~atlantes - .sor(ria).

Nome: ✧ ℱ𝒆𝓻{𝓷𝓪𝓷𝓭𝓪} ✧
Sexo: Indisponivel
Localização: Indisponivel
Aniversário: 25 de Agosto
Cadastro:
𝐼𝓷 𝓽𝓱𝒆 𝓶𝓲𝓭𝓭𝓵𝒆 𝓸𝒇 𝓽𝓱𝒆 𝓶𝓲𝓼𝓽 𝓘 𝓼𝒆𝒆 𝓬𝓸𝓵𝓸𝓻𝓼 ゚。 ・ ·̩

¡☾*か And:✧☽ノ you ∽✿;don't .*know; »/❀who to + ゚*。:゚love ╭.˚until you'+:?re lost
৴*̥̥ I wish ゝ»/✿you'd li;ve ☽·͙➘like you're ♡,.˚made of GLASS
Inspiration

୭.°[a]t w.a.r ¡nside ◠.;my ch▫est

Postado

Mostrar Spoiler:

·̩̩⋆̩*↑My :*:・hope is blo ॢ٭¨̮od on *.¸৴
broken gl˚̩̥̩̥*_ass a *̥̥.ೃ*shatt+ ⊹ . ゚ the ,-‿*darkness৴*̥̥⋆̥ is ◠.;taking hold ∞・.*
─ Everything Is Lost by Maggie Eckford


【 Os meus pecados, eu os repetiria, e os repito, porque serei eu mesma até a minha morte. 】

❭❯❱ 𝒩𝑜𝓂𝑒 𝒞𝑜𝓂𝓅𝓁𝑒𝓉𝑜 ❰❮❬
𝓔sparta 𝓣empest
𝓞 indispensável para aqueles cujo esperam um primogênito é a escolha da nomenclatura. Na filosofia de seus progenitores, deve ser uma nomenclatura única e própria, para que assim desenvolva seu próprio destino. Ineptos à maternidade, fora de árdua decisão que nomeariam sem tergiversar a primogênita de Esparta. Eles escolheram não seguir a democracia, em busca incansável por algo inusitado. Esparta é de considerável importância o nome de uma cidade Grega, qual simboliza as guerras e combates assíduos. Porém também é considerável o nome de uma flor, com a localização da península de Lacônia. Para ela, a nomenclatura fora lhe herdada erroneamente, com despropósito, além de uma falta de senso de humor. As nomenclaturas que iniciam com E, transparecem audácia, um espírito naturalmente livre, movido pela razão contínua. Todavia, também podem remeter à ser alguém irresponsável, imprudente, inconstante.

❭❯❱ 𝐼𝒹𝒶𝒹𝑒 ❰❮❬
𝓓ezessete 𝓘nvernos

❭❯❱ 𝒮𝑒𝓍𝓊𝒶𝓁𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒 ❰❮❬
𝓓emisexual
ℬasicamente uma pessoa demisexual sente desejo/atração sexual apenas por pessoas que elas estejam ligadas emocionalmente e/ou intelectualmente. Ou seja, para ter um relacionamento, é necessário que o amor nasça, que tenha uma conexão emocional. Embora Esparta se auto defina demisexual, não sente atração pelo sexo oposto, sendo considerada heterossexual.


❭❯❱ 𝐹𝓊𝓃ç𝒶̃𝑜 𝒹𝑒𝓃𝓉𝓇𝑜 𝒹𝒶 𝒞𝓁𝒶𝓇𝑒𝒾𝓇𝒶 ❰❮❬
𝓒orredora

𝓟elo fato de ser deficiente auditiva, muitos pestanejaram com seu desejo de tornar-se corredora. Abominaram esta ideia com todas as suas forças possíveis, considerando-a insuficientemente para essa profissão. Porém, sua força e determinação não a permitiu desistir diante das palavras cruéis de outros Clareanos. Esparta consegue ouvir sons impossíveis de serem audíveis por outros à metros de distância, pelo fato do aparelho permitir escutar barulhos cujos ouvidos normais não conseguem identificar. Seria fácil para si saber o som de um Verdugo quando distante, tendo tempo para se distanciar e proteger-se dele. Sua inteligência e audácia são artifícios para tornar-se corredora, consegue criar soluções e estratégias rapidamente. Seu QI é acima da média, embora não saiba desta informação. Busca em sua mente a inteligência esquecida por esta. O que não falta-lhe é coragem para realizar esses planos, enfrentar um Verdugo. Pois essa é uma característica que permanece consigo desde seu nascimento: Esparta não teme o perigo.


