~GuardAngel

GuardAngel
To loka
Nome: Catarina
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

The Selection ~ FICHA


Postado

The Selection ~ FICHA

“There are so many worse things than death. Not to be loved or not to be able to love: that is worse.”

↝ Nome Completo:
Bianca Sophia Rosenfeld

↝ Apelido:
Bi

↝ Data de Aniversário:
16 de outubro

↝ Idade:
18

↝ Signo
♎ Libra ♎

↝ Aparência: Nicola Peltz
Bi é uma garota muito bonita, o que é bem conveniente já que é modelo. Ela tem uma altura mediana, com 1,68 e pele levemente bronzeada. Seu corpo é magro mas proporcional e com curvas, seios médios, cintura fina, barrigafa chapada e coxas normais. Seus cabelos loiros são cortados no meio das costas e seu rosto, arredondado, tem sobrancelhas bem feitas e claras e cílios grandes e volumosos. Os olhos de Bianca são de um brilhante e incomum tom de verde.













↝ História:
Teresa e Sebastian eram amigos de infância que se apaixonaram. Os dois queriam seguir carreiras dificeis mas isso não os impediu de se casarem extremamente jovens e, logo depois, tendo o primeiro filho. Com a ascensão de Teresa como atriz e o arriscado percurso militar de Sebastian, com um filho pequeno para criar, o casamentos tinha tudo para dar errado. Mas eles eram Dois, ricos, e possuiam famílias dispostas a ajudar com o pequeno Luca, que logo recebeu companhia.
Sendo a mais nova de 5 irmãos, uma raridade entre famílias da Dois, Bianca cresceu rodeada de mimos e tudo que poderia querer. Com sua mãe sendo uma das mais famosas atrizes de Illea, o pai tendo um dos mais altos postos do exército do país e seur irmãos mais velhos seguindo por caminhos "adequados" e obtendo sucesso, de Bianca só era esperado a perfeição. Mas a garota acabou por se tornar a "ovelha negra" de certa forma.
Ela é definitivamente educada, possui ótimos modos e, como o pai, possui uma postura que impõe respeito, entretando o resto de sua personalidade, opiniões e sonhos, nunca foram considerados "apropriados". Bi sempre foi imprevisível e sem paciência para as futilidades que a alta sociedade prezava, pouco se importando em "manter as aparências". Conforme foi crescendo e suas diferenças deixaram de ser tratadas apenas como "fase" e "caprichos de criança", a relação da loira com o resto da família foi ficando cada vez mais conturbarda, o que deixava Bi extremamente magoada. Assim, ela abriu mão de inúmeras coisa para manter as coisas no minimo estaveis, passou a evitar enfrentamentos com os pais e os irmãos, seguiu a carreira de modelo, que ela exercia desde criança por causa da mãe, que apesar de não ser seu sonho, era algo que ela gostava muito.
Enquanto isso, também fazia coisas para espairecer. Desde pouco depois de se alfabetizar, seus pais insistiram que ela aprendesse francês e espanhol, e depois de mostrar facilidade no aprendizado de idiomas, a própria Bianca, encantada, decidiu fazer outros cursos de línguas. Ela também adora ler, o faz principalmente antes de dormir. Aliado a isso, está seu amor pela pintura, algo que ela descobriu cedo na vida e a faz ficar suja de tinta constantemente. Por último, como sua maior fuga, está o Instituto que abriga crianças e adolescentes com qualquer tipo de deficiência. Bi o descobriu quando tinha 11 anos e conforme foi ficando mais velha, suas visitas ao local ficaram cada vez mais frequentes. A garota, que na verdade queria cursar a faculdade de psicologia, gosta principalmente de conversar com os pacientes e, fazendo uma espécie de terapia, fazer sessões de pinturas com eles. Bianca adora os moradores do lugar, se tornando muito apegada a eles e constantemente faz doações ao lugar.
A Seleção foi ideia de Teresa, animadissima para ter a filha entre as concorrentes a coroa. Depois de decidir se inscrever, para a surpresa da família, que já estava imaginando que seria impossivel convecê-la, Bianca na verdade pensa apenas no príncipe e na possibilidade de uma futuro com ele, de amar e ser amada. Ser selecionada a deixaria animada mas receosa de todos os obstáculos que terá de enfrentar.

