~ommahope

ommahope
+badboy.mp3
Nome: @edsheeramaconha
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 14 de Setembro
Idade: 66
Cadastro:

Ficha ~ Madison-Taylor Hills


Postado



{OBSERVAÇÕES SOBRE A FICHA}



Eu particularmente gostei muito desta ficha! Eu tentei fazer ela num aspecto diferente, numa estética mais "elaborada", espero que tenha ficado "entendível". Eu nem sei se tu ainda tá aceitando fichas, mas vale tentar a sorte.






{Bio}



Nome:
Madison-Taylor Hills

Apelido:
Mad, para os amigos e Tay, para os parentes e amigos íntimos.

Alcunha:
Doidinha, por culpa de sua personalidade que não teme os riscos. Fadinha, por ser delicada na aparência.

Idade:
16 anos, nascida em 01|01|2000.

Personalidade:
“Eu queria viver a vida, uma vida diferente. Não queria ir aos mesmos lugares todo dia e ver as mesmas pessoas e fazer o mesmo trabalho. Eu queria desafios interessantes.”

-Harrison Ford



Mad ama explorar com suas mãos e olhos, tocando e examinando o mundo a sua volta com um racionalismo tranquilo e uma curiosidade espirituosa. É uma "fazedora" natural, indo de projeto em projeto, construindo o que é útil e o superficial só pela diversão, e aprendendo com o seu ambiente. Enquanto suas tendências mecânicas podem parecer simples ao primeiro olhar, é bem enigmático. Amigável mas privada, calma mas espontânea, extremamente curiosa mas incapaz de ficar focada em estudos formais, pode ser um desafio para entender, mesmo por seus amigos e amados. Pode parecer muito leal e constante por um tempo, mas tende a estocar energia impulsiva que explode sem aviso, levando seus interesses para outras direções.

Tay explora ideais através da criação, resolução de problemas, testes e erros e experimentação. Aproveita quando outras pessoas se interessam pelos seus projetos e, às vezes, nem se importa de invadir seu espaço. É claro, na condição de que essas pessoas não interfiram com os princípios e a liberdade dela, e precisaram estar abertos ao interesse dela. Gosta de dar uma mão e compartilhar experiências, especialmente com as pessoas que eles gosta.

Ela deve aprender que muitos outros tipos de pessoas tem muito mais limites com regras e comportamentos aceitáveis do que ela – nem todos querem ouvir uma piada insensível, e, com certeza, não contariam uma, e não iam querer dar uns socos, mesmo com um oponente disposto. Se a situação já está carregada de emoções, violar esses limites pode dar muito errado.

O maior problema para ela é que age rápido demais, não valorizando sua natureza permissiva e presumindo que os outros fazem o mesmo. Será a primeira a falar uma piada insensível, se envolver demais no projeto de alguém, machucar e brincar com as pessoas, ou repentinamente mudar seus planos porque algo mais interessante apareceu.

Tem uma dificuldade especial em perceber emoções, mas é só uma extensão natural da sua justiça, dado como é difícil perceber as motivações e emoções da Mad. Porém, a tendência de explorar seus relacionamentos através de suas ações em vez de através da empatia pode levar a algumas situações frustrantes. Luta com limites e orientações, preferindo a liberdade de se mover e colorir fora das linhas quando necessário.