❭❯❱ 𝒫𝑒𝓇𝓈𝑜𝓃𝒶𝓁𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒 ❰❮❬
ℱ𝒆𝓲𝓽𝓪 𝓹𝓸𝓻 @𝓬𝓪𝓷𝓲𝓫𝓪𝓘

𝓐ssim como o oceano, a profundidade e imensidão do que Esparta é nunca poderá ser desvendada totalmente e parte sempre será um segredo. E assim como a Lua, a Clareana passa por diversas fases sem que o brilho de suas características se perca ou seja ofuscado. Isso é o que faz ela ser quem é, com todos seus defeitos e qualidades interligadas para que uma combinação seja construída.
𝓔scorre, queima, arde... E na pele, tão perdidamente se encontra. Com uma alma magnética, é o tipo de pessoa que para chegar profundamente em suas emoções é como andar na corda bamba. Para ela, as pessoas que vivem em um padrão normal ou com a mente limitada perdem totalmente o sabor. Ela é jovem, e isso já diz muito. Ao mesmo tempo, ela consegue ser forte, ter fibra pra defender o que acredita, e defender o que mais preza. Não aceita que outras pessoas estejam passando dores, ou tenham problemas, e não reclama se precisar ajudar. É um espírito livre, e aprendeu a aceitar isso da melhor forma possível, aproveita as conexões sociais e tenta sempre melhorar, além de ser bastante empática, intuitiva, pode ver a vida como um grande e complexo quebra-cabeça, onde tudo pode estar conectado num prisma de emoção, compaixão e misticismo, sempre procurando um grande significado. Anseia por segurança e estabilidade, um local seguro, mas ainda assim que lhe de liberdade, como um pássaro, ela gosta de segurança, mas não de ficar presa. É sempre um tipo difícil de pessoa porque é enormemente imprevisível. Conquista todos ao seu redor e desperta um mistério impossível de resolver para muitos. De sua personalidade, destacam-se características típicas de tais origem, eis um sarcasmo inigualável, entusiasmo em se comunicar e um instinto de observação, como de um detetive, sempre a anotar fatos e notas, ainda que mentalmente. Odeia que lhe digam o quê fazer ou como fazer, a mera ideia de que tentem lhe controlar ou prender já a deixa nervosa e apreensiva. Para ela, não é necessário pensar, apenas fazer, independente das consequências. Uma de suas características mais visíveis é a maneira de se bisbilhotar, e além isso, a desconfiança ao extremo. Apesar disso, é dona de uma mente brilhante e audaciosa; como em um jogo de xadrez, age com pura sabedoria. Apresenta inteligência e estrategismo a nível genial, sempre tendo um ás na manga. É atenta ao perigo eminente e não permite que ameaças, por mais mínimas e ridículas fossem aos olhos humanos, passem despercebidas. É alguém disposta a brincadeiras. Esparta aparenta ter bastante controle em sua vida, mas ao contrário do que se aparenta, é uma completa desastrada. Pertences esquecidos, palavras indevidas, datas importantes. Em um ocorrido, como festas, jantares, poderia se encaixar no estereótipo que acaba tropeçando em algum objeto ou derrubando e destroçando bens preciosos. É extremamente inconstante e usa a ironia e o sarcasmo em quase tudo o que diz, seja brincando ou na direta intenção de atacar alguém com as palavras. Curiosa, aventureira e teimosa, se coloca algo na cabeça não há quem consiga tirar. O pouco tempo que se passa com Esparta é o necessário para se descobrir o quão louco seus pensamentos são. Se houvesse uma profissão ideal para ela, seria, sem sombra de dúvidas, humorismo. Mesmo nos momentos de maiores tensões, ela acaba soltando piadas sarcásticas que cortam todo o suspense no ar e desperta a irritação de alguns. Alto astral, faz todos ao seu redor sorrirem com o charme inocente e destemido, sempre com humor na ponta da língua. As pessoas não conseguem levá-la a sério, e por isso, não consideram qualquer palavra que saia da boca da garota, sejam elas ofensivas ou não. Ousada e algumas vezes inconsequente, termina sempre se metendo em situações realmente perigosas. Mesmo que ela o conheça em minutos, é o suficiente para calcular se pode ou não depositar sua confiança. Possuí espírito heroico e aventureiro que não pode ser preso através de correntes sólidas. Tem tendência a dar opiniões em assuntos que não são relacionados a ela e costuma se meter em brigas que não lhe dizem respeito, tentando manter a estabilidade entre as pessoas e os amigos, e como sempre, acompanhada de seu extremo sarcasmo. É o perfeito exemplo de garota problema. Não é capaz de engolir o próprio orgulho quando é submetida a provocações; sempre acaba revidando e causando discussões. Quando o assunto é este, nem mesmo pessoas de alto cargo conseguem escapar do cinismo e o deboche que Ephie demonstra a cada palavra que escapa de seus lábios. No início, não se precisa de estímulo para descobrir que o altruísmo fala em primeiro lugar quando se trata de Esparta. Até mesmo para aqueles que pouco a conhecem, notam a dedicação e o esforço que ela impõe sobre os amigos. Não suporta injustiças e não mede esforços para proteger os que precisam de sua atenção, ainda que este seja seu pior inimigo. Mas não se engane pelo semblante alegre e angelical de Ephie, pois o realismo é sua personificação. Sincera, acaba ferindo alguém com simples palavras, mesmo sem a intenção de deixar um coração aos pedaços. Porém, acredita que a honestidade é a base de tudo, necessitada até nos momentos mais inesperados. Totalmente transparente em relação aos pensamentos, os que julgam sinceridade como um defeito, devem se manter longe de Esparta. É capaz de transtornar a mente dos mais sábios quando quer. Tem um humor ácido que assusta a primeira vista aqueles que não estão acostumados com a independência de uma garota como ela. A personalidade forte e marcante faz dela alguém bom de ter-se por perto.