↝ Personalidade:
Mesmo sendo educada, respeitosa e tendo bons modos, Bianca também é impulsiva, imprevisível, imprudente e, segundo o pai, indisciplinada. Com o sarcasmo e a ironia sendo partes fundamentais de sua personalidade, Bi é extrovertida e sociável, uma garota generosa e divertida, além de simpática.
Ela tem, assim como seus irmãos e pais, um gênio forte, odiando ser contrariada e diminuída, não é o tipo de pessoa que se 'encolhe' frente ao que quer que seja, enfrentando tudo de cabeça erguida. É corajosa e ousada, teimosa e inabalavelmente decidida e determinada. Ela 'herdou' do pai a postura solene do pai, mesmo não sendo nem um pouco arrogante, sendo de certa forma 'imponente'.
Bianca é se esforça para ser uma boa amiga e boa ouvinte, extremamente preocupada com o bem estar dos outros e sempre observando as outras pessoas, tentando 'decrifrá-las' e, geralmente, consegue. Ela odeia ver pessoas tristes ou angustiadas e sempre tenta ajudá-las, o que as vezes pode passar deixar uma imagem de enxerida. Bi é inexoravelmente leal a quem é especial para ela e uma pessoa definitivamente confiável. É uma garota que odeia injustiças e arrogância, o que é uma das causas de suas discussões com a família. Adora ajudar os outros com seus problemas, quaisquer que sejam, mas aparentemente, não consegue resolver seus próprios problemas.
A primeira impressão que as pessoas tem dela é que é uma menina arrogante e com ar de superioridade, devido a sua criação. Essa imagem é claramente deturpada e equivocada, totalmente o oposto do que Bianca é. Ela sempre diz que não se importa e leva na brincadeira, mas na verdade fica magoada e decepcionada por, as vezes, perder chances de fazer novas amizades por causa de estereótipos. Ela não julga as pessoas pelas castas, odiando os preconceitos, estereótipos e intolerâncias que elas geram. Bi na verdade, acha todo os sistema de castas um absurdo, não aceita que ele seja correto ou justo. Ela por exemplo, não pode ser psicóloga por causa dele, o que ainda a deixa perplexa e com raiva. Só piorando tudo, ela sabe que os jovens que moram no instituto não poderão ficar lá para sempre, sendo jogados na rua e virando Oitos quando se tornarem adultos, assim como quase todos os deficientes em Illea. Bianca, sempre sonhadora, acredita que as coisa podem sim mudar, apesar de tudo, e espera que isso aconteça logo, fica animada de ter a chance de poder ajudar nessa mudança.
Ela sempre tenta se controlar, mas é muitas vezes impaciente e não sabe ficar de boca fechada se escuta algo que não gosta e não é do tipo que leva desaforo para casa.
Na Seleção, seus sentimentos ficam ainda mais confusos. Ela nunca se apaixonou antes e não sabe lidar com esses sentimentos, ainda mais com todas as responsabilidades que, ganhando ou não, ela vai passar a ter. Ser rainha nunca passou por sua cabeça e a partir do momento que essa prossibilidade passa a existir realmente, ela começa a se perguntar se consegue ser uma boa rainha, não só para o povo, como para seu rei.

↝ Manias:
+esticar os dedos quando está irritada ou incomodade
+enrolar o cabelo num dos dedos quando fica nervosa ou ansiosa

↝ Hobbies:
+pintar
+aprender novos idiomas
+ler
+visitar o 'abrigo' para jovens deficientes

↝ Qualidades:
+desenha e pinta muito bem
+facilidade para aprender idiomas (além de inglês, francês e espanhol, é fluente em alemão, russo, italiano, norueguês, sueco)
+generosa e simpática
+carismática, divertida e exrovertida
+leal e companheira

↝ Defeitos
+sarcástica
+teimosa
+impaciente
+sempre discute se alguém não concorda com ela

↝ Gostos:
+queijos
+pimenta
+salmão
+suco de melancia
+panquecas
+bolo veludo vermelho
+cheiro de tinta
+pintar
+ler
+generosidade
+jogos de cartas
+filmes
+batons
+festas

↝ Desgostos:
+laranjas
+qualquer coisa cru
+bacon
+perder
+ser interrompida
+injustiças
+preconceitos
+falsidade
+arrogência

↝Preferidos:
+rock e pop rock
+sua cor favorita é roxo
+salmão e bolo veludo vermelho
+batons fortes mattes
+flor: magnólias
+livros: Um Conto de Duas Cidades

↝ Casta e Emprego Dentro De Tal:
Casta 2, modelo, mas ela tem um sonho de fazer faculdade de psicologia.

