou Trix confusa.
– Eu contei sobre sua síndrome – Ele admitiu – Para todo mundo. Por isso, eles se afastaram de você.
Trix ficou paralisada, não sabia o que responder, só quis chorar. Toda sua infância, tudo, havia sido estragada por causa disso.
– Porque? – Travou Trix.
– Porque?! Porque eu achava que você era adotiva como eu! – Ele se estressou – Você era tão comum! E eu fui abandonado, achei que estávamos no mesmo barco!
– Isso se chama inveja! – Gritou Trix com lágrimas nos olhos.
– Tarde demais – Disse Jay, deixando Trix confusa.
– BELLA! – Berrou uma criancinha atrás de Trix. Que ela de cara reconheceu a voz de Christa, sua irmã mais nova de 5 anos, gritando desesperada, enquanto um policial algemava-a.
– O que você fez? – Perguntou Trix sem saber o que fazer.
– Você vai presa, aberração – Disse Louis – Por todos os seus roubos”.
Trix chamou sua mãe e pai como uma criança, estava assustada. Seu pai estava na delegacia preocupado, principalmente de revelar as joias escondidas na bolsa de Trix que ela nunca roubara, Trix tinha certeza que Jay e seus tios tinham colocado aquilo lá. Depois de uma longa discussão, o pai e a mãe de Trix e Christa ainda lutavam pela liberdade das filhas, mas não conseguiram. Christa só foi castigada por seu jeitinho travesso de ser, o que parecia muito com o de Trix que estava arrasada pelo o que tinha acontecido. Ela nem se quer podia negar que já havia roubado algumas coisas, mas nunca foram tão sérias. A não ser uma vez que ela pegou dinheiro da conta bancaria de um militar escondida, fora isso, ela não fez quase... não tinha como provar sua inocência.
Trix foi mandada para Hiphoterfield High School, enquanto Christa parou em Hiphoterfield School and Júnior High School, onde não ficaria por muitos anos, mas Trix permaneceria lá por muitos anos.





Apelidos:
Trix: Como dito, seu nome verdadeiro não é Trix, mas ela insiste em ser chamada assim, muitos nem sabem seu nome verdadeiro.
Revoltada: Muitos a chamam assim por seu comportamento maldoso, ela odeia, mas aceita por reputação.



Talentos:
Dança – Ela dança muito bem desde criança. Especialmente ballet.
Canto – Tem uma bela voz, mas não destaca isso, pois acha que muitos não iriam gostar da mesma.
Sedução – Ela sem perceber, é uma das garotas mais sedutoras da escola. Seu jeito rebelde é de atrair os olhares masculinos, apesar de sua ignorância lendária.
Toca guitarra muito bem.
Esgrima – Luta muito bem com uma espada na mão.
Boxe – Também tem especialidade na luta, sendo que seus ataques são as coisas mais doloridas existentes dentro do internato.



Habilidades:
Força – Ela tem uma força quase fora do normal para uma garota, mas é questão de forçar os músculos em aulas de ballet e boxe que adorava fazer.
Pontaria – É extremamente precisa na pontaria, ela nunca erra, vence-la no fato é muito difícil, quase impossível.
Agilidade – Ela é muito rápida, não dando tempo para o oponente pensar. Assim como fugir é muito fácil se ela não fosse de enfrentar as coisas.
Flexibilidade – Ela é meio que flexível pelas aulas de ballet, sendo que consegue se encolher ao extremo ou chutar algo acima de sua cabeça.
Equilíbrio – Ela tem um equilíbrio incrível, sendo que consegue se equilibrar nas cordas mais finas que há.
Manipulação: Além de saber seduzir os inimigos sem que eles a toquem, ela sabe manipula-los ou tirar proveito de várias situações.



Estilo:
Seu estilo é meio relaxado e gótico. Não nessa proporção, mas ela gosta de preto até demais, porém, não quer ficar se maquiando, tendo um nível mínimo de vaidade, acha que é frescura de menininhas, coisa que ela não é. Ainda assim, seu estilo é meio ousado, coisa que é um dos fatores para ser sedutora e lhe dá o ar de malvada que ela tanto ama passar aos outros. Ela não liga para essa coisa de estilo.
É representada (estilo) por Avril Lavigne.




Arma Predileta:
Ela tem um bracelete que se transforma em duas coisas, o bracelete tem duas pedras cada uma ao ser pressionada, vira uma arma. Ele é bem apertado no braço dela para não ter risco de perde-lo. Para voltar a ser um bracelete, basta ela apertar a mão em volta da arma. É uma tecnologia muito avançada, foi oferecido a ela em seu primeiro dia de batalha.
Bracelete:



Arma 1 (pedra da direita): Punhal Prateado.


Arma 2 (pedra da esquerda): Revolver.




Qual é sua marca de escolhido?
Uma estrela escura que simboliza sua rebeldia e seu jeito incontrolável.




Personalidade:
A primeira impressão que Trix passa, é perigosa. Coisa que ela é e muito, mesmo tendo um rosto inocente, ela não é. Trix é uma garota que guarda raiva fácil e que vira os olhos com tudo que dizem a ela, sendo que pode parecer um pouco arrogante. A principal característica que tem é a sedução e agressividade. Ela pode esconder, mas seus pensamentos são violentos e ela fala na maior tranquilidade. Normalmente seus planos envolvem coisas extraordinárias que para muitos não deva funcionar por serem muito fora do comum.