𝓟ossui uma certa urgência em demonstrar força e independência, sempre com o objetivo de não ser o alvo de olhares de pena. Tem um humor ácido que assusta a primeira vista aqueles que não estão acostumados com a independência de uma garota como ela. Odeia que lhe digam o quê fazer ou como fazer, a mera ideia de que tentem lhe controlar ou prender já a deixa nervosa e apreensiva. É extremamente inconstante e usa a ironia e o sarcasmo em quase tudo o que diz, seja brincando ou na direta intenção de atacar alguém com as palavras. Não se é necessário muito esforço para descobrir o quão difícil é lidar com Esparta. Em uma palavra, o mais exato para defini-la é; dura. Por não ter recebido uma devida educação e ninguém lhe ensinara o certo ou o errado, fazia o que assumia convir na situação. Sem um limite, dizia a primeira coisa que surgia em seus pensamentos e não possuía medo de demonstrar uma opinião completamente errônea. É o perfeito exemplo de garota problema. Negligente e impulsiva, ela age conforme o momento, sem pensar e não se importa com as consequências. Foi acostumada com a violência, e sendo criada assim, para ela não existe melhor forma de resolver uma complicada situação se não – em palavras informais – na porrada. Não é capaz de engolir o próprio orgulho quando é submetida a provocações; sempre acaba revidando e causando discussões. Usa de tudo e de todos ao seu favor, geralmente na base do improviso. Traiçoeira, sabe fazer jogos e enganar emocionalmente as pessoas, principalmente com suas expressões faciais e modo de falar. Com o tempo em que viveu em lares adotivos e em casas desconhecidas, aprendeu o necessário para mentir sobre suas emoções e não se deixar pelo momento, demonstrando os corretos sentimentos. De modo que sempre aparenta sua tão comum indiferença, e exatamente por esconder tão bem o que sente, Esparta possui uma facilidade em entender os demais apenas em observá-los. É inconstante, e como uma bala recém saída de um cano de bala, causa estrago por onde passa. Não se deixa ser intimidada por ninguém, nem mesmo por pessoas de alto cargo. Com a personalidade forte, é fácil para ela conseguir inimizades, traçando confusões com cada um que dirige a palavra à ela. Sendo acostumada a viver sozinha e não ter laços afetivos duradouros, não se importa em perder as poucas pessoas que tem ao dizer o que sente e pensa. Repudia qualquer tipo de traição, mentira e enganação. Esparta é, muitas vezes, imatura, e não suporta que discordem de suas decisões e opiniões. Em sua cabeça, está certa o tempo todo e aqueles que contrariam suas palavras não possuem mínimo do senso de ridículo. Mesmo nos momentos de maiores tensões, ela acaba soltando piadas sarcásticas que cortam todo o suspense no ar e desperta a irritação de alguns. Tem tendência a dar opiniões em assuntos que não são relacionados a ela e costuma se meter em brigas que não lhe dizem respeito, impedindo que a discussão se intensifique. Entretanto, Esparta é extremamente leal, o que faz dela uma das melhores pessoas que se pode encontrar. Mesmo que ela o conheça em minutos, é o suficiente para calcular se pode ou não depositar sua confiança. É alguém extremamente rancorosa e, diferente do que aparenta, é movida pelas emoções quase todo o tempo. Não admite traições ou mentiras, exceto pelo que seja uma causa considerado uma causa totalmente justa e nobre. Ainda assim, possui sentimentos que se remoem contra o peito, sem ser capaz de lidar com a verdade sufocada. Detesta que as