↝ Província:
Bonita se puder, se não, você pode escolher sinceramente.

↝ Família:
Sebastian Rosenfeld ~ 45 ~ pai ~ Militar,Tenente-general

Um homem rígido, sério, elegante e imponente, sendo um dos militares mais prestigiados e qualificados de Illea, Sebastian é um pai um pouco duro demais. Ele tenta ser presente o máximo que pode, e apesar de cobrar demais os filhos, os ama de verdade. Ele e Bi surpreendentemente não brigam muito, mesmo com suas personalidades fortes, com Sebastian chamando a filha de 'cupcake' o que a deixa morrendo de vergonha. Acha a Seleção engraçada.

Teresa Rosenfeld ~ 44 ~ mãe ~ Atriz

Uma mulher sofisticada e elegante, é focada e de temperamento forte, não aceita 'não' e gosta de tudo de acordo com seu planejado. Ela vive batendo cabeça com Bianca, mesmo a amando muito. As duas são bem diferentes e ela diz que a garota vive no mundo da lua e não se dedica. Queria que Bianca participasse da Seleção, ficando animadíssima se a garota for selecionada.

Luca Rosenfeld ~ 26 ~ irmão ~ Militar, Major

Luca é sarcástico e odeia ser contariado, assim como Bianca, mas é o filho perfeito. O primogênito segue os passos do pai e vive falando que a irmã caçula tem que se disciplinar mais e deixar de se ser 'infantil'. Apesar de qualquer coisa, ele é o mais protetor e não fica muito feliz com a ideia da irmazinha ir para o palacio. É casado com uma modelo, Jesamine Vincent, gentil e que diz para pegar mais leve com Bianca, se dando bem com a mais nova.

Teo Rosenfeld ~ 24 ~ irmão ~ Jogador de basquete profissional ~

A única alma tranquila e calma entre os Rosenfeld, Teo não discute com ninguém e sempre apoia Bianca, sendo o único a fazê-lo. Diz que os resto da família devia pegar menos no pé da caçula e acredita que ela pode ser o que quiser. Ele é elegante, gentil e focado.

Alina Rosenfeld ~ 21 ~ irmã ~ Atriz ~

Alina é casada com um nadador, Kevan Saint Cloud, e fica cada vez mais conhecida por Illea. Uma garota sofisticada, ela é a versão mais jovem da mãe, mas discute menos com Bianca. Ela e Kevan moram ao lado dos Rosenfeld, e quando não está trabalhando, Alina passa o tempo na casa dos pais. É muito esforçada e dedicada ao trabalho e tenta passar isso para a caçula, constantemente dizendo que Bianca não tem foco e precisa 'repensar suas prioridades'. Ela e Stela são gêmeas, mas não idênticas. Na verdade, nem um pouco parecidas

Stela Rosenfeld ~ 21 ~ irmã ~ Ginásta profissional ~

Stela tem o pior temperamento da família, vive discutindo com Bianca e provocando-a, mas no fundo a ama e só quer seu bem, mesmo que de uma forma deturpada. Ela é esforçada e treina todos os dias. Ela é, assim como Bi e Luca, muito sarcástica.

↝ Roupas:

ϟ Dia-a-Dia ϟ







ϟ Encontros ϟ





ϟ Pijamas ϟ



ϟ Jornal Oficial ϟ





ϟ Festa ϟ





ϟ Natal ϟ


ϟ Halloween ϟ
Vampira


↝ Por quê se inscreveu na seleção?
Mais uma vez, atendendo aos caprichos da mãe, que não descansaria até a filha se inscrever. Não que tivesse problema com a Seleção ou o príncipe, mas a idéia foi definitivamente de Teresa. Bi não foi obrigada a se inscrever e ficaria até animada se fosse selecionada.

