~Shizukesa

Shizukesa
Arc
Nome: .
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização: Indisponivel
Aniversário: 24 de Junho
Idade: 16
Cadastro:

O Submisso


Postado

I love all both of you

Eu sou a maldição que assolará teu espírito até o fim de teus dias; sou a voz que controla tuas ações desde o dia em que te entregaste sem notar. Sou a besta que te fez perder a força de vontade e sou o anjo que fingiu te levantar. Você me pertence, eu te controlo. Achas que estou ali porque tu queres, pra te satisfazer, mas não é assim. Eu sou mestre em dar a ilusão de controle que tanto precisas. Me faço submisso, mas me faço indispensável. Abuso do teu ciume, da tua possessividade. Eu não me apego, mas sei fingir entrega, sei fingir dependência. Acorde, homem; Achas tu que escolherei a morte à perda? Minha vida é valiosa demais pra que eu a jogue fora caso decidas partir. Aliás, tu não partirás. Meus olhos e meus sorrisos te prenderão tão profundamente a mim que não serás capaz de deixar-me. Eu te deixarei. Eu andarei para fora do círculo que construímos em volta desse relacionamento de dominador e submisso, ou seria eu dominador e você submisso? Eu rio. Rio dessa tua necessidade de ser o Senhor, quando te controlo sem dificuldades. Perdoas minha rebeldia, tu me dás inúmeras chances e ainda te orgulhas de se dizer meu dono. Cego estás. Meus olhares não enganam quem está em volta. Eu te controlo. Controlo-te com minha dita pureza, com minha destreza e habilidade em parecer frágil. Achas que me jogo a teus pés quando minhas palavras te penetram o coração e a mente e te faz ter medo de perder-me. Eu sou teu? Tu queres que eu seja. Eu te fiz meu, eu sou teu dono, eu sou teu senhor e me endeusas todos os segundos sem notar. Largaste tudo por mim, largaste outros por mim. Eu dito as regras desse jogo que deveria ser teu. Eu não abro mão do controle e provo a cada segundo que tua dominação é ilusória e falha. Eu nunca fui submisso, nunca me submeti a ninguém. Sou rebelde demais para isso, sou autônomo demais para isso. Eu controlo e manipulo tudo o que preciso. Eu sou assim. E te assombrarei o coração até o fim de teus dias, onde te perguntarás como perdeste o controle e eu sussurrarei em teu ouvido calmamente que nunca o tiveste.


-Autor X


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...