~_reaper

_reaper
Tia May
Nome: ⌇ ᕮ∂мαyяα ᗰcᕼαłє – τiα ᗰαy ⌇
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 21 de Fevereiro
Cadastro:

The Fehér Clan, DJ Mantovani


Postado

The Fehér Clan, DJ Mantovani

So I peel my skin
And I count my sins
And I close my eyes and I take it in
And I'm bleeding out
I'm bleeding out for you

Imagine Dragons — Bleeding Out


ıl Nome
Damien Jackson Cahill Mantovani

ıl Apelido
DJ, Jack se apresenta com seu segundo nome para estranhos

ıl Idade
23 anos

ıl Nacionalidade

Roma, Itália
Italiano

ıl Aparência

Bradley James
Damien é dono de um belo corpo musculoso de um metro e oitenta e cinco de altura, tendendo a sempre procurar se manter em forma. Seu abdômen e seus braços são definidos e bem esculpidos, possuindo algumas cicatrizes por conta de brigas. Seus cabelos estão sempre no corte baixo e são entre o castanho médio e castanho escuro, podendo parecer loiro em dias ensolarados, quase como se mudasse com seu humor. Seus olhos são de um azul intenso, nem claros, nem escuros. Seu queixo é quadrado e seus lábios são finos. Seu rosto está geralmente composto por uma barba rala, o dando um ar mais maduro do que realmente aparenta.



ıl Personalidade

O rapaz tem seu humor bem variado, podendo passar de calmo e tranquilo a agressivo e briguento em poucos instantes. No geral, é bem conservado, não espalhando seus problemas aos quatro ventos. Tem problemas para controlar sua raiva, então se irrita facilmente. Brigas não são algo raro para ele, tendo aprendido a se defender desde o colégio. Apesar de sua aparência, não é mulherengo, podendo ser considerado até mesmo romântico com a companhia certa. Sua lealdade está sempre no máximo, assim como seu altruísmo. Por não ter mais ninguém, sabe o quanto é difícil e sempre tenta ajudar os necessitados. Não é a pessoa mais aberta do mundo, mas também não é assim tão fechado. Quando está perto de alguém próximo, um amigo, costuma fazer piadinhas para passar o tempo. Pode ser considerado um palhaço se levar em conta o que já passou. Tenta ao máximo afastar seus demônios do passado. Não se julgaria como mentiroso, mas sabe contar uma lorota quando necessário, principalmente para livrar alguém de encrenca. Procura estampar um sorriso em seu rosto quando acha preciso, seja para mostrar sua satisfação com algo ou apenas para alegrar o dia de alguém.