↝ O que acha da Seleção?
Bianca acha a seleção uma boa ideia, encantada um pouco por todo o romantismo de duas pessoas se apaixonarem perdidamente. Mas ela acredita que ninguém tenha de ser orbigada a participar e que o processo só aconteça se for o que o príncipe desejar. Também consegue exergar que um dos principais motivos da realização é para distrair o povo.

↝ O que acha dos príncipes?
Ela não sabe o que achar. Sabe que são lindos, e que tem muito mais além do que aparece em revistas e no jornal oficial. Bi tem um pé atrás com Michael, por toda as histórias que ja ouviu sobre ele, e acha que Jason parece 'travado' demais, mas espera conhê-los melhor. Está muito curiosa sobre os dois e apesar de serem príncipes, ela acredita que o único jeito de conhecê-los de verdade é agindo como se eles fossem duas pessoas normais.

↝ Príncipes ou coroa?
Príncipes, afinal, se ela está lá, quer viver uma história de amor, mas não tem 'medo' da coroa

↝ Existe a preferência por algum dos dois? Por qual?
Ela com certeza entraria pensando mais em Jason, já que ele seria mais simpático e ela acha as histórias sobre Michael desagradáveis, mas com tempo, ficaria confusa e dividida.

↝ Como vai tratar as demais selecionadas?
Ela é simpática e amigável, tenta ficar amiga delas realmente, pois não vê motivo para rivalidades e inimizades. Apesar de seus esforços e de realmente fazer amigas, algumas das selecionadas não iriam muito com a cara dela. Principalmente no inicio, as outras esperariam arrogância de Bi, devido as sua origens. Bianca espera fazer pelo menos uma grande amiga no processo, e nunca vai tentar prejudicar ninguém.

↝ Como vai tratar a família real?
Com muito mais respeito e educação, mas de resto, não muito diferente de como trata as outras pessoas.

↝Como age com os empregados?
Da mesma forma como trata qualquer um, mas um pouco mais gentil e educada, principalmente porque sabe que muitas pessoas não os tratam assim.

↝ Empregadas:
+Ruby ~ 26 anos ~ Ruby é como uma mãe, rígida mas gentil. Ela parece nunca estar cansada e é muito esforçada. Ela é como a lider das criadas de Bi, é a mais madura e responsável.


+Jade ~ 22 anos ~ Jade é animada e carismática, adora Bi logo de cara. Ela é muito sincera e sempre conta as fofocas do castelo para sua selecionada. Bianca morre de rir com ela.


+Opal ~ 20 anos ~ Uma garota tímida e muito doce. Ela é inocente e adora pentear o que cabelo de Bianca. Não fala muito, mas quando o faz, é sempre a coisa certa. Bianca gosta muito da sua companhia.


↝ É capaz de trapacear?
É a única coisa que ela não faria

↝ Trairia os princípes?
Não, mesmo se estivesse apaixonada por outro.

↝ Como vai agir nos encontros?
Ela vai ser ainda mais sincera e 'aberta', quer que os príncipes a conheçam de verdade. Ela vai tentar conhê-los também, o máximo que puder. Ela não terá medo de dar suas opiniões.

↝ Já teve uma relação antes da seleção?
Nunca teve a opurtunidade de conhecer alguém especial. Claro, já teve alguns 'casinhos' (lê-se vários), mas nada sério. Na verdade, Bi sempre teve medo de ter seu coração partido.

↝ É virgem?
Sim

↝ É capaz de fazer alguma brincadeira “do mal” que prejudique outra selecionada?
Do que adianta ganhar, se não foi justo?

↝Está ciente de que sua personagem será minha?
Aye

↝Está ciente de que se não comentar, a sua personagem será eliminada?
Aye


“The love that moves the sun and all the other stars. The kind of love that can burn the world or raise it up in glory”

↝ Nome Completo:
Cecily Thalia Beaumont

↝ Apelido:
Ceci

↝ Data de Aniversário:
9 de novembro

↝ Idade:
18

↝ Signo:
♏ Escorpião ♏

↝ Aparência:
Dona de cabelos escuros como a noite e olhos achocolatados, Cecily sempre foi uma menina linda. Seu rosto é fino e marcante e sua pele bem clara. E, mesmo seus seios sendo pequenos, ela tem um corpo de dar inveja até em modelos, esguia, alta, barriga chapada e incríveis pernas 'que não acabam nunca'. Ceci, na verdade, sempre foi mais alta que a maioria das outras garotas e, não reconhecendo sua própria beleza, considerou isso um problema.