História:
Seu pai conheceu Afrodite quando ela se passou por uma estagiária a secretária. A mesma sempre flertava ele, dando piscadelas e dirigindo-lhe olhares insinuantes e sedutores à ele. E ele, como não era feito de metal, deixou-se seduzir, e ambos começaram a ter um caso quente e pecaminoso. Logo, veio a notícia de que Afrodite, ou Anne, seu nome falso, estava grávida. Kai ficou atônito e extremamente feliz, e mais ainda quando descobriu que esse bebê era uma menina. Ele quase teve um treco quando sua filha nasceu, e pulou de alegria quando percebeu seus olhos, que eram parecidos com os de Anne, azuis como um céu se nuvens, mas ao mesmo tempo eram parecidos com os dele, com leves pontos negros. Lamentou muito quando Anne simplesmente sumiu, sem dar nenhum sinal, mas com a presença de sua filha, ele conseguiu superar a perda de Anne. Mad foi crescendo-se e tornando essa linda menina que é hoje. Sempre foi constantemente zoada pelo fato de nem sequer saber quem era sua mãe, e odiava (ainda odeia) o Dia Das Mães, onde enquanto todos passavam um tempo com as mães logo após as típicas apresentações de escola, ela ficava lá, chamando alguns de seus amigos para conversar ou brincar na tentativa falha de não sentir-se tão deslocada. Aos 13 anos, num desses dias, uma estranha mulher aproximou-se dela e a levou até o pátio próximo da biblioteca onde ninguém ia, principalmente no Dia Das Mães. Lá, a mulher revelou ser uma dracaenae. Ela, entrando em desespero, começou a gritar e tentou atingir o monstro com tudo que ela conseguia levantar e que era maior que um livro. Estava quase sendo atingida pelo monstro, quando Alexander, seu melhor amigo apareceu. Mas, havia algo de diferente nele: Alexander estava desprovido de suas muletas, e de suas calças também, revelando pernas peludas e cascos de bode. Alexander era um sátiro. Ele matou a dracaenae com uma espada de bronze celestial. Naquele dia, ela, Alexander e seu pai tiveram uma conversa séria, explicando tudo para ela. Desde então, ela passa todos os verões no acampamento.

De quem é filho?
Da deusa Afrodite e do humano Kai.

Armas:
Uma adaga de bronze celestial com detalhes em coração de ouro celestial, com o cabo de couro com tecido vermelho resistente ao fogo.

Orientação sexual:
Homossexual.

Quer par?
Sim.

A autora escolhe ou eu escolho?
Autora escolhe, confio em ti.

Defeitos/ Qualidades:
Qualidades ~ Alegre, não tem medo de se arriscar, calma, espontânea, curiosa, amigável, sincera.
Defeitos ~ Um tanto insensível, imprevisível, impulsiva, vaidosa.

Gosta/ Desgosta:
Gosta ~ Frio, correr, construir coisas, experimentar coisas novas, comida japonesa, tailandesa, chinesa, roxo, laranja, maquiagem, conversar, ajudar com que os casais se concretizem.
Desgosta ~ Rotina, calor, comidas frias, azul, amarelo, café.

Curiosidade:
Possui uma gata, de nome Fish.


Cicatrizes:
Nenhuma, ainda.

Medos/ Fobias:
Obesofobia ~ Medo de ganhar peso.
Nictohilofobia ~ Medo de florestas de mata densa à noite.
Medo de fracassar, medo de ser ignorada, ser deixada de lado. E medo de envelhecer.

Algo a mais?
Seu defeito mortal é a impulsividade.



{APARÊNCIA}





Aparência:
Sua aparência é angelical e pueril. Possui a tez alva, aveludada, de aparência frágil, coberta de pequenas sardas delicadas e pequeninas. Possui as feições delicadas e femininas, parecendo uma bonequinha. Seus olhos são grandes, amendoados, castanhos calorosos e inocentes. Cílios curvos, espessos e castanho-claros, quase ruivos. Seus lábios são finos, delicados e pincelados de uma maneira fofa e desenhada da maneira mais adorável. Rosados e macios, suculentos e atraentes. Nariz fofo e delicado, pequeno e redondinho, mas bem empinado. Sobrancelhas arqueadas e bem desenhadas, mas escassas. Seu rosto possui um formato delicado e fino. Orelhas pequeninas e redondinhas, um pouco afastadas do rosto. Seus cabelos são de um ruivo-acastanhado, com nuances loiras, bem curtos, de no máximo 3 dedos de altura, macios e brilhantes, mas volumosos e bagunçados de uma forma natural. Mede cerca de 1,65 m e pesa apenas 53 kg. Possui curvas delicadas e infantis, os seios pequeninos, mas redondos e as nádegas e coxas não muito torneadas.







Photoplayer:
Emma Watson.






{ROUPAS}



Casual:





Inverno:




Baile á fantasia:




Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...