What is your price for your dream? origem


Postado

Olá pessoal o/ como prometido, aqui está o jornal, espero que gostem.

- bem, pra origem de tudo, eu tava mexendo no meu face e lá tinha um monte de propaganda das princesas da Disney, tipo: “qual princesa da Disney você é” ou “ como seriam as princesas da Disney se elas fossem assim” e etc.

- “e o que a historia tem haver com isso?” bem, acontece que eu tava vendo alguma coisa dessas propagandas pelo simples fato de QUE VOCÊ TÁ VENDO A IMAGEM MAIS ÉPICA DE TODOS OS TEMPOS E “PUF, JUSTO NA HORA QUE VOCÊ CLICA PRA VER A IMAGEM ÉPICA, O FACE ATUALIZA SOZINHO E VOCÊ ENTRA NUM SITE QUALQUER E PERDE A IMAGEM PRA SEMPRE ( o momento da raiva passou? Passou)

- então entrando no site, eu cliquei pra voltar pro face, E FOI JUSTO NESSA HORA QUE O CELULAR TRAVA (é, a historia de como eu inventei essa historia não é legal) e aí eu decidi ler até que destravasse, coincidentemente, a primeira princesa mostrada era a Ariel. (com certeza essa historia não é legal, pode parar de ler se quiser).

-aí eu me lembrei de que já tinha visto todos os filmes da princesa da Disney, menos a pequena sereia (me julguem) porque quando eu era criança, eu ficava vendo filmes pela fita VHS (eu não sou tão velha assim ok? Só pra terem ideia da minha idade, eu não completei nem a segunda década da minha vida) e lembrei que eu tinha apenas o filme da pequena sereia 2, mas aí não era a historia da Ariel, era a historia da filha dela.

-então eu fui ver um resumo do filme, e fiquei lembrando que o filme era diferente dos livros infantis que eu lia quando criança (sim, essa historia tem tudo haver com nostalgia de uma criança dos anos 2000. Ps: é serio que ainda estão lendo?).

- bem, eu lembro que no resumo falava que a sereia ficava com o príncipe, mas na historia da pequena sereia que eu conhecia... Ela se jogava no mar por que queria morrer por não conquistar o crush, e ela acabou se tornando deusa dos casais apaixonados (sim, vamos nos matar por não conquistarmos o crush e virar a Afrodite. PS: não. Façam. Isso).

- aí eu fiz uma pequena cena na minha cabeça de como era a historia (ou seja, o final tava na minha cabeça antes mesmo da historia)

- juntando com moda, um touro, um carneiro, duas malucas, e um caubói, surgiu a anis com um sarcasmo enorme, que com certeza NÃO. SERIA. UMA. PRINCESA. DA. DISNEY. (sem querer ofender quem gosta das princesas da Disney, mas eu ainda tô brava por ter perdido a imagem mais épica de todas, e acreditem, o ódio é o sentimento mais difícil de exterminar [olha tô filosofando])

- alguns leitores devem estar pensando por que eu não aprofundei o assunto da presilha da anis e essas coisas, bem, eu pensei em fazer isso, mas sabe as vezes as personagens criam vida própria e quando você menos vê, você não esta mais criando a historia, só esta narrando ela, e eu pensei se com poucos dias a anis quisesse descobrir sobre a presilha, e bem, a resposta foi não; pelo simples fato de que ela queria aproveitar o momento. ( se quiserem inventar teorias, podem comenta -las, quem sabe eu faça uma historia com uma delas)

- e pra terminar... o nome original da fanfic era pra ser liberty or love (liberdade ou amor) porque né, se a anis fizesse alguém nutrir amor por ela, ela morria, mas quando eu tava escrevendo eu fiquei pensando "nossa cara, assim quando as pessoas lerem o titulo vão pensar que se apaixonar é ruim porque você perde a liberdade" então eu coloquei what is your price for your dream? (qual é o seu preço pro seu sonho) porque isso tipo que seria uma pergunta da anis pra vocês filosofarem ( qual sacrificio você faria pra realizar seu sonho?).

ps: bem, vocês devem ter percebido que eu destaquei o "nutrir amor" , é pra vocês entenderem que o amor que a anis fez nutrir nos personagens, não foi amor de amor, foi amor de amizade, porque a amizade é um amor que nunca morre (mas a fanfic falava pra ela não deixar alguém se apaixonar por ela) eu sei, mas lembrem - se que a cultura dos seres do mar e dos seres da terra são diferentes, se uma palavra pode ter vários significados numa mesma cultura, imagina culturas diferentes; enfim...

Bem, espero que tenham gostado do jornal e da leitura pessoal, só fiz pra matar a saudade da historia, mas espero realmente que essa historia tenham ficado guardada em alguma parte do coração de vocês. Até o/


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...