~Ersiro

Ersiro
Tipo, aquele que é feliz!
Nome: Eric Rocha
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 6 de Abril
Idade: 19
Cadastro:

Sonho de Saudade


Postado

Sonho de Saudade

Hoje eu acordei com vontade de te ver
Já faz tanto tempo que até assusta
Me assusta não saber nada de você
E não ter com quem falar de mim

— Segredo, Sandy Leah


Ƹ***Ʒ


Já vai fazer um ano.
Quase um ano sem te ver.
E foi por essa época que ficou preso naquele lugar horrível pela última vez, não é?
Sonhei com você. Um sonho triste e doloroso, do tipo que ainda aperta meu coração dolorido por suas garras ardilosas e me oprime mesmo agora, no fim do dia.
Eu tinha chegado a um tipo futurístico do lugar horroroso ao qual te vi pela última vez. Estava chegando minha vez de te ver, finalmente a ansiedade e saudades se abrandariam.
A única forma de visitas era por meio de um computador que podíamos usar para te ver a distância - como o Skype (você não deve fazer a mínima ideia do que seja isso). Engraçado que a distância talvez fosse de um ou dois andares de diferença, mas tudo bem, fatos em sonhos não se discutem.
Algumas pessoas já tinham acabado de te ver, uma por uma usando o computador e retornando à sala de espera.
Chegou minha vez. Entrei meio perdido por entre as portas duplas que davam para um amplo aposento com alguns computadores. Me sentei em um deles e fiquei mexendo no sistema, vendo que o negócio parecia não estar indo com a minha cara. Entendi que o sistema tinha parado de funcionar justamente na minha vez de usar.
Foi quando entrou o pessoal que já tinha te visitado no dia e começaram a contar a experiência de te ver: Como você estava e como cantou uma música diferente com cada um.
Foi quando me senti desolado;
Foi quando me senti angustiado;
Foi quando finalmente caiu a ficha de que eu não iria te ver;
Foi quando deu vontade de chorar ali no hospital, na frente de todo mundo mesmo;
Foi quando acordei e percebi que chorava de verdade;
Foi quando continuei chorando, mesmo depois de acordado.
Não te ver mais uma vez, mesmo em sonho foi aterrador.
...
Talvez seja egoísmo confessar isso pra você. Desculpe, não sei se quer saber que ainda choro por culpa de um sonho, por lembrar de ti. Até porque, deve estar feliz, com ela do seu lado.
É possível sim viver mesmo depois de partir dessa vida.
Mesmo não estando aqui fisicamente ao meu lado, ainda vivem dentro de mim. Cada sorriso, cada bronca, cada ensinamento, todo o aprendizado, o exemplo e legado que me deixaram...
Ah, sim! Já ia me esquecendo! Diga pra ela que também sinto muitas saudades, tá bom?
Amo vocês.


Ƹ***Ʒ

Obs.: O QUE É DESCRITO AQUI OCORREU EM 02/05/2016

Ƹ***Ʒ

Eu vim aqui só para lhe dizer
Que um novo dia está lá fora
E tá querendo te ver
Viva!
Está nascendo um outro amanhecer!
Já pode abrir a porta
E ver a luz batendo em você
Abra as janelas
Pra ver o sol brilhar!
Deixar a lágrima secar
E viver a vida
Sem medo de perder
Pra tudo acontecer
E ninguém entender porquê
Não temos tempo de olhar pra trás
Sabemos que os dias nunca se repetem iguais
Abra as janelas
Pra ver o sol brilhar!
Deixar a lágrima secar
E viver a vida
Sem medo de perder
Pra tudo acontecer
E ninguém entender porquê
(Oooh, oooh, oooh)
Pra ver o sol brilhar
Deixar a lágrima secar
Pra tudo acontecer!

— Pra Tudo Acontecer, Suricato.



Escutando: O som do coração voltando a bater
Lendo: Para Sempre Alice
Assistindo: Minha firmeza e destemor metade fingidos ruir
Jogando: Minha valentia e fibra fora por um tempo
Comendo: Golfadas de saudades e de vento gelado
Bebendo: Goles de emoção e de ar frio

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...