pessoas cogitem a ideia de ignorar suas ideias e tentem contornar a situação para que pareçam o inocente da história, já que foi ensinada não se pode deixar levar por histórias comoventes ou chantagens emocionais, coisas na qual detestou ao passar dos anos. Nunca precisou ser salva, sabendo lidar com seus próprios problemas sem que envolva alguém em confusões devastadoras, e quase sempre suas ações eram movidas de forma impulsiva, tentando ajudar todos que estivessem ou não em seu alcance. Não sabendo reagir muito bem quando alguém demonstra interesse nela, seria propensa a acertar um soco ou qualquer objeto que estivesse em seu alcance no rosto da pessoa, como uma forma de se defender. De forma persistente, tende a interpretar as intenções e ações como ameaçadoras e, em sua cabeça, todos aqueles que tentam se aproximar querem se aproveitar dela com intenções negativas. Mesmo que a tratem de forma educada, levará a ação como algo ofensivo, e procurando não se envolver e acabar machucada como todas as vezes em que tentou criar laços, afastaria a pessoa com seu comportamento inconveniente e agressivo. Para defini-la bem, basta dizer orgulhosa. Comete erros, e acaba repetindo-os sem controle do desenfreio que desencadeou com palavras e o jeito de agir precipitados, mas não permite que a desapontem ou provoquem sua decepção. Poucos possuem o dom de lidar com a personalidade destemida e cativante de Esparta, mas para aqueles que se aproxima o suficiente, conseguem atravessar toda a muralha construída por si. Surge outros defeitos notável advindo desse comportamento, a arrogância, falta de compromisso e a impaciência para com os próximos. Tem uma forte tendência em abandonar seus projetos pela metade. É esforçada e uma líder nata, sempre tomando a frente das situações, acaba não aceitando ordens de um outro alguém, e ser aceitar vai ser de cara feia. Algumas vezes essa característica não é bem vista pelos outros. Egocêntrica, o que colabora para ser totalmente individualista. Esparta pode agir com comodismo, evitando responsabilidades ou colocando suas satisfações acima do resto. Inconsequente, não se importa com o resultado de seus atos e insolente, é grosseira nos gestos e nas palavras, algumas coisas que diz deixa qualquer um, mesmo não envolvido diretamente, purpúreo de vergonha ou perto disso. É um comportamento que tenta corrigir, pois já perdeu muitas pessoas por causa dessa característica. Selene não é violenta, mas pode ser considerada bruta, por agir com insensibilidade em determinados assuntos, o amor é um deles, o que a faz ser a principal arqui-inimiga das histórias de amor. Quando sente-se ameaçada, também é possível ver esse seu lado agressivo. É ágil, quando encurralada, pensa e age rápido, sendo uma boa mentirosa. Tem aversão a tudo que é velho e antigo, é sempre a pioneira, a dar o primeiro passo, pois não tem medo de perder. A palavra "segurança" não existe no seu dicionário. No final, mesmo com todos seus defeitos, Ephie tem um bom coração, não guarda magoa, nem ressentimento e por mais que pareça uma garota cheia de complicações e adversidades é, na verdade, alguém simples de conquistar e amar.
𝓐 conclusão sobre quem é Esparta verdadeiramente não pode ser por inteiro completa, pois há lados inexplorados que talvez nem ela mesma venha à desvendar algum dia. Isso faz dela um mistério, e na verdade pode ser que todos na verdade sejam de fato um mistério, cada um em seu próprio oceano; profundos, misteriosos e parcialmente explorados.



