~Eicross

Eicross
Deus Demônio do Chá
Nome: Dédalum Samigina Dax
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Novo Cabrais, Rio Grande do Sul, Brasil
Aniversário: 30 de Dezembro
Idade: 17
Cadastro:

Seja mais um fanático na luta a favor da descriminalização do aborto


Postado

Eu tenho muitos problemas com este tema, com meu fanatismo por ele e com a minha indignação por não conseguir me expressar verbalmente do jeito que quero, então decidi escrever um nem tão pequeno texto e ver se talvez convença alguém que tenha se perdido no grande mar da internet e tenha chegado até aqui.
Coisas que quero deixar claro antes de começar: Camisinha e pílula não são 100% eficazes, não tem como deixar filho na porta da casa dos outros p/ cuidar (isto não é um filminho de drama em que tudo termina bem) e não é em qualquer cidade que tem orfanato.
1. Uma das coisas mais importantes na espécie humana e que talvez esteja faltando hoje em dia: empatia. Um exemplo talvez extremo: se coloque no lugar de uma mulher sem o apoio da família ou de qualquer outra pessoa conhecida, acabando de entrar na faculdade, sem condições financeiras e grávida.
2. "Tem tanta mulher que quer ter um filho e não pode e essas aí querendo matar um bebê inocente!"
Tem gente que quer ter uma limusine mas não pode, tem gente que tem muito dinheiro e não quer uma limusine. O importante: nem toda mulher está preparada psicologicamente e emocionalmente para ter um filho; faz ideia da responsabilidade? Pois então; uns lidam bem com ela, outros não.
Ah, também é importante saber que uma semente não é uma árvore assim como um feto não é um bebê.
3. Uma situação: você tem uma amiga super tri, ela engravida porque camisinha tinha algum defeito e ela não toma pílula por alguma razão pessoal, ela vai fazer seu aborto mesmo não sendo permitido e morre. Você sentiu falta do feto ou de sua amiga? Como ficaram os parentes e os amigos da menina? Como isto poderia ser evitado?
4. Pesquise um pouco e descobrirá que no Uruguai o número de abortos diminuiu depois da legalização - além de que nenhuma mulher morreu. É assim que a situação acima poderia ser evitada, se quiser saber.
5. Nenhum argumento até agora foi bom o suficiente? Tenha calma porque melhora: vai fazer diferença para todos do Brasil se a mulher abortar ou só para a mulher em questão? Vai mudar a vida de quem? Por que não deixar ela fazer o aborto se não vai influenciar com sua vida nem prejudicar ninguém que tenha nascido, seja amado, já tenha um cérebro formado e seja capaz de sentir algo (dor, medo, amor)? É justo tirar um direito da pessoa sobre seu corpo, colocando a vida dela em risco, só porque você acha que isto não é legal?
6. O que lhe parece melhor: um número alto de abortos e de mulheres mortas por causa deles ou um número menor de abortos e mulheres vivas?
7. Por fim, gostaria de citar um grupinho chamado "pró-vida dos fetos", o qual diz que mulher não pode abortar porque a vida é preciosa mas é à favor da pena de morte porque bandido bom é bandido morto.
Conclusão: Mulher não deve transar se não quiser ser mãe ou a legalização do aborto é necessária. Qual lhe parece mais supimpa?

Escutando: S.P.O.C.K - Every Single Day

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...