Uma palavra que defina, sem dúvida é ousada. Ela não se importa com que os outros dizem e mesmo que não se importe, sabe os retrucar; além de que sua ousadia é extremamente atraente e sexy para alguns, o que nem ela pode negar. É super corajosa, parece não ter medo de nada, sendo que não está nem aí se está correndo risco ou não, sua coragem pode parecer até mesmo uma teimosia lendária, já que ela não aceita que a bloqueiem e dizer simplesmente que é perigoso, ela não liga, não tem medo de morrer.

É muito autoconfiante, sendo assim, meia orgulhosa. Só se importa com ela e a sua família e poucos amigos, só não chega a ser o tipo de mimada, ela é mais “eu sou mais forte do que você”, mas não joga nada na cara de ninguém e enfrenta quem é assim, já que odeia falta de humildade. Sendo assim, uma garota extremamente briguenta e que não tem medo de esmurrar alguém ou matar.

É muito misteriosa, parece guardar mil segredos, o que pode ser meia verdade. Conquistar a confiança dela é realmente difícil, na verdade é quase impossível, ela não confia em ninguém e não adianta tentar engana-la, ela parece sentir se a pessoa é boa ou não para ela, o que vale mesmo para a confiança dela é a primeira impressão difícil de conseguir. Ela pode fingir confiar, mas, apenas aqueles que são bem próximos, são aqueles que ela confia realmente, ou pessoas que passem tempo o suficiente com ela, para que ela aprenda lidar com certa pessoa.

Ela é incontrolável, ninguém consegue colocar ordens nela a não ser que seja para o bem de todos. Ela é perigosa e sabe muito bem brigar, tanto de palavras quanto de toque e não tem medo de machucar seu “oponente”. Sua determinação é impressionante, ela não descansa enquanto não conseguir o que quer, tendo assim uma personalidade forte e terrível.

Costuma a ser sarcástica e virar os olhos com quase tudo, sendo que isso é uma de suas características atraentes. Ela tem mania de acariciar o corpo ou os cabelos, o que é inevitável de se olhar. Mas, ela não percebe que é sedutora, pois sua ignorância e seriedade é bem maior, ou seja, dificilmente alguém consegue tirar um sorriso sincero de seus lábios, ela procura descontar mais a raiva, ela anda pelos corredores da escola esbarrando em todo mundo, não se importando com o que acham dela.

São poucas as pessoas que suportam ficar muito perto dela. Além de sua arrogância, ela sofre de “Transtorno Explosivo Intermitente” (a famosa Síndrome do Pavio Curto) que é fácil de controlar, a base de remédios, mas ela teria mais ataques no desespero. Trix é dessas que enfrenta tudo, sem pensar nas consequências. Está sempre agindo a base do impulso, sempre enfrentando todo o “porém” que cruzarem seu caminho.

Mas, ela não é toda essa pessoa agressiva que parece ser, ela tem um ótimo coração e é carinhosa gentil, disfarça e nega isso, porém, ela tem uma boa pessoa em si, na onde, como diz sua mãe “tem um coração de ouro”, ela não quer que pessoas sejam diferentes e separadas por rótulos, ela é uma das que lutam pela igualdade e estão sempre ajudando aqueles que sofrem por isso.

Ela sempre parece não estar nem aí para nada, mas esconde a heroína que há em si. Ela não suporta ver os outros sofrerem e não se importa, nega isso até a morte, mas gosta de ajudar as pessoas e salva-as sempre, mesmo que ninguém saiba. Como diz a irmã dela, “até mesmo as cobras têm coração”.




Gosta:
Desafios.
Loucuras.
Música.
Estrelas.
Guitarra.
Dançar.
Lutar.
Ser temida.
Agressividade.
Livros (preferencialmente de mistério).



Desgosta:
Subestimação.
Derrota.
Ordens.
Desigualdade.
Pressão.
Etiqueta.
Assédios.
Tristeza.
Sentimentos.
Idiotices.
Pessoas calmas.



Medos:
Filofobia — medo de apaixonar-se.
Tripanofobia — medo de injeções.
Ficar sozinha para sempre.
Não conseguir proteger as pessoas.



Vícios:
Chocolate Meio Amargo.
Automutilação.



Par:
Aceito pedidos ()
Eu escolho ()
Não quero par ()



Pratica alguma aula/curso/clube no internato?
:
Sim, ela faz ballet, aula de música e é do clube de lutas.



=== Músicas ===



Representa seu personagem:
She Wolf – Sia & David Guetta




Representa ela com seu par:
Mercy – Shawn Mendes.




=== Bônus ===

Irmã:
Christa Moneray Valentina / Idade: 5 anos / Qualidade: Fofa / Defeito: Manipuladora.
Aparência:





Objeto especial:
A tornozeleira que a irmã lhe deu antes de entrar no internato. Ela é de prata com um pingente de borboleta.




Manias:
Passar a mão pelo corpo e cabelos.
Morder o lábio inferior.
Enrolar os cabelos com o dedo.
Socar a perna quando raivosa.
Cantar no banho.
Virar os olhos ou semicerra-los para intimidar alguém.



Trix é portadora de T.E.I, o que significa "Transtorno Explosivo Intermitente" (a famosa síndrome do pavio-curto, só que é mais para um problema, porque ela não pode controlar isso se não estiver a base de medicamentos).






Love me, hate me
Say what you want about me
" ~ Britney Spears


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...