~bedlands

bedlands
*.¸ ¸.cliff's edge.¸ ¸.*
Nome: » always one step too far from the eye of the storm «
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 19 de Maio
Idade: 20
Cadastro:

Fichas


Postado



Ficha: Scream - Ashley Nicolette Frangipane



::Nome e Sobrenome::
Ashley Nicolette Frangipane - Ash

::Idade::
21 anos, 29 de setembro de 1994.

::Sexualidade::
Bissexual

::Aparência::

Tem olhos hazel (castanhos claros e um pouco verdes) que podem mudar dependendo do tempo e iluminação. Seus cabelos são o que chamam atenção das pessoas, cabelos azuis esverdeados, um de seus apelidos é "sereia" por sua constante mudança de cores de cabelo. Seu rosto está limpo na maioria das vezes, maquiagem não é seu forte, mas seus lábios estão sempre em destaque com batons vermelhos ou pretos.

Seu busto e quadril são normais para seu tamanho corporal, seu timbre de canto é normalmente mais grave, tem 1,68 de altura e 45kg de pesagem.

::Profissão::
Escritora (de músicas/livros), cantora e atriz nas horas vagas de sua tour.

::Personalidade::
Ashley é a garota conhecida por tingir os cabelos de cores surreais. A cor que da identidade à seu cabelo é a cor azul ou a cor verde. Carinhosa e brutalmente sincera. Mente aberta à todos os assuntos, exclusivamente política e homossexualidade/panssexualidade/transsexualidade. Super ciumenta, e é muito apreciada por sua honestidade e afeto com as outras pessoas. Porém, além de tudo é mandona e as vezes gosta de discutir com os outros sobre assuntos polêmicos, pode perder o controle muito facilmente dependendo do assunto ou argumento. Não é muito de entrar em brigas físicas, mas caso aconteça, ela estará preparada. Faz aulas constantes de BOXE, mas é iniciante.

Vários a julgam por argumentos que parecem ser irônicos ou cínicos, mas tudo o que sai de sua boca é verdade, a não ser que tenha uma razão muito grande. Amizades é o que não lhe falta, mas como é brutalmente honesta as pessoas se afastam rapidamente, mas os poucos amigos que tem são o suficiente para deixá-la muito feliz. Não gosta de pessoas com narizes empinados, ou pessoas que acham que estão em primeiro lugar quando na verdade estão em décimo. Odeia falsidade, principalmente se aquele ato for afetar drasticamente a vida de alguém. Um sorriso nos lábios pode definir seu humor, quando está com a expressão fechada, todos sabem que é sempre melhor manter distância. Sabe se defender de muitos assuntos, principalmente os polêmicos. É muito desconfiada diante às pessoas, elas tem que tentar muito para conseguir sua confiança.

::História::
Nasceu em New Jersey, Washington. É biracial, seu pai é negro e sua mãe branca, e tem descendência Africana (pai) e Húngara (mãe). Sempre foi considerada rebelde por seus pais e amigos. Sua vida sempre foi ligada à música, desde pequena. Seus pais sempre ouviam Nirvana, Biggie & Tupac, Coldplay e Alanis Morissette, o que é uma grande influência musical para ela. Possuiu dois irmãos mais novos, Sevian e Dante, seu pai é afro-americano e sua mãe italo-americana. Cresceu sabendo tocar viola, violino, violão, guitarra, violoncelo até que quando tinha 14 anos decidiu que o violão acústico seria seu instrumento oficial. Inicialmente queria fazer faculdade de Belas Artes, mas como o financiamento era alto demais decidiu matricular-se em um curso de composição musical em uma central/universidade comunitária.

Com 17 anos foi diagnosticada com transtorno bipolar e aos 18 procurou um jeito de ajudar a se manter em casa, e começou a fazer shows acústicos para renda. Aos 16 anos, começou a namorar um garoto chamado Alec Parker, que tinha 25 anos de idade. Seus pais não aceitaram muito bem o fato de ela estar namorando um garoto que 9 anos a mais do que ela, e por isso, ela o trazia secretamente aos domingos anoite para casa sem o consentimento de seus pais, mas logo o relacionamento acabou pela razão de que a noiva de Alec descobriu da relação e Ashley terminara com ele por não saber que ele era comprometido. Aos 18 anos saiu de casa por problemas com sexualidade, estava confusa e não sabia o que fazer, seus pais estavam trabalhando e seus irmãos não sabiam de seus problemas pessoais.