↝ História:
Nascida em uma família amorosa e com condições financeiras razoáveis, Cecily tinha tudo para ter uma vida feliz e normal. Mas não foi assim. O pai dela, Dean, era um ótimo dentista e Annalise, a mãe, uma advogada cada vez mais requisitada. A chegada de Cecily foi uma imensa benção. O casal tinha inúmeros planos para o futuro: aumentar a família, viajar, comprar uma casa nova. Tudo foi interrompido quando eles bateram de carro numa noite chuvosa. Era um dia comum, a família estava retornando de um jantar despreocupado numa rede de fast food. O caminhão derrapou na pista molhada e o estrago foi feito. Dean morreu na hora. Annalise na mesa de cirurgia. Mas a pequena menininha de olhos chocolate sobreviveu, com nada mais que uns roxos e arranhões. O mais sério foi uma cicatriz no braço esquerdo, que ficou branca com o tempo mas nunca desapareceu. Um milagre, foi o que todos disseram.
E foi assim, sem entender o que estava acontecendo e porque ela não podia voltar para casa com a mãe e o pai, que uma Cecily de 3 anos se tornou responsabilidade do avô e tio paternos. Gideon teve que superar a perda do filho em prol do bem estar da única neta e Simon, que sempre foi irresponsável e sem noção, deu toda sua atenção para a sobrinha. Apesar dos apesares e de todas a dificuldades, Ceci foi tão amada quanto qualquer outra criança. O avô e o tio fizeram de tudo para ela e a deram todo o amor do mundo. E mesmo com aquele buraco no peito da perda dos pais, a garota disse a si mesma dia após dia, que aquilo era o suficiente.
Com um avô médico, que queria que sua neta seguisse por esse lado, Cecily pensou no seu futuro desde cedo. A profissão do avô e dos pais não a interessavam muito, mas por outro lado, o trabalho do tio era encantador. Simon leciona literatura na universidade de Waverly e a atração pela área acadêmica lhe pareceu inveitável. Ceci cresceu rodeada por livros, romances, ficção, história, filosofia, sociologia, astrologia. Tudo sempre lhe interessou, mas apesar do seu amor pela área do tio, optou pela história. Faz faculdade de história e da aulas para crianças. Ceci ama seus pequenos aluninhos, e é com eles que ela mais se solta.
Cecily nunca botou muito esforço em fazer amigos, mesmo sendo agradável e carismática. Sempre educada, não deixa as pessoas se aproximarem muito, com raríssimas exceções. Ter poucas amizades não a incomoda pois esse é seu objetivo, apesar de não admimitir. Ceci tem medo de criar laços para depois perdê-los. Um trauma da perda dos pais.
A inscrição na Seleção foi inesperada. A carta chegou e mesmo sem dar muita bola, a garota pensou "Por que não? Pode ser divertido".