❭❯❱ 𝒜𝓅𝒶𝓇𝑒̂𝓃𝒸𝒾𝒶 ❰❮❬
ℱ𝒆𝓲𝓽𝓪 𝓹𝓸𝓻 @𝓸𝓫𝓿𝓲𝓸𝓾𝓼𝓘𝔂

𝓔phie é dona de uma beleza abundante que desperta inúmeros olhares, tanto para o seu rosto quanto para as curvas avantajadas. O próprio pai estava sempre a dizer que a mulher tem uma beleza digna do século XIX — mas raramente dá ouvidos para suas subjeções poéticas. O rosto de Esparta é oval com o queixo pequeno e maçãs baixas. Nariz no formato hispânico, não muito grande e pouco aberto nas narinas, lhe dão um ar tanto afeminado. De pele branca que lhe rendeu um apelido na família, e que possibilitam ver as veias no contorno dos olhos, também realça o vermelho quando está acanhada ou simplesmente irada — o último vem ocorrendo com mais frequência. Olhos grandes de cílios longos, porém finos, no mesmo tom castanho da raiz dos seus fios. As suas íris possuem heterocromia central, são verdes como a árvore que reflete nas águas do rio, esses tem o tom azul mais caramelado cercando as duas pupilas seguindo um padrão pariforme. Sob seus cílios grossos surgem grandiosos olhos vibrantes que esbanjam insanidade, com um enorme poder de encantamento, lembra para muitos a inquietude das ondas marinhas que se chocam fortemente contra as pedras. São eles sua principal marca e o que incita olhares e charmes para a morena.


𝓞s lábios reforçam a ideia de sensualidade, carnudos e levemente avermelhados, fazem charme mesmo cerrados, escondem um sorriso magnético, quase tocado pela inocência. Quando sorri, é possível visualizar duas covinhas crescentes rentes aos lábios. Sobrancelhas retas e castanhas como a raiz dos fios, praticamente sem falhas, retilíneas, colaboram para a imagem descontraída de Esparta. Tem fios castanhos achocolatados, dependendo da luminosidade, dá impressão de leves luzes, são ondulados, a franja reta acima dos olhos e, na maioria das vezes, é jogada para o lado dando a Esparta o aspecto rebelde e despreocupado. É curto, na altura do ombro. Alisados, reforçam sua parte mais provocadora. Apesar da aparência digna de passarelas, sua altura não possuí a mesma congruência. Puxou ao lado materno da família, sendo baixa de um metro e sessenta e seis de altura. Já sua silhueta é magra e curvilínea, seu busto não é tão grande, nem tão pequeno, é ideal e favorecidos em vestidos sem alças. Tem coxas grossas, não de forma exagerada, mas bastante invejadas. Cintura fina e ombros pequenos, o corpo em geral é praticamente ideal para sua altura.



❭❯❱ 𝐻𝒶𝒷𝒾𝓁𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒𝓈 𝑒𝓈𝓅𝑒𝒸𝒾𝒶𝒾𝓈 ❰❮❬
ℒuta Corporal

𝓔mbora não se lembre, há algo dentro de si que implora para despojar socos pela Clareira. No primeiro dia, Esparta despojou um soco em um dos Clareanos nas bolas, eliminando sua frustração e tristeza, não suportou todos olhando-lhe e cochichando coisas terríveis à respeito de si. Ephie vira um dos primeiros Clareanos no caminho e o deu, sem tergiversar, seu grito fora audível para todos os Clareanos ali presentes. Desde desse momento, sua exímia habilidade com luta corporal fora descoberto. Ela descobriu que facilmente consegue pôr alguém ao chão, sem força ou dificuldades, mesmo que sua aparência aparente ser frágil.


𝓟ontaria

𝓘gualmente à luta corporal, Esparta descobriu isto no primeiro dia. Arremessou os gravetos cujos encontrou pelo caminho, e todos foram acertados no mesmo centro, atravessando uns aos outros. Embora a distância seja longe, Esparta consegue acertar ao alvo de olhos fechados, literalmente. Disparar balas de olhos vendados e todos acertaram a mesma proporção. Caso ela erre, fora proposital. Porque Esparta Tempest nunca erra um alvo.


