~imwriter

imwriter
0725+hoshi
Nome: — chonnie | monnie | binnie | jisung₊baby; ♡
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 25 de Julho
Idade: 17
Cadastro:

*∙✦ Ma.City ✦∙* ⇢ T.D. / O.J. / D.S.


Postado





隆・ダヘ

Nome: Takashi Da Hae.
Apelido: James Bond.
Idade: 24
Aparência: Choi Seung-hyun.



Personalidade: popular, teimoso, sincero – fala sempre o que pensa –, e frio. Tem tudo o que quer na palma da mão, consequentemente, é um tanto mimado. Gosta de dar sua opinião na maioria das decisões que o líder da gangue toma, sendo taxado muitas vezes como intrometido. Não gosta de receber ordens daqueles que estão numa posição inferior a dele, isso o faz se sentir diminuído. Seu humor carrega sarcasmo. Embora tenha esse jeito, também é protetor, querendo proteger seus colegas mais próximos, pelo menos, aqueles que ele considera da sua família, incluindo o líder, que sempre foi um amigo extremamente próximo.
História: filho de traficantes, Takashi sempre esteve no mundo do tráfego de armas, drogas e até mesmo mulheres. Durante a adolescência, se interessou por esse mundo, sendo influenciado por seu pai, desde que era uma criança. Começou a trabalhar na gangue de seu tio, aos 17 anos, desde então nunca mais parou. Apaixonou-se por esse mundo de armas, mulheres, homens, dinheiro e muita, muita festa.
Opção sexual: Bissexual.
Está ciente que eu irei escolher o lado do seu personagem de acordo com a personalidade dele (a)? Sim.
‘Tá ligado que seu personagem pode morrer né? Sim.
Algo mais? Apelido dado pelos seus companheiros da gangue, por ser popular entre as mulheres, por conseguir fazer sempre um bom trabalho, concluindo sua missão e por sempre acertar o alvo com uma mira excepcional. Tem como hobbie jogar cartas/pôker com os amigos e em festas, principalmente.






오 김정일 최소

Nome: Oh Jong Min.
Apelido: Little Angel.
Idade: 22
Aparência: Lee Chae-rin (CL).



Personalidade: embora aparente ser doce, meiga e educada, Jongmin é completamente o oposto. Uma mulher de poucas palavras, na maioria das vezes, sábias; na maior parte do seu tempo, costuma ser fria, porém não ao ponto de ser grosseira. Não gosta de demonstrar o que sente e também sente dificuldade para isso. Embora seja estressada, pensa três vezes antes de fazer alguma coisa, sempre pensando o que aquilo poderá afetar no futuro. Observadora, pensativa e um pouco calculista, diria. Apesar de séria – apenas no trabalho – Jongmin é uma grande fã de festas, sempre se acaba em todas elas. Costuma ser séria em seu trabalho, procurando focar somente no que precisa fazer. Conclui tudo sempre com êxito, e de um modo rápido, dando a impressão de que aquilo seja fácil de fazer. É ambiciosa, faz de tudo para conseguir alcançar o que quer.
História: nasceu na Coreia do Sul, permanecendo no país até seus 16 anos, após a morte de seus pais. Mudou-se para o Japão – um país que sempre gostou –, procurando por abrigo, segurança e algum trabalho. Infelizmente, conseguiu apenas duas coisas: trabalho e abrigo. Trabalhou numa boate como dançarina substituta, e morou no local, no pequeno quarto que o dono havia construído ali, nos fundos da boate. Fora demitida por arranjar uma briga com uma das dançarinas principais e por ser mal educada com alguns clientes. Sozinha, sem dinheiro, sem absolutamente nada. Uma gangue a acolheu por alguns dias, porém Jongmin e outras pessoas da gangue perceberam que ela tinha habilidades que seriam úteis, sem ter para aonde ir, escolheu ficar.
Opção sexual: Bissexual.
Está ciente que eu irei escolher o lado do seu personagem de acordo com a personalidade dele (a)? Sim.
‘Tá ligado que seu personagem pode morrer né? TÁ LOUCA DE MATAR A CL, MINHA FILHA?!
Algo mais? (ganhou o apelido por ter a aparência meiga e um pouco angelical) Jongmin tem um rápido raciocínio, boa memória, às vezes tem até a postura de uma líder, embora não seja uma. Consequentemente, adquiriu a habilidade de dança, por conta do seu antigo emprego.
Outras habilidades: lutar com adagas (consequentemente, saber bastante sobre tal arma), luta corporal e sabe fazer venenos letais.






