~Dudiss

Dudiss
Nome: Eduarda
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 9 de Junho
Idade: 17
Cadastro:

Sobre Yours Truly e o Transtorno de Personalidade Borderline.


Postado

Sobre Yours Truly e o Transtorno de Personalidade Borderline.

Esse é o meu primeiro jornal, e ele não poderia ter outro tema senão este.

Todas as pessoas que acompanham Yours Truly sabem algo óbvio: O Sehun é borderline.
Mas o que é Borderline? Eu deixarei um link no final, contando tudo por termos médicos. Mas não falarei em termos médicos aqui.

Quando eu decidi escrever sobre isso, eu tinha uma mente fechada, ingênua, errônea. E se eu tivesse postado as idiotices que escrevi sobre Yours Truly (que nem tinha esse título) a fanfic provavelmente seria deletada por mim.

Um tempo depois eu acabei desistindo do plot, ele era muito “complicado” para mim. E um tempo depois eu reli o plot inicial, parei e pensei “Eu preciso escrever sobre isso, e principalmente, eu preciso estudar sobre isso antes de qualquer outra coisa.”.

E foi assim que eu passei bons longos meses metida em tudo que era tese, em todas as formas de diagnóstico e tratamento, decorando o nome dos antidepressivos e qualquer outro remédio, vendo debates sobre isso, aprendendo sobre o dia a dia de portadores de borderline num geral. Enfim, foi assim que Yours Truly nasceu de fato.

E ela ainda é um bebê recém nascida.

Eu estava completamente insegura quando postei o primeiro capítulo, o segundo, o terceiro... Todos até agora, e com certeza estarei até o último.

No meio do caminho de nascimento de Yours Truly, eu encontrei uma pessoa incrível, disposta a me ajudar e me envolver nesse “mundo de borderlines”. Eu não direi seu nome aqui, afinal eu não tenho autorização para dizer quem essa pessoa é. Essa pessoa me ajudou, me deu dicas, me deu toques importantes, bateu direta e indiretamente na tecla do “NÃO ROMANTIZE!”, me fez quebrar ideias que ainda permaneceram errôneas, mesmo depois de um bom tempo estudando, me fez ir além do que eu pensei que conseguiria e não existem palavras que sejam capazes de expressar o quanto eu sou eternamente grata por isso.

Mas quase no momento final do nascimento de Yours Truly existia outro problema: Xiao Luhan e seu relacionamento com Sehun.

“Por quê?” É simples: a qualquer momento, em qualquer deslize, em qualquer falta de cuidado minha o relacionamento de Hunhan se tornaria ABUSIVO. Isso mesmo, com todas as letras e seu pesado significado: ABUSIVO.

“Mas o Hunhan de YT é tão fofo! Onde entraria algo abusivo ali?” Essa também é simples de responder: Sehun é BORDERLINE, acredito que vocês notaram os ciúmes dele durante algumas cenas, e aquilo ali é apenas um dos gatilhos para algo abusivo. E ainda sim, manter um relacionamento com alguém com este transtorno requer paciência, requer maturidade, requer tudo o que um garoto de 12 anos (Luhan), com seus próprios medos e inseguranças e outras coisas não seria capaz de ter para com o relacionamento.

“Eles se amam?” Sim e muito. E da forma mais pura que existe: eles se amam como amigos, antes de se amarem como amantes.

Mas amor algum cura doença. E eu preciso deixar isso claro, porque vocês vão se deparar com o “erro” de Xiao Mei em um dos próximos capítulos (provavelmente narrado em primeira pessoa por ela mesma).

Luhan não é a cura de Sehun. Lia não é a cura de Sehun. Lee não é a cura de Sehun. Jongdae não é a cura de Sehun. Mei não é a cura de Sehun. Jongin não é a cura de Sehun.

Sehun não é a cura total de Sehun. Transtorno de Personalidade Borderline não tem cura.

E foi visando driblar o “relacionamento abusivo” que provavelmente nasceria entre Hunhan, que eu mandei Xiao Luhan para outro país, ele precisava experimentar outras coisas, viver sua vida por si mesmo, beijar outras bocas, sentir outras sensações, ter arrependimentos, ter saudades, ter alegrias, chorar choros que não eram relacionados à Sehun, ser Xiao Luhan e apenas Xiao Luhan, não o amor que “salvaria” Sehun, eu não quero que vocês o enxerguem como isso.

E de acordo com as pessoas que me ajudam e são como anjos me guiando, eu consegui.

A partir dos próximos capítulos vocês provavelmente sofrerão um choque com algumas mudanças ruins e boas, mas acima de tudo: necessárias.

“Yours Truly ainda terá momentos fofos e românticos?” Sim.

“Yours Truly ainda terá momentos dramáticos?” Sim.

Mas acima de tudo, Yours Truly, a partir de agora será mais carregada de verdade. E essa tal verdade não foi colocada inteiramente antes porque Hunhan era muito novo, e eu precisava desenvolver os personagens, fazê-los encontrar seu caminho, um por um. E agora todos eles têm uma perspectiva mais ampla, um final quase totalmente pensado e decidido.

“Então Hunhan não tem como ficar juntos?” É claro que tem. Borderlines, quando se tratam direitinho, quando conseguem alcançar o máximo de estabilidade que puderem alcançar são completamente capazes de manter um relacionamento, muitos se tornam pais e mães, mesmo com todas as suas falhas – afinal, seres humanos SÃO TODOS FALHOS – são capazes de amar sim, de todo coração as pessoas que desejarem amar, são capazes de ter uma vida o quão normal puderem.

“Então Hunhan vai terminar junto?” Isso só o tempo e desenvolvimento final vai decidir.

Não existe nada poético em ser borderline, não é legal, não é fácil. Mas existe algo muito incrível para mim: a força dos borderlines que eu conheci enquanto desenvolvia Yours Truly, a força para ser mais forte que seus próprios demônios, a força de ir atrás e conquistar tudo o que for possível.

A doença psíquica não é diferente de outras doenças. Ela é apenas mais cruel, porque é invisível.

Espero que entendam, e eu estarei disposta a tirar qualquer dúvida que vocês tiverem!


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...