𝓒orrida

𝓝os primeiros dias, Esparta quando descobriu sobre os corredores, começou a correr e não houve momento algum cujo seus pés doeram. Houveram apneia e falta de ar, porém, nada resultou que ela parasse. O que contraindica que Esparta é detentora de uma habilidade anormal de não cansar-se tanto igualmente aos outros nas corridas, além de possuir uma velocidade fascinante. Consegue ultrapassar uma multidão com os pés, ou seja, Esparta pode adentrar na cozinha, furtar alguns alimentos e quando lhe perceberem, correr até o pulmão clamar por ar. E do mesmo modo, seria impossível o cozinheiro identificar seu rosto e memorizá-lo.


𝓠I acima da média

𝓔nigmas sempre foram seu ponto forte. Esparta sempre soube desvendá-los com sua inteligência fascinante, encontra códigos e soluções rápidas para problemas facilmente. Consegue sair ilesa de uma situação aparentemente desesperadora. Gravetos, pedras, plantas e gravetos são necessários para sua sobrevivência, quaisquer objeto que encontre pelo caminho são de profusa utilidade e ela sabe perfeitamente como manusear as pessoas. É líder nata, não treme diante de um momento sem saída. Seu otimismo, determinação, foco e inteligência contribuem para isto. Segundo ela, desistir é para fracos.


𝓣elepatia

𝓔la descobriu este fato recentemente, quando invadira os pensamentos de alguém. Se assustou imediatamente, dera um pulo para trás quando soube. Mas depois adaptou-se à isso e soube como adquirir habilidade em telepatia. Esforçou-se para entrar novamente na mente do indivíduo, permaneceu curiosa e teimosa em descobrir do que se tratava este assunto e o porquê disto, mesmo que confusa.


❭❯❱ 𝒞𝑜𝓂𝑜 𝒾𝓇𝒶́ 𝓇𝑒𝒶𝑔𝒾𝓇 𝒶𝑜 𝓈𝑒 𝓋𝑒𝓇 𝓃𝒶 𝒞𝓁𝒶𝓇𝑒𝒾𝓇𝒶 𝓈𝑒𝓂 𝓂𝑒𝓂𝑜́𝓇𝒾𝒶 𝑒 𝓈𝑒𝓂 𝒸𝑜𝓃𝒽𝑒𝒸𝒾𝒹𝑜𝓈? 𝐸𝓁𝑒 𝓉𝑒𝓃𝓉𝒶𝓇𝒶́ 𝑒𝓍𝓅𝓁𝑜𝓇𝒶𝓇 𝑜 𝐿𝒶𝒷𝒾𝓇𝒾𝓃𝓉𝑜? ❰❮❬
𝓐ngustiante. A única sensação cujo dominava sua mente. Não saber o propósito de estar ali e o quê é ali, não relembrar-se de seu passado, seus familiares, obter vagamente lembranças que eram predestinadas a permanecer até ser beijada pelo sono eterno. Contudo, ela não deixou aparente sua dor, transformou-a em força e determinação para encontrar uma saída desta prisão. Esparta não fora pega chorando pelos cantos, segurou seus lágrimas e limpou as que caíram. Ela respirou fundo antes de prosseguir; tudo era familiar. Porém, ao mesmo tempo, era tão estranho. Ela teve a sensação de já ter morado naquele lugar. Os Clarenos, as áreas, os Verdugos, o Labirinto. Era comum para si, como se seus pés já estivessem pisado em tal lugar; mesmo que não haja resquícios de lembranças. No princípio Esparta fora bem agressiva com os outros Clarenos, dando respostas ácidas, além de atos insolentes realizados por ela, falas curtas e diálogos pequenos. Além de claro, roubar comida para satisfazer seu apetite. Esparta é livre como um pássaro, estar engaiolada é um pesadelo para Ephie. Por isto, quando soube da existência do Labirinto, ansiou por encontrar uma solução. Não é novidade alguma sua imprudência e rebeldia instintivamente, por esta razão, é bem provável que ela queira passar à noite no Labirinto ou saía escondida. Porém, caso constatar alguém correndo perigo do outro lado do Labirinto, cometeria um ato impulsivo de ir ajudá-lo sem tergiversar, ao menos preocupando-se com a Regra Um. Ou seja, ela fugiria ao dia para explorar o Labirinto sem auxílio mínimo ou fugiria à noite para explorar. Ela não temeria o líder, caso ele lhe dissesse palavras duras, apenas daria às costas e prosseguiria no seu plano estratégico e imprudente; ninguém seria capaz de detê-la. Algo dentro de si clama pelo Labirinto, Esparta sente que algo a chama intensamente para ir ao mesmo, por isto, desde seu primeiro dia – ou quando descobriu como funcionava estes – almejou adentrar no Labirinto.