↝ Personalidade:
Cecily é uma menina muito inteligente e sagaz. Ela gosta de qualquer tipo de livro e eles são sua favorita e mais tradicional companhia. Com o tio e o avô ela é mais "solta" e falante, mas na presença de outras pessoas Ceci tende a se fechar.
Ela dá sua opinião sobre os mais variados assuntos em qualquer lugar e momento, mas não tende a ser expansiva. Isso se deve ao fato dela ser muito desconfiada e analisar muito as pessoas. Ela tem uma tendência a julgar as pessoas e não se importa em compartilhar suas impressões, NUNCA mente. Isso não faz ser antipática ou grossa. Cecily é sempre bem educada e não desrespeita ninguém. É também carismática, para seu desespero, com a maioria das pessoas gostando dela. Ela é claro, nunca entendeu como isso é possível.
Odeia ser provocada, facilmente se irritando mas nunca perdendo a cabeça. Apesar de estar pulando e morrendo de raiva por dentro, por fora mantém uma aparência calma e tranquila e suas respostas são sempre precisas e incisivas. Por ser tão observadora, ela sabe muito bem 'tocar' na ferida.
Cecily é curiosa ao extremo e geralmente consegue ser discreta para saber tudo que está acontecendo. Não é fofoqueira. Não costuma compartilhar suas 'informações' com outras pessoas, a menos se for alguém que ela goste e confie.
É uma garota totalmente leal a quem ela ama, mesmo que essas sejam poucas. Sua confiança é algo de difícil 'aquisição', não tanto por ser desconfiada, mas pelo medo da decepção e da perda.
Sempre generosa, Ceci apesar dos esforços pessoais de não se envolver com as pessoas, as vezes acaba tentando ajudar quem ela acredita que precise. Não suporta ver os outros angustiados ou tristes.
As pessoas costumam se surpreender com ela. Parece calma e reservada, mas quando abre a boca, suas palavras são sempre incisivas e cortantes, sem nenhum pudor e muitas vezes cheias de sarcasmos e ironias. Não que ela seja mal educada, apenas sincera. Ser brutalmente honesta é uma das suas marcas registradas. Além do mais, apesar de qualquer coisa, as pessoas continuam gostando dela, para seu horror e confusão.
Cecily fica nervosa e corada quando se sente atraida por algum homem, ja que sua experiência na área é zero, e, depois de ler tantas estórias de amor, se pergunta como é se apaixonar. Obviamente já se sentiu atraida por alguns caras, mas amar alguém como Sydney Carton amou Lucie Manette ou como Mr Darcy amou Elizabeth.
Ela sempre faz citações dos livros que já leu, que foram muitos. Além disso, Ceci é uma feminista engajada, não suportando demonstrações de machismo.

↝ Manias:
+estalar a língua quando fica irritada
+arranhar os labios quando fica nervosa

↝ Hobbies:
+ler
+tocar piano
+ver filmes antigos
+jogar xadrez com o avô e o tio

↝ Qualidades:
+cozinha muito bem
+joga xadrez muito bem
+brutalmente honesta
+leal
+muito inteligente
+bem educada
+carismática
+altruísta

↝ Defeitos:
+brutalmente honesta
+desenha mal
+afasta as pessoas
+incisiva
+desconfiada

↝ Gostos:
+pancakes
+vitaminas variadas
+pizza
+batata frita
+cheeseburger
+gatos
+café forte
+dar aula para suas crianças
+comida apimentada
+caramelos
+flores
+xadrez
+filmes antigos
+livros
+dormir
+pessoas educadas

↝ Desgostos:
+quem invade seu espaço
+pessoas sem noção
+puxa sacos
+mentiras
+abacaxis
+saladas
+matemática
+insetos
+arrogância

↝ Preferidos:
+flor: dália
+café forte
+comida: qualquer coisa bem apimentada (apesar de matar por um lanche de fast food)
+livros: Um Conto de Duas Cidades; Orgulho e Preconceito; toda a obra de Cassandra Clare
+indie rock e folk
+"Viver não é apenas sobreviver. Também existe felicidade."
+cor: roxo

↝ Casta e Emprego Dentro De Tal:
Casta 3, faz faculdade ainda mas já dá aulas de história para crianças

↝ Província:
Waverly

↝ Família:
Gideon Beaumont ~ avô ~ 68 anos ~ Médico, neurologista

Um homem inteligente e educado, passa uma imagem de sério, mas na verdade é divertido e alegre. Ama muito a neta e faz de tudo para ela. Eles se dão muito bem e sempre assistem tv juntos. FIcou surpreso quando ela se increveu, e um pouco enciumado.

Simon Beaumont ~ tio ~ 37 ~ Professor de literatura

Ele é engraçado e bem humorado. O pai vive reclamando que ele não leva nada muito a sério. Simon é um pouco estabanado, mas da todo seu amor a sobrinha e quer que ela seja feliz. Ele a levava para a faculdade quando ela era pequena e os dois sempre conversam sobre livros. Também adoram jantar em fast food. Simon nem acreditou quando a sobrinha se inscreveu na Seleção, mas depois deu de ombros

Dean e Annalise Beaumont ~ pai e mãe ~ teriam 45 anos ~ Dentista e Advogada ~ falecidos



↝ Roupas:

ϟ Dia-a-Dia ϟ







ϟ Encontros ϟ





ϟ Pijamas ϟ



ϟ Jornal Oficial ϟ





ϟ Festas ϟ





ϟ Natal ϟ


ϟ Halloween ϟ

Bruxa (+um batom trevoso)


↝ Por quê se inscreveu na Seleção?
A carta chegou num belo dia à residência dos Beaumont. Nenhum dos 3 deu muita bola por alguns dias até que Ceci pensou "Bom, não vai doer me inscrever não é? Além do mais, eu não vou ser necessariamente seleciona". Para ser sincera, a garota não sabe ao certo o porque da inscrição, ela apenas quis.