대성

Nome: Dae Sungae.
Apelido: Outsider.
Idade: 23
Aparência: Chae Hyungwon.


precisei usar esse gif todo amorzão do bias, desgurpa

Personalidade: discreto, quieto, observador, na maior parte do dia; educado, gentil e amigável quando convém, esse era Sungae. Detesta falar muito, detesta lugares cheios, detesta brigas desnecessárias e detesta que o julguem. Nunca fora bom em expressar o que sentia, e sempre sentiu dificuldade em sentir seus sentimentos, sempre achou que havia um enorme buraco em seu peito, que nunca iria se fechar. Sungae foi sempre fechado para as coisas que envolvam qualquer tipo de sentimentos. Calmo e um pouco despreocupado, contudo, rápido nos seus afazeres. Gosta de festas, desde que o deixem quieto, no bar, ou sentado em um dos bancos mais afastados da boate. Apesar de ser calado e não gostar de falar muito, abre uma exceção quando vai a esses lugares, desde que ele goste da conversa – e se interesse pela pessoa, também.
É ambicioso, não para até conseguir aquilo que almeja; insistente. Não gosta de trabalhar em conjunto, prefere fazer tudo sozinho e do seu jeito, evitando complicações e discussões desnecessárias. Não gosta de mentiras, é um homem verdadeiro, honesto e fiel. Leva mais em conta a fidelidade da pessoa do que qualquer outra coisa. É bastante confiante de si.
Costuma não ter medo, sempre tenta ser o mais corajoso e costuma colocar algumas necessidades de outras pessoas na frente da sua. Sungae se importa demais, é altruísta de um modo quase inexplicável. Não mede esforços quando o assunto é sentir, muito embora sinta dificuldade, porém quando sente, sempre sente muito; ama muito, se importa muito...

História: natural da Coreia do Sul, porém, assim que nasceu, fora para o Japão, junto com sua mãe solteira – e procurada por traficantes e policiais –, abandonado aos 08 anos num orfanato pequeno e pouco conhecido. Aos 18 mudou-se para uma casa próxima ao orfanato, contudo, ao lado do território de uma gangue. Não criou confusão, apenas ficou na sua e procurava não manter contato com tais garotos. Numa noite, um dos garotos da gangue se envolveu em uma briga, Sungae era o único que estava próximo, então resolveu ajuda-lo. O salvou de se ferir com a faca que o outro carregava, criando uma relação amigável com o tal garoto. A relação se intensificou, ficaram mais amigos, então, quando Sungae percebeu, já era um membro da gangue, fazendo tarefas como: recolher informações e perseguir os alvos sem que eles percebessem.
Opção sexual: Homossexual.
Está ciente que eu irei escolher o lado do seu personagem de acordo com a personalidade dele (a)? Sim.
‘Tá ligado que seu personagem pode morrer né? Cê disse que ia salvar o meu mozão!
Algo mais? Seu apelido foi dado pelo líder da gangue assim que entrou, por conseguir infiltrar-se em qualquer lugar sem nenhuma dificuldade, por ter o seu lado um pouco gentil e educado, fazendo com que consiga as coisas de um modo fácil e rápido. Adquiriu uma paixão por um traficante, Shin Hoseok/Wonho, quem namora pouco tempo depois.
Habilidades: sabe mexer muito bem em computadores, solucionando qualquer tipo de problema, desde os mais simples aos mais complexos. Aprendeu a hackear quando tinha 13 anos, com um colega da escola. Consegue montar uma arma em alguns segundos, e não costuma errar quando mira. Não gosta de trabalhar sobre pressão, sente que não faz um bom trabalho quando isso acontece, gosta de fazer tudo no seu tempo.
Hábitos: chupar pirulitos e mascar chicletes; ama doces, qualquer tipo, principalmente balas de goma e jujubas.
Hobbies: ler livros que não são tão conhecidos, sendo eles do gênero de mistério, suspense, aventura e terror.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...