ıl História
Desde que saíra da faculdade na Rússia, Ann era uma garçonete e cantora independente, trabalhava em restaurantes durante o dia e cantava em bares bem apessoados durante a noite. Não passava mais de dois meses na mesma cidade, sempre em busca de seu estrelato. Numa de suas apresentações em um restaurante de Roma, conheceu Neal, um jovem engenheiro local que cuidava da manutenção dos monumentos históricos de seu país. Após alguns flertes e mais alguns encontros, os dois iniciaram um relacionamento, que acabou resultando em seu casamento e no pequeno Damien em dois anos. Neal gostava da ideia de sua mulher ser independente e ter sua própria renda, porém, já que ganhava bem como engenheiro, insistiu para que ela largasse um dos empregos e desse mais atenção ao filho. Ela acabou por decidir seguir apenas sua carreira de cantora. Ela sabia que não precisava, mas era algo que gostava. Ela sempre foi presente na vida de Damien e sabia que seu marido se esforçava. DJ era uma criança normal, sempre hiperativo e rodeado de amigos. Nada abalaria aquela criança, nem sequer um dia chuvoso, apenas um acidente.
Durante a volta de uma viagem em família de final de semana, Neal perdeu o controle do carro e o bateu contra um caminhão. Ele e a esposa faleceram a caminho do hospital, o pequeno DJ apenas sofreu uma leve contusão e alguns arranhões, mas passava bem, só teria que passar a noite no hospital. Estava no pequeno quarto em tons pastéis quando recebeu a notícia de que perdera seus pais. Sem mais parentes, seria entregue para um abrigo logo na manhã seguinte.
No orfanato, Damien começou a apresentar um comportamento que beirava à agressividade, talvez pelo fato de as outras crianças sempre implicarem com ele por ser o novato. Seu único amigo era o pequeno cachorro que a senhora tinha, um vira-latas de pelugem caramelo chamado Jake. Já era noite, o menino tentava dormir, mas um dos colegas não parava de importuná-lo. DJ perdera sua paciência e numa baixa, mas rude súplica de silêncio, sentiu a raiva e dor de um menino de sete anos ser extravasada quando o quarto foi preenchido por uma névoa repentina. A fumaça cobriu o menino de cabelos claros, tirando-o da visão de DJ. Quando finalmente se esvaiu, o outro estava caído ao chão, não parecia respirar. Se sentindo aliviado por finalmente ter o silêncio, Damien sabia que teria de responder perguntas no dia seguinte das quais nem ele mesmo sabia a resposta. Juntou as poucas coisas que tinha em uma mochila e deixou o abrigo, sendo acompanhado pelo cachorro da senhora.
Enquanto pensava no que poderia fazer, ou para onde poderia ir, DJ parou na praça e se sentou com o cão sob uma árvore, puxou o cobertor que levara e cobriu a si e ao companheiro, Jake. Não demorou muito e o menino foi acordado por um homem em seus vinte e sete anos. Bradley Mantovani, um jovem viúvo que já havia perdido sua fé no amor. O homem estranhara um menino e um cachorro dormindo no gramado da praça, como sempre gostara de crianças, decidiu acolhê-lo. Brad deixou que DJ e Jake dormissem em sua cama, enquanto preparava o quarto vago para o menino. Cuidou do mesmo como se fosse seu próprio filho, o adotando e matriculando nas melhores escolas que podia pagar.
Em sua adolescência, DJ conheceu algumas péssimas companhias e, por isso, acabou parando no reformatório duas vezes. Após um puxão de orelhas e um sermão de "eu não te criei para ser um bandido de esquina", o rapaz pareceu tomar jeito. Terminou o colégio e conseguiu uma bolsa de estudos na Universidade de La Sapienza, em Roma. Tentou se manter longe de confusões, mas, em uma confraternização com sua turma de Direito, um de seus companheiros, já bêbado, caçoou do rapaz por ser órfão e adotado. Não deu em outra. Sem pensar muito, DJ e o rapaz brigaram dentro do recinto, atraindo as autoridades. Os dois foram detidos e levados para o departamento de polícia da localidade. Pela manhã, o outro rapaz fora encontrado morto por sufocamento em sua cela, de frente para a de Damien, provavelmente enquanto dormiam. Não havia muito que pudessem fazer e também não havia mais motivos para detê-lo, então, o rapaz voltou para a casa de seu pai no fim de semana. Bradley, contente com a surpresa, faria um churrasco para comemorar o aniversário de vinte e dois anos do filho no domingo e chamaria alguns amigos. Era noite quando os últimos convidados deixaram a casa. DJ estava pronto para se deitar quando ouviu passos dentro da casa. Ao alcançar o piso inferior, encontrou dois homens, um deles apontando uma arma para si, o outro com uma faca no pescoço de Brad. Diziam que sabiam o que ele era e que ninguém se machucaria se ele se entregasse, mas o caçador que mantinha a faca na garganta de seu pai não parecia concordar com o parceiro. Na primeira oportunidade que teve, Damien conjurou sua névoa, mesmo sem saber controlar, e ela matou o sujeito que segurava seu pai. Começou então, um combate corpo a corpo com o outro homem após fazê-lo soltar sua arma, apesar de ter levado vários cortes devido à faca que o outro desembainhara. Quando o homem caiu, Damien se virou para o pai, baixando sua guarda para o caçador, que pegou sua pistola novamente. Determinado em salvar seu filho, Bradley se atirou em frente a ele, levando o tiro pelo mesmo. Desesperado enquanto o pai morria em seus braços, DJ matou o último caçador. Ele havia perdido todos que se importavam com ele, todos que alguma vez já o amaram.
Ele sabia que, mais uma vez, teria de responder perguntas que não saberia as respostas, mas precisava dar um jeito. Abriu os registros de gás da cozinha, acendendo uma vela e a deixando no chão do cômodo. Com o tempo, os gases a alcançariam e tudo iria pelos ares. Toda a vida que um dia conhecera. Juntou suas coisas e deixou o local.
Com uma nova identidade, mas não uma nova áurea, o rapaz se mudou para a Irlanda e logo começou a trabalhar num pequeno bar noturno, seria o suficiente para se manter. Durante as primeiras noites, se sentiu observado, mas não se amedrontou. No fim da primeira semana, uma mulher apareceu. A Feiticeira Branca Suprema, líder do clã Fehér. Ela o explicou sua situação, o porquê de ter sido atacado e o porquê de ter demorado tanto para encontrá-lo. Aos nove anos, o rapaz ainda era muito jovem e, por não ter tido outro episódio, fora difícil encontrá-lo novamente, já que a névoa criara uma espécie de camuflagem também para os sentidos dela. Pela primeira vez, alguém lhe oferecera respostas e isso era algo que ele jamais negaria.



ıl Família

Josh Holloway
Neal Cahill | 37 anos | pai | morto | Filho de Merlin
Neal era um engenheiro civil, especializado em manutenção de marcos históricos, tais como o Coliseu e a Torre de Pisa. Damien não se lembra de muito do pai, talvez por ele não ser tão presente em sua vida, mas todas as memórias que tem são boas. Viagens em família, aniversários e todas as histórias que ele contava sobre bruxos heroicos da Idade Média. O menino sempre fora fascinado pelos assuntos. Apesar de tudo, os dois tinham uma boa relação, além da distância, DJ não tem nada do que reclamar do pai, mas também não sentiu tanto a falta de Neal.