↝ O que acha da Seleção?
Cecily não tem uma opinião formada sobre a Seleção. Ao mesmo tempo que acha um pouco clichê e idiota toda essa história de romance e de uma cabeçada de garotas competindo entre si, acha que pode ser divertido e talvez, dar certo.

↝ O que acha dos príncipes?
Nunca prestou muita atenção neles, só sabe o que sai nas revistas. Ceci os acha muito bonitos e já perceu que eles são muito diferentes.

↝ Príncipes ou coroa?
Pra falar a verdade, quando se inscreveu, não tinha nenhum objetivo, só mandou a carta sem pensar muito. Mas estando na competição, ela só se esforçaria para ficar se for pelos príncipes, a coroa não é tudo isso nos olhos de Ceci

↝ Existe a preferência por algum dos dois? Por qual?
Na verdade não, ela não os conhece e nunca pensou muito na família real antes de ser Selecionada.

↝ Como vai tratar as demais selecionada?
Com educação. É obvio que por não ser tão expansiva ela não vai procurar fazer uma melhor amiga, mas do jeito que as coisas são, algumas vão tentar se tornar suas amigas e ela pode acabar cedendo, principalmente por causa da situação. De qualquer jeito e mesmo não gostando de alguém, ela não vai procurar confusão, via tentar se manter neutra, mas se alguém for discutir com ela vai ter que lidar com sua cara de 'paisagem' e língua afiada. Talvez, ser brutalmente honesta, conte pontos tanto contra quanto a favor Cecily.

↝ Como vai tratar a família real?
Cecily vai ser respeitosa e educada, mas não vai fingir ser algo que não é. Diferente da maioria das outras meninas ela não ficar tentanto se aproximar deles e sim esperar que alguém venha falar com ela. Como sempre, para o horror de alguns, vai continuar sendo brutalmente honesta mesmo na presença deles.

↝ Como age com os empregados?
É sempre muito cordial e educada, além de sempre pedir para eles não serem tão formais.

↝ Empregadas:
+Ivy ~ 23 anos ~ Ivy é calma e tranquila, faz tudo com muita precisão. Ela passa muito dessa calma e tranuilidade para Ceci, que acha a presença dela muito reconfortante.

+Hazel ~ 23 anos ~ Estabanada e atrapalhada, mas muito dedicada. Ela se esforça para melhorar. Apesar disso é muito inteligente e adora dar conselhos para Ceci e jogar xadrez com ela.

+Bryony ~ 21 anos ~ Agitada, animada e muito extrovertida. Está sempre fazendo Cecily rir e apesar de ser a mais nova, seria a 'líder' das criadas da garota. Nunca deixa Ceci se desanimar e diz que com toda a certeza a jovem seria uma rainha incrível.


↝ É capaz de trapacear?
Trapacear vai contra todos os ideais de Ceci

↝ Trairia o príncipe?
Não

↝ Como vai agir nos encontros?
Não vai admitir mas vai ficar muito nervosa. Ela vai se esforçar para agir normalmente e vai ficar ainda mais receosa de se realmente se apaixonar pro um dos príncipes. Mas vai ser, como sempre, brutalmente honesta

↝ Já teve uma relação antes da seleção?
Beijar ela já beijou, mas se gostar de alguém? Namorar? Se apaixonar? Nunca

↝ É virgem?
Sim

↝ É capaz de fazer alguma brincadeira “do mal” que prejudique outra selecionada?
Do que adianta ganhar, se não foi justo?

↝Está ciente de que sua personagem será minha?
Aye

↝Está ciente de que se não comentar, a sua personagem será eliminada?
Aye

↝ Algo mais:
+O avô a ensinou a tocar piano quando ela era bem pequena. Serviu como uma 'terapia' depois do acidente dos pais, a ajudando a superar a perda
+Ceci aprendeu a cozinhar porque digamos que as habilidades culinárias do tio e do avô são bem simplórias e ela não queria comer fora todo dia.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...