Passou a morar em Brooklyn por um tempo, seu lar e sozinha, levando seu violão consigo e tocando/cantando em uma pequena estação de trem. Até que um homem de 25 anos, chamado Anthony Li, lhe ofereceu um lar e um trabalho que rendia por um tempo contanto que ela cantasse acústicos em seu bar toda noite, Ashley aceitara e passara a morar em seu pequeno apartamento em um prédio no centro de Brooklyn enquanto tocava e cantava todas as noites no bar e recebia 50 dólares por show. Depois de uma conversa com Anthony sobre seus problemas, Ashley voltara para casa e conversara com seus pais e seus irmãos, que aceitaram sua sexualidade e seu estilo de vida. Ela iria todos os finais de semana para Brooklyn tocar no bar para ajudar a situação financeira dos pais.

Enfim um de seus amigos, Peder Losnegard, propôs que ela gravasse uma de suas músicas em seu estúdio improvisado que construiu em seu porão. Logo gravou uma versão de sua música Borrowing -que fez sobre seu relacionamento com Alec- e publicou no youtube e em sua conta do tumblr, tendo mais de mil acessos na primeira semana. Continuando com o processo de fazer músicas, gravou outra música com seu amigo e publicou no SoundCloud, debutando no Music Of Charts da Billboard. Logo nesse dia, cinco gravadoras musicais entraram em contato com ela, e ela pediu que Anthony fingisse ser seu empresário nas reuniões. Ashley demorou cerca de 4 meses para assinar com algumas gravadoras, pois queria provar para elas que realmente merecia assinar um contrato, e logo assinou o contrato com uma gravadora da Califórnia. No dia 27 de outubro de 2014, lançou seu primeiro Debut EP, contendo apenas cinco músicas incluídas. Entrou em Tour com uma banda, abrindo shows, e logo no dia 15 de agosto de 2015 lançou seu Debut Album, logo sendo chamada para fazer um feat com um artista masculino. Namorara com Peder por dois anos 2014/2015, mas em março o de 2015 o namoro terminara. E atualmente está no The Final Installment de seu solo tour.

::O seu personagem conhecia Katherine Summers ou Peter Thomas? Se sim, qual era o relacionamento que seu personagem e Katherine/Peter tinham antes da tragédia?::
Sim, conhecia Katherine de vista e já falara com ela algumas vezes a ponto de tirar uma mísera foto, não tinha intimidade com ela, até por que ela descordava de algumas atitudes de Katherine, então nunca quis se aproximar. Nunca conheceu Peter Thomas pessoalmente, mas sua personalidade não lhe agradou de primeira.

::Você acredita que seu personagem pode ser vítima do mesmo assassino que matou Katherine? Se sim, justifique::
Não, pois Ashley não tem problemas com muitas pessoas.

::Seu personagem pode ser o assassino? Se sim, justifique::
Sim, pois Katherine nunca foi sua pessoa preferida, e talvez Katherine tenha feito algo que tenha deixado Ashley irritada o suficiente para querer se vingar.

::Gostos/Desgostos::
Gostos:
Música Clássica - Rock - Pop Alternativo - Indie Pop - Canto - Artes - Pinturas - Livros Clássicos - Séries de TV - Filmes Clássicos - Correr - Se exercitar - Prestar atenção em tudo que está a sua volta - Cabelos - Cores Primárias e Semi-Primárias - Desenhos - Descansar - Cozinhar.
Desgostos:
Falsidade - Pessoas intrometidas - Não gosta muito de doces, mas adora fazê-los - Bagunça -Barulhos altos - Festas cheias - Luzes piscantes - Escuro excessivo - Luz excessiva - Homofobia.

::Hobbies::
Desenhar - Cozinhar - Andar de skate - Escrever - Inventar Histórias.

::Manias::
Roer unhas - Morder os lábios - Revirar os olhos - Suspirar excessivamente.

::Medos/Fobias::
Agrafobia - medo de abuso sexual.
Brantofobia - medo de relâmpagos e trovões.
Atelofobia - medo de não ser bom o suficiente.

::Gostaria de um par? Se sim, como iria tratá-lo?::
Sim, Ashley o(a) trataria com carinho e honestidade, e gostaria que fosse recíproco. Como Ashley é do tipo vingativa, cada erro conta uma consequência.

::Segredo::
Enviado por Mensagem Privada.

::Palavra-chave::
scream more louder than you can

::Algo mais?::
Não, obrigada.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...