❭❯❱ 𝒫𝒶𝓇 𝓇𝑜𝓂𝒶̂𝓃𝓉𝒾𝒸𝑜? ❰❮❬
𝓢im.

❭❯❱ 𝒢𝑜𝓈𝓉𝑜𝓈 ❰❮❬

❭❯❱ 𝒟𝑒𝓈𝑔𝑜𝓈𝓉𝑜𝓈 ❰❮❬

❭❯❱ 𝑀𝑒𝒹𝑜𝓈 ❰❮❬
𝓐 Clareana possuí o imenso medo de fracassar consigo mesma em seus assertivos e próprios objetivos, decepcionar todos os outros Clareanos não encontrando solução e liberdade para eles em sua situação atual e acabando limpando os chãos da Clareira, convivendo com o peso da consciência do fracasso e tornando-se infeliz através das Portas, envelhecendo juntamente aos outros e perdendo a esperança de achar a resposta à respeito do Labirinto. Ela quer decifrar o Labirinto e seu maior medo é, sem sombras de dúvidas, não conseguir desvendá-lo e apodrecer neste. Esparta que salvar os outros, levá-los de volta para casa, anseia por liberdade e pensa que todos também. Ela tem medo de não descobrir seu propósito no Labirinto e o porquê de estarem ali.


❭❯❱ 𝐻𝒶́𝒷𝒾𝓉𝑜𝓈 𝑒 𝓂𝒶𝓃𝒾𝒶𝓈 ❰❮❬
✣ 𝓔 um hábito que pode ser considerado peculiar. Não consegue dormir sem estar com um travesseiro ou qualquer objeto confortável entre as pernas. Normalmente, um travesseiro encosta sua cabeça e outro em suas pernas. Não existe razão específica para isso e não ouse querer perguntar o porquê disto, porque não haverá respostas. Pois nem ela mesmo têm conhecimento sobre isso. Quando dorme sem um travesseiro ou quaisquer objeto, ela vira e revira, porém, não consegue ao menos pregar seus olhos.

✣ 𝓠uando está simplesmente irritada, não há remédio que faça-a relevar de forma alguma. A maneira de descobrir se a mesma se irritou com você, é seu olhar se direcionar para os lábios. Quando alguém irrita-a profundamente, movimenta os macios lábios juntando-os e apertando-os. De certa forma um biquinho. É inconsciente, quando percebe-se, está demonstrando sua fúria através de suas expressões.

✣ 𝓟ossuí uma mania inconsciente. Geralmente costuma passar seu dedo pela ponta do nariz, que após alguns movimentos repetidos, causa irritação ou vermelhidão na área. É um hábito no qual não consegue simplesmente controlar.

✣ ℬeliscar a palma da mão é outro hábito de Esparta. Normalmente, isto acontece quando está nervosa ou receosa com algo, ou um presentemente ruim apossa de seu peito. Invés de morder os lábios, como normalmente alguns fazem, belisca a palma de sua mão para demonstrar nervosismo. Isso já causara sangramento em sua mão. Por isto que em algumas vezes, é possível observar vermelhidão na palma da mão ou machucados leves, dependendo de seu nervosismo, pode permanecer roxo.


Permalink Comentários (0)

[06/09/2017] +`๑ Try!ng ↺to b[a]ttle ;+`the n¡ght


Atualizações do Usuário

Usuário: ~atlantes
@residenteava eu vou ahazar na ficha. Vose vai precisar de colete a prova de balas
Usuário: ~atlantes
@residenteava acha que a Crystal Reed combina para nossa cabeçuda?
Usuário: ~atlantes
@residenteava ei, cê é americana? me leva na mala junto com vose, eu prometo que não faço barulho hihi