Alaina Huffman
Ann Cahill | 35 anos | mãe | morta
Desde que saíra da faculdade na Rússia, Ann era uma garçonete e cantora independente. Mãe de primeira viagem, mas com uma paciência incomparável para com o pequeno DJ. Sempre tentara satisfazer as vontades do filho, mas tomando cuidado para não deixá-lo mimado, o que nunca foi um problema. Damien não se lembra de muitas coisas da mãe, talvez pelo tempo sem ela, mas, assim como seu pai, tem boas memórias e tinha uma boa relação com Ann, não tendo nada do que se queixar. Sentiu mais falta dela do que gostaria de admitir.



Chris O'Donnell
Bradley Mantovani | 42 anos | pai adotivo | morto
Um tradutor de latim. Em sua maioria, trabalhava com livros antigos e documentos para Igrejas Católicas, tendo traduzido alguns registros antigos para o próprio Vaticano. É um homem de bom coração e, dois meses após perder sua esposa, acolheu o jovem Damien. O criou como seu próprio filho, sempre lhe dando do bom e do melhor. Atenção era o que não lhe faltava, tendo também lhe ensinado latim. A relação dos dois era algo diferente e divertido. Não eram pai e filho apenas, eram amigos. Quando estavam sozinhos ou queriam falar sobre algo em particular perto de outras pessoas, sempre usavam o latim como uma ligação interna. Damien sempre foi grato e respeitoso com Bradley.


ıl Gostos
Fotografias, sempre que tem um tempo livre, sai para fotografar o ambiente, seja qual for
Músicas, rock em especial Cães Natação, tendo sido campeão no colégio
Ler, principalmente em outras línguas

ıl Desgostos
Esportes Pessoas metidas e interesseiras Calor Injustiça, desigualdade
Escândalos, sempre tenta passar o mais longe possível

ıl Medos e fobias
Isolofobia — medo da solidão, de estar sozinho, o medo de ficar isolado.
Belonofobia — medo de alfinetes e agulhas.
Cacorrafiofobia — medo de fracasso ou falhar.


ıl Qualidades
Leal Sonhador Altruísta

ıl Defeitos
Ótimo mentiroso Briguento Piadista

ıl Habilidades
Fez judô quando pequeno, acabou desenvolvendo suas próprias técnicas de luta para se defender no colégio e no reformatório.
Fluente em inglês, italiano e latim, este último que facilita seu entendimento dos feitiços, já que acredita que, sabendo o que diz, seus ataques se tornam mais precisos.

ıl Poderes

Fumocinese, desenvolvido por estresse. ✝
É a magia que oferece a capacidade de controlar a fumaça, podendo gerá-la pela boca ou até mesmo com as mãos, atordoando a visão dos usuários e até mesmo podendo criar fumaças tóxicas.



Pirocinese, desenvolvido em treinamento. ✝
É a magia capaz de gerar e controlar o elemento fogo. Aumentando a energia cinética dos átomos para gerar calor e combustão, possibilitando manipular as chamas, causar incêndios, e derivados.



Animália, desenvolvido em treinamento. ✝
É a magia que permite conversar e controlar diversos e até mesmo todos os tipos de animais existentes, além de conseguir persuadi-los ao chegar em um nível elevado. Tem mais facilidade com cães e serpentes.


Fraqueza
Sua família, mesmo morta, é seu ponto fraco. Por Ann ter sido cantora, muitos já chamaram sua mãe de prostituta. Piadas e afirmações incorretas sobre sua família são o melhor jeito de fazê-lo sair do sério. Ele se considera uma pessoa de mente fraca, sempre ficando com o pé atrás com suas decisões ou propostas de desconhecidos.


ıl Carrega algum objeto importante consigo?

Um anel de prata em forma de Naja, com um pequeno rubi na boca e uma flor de lis na lateral. É uma herança de família, passada pela geração de Filhos de Merlin na família dos Cahill. No testamento, seu pai especificou que deveria ficar com seu primogênito, mas, por ainda ser muito pequeno na época, Bradley o guardou até que o filho já tivesse idade para entender. É uma espécie de amuleto catalizador para os Cahill.


ıl Como é a sua relação com os demais do Clã?
Sempre tenta ser o mais amigável possível com as pessoas com as quais terá de conviver, evitando brigas desnecessárias e possibilitando piadas para descontrair o clima quando quieto demais.

ıl Quão comprometido é com as causas do Clã?
As causas do clã também são suas causas, a menos que ameace o bem-estar de inocentes.

ıl O que pensa dos Caçadores?
"Brutamontes. Cães de caça, lhes dê um alvo e eles atacam sem pensar duas vezes."

ıl Seria capaz de trair?
Talvez. Se vê que os ideais da pessoa não os mesmos que os seus e se sente que algo está errado, fará de tudo para impedir toda e qualquer tragédia.

ıl Seria capaz de matar um inocente?
Não de novo incidentes no orfanato e na delegacia.

ıl Quer par?
Sim.

ıl Se sim, quem?

Disponível.

ıl Algo mais?
Não.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...